Pontos de interesse da Tailândia: monumentos e paisagens

Pontos de interesse da Tailândia: monumentos e paisagens

Os pontos de interesse da Tailândia são incontáveis. No país, há atrativos de todos os tipos, para todos os gostos, distribuídos por todo o território, movimentando o turismo na Tailândia país o ano inteiro.

Por isso, uma viagem à “Terra dos Sorrisos” é uma experiência de vida inesquecível. Tem o agito da caótica Bangkok, lindas paisagens e natureza, religiosidade, espiritualidade, cultura, história, costumes peculiares. Fora as praias e cenários paradisíacos.

Quem viaja para esse cantinho da Ásia descobre um outro mundo para desbravar e aprender. Atrações turísticas não faltam e você sempre descobre coisas novas no maravilhoso mundo do sudeste asiático. E, falando da Tailândia te digo: esse país tem de tudo.

Embarque nesse texto e descubra mais sobre os pontos de interesse da Tailândia, um dos melhores países do mundo E pode ter certeza: se você entrar de corpo e alma num roteiro pelo país, você vai renovar as esperanças na humanidade. Conheça a “Thailand” a “terra dos livres”.

Planeje sua viagem => Melhores hotéis da Tailândia

Seguro viagem Ásia e Sudeste Asiático »

 

Pontos de interesse da Tailândia

Pontos de interesse da Tailândia
Conheça os melhores pontos de interesse da Tailândia.
  • Khao San Road
  • Grand Palace e o Templo do Buda de Esmeralda
  • Wat Pho e Wat Arun
  • Golden Buddha
  • Chinatown
  • Chatuchak Weekend Market
  • Mercados flutuantes
  • Mae Klong Railway Market
  • Ruínas de Ayutthaya
  • Ruínas de Sukhothai
  • Old City (Chiang Mai)
  • Thai Food
  • Sunday Night Market
  • Wat Phra That Doi Suthep
  • Templo Branco e Templo Azul (Chiang Rai)
  • Ilhas e praias paradisíacas

CLIQUE AQUI para agendar os melhores passeios na Tailândia »

 

O que ver na Tailândia

Khao San Road

Mapa turístico Tailândia
Esta é uma rua caótica onde você encontra de tudo.

A Khao San Road talvez seja, entre os pontos turísticos de Bangkok, um dos mais famosos e frequentados. É uma rua caótica onde você encontra de tudo em Bangkok.

A gastronomia é o carro chefe: são numerosos bares e restaurantes de comidas típicas da Tailândia, de todos os tipos, em todos os níveis.

Há também comércios, casas de câmbio, casas de massagem tailandesa, hotéis e incontáveis barracas de vendedores ambulantes.

Muita, mas muita gente de todos os lugares visitam a Khao San Road. E, para completar há tailandeses por todo lado chamando atenção para os bares, tendas ou até para negócios inóspitos, como venda de ternos!

E tem a noite. Ah, a noite! Músicas de todos os ambientes atingem o grau máximo, numa poluição sonora impressionante.

Alguns restaurantes oferecem banda (completa, com som ensurdecedor) no hall do seu estabelecimento, enquanto as mesas e seus clientes se acomodam do lado de fora, na rua.

Um tanto bizarro. Khao San Road é a representação perfeita do caos de Bangkok. É obrigatório conhecer — e ir embora logo também, porque não dá para aguentar por muito tempo.

De fato, um dos melhores pontos de interesse da Tailândia, por isso há diversos tours para explorar a Khao San Road.

Descubra => Melhores hotéis em Bangkok

 

Grand Palace e o Templo do Buda de Esmeralda

Tailândia templos
Foi construído para funcionar como um templo particular do rei.

Parece nome de filme, e faria jus a uma sequência de James Bond. Não muito longe da Khao San Road, às margens do Chao Phraya, o rio que corta Bangkok, está o Grand Palace. Trata-se de uma vasta região murada, repleta de templos e estruturas magníficas.

Foi erguida para servir de residência real, por volta do século XVIII, com a implantação do Reino de Sião. O palácio é realmente majestoso, mas não é a única atração.

Lá você encontra o Wat Phra Kaew, o Templo do Buda de Esmeralda, um dos mais famosos da Tailândia.

Foi construído para funcionar como um templo particular do rei, sendo o único onde não residem monges. Vale se programar bem para essa visita.

O local está sempre tomado de gente, é extenso e há algumas recomendações de vestimenta. O ingresso gira em torno dos 500 bht.

