Início / Planejamento / Por que o ‘desapego material’ é uma expressão entre viajantes

Por que o ‘desapego material’ é uma expressão entre viajantes

Olá amigo leitor,

Não sei se você costuma ler frequentemente blogs de viagem, espero que sim. Não que ser blogueiro seja primordial para o tema do artigo de hoje, mas como esse é o mundo que vivo, acabo conhecendo muitas histórias e conversando com viajantes que escrevem.

O fato é que muitos dos viajantes frequentes que conheço, daqueles que largaram tudo para fazer uma longa viagem, partiram para um ano sabático ou que assumiram um estilo de vida focado em viajar, acabam incorporando o desapego material.

Planeje sua viagem => Dicas para encontrar melhores ofertas no Booking.com

As 10 principais dicas e segredos para acumular milhas aéreas

O desapego material entre viajantes.

Falo por mim, isso não quer dizer que prefiro o perrengue ao luxo ou que nunca mais na vida aproveitarei dos benefícios do capitalismo. Porém, viajar e conhecer diferentes estilos de vida ao redor do mundo, ver que pessoas vivem muito mais felizes sem precisar comprar, gastar e consumir desenfreadamente, me abriu os olhos e hoje sei que preciso de muito menos para viver bem e feliz. O melhor disso tudo, é que posso economizar e gastar mais com viagens.

 

O desapego material nas viagens

Quem ficou viciado em viajar sabe, daqui pra frente grande parte de sua poupança vai para a próxima viagem. Mesmo assim, é importante saber controlar os gastos também durante as férias, ano sabático, volta ao mundo…o que seja. Claro que gosto de ficar hospedado num mega resort, mas será que irei mesmo aproveitar as instalações ou ficar rodando o dia todo e apenas dormir por lá??? Adoro comer em restaurantes chiques, mas não será melhor conhecer a culinária local nos mercados populares, barraquinhas e na rua???

O que aprendi e procuro sempre aplicar em qualquer viagem é aproveitar o dinheiro com o que realmente me importa. Quero sim um mínimo conforto para dormir, mas prefiro gastar com atividades e, obviamente, ficar mais tempo viajando.

O fato é: não precisamos de muito. Estamos acostumados a acumular, ter dez pares de sapatos, inúmeros jeans, relógios, sempre no plural…isso acaba nos influenciando no momento de arrumar a mala e partir para uma aventura. A mala quase não fecha, ou estou errado??? Estamos sempre tão acostumados a ter tudo a mão, que levamos esse costume para um viagem. Pergunta: você realmente usa tudo o que leva na mochila???

Outra maneira de praticar o desapego é deixando de comprar souveniers, bugigangas e lembrancinhas que a gente nunca usará. Se você faz coleção de imãs de geladeira, ok. Eu prefiro colecionar tampinhas de garrafa de cerveja. Agora ficar comprando camisetas, canecas ou qualquer outra coisa apenas por querer levar algo pra casa, isso não faço mais.

Leia também => Saiba as reais vantagens de contratar um seguro de viagem

Sabia que o Seguro Viagem é essencial para sua segurança no exterior?

Além de ser obrigatório nos países da Europa, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5, é só clicar no botão.
 

 

O desapego material nos viajantes

Sei que posso estar generalizando, mas sempre noto esse tipo de desapego em muitos viajantes. É fácil perceber que não ligam por aparecer com a mesma roupa em várias fotos, pensando em viajar mais leve e confortável. Imagine ter que carregar uma mega blaster mala de 20 kg + mochila de 5 kg quando estiver chegando em uma das ilhas da Tailândia. Colocar e tirar a bagagem do barco, andar na areia, procurar o hotel…enfim, posso dar milhões de exemplos para te convencer a levar o mínimo possível dentro da mochila. Faça isso!!!

Com o tempo também fui trazendo isso para o meu dia-a-dia, cada vez com menos necessidade de bens materiais. Não faço questão de ter o melhor carro, nem de comprar roupas de marca, muito menos de gastar minha grana em baladas…tudo vai para a poupança. Tudo bem que seja uma parcela pequena, mas fico feliz em ver um número maior de pessoas acumulando menos e viajando mais, aproveitando melhor a vida.

Certa vez li uma frase de Mahatma Ghandi: “a posse daquilo que você não precisa, é furto”. Foi viajando que fui entender o que realmente significava e comecei a viver a vida focado apenas no que realmente me faz bem. Falei bastante sobre isso em minha participação no programa de TV apresentado pelo Ex-VJ da MTV, Edgard Piccoli.

 

Você é consumista ou pratica o desapego?

Quando criei o projeto viagem de volta ao mundo em 365 posts sabia que a viagem seria o estalo para transformar toda a minha vida. Ainda não tive a noção exata da dimensão de tudo, mas já consigo ter uma boa ideia de como funciona a rotina de um viajante. Este é o 338º artigo, veja também outras curiosidades sobre a viagem:


Fazendo sua reserva através dos links parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, VOCÊ NÃO PAGA TAXAS EXTRAS, e dessa forma monetizamos nosso trabalho. Se houver dúvida, leia as políticas do blog, ou deixe um comentário.

Planeje sua viagem => Dicas para encontrar melhores ofertas no Booking.com

Aluguel de Carros | Passagens Aéreas | Passeios e Tours | Seguro de Viagem


Também pratica o desapego material? Ainda tem dúvidas? Gostaria de compartilhar suas histórias?

Deixe seu comentário abaixo!!!

Até + !!!

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Guilherme Tetamanti

Paulistano de 35 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

7 Comentários

  1. Gostaria de receber mais…informações.

  2. Oi Guilherme!

    Adorei os seus posts! Tb saí para uma viagem de um ano e depois de 2 meses roubaram minha mochila na Suíça. Desapego forçado, mas estou feliz e viajando com menos!

    Beijāo,

    Cris

  3. Ate entendo seu ponto de vista e tambem acredito que desapego e essencial…Fiz uma viagem, que por sinal foi bem mais curta do que planejei e ando aprendendo bastante desde entao e nao viajando tanto assim…Com certeza devemos acumular mais momentos do que coisas, mas vejo tambem que o proprio viajante acaba entrando numas, como vc mesmo disse “viciadas” em viagens…So por isso o lance do desapego cai por terra, pelo meu ponto de vista…Todos procuramos meios de nos sentir mais preenchidos e a viagem segue o mesmo caminho so que por um meio mais “descolado” pq e legal ser viajado, mas se para pra reparar, vc nao gasta com baladas, nao gasta com sei la oq, mas gasta com viagens…Vejo ai a mesma inquietude dos que gastam com outras coisas…Acho que precisamos, na verdade, e aprender a comtemplar a vida que esta nos nossos dias, a nossa volta e onde estamos, nenhum apego e mesmo necessario, nem mesmo o de vajar, tudo deve ser feito com equilibrio, cuidado para nao achar que somente viajar e necessario, necessario mesmo e encontrarmos nos mesmo…A viagem, a balada, as lembrancinhas, tudo isso, se analizado profundamente e so uma parte do nosso caminho…

  4. Oi Guilherme!

    Concordo com sua postura! Já não era muito consumista e fui aprendendo esse desapego no ano de intercâmbio. Apesar de ter sido uma experiência bem diferente de um ano sabático.

    Com certeza estou levando tudo isso em consideração para meu primeiro mochilão.

    Ficar carregando muito peso, pagar excesso de bagagem, despachar, é tudo um saco. Já passei da fase de querer levar a casa inteira em qualquer viagem! hahaha

    Ah, e também nada de lembrancinhas desnecessárias! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *