Mato Grosso

O turismo no Mato Grosso, assim com nos outros estados do Centro Oeste, é focado no ecoturismo. É que parte do estado é ocupada pela Amazônia, parte pelo Pantanal e ainda parte pelo cerrado. Com isso, há atrativos de sobre para quem quer aproveitar a natureza para descansar ou para praticar esportes de aventura.

Além dessa mistura de paisagens, a cultura do Mato Grosso também o bem miscigenada, uma vez que a região foi ocupada por jesuítas espanhóis, que depois foram expulsos por bandeirantes paulistas em 1680. Já em 1718, com a descoberta de ouro na região houve um grande desenvolvimento e a chegada de migrantes de todo o Brasil, além de seringueiros, pecuaristas e exploradores de erva-mate.

O estado, assim como Goiás, também tinha uma extensão territorial imensa e acabou sendo dividido em dois. Assim, em 1979 nascia o Mato Grosso do Sul. O Mato Grosso tem 903 mil km² e faz divisa com Mato Grosso do Sul, Amazonas, Pará, Goiás, Rondônia e ainda fronteira com a Bolívia.

Quer saber mais sobre o turismo no Mato Grosso? Leia este artigo e fique por dentro dos pontos turísticos e do que fazer por lá.

Planeje sua viagem => Melhores hotéis no Mato Grosso

Precisa de seguro viagem para o Brasil?

 

Turismo no Mato Grosso

Turismo no Mato Grosso
Ecoturismo é atração no Mato Grosso.

O Mato Grosso é cortado por muitos rios, como Juruena, Teles Pires, Xingu, Araguaia (que também passa por Goiás), Piqueri, São Lourenço, Cuiabá, entre vários outros. Com tanta água e floresta, o clima é tropical super-úmido de monção, uma variação climática que marca os períodos chuvosos. E os períodos chuvosos são longos e com chuva intensa. Mas a temperatura média é agradável, por volta de 24ºC.

Uma curiosidade do Mato Grosso é que sua capital, Cuiabá, é o ponto central da América do Sul. Ela fica no chamado Centro Geodésio do subcontinente, que marca o local onde a distância é exatamente a mesma para o começo e para o fim do território. Por isso, Cuiabá é conhecida como Coração da América do Sul.

Além do ecoturismo, Mato Grosso é forte no agronegócio. Tem uma grande produção agrícola e, constantemente, os produtores locais batem recordes de quantidade de itens produzidos. No estado ainda há muitas aldeias indígenas, algumas delas também são visitadas por viajantes.

Descubra => Melhores passeios guiados no Brasil

 

O que fazer no Mato Grosso

Cuiabá

Dicas de viagem no Mato Grosso
Catedral de Cuiabá | Foto: Mateus Hidalgo, via Wikimedia Commons.

A capital mato-grossense cresceu muito durante a Corrida do Ouro e hoje é uma capital como a maioria das grandes cidades brasileiras: cheia de gente de todo canto e com um trânsito caótico. É a porta de entrada do estado e ponto de partida para os pontos turísticos mais famosos do Mato Grosso, como a Chapada dos Guimarães e o Pantanal Norte.

Se você vai para um desses locais, mas tem um tempinho aproveite para conhecer a capital do estado. Os atrativos de Cuiabá são mais simples se comparado com o que você verá na Chapada ou no Pantanal, mas ajudam a contar a história do estado. Além disso, você pode aproveitar a vida noturna e a gastronomia local.

Entre os pontos turísticos da cidade estão o Monumento do Centro Geodésico (aquele que marca a metade exata da América do Sul); o centro histórico da cidade; o Museu do Morro da Caixa D´Água; o Museu de Arte Sacra de Cuiabá; o Santuário de Nossa Senhora do Bom Despacho; além da Arena Pantanal, construída para a Copa do Mundo de 2014.