O Grand Palace deixou de ser residência oficial do rei em meados do século XX, mas segue recebendo importantes cerimônias e eventos oficiais. Uma opção para conhecer o local é fazer um tour flexível a pé para o Grande Palácio, Wat Pho e Wat Arun.

Saiba mais => Melhor época para ir para Tailândia

 

Wat Pho e Wat Arun

Templos famosos da Tailândia
Wat Pho é um dos mais famosos templos da Tailândia.

Ao lado do Grand Palace está o Wat Pho, um dos mais famosos templos da Tailândia. É onde se encontra o também famoso Buda Reclinado, uma escultura gigantesca da divindade deitada.

É um local repleto de monumentos, estupas e templos, onde também está uma das maiores escolas de massagem tailandesa (você pode agendar).

Pegando um barco no Rio Chao Phraya, chega-se em cinco minutos ao outro lado da margem, onde está o Wat Arun. É outro dos templos mais visitados, de grande beleza.

Vale a pena ir no final de tarde, curtir um lindo pôr do sol e, com sorte, pegar um ritual budista. Uma experiência incrível. Com certeza, um dos pontos de interesse da Tailândia que você não pode perder. E, se quiser um passeio diferente, faça uma excursão de bicicleta à noite com Wat Arun e Wat Pho.

Passeio Noturno de Tuk Tuk => Mercados, Templos e Comida

 

Golden Buddha

Buda de ouro Tailândia
Wat Traimit fica na entrada da Chinatown de Bangkok.

Não muito distante dali, em direção à estação central Hua Lamphong, está um dos maiores tesouros da Tailândia e do budismo: o Buda de Ouro.

Ele está localizado num templo que não chega a chamar a atenção, o Wat Traimit, na entrada da Chinatown de Bangkok.

Trata-se do maior Buda de ouro maciço do mundo, angariando muitas visitações. Acredita-se ser da época do Reino de Sukhothai, entre os séculos XIII-XV, tendo sobrevivido à invasão birmanesa.

É uma visita rápida, que pode ser ampliada com um passeio no museu, trazendo um pouco da história da imigração chinesa na Tailândia. É a entrada de Chinatown e vale a pena imergir nesse universo, raiz da civilização thai.

Tour Particular => Templos de Chiang Mai e Centro Artesanal

 

Chinatown

Chinatown Tailândia
Chinatown é uma pequena China na região urbana.

Toda megalópole que se preze tem uma Chinatown para chamar de sua. E, Bangkok, capital dum país cujo povo tem raiz chinesa, não poderia se ausentar. Chinatown é uma pequena China na região urbana de uma grande cidade não-chinesa, principalmente no mundo ocidental.

Não conheço outras, mas ouvi uma pessoa afirmando ser a Chinatown de Bangkok talvez a maior do mundo. Com a origem chinesa do povo thai, a proximidade geográfica e cultural, faz muito sentido. E, quando você chega nela, parece ser verdade.

 
 

Aqui estão alguns dos principais motivos do porquê recomendamos de olhos fechados esses passeios da GetYourGuide na Tailândia. Temos certeza de que ao contratar tours e excursões, você vai amar sua experiência:

  • Milhares de atividades imperdíveis para todas as idades e interesses;
  • Os preços mais baixos, garantidos - sem taxas de reserva ou cobranças ocultas;
  • Faça a pré-reserva de ingressos e pule a fila nas principais atrações com o inventário exclusivo de ingressos;
  • Mantenha-se flexível com cancelamento fácil até 24 horas antes;
  • Pagamento e bilhetes otimizados para celular para reservas onde você estiver;
  • Atendimento ao cliente amigável e experiente, disponível 24/7 no seu idioma.
 

Trata-se de vasta área que vai das proximidades da estação central Hua Lamphong em direção ao Grand Palace. É como se você tivesse atravessado uma fronteira — tem até um portal característico. Letreiros, luminosos, negócios, cores, templos… tudo é chinês.

Uma experiência única. E chegar sem saber, como eu, apenas caminhando e de repente dar de cara com uma China à frente, foi memorável.

Obviamente, esse é pontos de interesse da Tailândia que você precisa conhecer. Inclusive, recomendo que você não perca esse food tour em Chinatown.

Mais procurados => Tours guiados em Chinatawon

 

Chatuchak Weekend Market

Mercados da Tailândia
Chatuchak Weekend Market | Foto: edwin.11, via Wikimedia Commons.

Mercados são um capítulo à parte na Tailândia. De rua, de final de semana, mercados noturnos. Eis algo para descrever os costumes do povo tailandês com fidedignidade. O Mercado de Chatuchak é um dos incontáveis mercados de Bangkok, e o maior. Ele é gigantesco!

Localizado na região de Chatuchak, bem servida por metrô e BTS (o metrô de superfície), funciona apenas aos finais de semana. Li que há aproximadamente 8 mil expositores — mas, há locais que dizem ter 15 mil! Lá você encontra de tudo — TUDO mesmo!

Há produtos de qualidade,  artesanatos, roupas, acessórios, cerâmicas, produtos para casa, gastronomia, até obras de arte e joalheria. E a preços honestos.

Se você tem pouco tempo em Bangkok e quer fazer um programa típico, vá ao Chatuchak Weekend Market, dedique um dia inteiro, forre sua carteira de BAHTS e seja feliz.

Importante => Vacinas necessárias para viajar

 

Mercados flutuantes

Mercado flutuante Tailândia
Damnoen Saduak é o mais turístico e muito movimentado.

É impressionante como os tailandeses têm vocação para fazer negócio em todo lugar. É típico da cultura do povo, que desde suas origens foi ativo nas relações comerciais com vizinhos. Inclusive com os europeus, desde a chegada das primeiras caravelas portuguesas.

Os mercados flutuantes têm um quê de adaptação. Foi a maneira que muitos cidadãos encontraram de ganhar a vida, fazendo negócios nas regiões onde vivem, usando seus barcos e casas à beira dos rios.

Há diversos mercados flutuantes nas proximidades de Bangkok, desde os mais turísticos aos mais “roots”, de locais mesmo.

Eles acontecem geralmente aos finais de semana. Os principais são o Damnoen Saduak (mais turístico, muito movimentado, longe, necessário madrugar), Amphawa Floating Market (um pouco longe, também cheio, mas considerado por muitos tailandeses o melhor mercado flutuante).

Além do Khlong Lat Mayom (mais tradicional, frequentado por tailandeses) e Taling Chan (menor, mais perto de Bangkok).

Em geral, o viajante une no mesmo passeio um mercado flutuante e o Mae Klong Railway Market, o famoso mercado do trem. De fato, são os pontos de interesse da Tailândia mais memoráveis.

 
Sabia que o Seguro Viagem é essencial para sua segurança no exterior?

Além de ser obrigatório nos países da Europa, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe até 20% de desconto usando o cupom VERAO, é só clicar no botão.

Conheça as principais vantagens:

  • Melhor preço garantido, cobertura de qualquer oferta de seguro viagem;
  • Assistência médica e hospitalar, seguro de cancelamento e atraso de voos, seguro bagagem, reembolso com despesas médicas e muito mais;
  • É mais barato do que comprar direto nas seguradoras;
  • Cancelamento da contratação sem taxas até 48 horas antes da viagem;
  • Parcelamento em 12x sem juros nos cartões de crédito;
  • Compras com boleto bancário têm 5% de desconto;
  • Atendimento ao cliente 24hs em português.
 

Opção de passeio => Templos de Ayutthaya e mercado flutuante

 

Mae Klong Railway Market

Mae Klong Railway Market
Mae Klong Railway Market é um mercado montado nos trilhos do trem.

Uma das experiências mais originais da Tailândia. O Mae Klong Railway Market é um mercado montado nos trilhos da linha Ban Laem – Mae Klong, na estação final, a 90 km de Bangkok, na cidade de Samut Songkhram. São quatro horários diários de chegada e quatro de saída do trem.

A montagem e desmontagem da feira se repete oito vezes por dia, sob olhares e lentes de viajantes de todo o planeta. Com grande rapidez: em trinta segundos tudo volta ao normal.

Com isso, Mae Klong virou evento turístico. O trem diminui a velocidade e buzina para que viajantes e fotógrafos se posicionem para capturar belas imagens.

Tirando essa montagem/desmontagem é um mercado tradicional, com tendas e gente simples ofertando peixes, frutas e produtos rústicos. Porém, com maior visibilidade — e renda — aos tailandeses. É sempre bom enxergar quando o turismo de massa é consciente, não predatório.

Há formas diferentes de vivenciar Mae Klong. A mais prática é ir de van e esperar no horário escolhido. A mais trabalhosa (porém, mais sensacional) é tomar o próprio trem, vendo de dentro a chegada e o alvoroço dos feirantes e viajantes. Quando o mesmo trem sair, no próximo horário, vive-se o ritual do lado de fora.

É necessária uma boa programação. Recomendo conferir esse tutorial de como chegar ao Mae Klong Railway Market no Train36, clássico site sobre transportes e turismo no Sudeste Asiático. Além de toda a atmosfera descrita, as paisagens da Tailândia rural são soberbas.

Imperdível => Safári em Koh Samui na Tailândia

 

Ruínas de Ayutthaya

Ruínas Tailândia
São destroços e estruturas restantes após a invasão birmânica.

Saindo de Bangkok, rumo ao norte, se conhece muito sobre a ancestralidade tailandesa. A primeira parada é Ayutthaya, antiga capital do reino de mesmo nome, que deu origem ao Reino de Sião (posteriormente Tailândia), com suas lendárias ruínas budistas.

No local há destroços e estruturas restantes após a invasão birmânica, na segunda metade do século XVIII, que destruiu símbolos de idolatria siameses. Há vários sítios arqueológicos pela cidade, que perderam importância política e hoje vivem dessa referência histórica e cultural.

Não se perde muito escolhendo apenas os centrais. Você pode adquirir uma excursão por 5 templos em Ayutthaya e aproveitá-los com calma, já que todos abrem bastante cedo e encerram atividades ainda no meio da tarde. As entradas são pagas; os valores honestos.

São diversas estátuas de Buda decapitadas e cabeças sem corpo espalhadas. Não perca a mítica cabeça do Buda de Wat Maha That, famosa por estar entre raízes de árvores. Vale a pena conhecer este que é um dos pontos de interesse da Tailândia.

Para chegar a Ayutthaya de Bangkok é só tomar um trem na estação central de Hua Lamphong, que passa pelo aeroporto de Don Mueang, levando em torno de duas horas. Você consegue entender melhor a localização no artigo com o mapa da Tailândia.

Descubra => Hotéis em Ayutthaya

 

Ruínas de Sukhothai

Ícones da Tailândia
Eles foram designados Patrimônio Histórico Mundial pela Unesco.

Seguindo para o norte, existem mais ruínas budistas incríveis. Sukhothai é outra cidade com grande importância histórica, antiga capital do Reino de Sukhothai, considerado o embrião da Tailândia nos idos do século XIII. Os sítios arqueológicos de Sukhothai estão na lista de Patrimônio Histórico Mundial da Unesco.

Ficam na Old Sukhothai, a 12 km da New Sukhothai, parte nova da cidade. São templos e estupas grandiosos, com figuras majestosas de Buda. Também há cobrança de ingressos, com os mesmos valores honestos. Vale alugar uma bike ou um tuk-tuk para percorrer os principais locais.

A aproximadamente 450 km de Bangkok, nela se chega por ônibus, em geral vindo de Phitsanulok — onde se chega pelo mesmo trem que passa por Ayutthaya. Veja os preços de hotéis em Sukhothai

Dica => Excursão para Ilha James Bond

 

Old City (Chiang Mai)

Cidade Antiga Tailândia
Cidade Antiga ostenta muralhas e portais da época ancestral.

Chiang Mai é a segunda cidade mais importante do país, localizada no montanhoso norte tailandês. Há vasta rede hoteleira, desde opções simples até mais luxuosas, sempre com valores honestos. Veja preços de hotéis em Chiang Mai.

A antiga capital do Reino Lanna tem mais de 700 anos. Possui centenas de templos, sendo uma referência cultural e religiosa.

 Situa-se a aproximadamente 700 km de Bangkok, com diversos horários diários de avião ou trem. Sua área central, a Cidade Antiga (Old City), ostenta muralhas e portais da época ancestral.

É onde a cidade pulsa, mas também há muitos pontos de interesse da Tailândia fora desse quadrilátero. Aqui, o destaque fica pra vida nessa área, uma mistura de centro cosmopolita e província, de antigo e moderno, onde se misturam pessoas de todo o planeta.

Atualmente é o local escolhido por muitos nômades digitais, pela qualidade de vida, um clima mais ameno e baixo custo — o norte da Tailândia é mais barato que o restante do país. Passeie. Caminhe. Visite templos. Contemple. Troque sorrisos. Converse.

Coma comida northern thai – na rua. Tome um smooth de mango. Faça uma aula de culinária em Chiang Mai, uma massagem tailandesa. Visite farmácias (você vai entender). Viva a vida local. Esqueça um pouco a correria do turismo encaixotado e suas necessidades e tensões.

A Old City de Chiang Mai é dos locais mais encantadores do país. Ah, e se estiver na cidade em novembro, não perca o Yi Peng/Loy Krathong, o famoso Festival das Lanternas. Veja também os melhores passeios em Chiang Mai.

Tour Privado => Wat Pho, Wat Traimit e Wat Benchamabophit

 

Thai Food

Thai Food
Se você não gosta de pimenta, peça “no spicy”. Cuidado!

A comida tailandesa é a experiência turística mais democrática no país. Impossível andar 50 metros sem esbarrar numa tenda de rua, com o vendedor gritando “pad thaaaaaai” ou outra chamada apelativa. Também é impossível citar um local.

Turismo de verdade na Tailândia envolve comer comida thai — especialmente na rua! Comece pelo tradicional pad thai, ou um simples fried rice. Experimente o clássico pineapple fried rice (servido no abacaxi, com amendoim e camarão), os currys, papaya salad…

Mas NUNCA esqueça: se você não gosta de pimenta, peça “NO SPICY”. Cuidado! Na região norte, aprofunde a experimentação na cozinha “northern thai”, de influência birmanesa. O khao soi, um tipo de curry coberto por noodles frito, é clássico — e uma delícia.

Caso ainda não tenha avisado: cuidado com a pimenta! Existem restaurantes, barracas e feiras de comida por todo o país. Em Chiang Mai há excelentes feiras noturnas de comida de rua na entrada da Old City.

Há vários passeios temáticos como o food tour na Vila do Amor em Bangkok ou o food tour noturno em Siam Reap.

É sempre bom observar o nível de cuidado da cozinha ou tenda. Em geral eles são cuidadosos e se preocupam com o bem estar de seus clientes. Mas a dica definitiva: em hipótese alguma coma insetos. Puro efeito pega-turistas. Eu avisei.

Saiba mais => Excursão para Selva de Krabi

 
Sabia que aprender através de cursos on-line nunca foi tão fácil?

Assista seus cursos pelo computador, tablet ou até mesmo pelo celular!

Devido a nossa parceria com a Learn Café, você terá acesso a cursos para todas as áreas do conhecimento, com alta qualidade, comodidade e de forma acessível. Cursos online para você:

  • Aprender rápido e ganhar dinheiro;
  • Se preparar para um novo emprego;
  • Melhorar seu currículo;
  • Continuar aprendendo sempre!
 

 

Sunday Night Market

Mercado noturno na Tailândia
Sunday Night Market | Foto: Nicolai Bangsgaard, via Wikimedia Commons.

O Sunday Night Market é o clássico mercado de domingo de Chiang Mai. Reúne centenas de expositores por diversas quadras nas ruas da Old City, movimentando comerciantes e artistas de várias cidades da região.

Você vê desde artesanatos e obras de arte, acessórios de vestuário, souvenirs, gastronomia de todo tipo, até artistas de rua mostrando seus talentos.

Os mercados noturnos funcionam como uma versão noturna dos famosos mercados tailandeses, mas o Sunday Night Market de Chiang Mai impressiona pela qualidade e pela quantidade de pessoas apinhadas pelas ruas. Há mercados noturnos em praticamente qualquer cidade da Tailândia.

São seguros e não é necessário dizer que os tailandeses são ótimos negociadores. Aproveite as pechinchas, mas não tente barganhar muito: eles são generosos, e os preços são honestos.

Opção => Um dia em Pai saindo de Chiang Mai

 

Wat Phra That Doi Suthep

Templo mais famosos da Tailândia
Wat That | Foto: Millevache, via Wikimedia Commons.

Distante 15 km de Chiang Mai, subindo as montanhas está o Wat Phra That Doi Suthep, um templo magnífico. Além de sua beleza, sublime até na grande escadaria com laterais de dragão, a vista da região é de tirar o fôlego. E a história do lugar nos faz entender por que trata-se de um verdadeiro santuário tailandês.

Dizem que lá está enterrado um osso de Buda. Ele teria sido levado por um elefante branco que, vagando pela região montanhosa, caiu morto. Este seria o local de fundação do templo, que teve a primeira estupa erguida no século XIV, expandindo ao longo das eras.

É tradicional caminhar ao redor do santuário central enquanto se emite um mantra. Assim como em vários templos da região, também acontecem retiros de meditação. Bom se informar antes, pois a procura é grande.

O Wat Doi Suthep não é grande, mas as estupas e estátuas impressionam. Chegar lá ao amanhecer garante um visual incrível, mas até ao escurecer o templo é lindo, com suas cores e luzes. Vale alugar uma moto, pegar um tuk-tuk ou um dos clássicos táxis de Chiang Mai.

Imperdível=> Aula de culinária tailandesa em Phuket

 

Templo Branco e Templo Azul (Chiang Rai)

Locais históricos na Tailândia
Este é um local muito instigante, cheio de significados.

Chiang Rai fica a aproximadamente 200 km de Chiang Mai, no nordeste tailandês, região do Triângulo Dourado, a divisa com Laos e Myanmar.

A cidade passou a ser um destino bastante procurado por turistas após a reforma do Wat Rong Khun (White Temple/Templo Branco), que tornou-se uma verdadeira obra de arte ao final do século XX.

Ele realmente impressiona. Este templo não terá o mesmo apelo espiritual dos demais espalhados pelo país – apesar de também ter esse intuito. Mas é um local muito instigante, cheio de significados. E uma obra prima de cair o queixo.

Aproveite também para conferir o Wat Rong Seur Ten, o Templo Azul. Ele ostenta grandiosas estruturas azuis, e é outro templo muito bonito, por dentro e por fora. Se puder, pegue um pôr do sol no Templo Branco. As esculturas brancas crivadas de pedaços de vidro protagonizam um belo espetáculo.

Vale alugar uma moto para fazer o passeio em ambos os templos, ou chamar um tuk-tuk, pois são um pouco afastados. Fazer uma excursão para o Templo Branco e Dourado em Chiang Rai ou uma excursão ao Templo Branco e a Casa Negra.

Dicas => Hotéis em Chiang Rai

 

Ilhas e praias

Praias da Tailândia
Koh Phi Phi é uma das praias mais badaladas.

Não podia ficar de fora o outro lado da Tailândia. Ao sul estão centenas de opções de praias e ilhas incríveis, e qualquer uma representa bem esse potencial turístico da “Terra dos Sorrisos”.

Aqui a ideia é um registro geral, mesmo, já que falar do paraíso requer mais tempo. Para isso, você pode ler o artigo sobre as praias da Tailândia. Veja ainda umas fotos de Koh Phi Phi para se inspirar.

Seja do lado leste, no Golfo da Tailândia, seja no lado oeste, no Mar de Andaman. Seja nas praias mais badaladas como Koh Phi Phi ou Phuket, seja nos destinos mais alternativos como Koh Pha Ngan, Ko Lanta ou Ko Kradan, você sempre vai se apaixonar.

Não à toa a Tailândia é, hoje, um dos principais destinos turísticos do mundo, também um dos mais procurados pelos brasileiros – e as ilhas e praias paradisíacas são a principal razão – e um dos 10 melhores destinos para mochilão no mundo.

Confira => Ingresso Siam Park City

 

Dicas dos pontos de interesse na Tailândia

A Tailândia é um país apaixonante. Impossível sair incólume aos seu encantos, em todas as esferas de vivências: lazer, cultura, gastronomia, natureza, história, aprendizados, convívio, espiritualidade. O tailandês é um povo único, uma verdadeira lição de vida.

Só pela interação com eles a experiência já é distinta, uma rica troca. Simpáticos, atenciosos, sempre dispostos a ajudar, e honestos (claro, não deposite tanta confiança num motorista de táxi ou tuk-tuk). Mas o importante é: vá para a Tailândia de peito aberto.

Escute, aprenda, permita-se. Aprofunde-se, conheça mais, vivencie como um local. Converse. Eles adoram contar histórias, e isso talvez seja a maior riqueza duma viagem. E respeite, sempre. Você sempre será respeitado na Tailândia, um país para se recuperar a fé na humanidade.

E, para finalizar, curta um vídeo lindo feito pelo site oficial de turismo da Tailândia sobre os encantos do país:

O que achou dos pontos de interesse da Tailândia? Qual você mais gostou? Deixe sua opinião nos comentários!

 

CATEGORIAS
ESCRITO POR

Juliano Oster

ESCRITO POR

Juliano Oster

Juliano Oster, 37 anos, publicitário, fotógrafo e viajante. Em 2018 fez seu ano sabático, viajando por Europa e Tailândia, sempre buscando viver como um local por onde passava. Gosta de conhecer diferentes culturas, escrever sobre as experiências e fotografar pessoas, lugares e histórias.

Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes de Viagem

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Ingressos

Reserve as entradas para tours, atividades e espetáculos

 

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes de Viagem

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Ingressos

Reserve as entradas para tours, atividades e espetáculos

 

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Quero Viajar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *