Qual é o custo de vida na Itália: preço de aluguel, alimentação etc

Qual é o custo de vida na Itália: preço de aluguel, alimentação etc

Entre os maiores países da União Europeia, o custo de vida na Itália não está nem entre os mais baratos e nem os mais caros da Europa. O país possui preços acessíveis de mercado e até de aluguel, mas atualmente não possui um salário mínimo determinado.

Assim, o custo de vida pode ser alto para pessoas que atuam em empregos que não exigem ensino superior ou que trabalham meio turno diariamente. Os salários são definidos em acordo com cada empresa, inclusive a forma de pagamento pode ser tanto semanal, quinzenal, como mensal.

A falta de padrão nos salários e a crise econômica que existe na Itália há alguns anos torna difícil para alguns profissionais arriscarem iniciar uma nova vida no país. Em contraponto, fatores como saúde e educação são incentivos para aqueles que desejam criar raízes ou até trazer a família para morar na “Bota”. Descubra agora a média das despesas mensais na Itália.

Planeje sua viagem => Dicas dos melhores hotéis da Itália

Seguro viagem para Itália »

 

Quanto custa viver na Itália?

Custo de vida na Itália

O custo de vida médio na Itália na Europa, para duas pessoas é de aproximadamente €800/mês, considerando aluguel, transporte mensal e alimentação. Obviamente, o valor pode variar de acordo com a região em que se habita e de cidades maiores para menores. A média salarial para quem trabalha 40 horas semanais pode variar de €700 a €1.300 por mês em cargos que não exigem nível técnico ou superior.

CLIQUE AQUI para fazer remessa online de dinheiro para exterior »

 

Quanto custa o aluguel na Itália?

Preços dos alugueis da Itália

O aluguel na Itália parte de €500/mês por uma casa com um ou dois quartos (“monolocale” e “bilocale”, em italiano) e atingir valores muito mais altos de acordo com preferências como áreas centrais, casas maiores e mais luxuosas. Para os estudantes, é comum dividir quartos e casas para economizar no aluguel. Um quarto em casa compartilhada pode custar €200 mensais.

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?
Compare preços e compre online na Confidence Cambio »

 

Quanto custa o transporte na Itália?

Melhores cidades para morar na Itália

Os valores de transporte público no país são baratos, mas possuem algumas variáveis a considerar. O preço médio para transitar de ônibus dentro da mesma cidade é de €1,50 o trajeto.

Os ônibus intermunicipais cobram de acordo com o ponto de partida e a cidade de destino, entre cidades vizinhas, custa em média €3. Nesse caso, o trajeto de trem costuma ser mais barato, pouco mais de €2.

Para quem utiliza o transporte público diariamente, é possível adquirir passes mensais, que são muito mais baratos, em média €30 por pessoa. Estudantes possuem desconto.

 
 

Aqui estão alguns dos principais motivos do porquê recomendamos de olhos fechados esses passeios da GetYourGuide na Itália. Temos certeza de que ao contratar tours e excursões, você vai amar sua experiência:

  • Milhares de atividades imperdíveis para todas as idades e interesses;
  • Os preços mais baixos, garantidos - sem taxas de reserva ou cobranças ocultas;
  • Faça a pré-reserva de ingressos e pule a fila nas principais atrações com o inventário exclusivo de ingressos;
  • Mantenha-se flexível com cancelamento fácil até 24 horas antes;
  • Pagamento e bilhetes otimizados para celular para reservas onde você estiver;
  • Atendimento ao cliente amigável e experiente, disponível 24/7 no seu idioma.
 

Para quem possui carro, o combustível mais comum é o diesel, que custa em torno de €1,50 por litro. A gasolina é um pouco mais cara, mas ainda fica abaixo de €2/l. Descubra como funciona o aluguel de carro na Itália.

Dúvida => Como usar WhatsApp na Europa?

 

Quanto custa a alimentação na Itália?

Cidades pequenas para morar na Itália

Os produtos nos supermercados são, em geral, baratos, inclusive se convertermos os valores para reais brasileiros. Entre os itens mais em conta estão as massas, menos de €1 por pacote de 500g.

Frutas, legumes e verduras também costumam ser bastante acessíveis, desde que consumidos os produtos da estação. As carnes são de longe os produtos mais caros, chegando a custar €15/kg. Em média, duas pessoas gastam cerca de €200/mês em mercado e/ou feira.

O valor para alimentação em restaurantes, se comparado ao preço dos itens no mercado, é bem mais elevado. Mesmo assim, é possível fazer uma refeição completa com até €15 por pessoa.

Para saber mais leia também o que comer em cada região da Itália.

Em restaurantes mais requintados ou com produtos mais caros como de frutos do mar ou carnes o preço aumenta consideravelmente, chegando a custar cerca de €30 por pessoa.

   
   

Economia​ => Internet ilimitada na Europa

 

Quanto custa a educação na Itália?

Biblioteca italiana | Foto: Denise Picci, via Wikimedia Commons.

A educação na Itália é assunto levado muito a sério. Toda criança a partir dos seis anos de idade que resida no país deve estudar, seja ela italiana ou não.

Inclusive, a própria escola fornece um tutor para acompanhar o aluno que não é italiano dentro de sala de aula. Antes dos seis anos ainda há opções de “creches” para crianças a partir de três meses.

O ensino básico na Itália é gratuito, oferecido pelo governo e exige dos pais apenas uma contribuição para o almoço nos dias de turno integral, cerca de €20/mês.

Além disso, há o custo de material escolar, que possui uma lista muito mais enxuta que a do Brasil. Ainda existem escolas particulares, mas costumam ser usadas para crianças que possuem necessidades especiais de aprendizado.

Não deixe de ler => Cidades italianas mais baratas para morar

Universidade italiana | Foto: Alexandre de Souza, via Wikimedia Commons.

O Ensino Superior na Itália, seja bacharelado, pós-graduação, mestrado ou doutorado, possui opções de universidades públicas e privadas, tal como em toda a Europa.

No caso das instituições públicas, é cobrada uma anuidade dos alunos, um tipo de taxa administrativa, que pode ser de €600 a €4.500. O valor é definido pelo ISEE, um índice socioeconômico do país.

Basicamente, quem ganha mais, também paga uma taxa maior. Os estudantes que comprovarem pela renda familiar que não possuem condições de pagamento ou abaixo de €17 mil, conseguem solicitar para uma bolsa de estudos.

Em universidades privadas, o custo anual pode chegar a até €15 mil. Lembrando que no caso de universitários, é possível residir em casas de estudantes e fazer refeições no campus por valores mais acessíveis que os praticados no dia a dia. A acomodação pode partir de €100 e as refeições ficam pouco mais de €1.

Útil => Aplicativos para sua viagem para Europa

 

Quanto custa a saúde na Itália?

Hospital em Roma | Foto: Dguendel, via Wikimedia Commons.

Todo cidadão italiano ou residente na Itália que tenha um visto de permanência (“permesso di soggiorno”, em italiano) tem direito a fazer uma Tessera Sanitaria. Aproveite e descubra quais são os tipos de vistos na Itália.

O cartão é pessoal e cadastra a pessoa no sistema público de saúde do país. Ao fazer a Tessera, o residente possui um médico de família, selecionado de acordo com o comune em que mora.

As consultas com esse médico, um clínico geral, são gratuitas e será ele que encaminhará você a um especialista, caso necessário. As consultas com especialistas possuem uma taxa. O valor gira em torno de €20.

Imperdível => Passeios na Itália

   
   
Hospital em Milão | Foto: Giovanni Dall’Orto, via Wikimedia Commons.

A compra de medicamentos é extremamente barata. Lembrando que são poucos os remédios que são vendidos sem receita, no máximo algo para dor.

Mesmo os antibióticos, que pesam muito no bolso dos brasileiros, chegam a custar €2 nas farmácias italianas.

Para as pessoas que viajam à Itália por curto período a saúde pode sair de graça também. O país tem um acordo internacional com o Brasil que permite que os contribuintes do INSS solicitem gratuitamente o Certificado de Direito à Assistência Médica, o CDAM, que dá direito ao atendimento público de saúde italiano de forma gratuita.

Dúvida​ => Qual moeda levar para a Itália: euro, dólar ou real?

 

O custo é vida na Itália é alto?

Cidades mais baratas da Itália para viver

O custo de vida na Itália costuma ser bastante em conta para aqueles que residem no país. Obviamente o padrão varia de acordo com o salário final de cada pessoa ou família.

Apesar das variáveis, os sistemas de saúde e educação de alto padrão e com valores muito acessíveis, certamente são um grande diferencial em comparação ao Brasil.

Para quem está planejando uma viagem de duração mais longa ou até mesmo uma mudança definitiva para a “Bota”, uma ótima dica é escolher bem a região em que se irá morar. Se sua ideia é apenas turistar mesmo, confira quais são os passeios imperdíveis em Roma.

A Itália é plural em suas paisagens, mas também no seu custo de vida. Regiões mais ao sul do país oferecem custos muito menores, desde produtos nos supermercados até moradia. Localizações mais ao norte, nas regiões do Piemonte, Lombardia e, principalmente, do Vêneto são mais caras para se viver.

Para saber mais sobre a Itália leia também sobre quais são as regiões mais bonitas da Itália.

O ideal é estar aberto para mais de uma opção e ser flexível caso um primeiro destino não seja aquilo que você busca. Uma opção, ainda, é escolher cidades mais afastadas dos grandes centros.

Um comune vizinho pode representar uma economia muito bem-vinda, além de poder oferecer mais qualidade de vida e até mesmo facilidade de inserção na comunidade local.

Você sonha em morar na Itália? Qual a sua expectativa de mudança? Deixe nos comentários!

 

CATEGORIAS
ESCRITO POR

Bárbara Armino

ESCRITO POR

Bárbara Armino

Bárbara Armino Decimo - a Bah - é jornalista, gaúcha de apelido e nascença. Italiana nascida no Brasil, reside atualmente na Itália, onde veio resgatar as raízes da família, aprender e reconhecer-se na cultura dos seus antepassados. Ama as coisas simples da vida, o céu, o vento no fim da tarde, um chimarrão compartilhado, cafés e viagens. No momento, não economiza pernas para conhecer novos lugares.

Organize sua viagem

10 dicas para você
planejar sua viagem

Separamos as principais ofertas dos nossos parceiros para você economizar.
Clique nos itens abaixo e confira:

Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes de Viagem

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Ingressos

Reserve as entradas para tours, atividades e espetáculos

 

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes de Viagem

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Ingressos

Reserve as entradas para tours, atividades e espetáculos

 

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do post

  1. Margareth

    Bárbara, gostaria de ir para Italia, em busca da minha cidadania. Fiquei sabendo que se morarmos 6 meses ai, e neste periodo entrar com a documentação comprovando direito à cidadania, conseguimos rapidamente. Vc tem alguma informação sobre isso? Que tipo de visto eu preciso pedir? Agradeço se puder ajudar com informações! Grata, Margareth