Dica = > Como acumular milhas aéreas

 

Chapada dos Guimarães

Roteiro de viagem na Chapada dos Guimarães
Chapada dos Guimarães | Foto: Edmilson sanches, via Wikimedia Commons.

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães é muito procurado por viajantes que curtem praticar esportes de aventura como trekking, montanhismo, mergulho. Localizado a 64 quilômetros de Cuiabá, a região tem muitos paredões de arenito vermelhos e laranja, rochas, cachoeiras, cavernas, mirantes e cânions.

Como a Chapada dos Guimarães está localizada na região do Centro Geodésico (que fica em Cuiabá), muitas pessoas acreditam que há poderes mágicos nos desfiladeiros. Por isso, além dos viajantes aventureiros, muitas pessoas místicas costumam viajar por lá.

Entre os maiores atrativos do parque estão o Morro e São Jerônimo, que a caminhada para lá dura 6 horas ida e volta; o Circuito das Cachoeiras. Você também pode fazer rafting e rapel no Rio São Lourenço, em Jaciara; mergulho de flutuação no Rio Salobras e Triste, em Nobres.

Além da Gruta Azul, da Caverna Aroe Jari e da Cachoeira Véu de Noiva, famoso cartão postal da região que desce em um paredão de arenito e forma um lindo poço no fundo. Neste artigo, você encontra tudo sobre o turismo na Chapada dos Guimarães.

Mala extraviada => Como funciona o seguro bagagem

 

Pantanal Norte

Dicas de viagem no Pantanal do Mato Grosso
Pantanal | Foto: Filipefrazao, via Wikimedia Commons.

O Pantanal é um bioma de transição entre a Amazônia e o cerrado e tem sua maior característica ser uma região alagada, sobretudo no período de cheia, entre outubro e abril. Na América do Sul o Pantanal vai do Mato Grosso (onde é chamado de Pantanal Norte) ao Mato Grosso do Sul, além de passar pelo Paraguai e pela Bolívia. E é uma das maiores planícies alagadas do planeta.

Para conhecer o Pantanal Norte você pode cruzar a estrada Transpantaneira, que vai de Poconé até Porto Jofre, na divisa dos dois estados, ou viajar de barco pelos mais de 180 rios do bioma. No Pantanal ainda há mais de 3,5 mil espécies de plantas, 650 espécies de aves, mais de mil tipos de borboletas, 80 diferentes espécies de mamíferos e outras 50 de répteis.

Durante o passeio, seja de barco ou de carro, você pode ver tucanos, tuiuiú, jacaré, veado, onças, capivaras e muitos outros tipos de animais, além das plantas. É um passeio incrível e muito diferente de tudo o que você pode encontrar Brasil a fora. Vale muito a pena.

 

Dicas de turismo no Mato Grosso

O Mato Grosso é mais um estado cheio de belezas naturais e atrativos turísticos voltados ao ecoturismo e ao turismo de aventura na região do Centro Oeste. O estado mistura com maestria cidades mais urbanizadas, floresta, cerrado e áreas alagadas.

Dá para visitar paisagens bem diferentes sem sair do estado! É muito curioso e interessante de ver, além de saber da história desses estados, desenvolvidos no período da Corrida do Ouro, mas que do ouro restaram as histórias e a miscigenação por conta dos vários migrantes que foram para lá.

Se quiser outras informação sobre o turismo no Mato Grosso, visite o site da Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem (RBBV) e dê uma olhada no post índice. A RBBV reúne artigos de blogueiros de viagens de todo o Brasil.

E você, já conhece algum desses destinos ou eles estão na sua lista de próximas trips? Conte para a gente nos comentários.

Até + !!!

 

Background Tickets
Mato Grosso

Promoções de Passagens

Selecione um filtro para visualizar os pacotes de viagens.
Mato Grosso

Lazer e Diversão

Background Acomodação
Mato Grosso

Ofertas de Hotéis

Preços mais baixos encontrados por usuários reais.
Os valores podem variar conforme disponibilidade, datas e taxas.

Quero Viajar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *