Início / Américas / América do Sul / Colômbia / O que fazer no Parque Tayrona, na Colômbia: todas as dicas

O que fazer no Parque Tayrona, na Colômbia: todas as dicas

O que fazer no Parque Tayrona é uma dúvida frequente. Atraídos por suas praias paradisíacas e seu calor típico caribenho, cada vez mais turistas estão buscando destinos esse destino imperdível no norte da Colômbia. Nessa região, podemos presenciar a harmonia perfeita da natureza!

O Parque Nacional Natural Tayrona é uma reserva ambiental com aproximadamente 15 mil hectares bastante preservados de natureza virgem, com selvas, praias e vida selvagem.

Antigamente, abrigava uma grande quantidade de indígenas, da tribo Tairona, mas hoje apenas alguns permanecem com suas atividades, sendo inclusive, possível conversar com eles. O Parque abriu suas portas em 1969 e desde então encanta todos que decidem se aventurar nesse pedacinho mágico do Caribe.

Planeje sua viagem => Melhores hotéis para se hospedar na Colômbia

Melhor seguro viagem para a América América do Sul »

 

O que fazer no Parque Tayrona, na Colômbia

O que fazer no Parque Tayrona
Vista do Parque Tayrona | Foto: Juan Pablo, via Wikimedia Commons.

O Parque Tayroona é enorme e oferece muito o que fazer. Separei algumas dicas sobre o parque e uma lista com dicas dos principais lugares para visitar:

  • Playa Cristal (Playa del Muerto)
  • Cabo de San Juan de Guía
  • Arrecifes
  • Playa La Piscina
  • Playa Nudista

Tours => Melhores passeios perto de Santa Marta, na Colômbia

 

Onde fica o Parque Tayrona?

A primeira dúvida é onde fica o parque. Ele está localizado a 34 km da cidade de Santa Marta, no departamento de Magdalena. Ele está relativamente afastado da cidade.

Apesar disso, não é localizado numa área deserta, uma vez que existem diversos povoados e vilas ao longo do caminho, aos pés da Sierra Nevada, a cadeia montanhosa mais próxima do mar do mundo.

Você perceberá que a natureza está por todas as partes, como se a Sierra abraçasse aquela região. É um verdadeiro santuário para os nativos, indígenas e as pessoas locais, que são chamados de costeños (por serem da costa).

Dicas do Parque Tayrona
Foto: Bruna Sanches.

Aqui vai a primeira dica importante: por se localizar afastado da cidade, você não encontrará caixas eletrônicos e bancos por perto, nem dentro do Parque. O máximo que pode conseguir é encontrar alguém que troque seu dinheiro (dólar ou euro) por pesos colombianos nos povoados.

Mas eu não recomendo, pois dificilmente terá uma placa indicando um lugar que o câmbio pode ser feito, e você só consegue achar esses lugares se conhecer a pessoa certa. Além disso, não é confiável e você pode sair no prejuízo.

O Parque só aceita em dinheiro (COP), mas talvez algum restaurante e hospedagem dentro dele aceite cartão. De qualquer maneira, leve toda a quantia estimada que vai gastar em dinheiro por precaução e evite perrengues.

Saiba mais => Dicas de ouro sobre a Colômbia

 

Como Chegar ao Parque Tayrona?

Parque Tayrona Como Chegar
Mochileiros no Parque Tayrona | Foto: TitiNicola, via Wikimedia Commons.

O Parque Tayrona tem várias entradas e formas de chegar até lá. Aqui vou citar as melhores, mais fáceis e mais comuns de se fazer por conta própria. Mas você também pode preferir contratar um pacote de alguma agência de turismo para ter mais comodidade. Vale a pena consultar a recepção do seu hotel/hostel atrás dessa informação.

 

Saindo de Cartagena

Para quem está em Cartagena (um dos principais destinos na Colômbia) e não quer ou não tem tempo de ficar e conhecer Santa Marta (mas eu fortemente aconselho você repensar isso) você pode contratar um transfer que te leva direto para a entrada principal do Parque, “El Zaino”.

A distância de Cartagena e Santa Marta é cerca de 6 horas. Já de Santa Marta até o Parque pode levar mais 40 minutos.  A principal companhia que opera esse trajeto se chama MarSol e custa em torno de 78 reais.

As vans são novas, super confortáveis e a grande maioria (para não dizer todas) possuem ar-condicionado, wi-fi e entretenimento na TV ou música.  Os motoristas são cuidadosos e você nem sente as horas passando.

Já se você prefere economizar, pode pegar a mesma van, parar em algum outro ponto de Santa Marta e depois ir atrás dos ônibus (lotados) que “sobem” a Sierra. Falarei deles mais adiante.

Parque Tayrona atrações
Foto: Bruna Sanches.

Outra opção é indo até a vila de pescadores Taganga. Trata-se um vilarejo pequeno e muito acolhedor, bem estilo hippie. Você pode chegar lá desde Cartagena ou Santa Marta.

Muitas agências oferecem excursões até o povoado, mas você consegue ir sozinha de táxi (Santa Marta) ou van (Cartagena). De lá, você pode contratar uma lancha que te leve até uma das entradas do Parque Tayrona pela praia Cabo de San Juan.

Essa praia é de longe uma das mais conhecidas e visitadas pelos turistas. Não é um passeio tranquilo, mas a vista do mar em contraste com as montanhas é maravilhosa. Os preços podem variar de acordo com cada barqueiro, mas prepare-se porque não é barato.

Ainda com dúvidas sobre as atrações turísticas?
 

Prático => Transfer de Cartagena até o Parque Tayrona

 

Saindo de Bogotá, Medellín ou Cali

Já para quem está em Bogotá, Medellín, Cali ou outra parte da Colômbia, o ideal é pegar um avião da companhia low cost Viva Colombia direto para Santa Marta. Ao chegar no aeroporto, pode contratar o serviço de um dos taxistas na porta (carros amarelos) que te levarão diretamente para a entrada principal do Parque. O valor gira em torno dos 150 reais.

A opção mais viável e barata é a que é muito utilizada pelos mochileiros do Parque Tayrona e pelos locais. Trata-se do ônibus Oriente, que se tornou meu companheiro de rotina durante minha longa estadia na Colômbia.

Para quem já está em Santa Marta, basta pegar um táxi ou mototáxi até o Mercado. O táxi custa em torno dos 10 reais e o mototaxi cerca de 5 reais. O Mercado é uma espécie de bairro que tem muitos camelôs e você deve descer no terminal de ônibus para Palomino.

O terminal é um lugar verde cheio de gente vendendo coisas e passageiros esperando. É um pouco caótico, mas é bem fácil de identificar os ônibus. A linha que leva ao parque tem os veículos verdes e brancos, com o escrito “Oriente” na lateral.

Sempre tem um motorista colocando guardando as bagagens no bagageiro e um moço gritando chamando os passageiros. Não é preciso comprar passagem antes, eles passam depois de um tempo de viagem recolhendo o dinheiro. O valor até o Parque Tayrona é de 9 reais.

 

Outras opções de embarque

Fotos do Parque Tayrona
Foto: Bruna Sanches.

Há outras opções de embarque. Você pode pegar em frente ao Centro Comercial Buenavista, no bairro Mamatoco. Ou ainda no posto de gasolina saindo da cidade. Mas não recomendo, porque nesses locais ele já está cheio e você não vai encontrar lugar para sentar. Só vale a pena se tiver hospedado próximo a esses pontos.

O ônibus deixa os passageiros na porta da entrada principal no Parque. O trajeto dura em torno de 1 hora e não precisa se preocupar em perder o ponto de descida. Muita gente vai descer no mesmo lugar e o cobrador vai gritar “Tayrona” quando chegar no ponto.

É importante saber que os ônibus não são confortáveis, geralmente estão muito lotados, com pessoas em pé e bagagens no corredor. Mas é a opção mais barata e você chega no seu destino tranquilamente.

Pontos de interesse no Parque Tayrona
Foto: Bruna Sanches.

Uma dica importante, poucos motoristas de ônibus e táxi falam inglês e certamente nenhum fala português. Além disso o espanhol costeño é bastante difícil de entender. Então se tiver dúvidas, treine a frase: Hola, me puedes llevar hasta el terminal de los buses para Palomino, por favor?

Por fim, a última opção é você alugar um carro. Ela é interessante para quem deseja outros lugares próximos a Santa Marta, como Minca e Punta Gallinas, Mas tenha cuidado porque os carros na cidade não respeitam muito as leis e o trânsito é um caos.

Entenda => Melhor época do ano para visitar a Colômbia 

 

Entrada e funcionamento do Parque Tayrona

Parque Nacional Natural Tayrona preço
Entrada do Parque / Foto: Jmsolerb, via Wikimedia Commons

Não se assuste, porque provavelmente vai encontrar uma fila quando chegar na portaria do parque.

O ticket de entrada é vendido nas portarias e também no site oficial do parque. Mas não vale a pena comprar antes, pois cada entrada tem um ingresso diferente. Além disso, todos tem que enfrentar a fila devido ao rigoroso procedimento de revista.

O valor da entrada gira em torno de 55 reais, mas estudantes e residentes pagam valores diferentes. Você precisa levar sua carteirinha ou comprovante de matrícula se quiser garantir o desconto, mas cuidado pois alguns vendedores vão arrumar alguma desculpa para você, estrangeiro, não conseguir pagar menos. Por isso, leve em dinheiro o valor integral do ingresso por prevenção.

O horário de funcionamento do parque é das 8h às 17h, por isso minha dica é chegar bem cedo. Uma dica importante é que se você for pela entrada principal (a da rodovia Santa Marta – Rioacha), vale a pena comprar comidas e bebidas antes de entrar.

Existem muitas lojinhas de beira de estrada, e inclusive um restaurante ao lado do Parque. Elas são mais baratas que as opções dentro do Parque e tem cardápios mais variados.

Após entrar no parque, você pode caminhar até seu destino ou pagar pelo transporte interno, o valor é 5 reais. Mas é importante ficar atento, porque os veículos não podem percorrer todo o parque, então é provável que terá que caminhar um trecho da mesma forma. Há também opção de alugar um cavalo.

Dicas => Mergulho com snorkel ao Parque Nacional Tayrona

 

Atrativos do Parque Tayrona

Parque Tayrona mochileiros
Trilhas do Parque Tayrona | Foto: TitiNicola, via Wikimedia Commons.

A região é enorme e por isso foi dividido em setores. As trilhas no Parque Tayrona são inúmeras. Elas te levam a praias diferentes, por isso você pode ir com um guia ou ir no embalo dos outros turistas.

Vai viajar e não contratou seu Seguro Viagem?
 

Na parte da direita do Parque você encontra praias com um mar mais agitado e fortes correntezas, bom apenas para prática de surf. Quem gosta de nadar é melhor escolher pelas praias à esquerda, que tem um mar com águas mais calmas.

Mas a verdade é, em qualquer lugar que escolher você se impressionará com a paisagem! As praias têm areia branca, o mar tem vários tons de azul. Sem contar as formações rochosas ou da natureza virgem que se levanta aos pés das montanhas.

Algumas das principais praias do Parque Tayrona são:

 

Playa Cristal

Playa Cristal Parque Tayrona
Foto: Zrockzroc, via Wikimedia Commons.

A Playa Cristal antigamente era denominada Playa del Muerto. Apesar do nome, é vivíssima em natureza. A água é cristalina, característica do Mar do Caribe e bastante calma, ótima para nadar.

Excursão => Passeio na praia de Playa Cristal

 

Cabo de San Juan de Guía

 Cabo de San Juan Parque Tayrona
Mirante da Praia Cabo de San Juan | Foto: Jorge Láscar, via Wikimedia Commons.

O Cabo de San Juan de Guía é, sem dúvidas, o destino mais procurado pelos turistas. Ela tem um mirante de onde pode se ter boas fotos! As cores da paisagem são vibrantes, elas vão de um azul intenso ao verde da abundante vegetação.

Aproveite => Caminhada guiada em Cabo San Juan, no Parque Tayrona

 

Arrecifes

Praias Parque Tayrona
Mar da Playa Arrecifes | Foto: Pablo Andrés Ortega Chávez, via Wikimedia Commons.

Já em Arrecifes, a faixa de areia é um pouco mais estreita. Mas mesmo assim é uma belíssima praia para nadar.

Agendado => Mergulho no Parque Tayrona

Pensando na viagem e não sabe como começar?
"Quero Viajar Mais", o livro, por R$ 14,95 »
Ganhe 10% OFF no Seguro Viagem + bônus!
 

 

Playa La Piscina

Parque Tayrona La Piscina
Vista da Playa La Piscina | Foto: Pablo Andrés Ortega Chávez, via Wikimedia Commons.

A Playa La Piscina fica entre Cabo de San Juan e Arrecifes. Ela é bastante visitada por seu visual cheio de palmeiras e rochas. Também é uma praia de mar calmo, apesar de já se ter a formação de pequenas ondas.

Aproveite => City Tour em Santa Marta, na Colômbia

 

Playa Nudista

O parque tem praias para todos os gostos. A Playa Nudista é realmente uma praia de nudismo. Ela é bastante frequentada e você pode escolher se quer ou não aderir ao naturalismo. Lembre-se de respeitar sempre!

 

Onde ficar no Parque Tayrona

Onde ficar Parque Tayrona
Camping no Parque Tayrona | Foto: TitiNicola, via Wikimedia Commons.

Muita gente pergunta quantos dias ficar no Parque Tayrona. É totalmente possível fazer um bate-volta, mas dentro do Parque existe hospedagem, caso necessite. Eu reservaria pelo menos dois dias para que seja possível aproveitar com calma esse paraíso.

As hospedagens são para todos os gostos. Desde uma espécie de resort com a melhor vista do Parque em cabanas rústicas, com direito a SPA e outras atividades, até barracas na praia e redes no alto da montanha. Os valores variam entre 200 dólares e 20 mil pesos colombianos.

Se você preferir fazer um bate-volta, recomendo que se hospede em hostels próximos ao Parque. É vantajoso para evitar a longa viagem até Santa Marta/Cartagena outra vez, especialmente porque quando sair já será noite. Existem boas opções para quem busca hospedagem barata com ótima localização há apenas 10 minutos de distância do Parque.

The Journey Hostel, Ecohotel Rio Piedra, Costeño Beach Hostel e Casagrande Surf & Camping são algumas opções, mas essa região está cheia de hotéis e hostels incríveis que merecem sua atenção. O transporte pode ser feito via mototáxi credenciado que é totalmente seguro e barato, máximo 5 reais de dia, um pouco mais caro na parte da noite.

Leia também => Melhor época para viajar pela América do Sul

 

Outras dicas para o Parque Tayrona

Pontos turísticos do Parque Tayrona
Foto: Bruna Sanches.

Uma última dica importantíssima é levar repelente. Existem mosquitinhos que habitam essa região que são tão pequenos que você muitas vezes não os vês. Mas deixam uma ferida horrível na pele quando picam. São chamados de Zancudos e eles aparecem em bando.

Nos 11 meses que morei nas proximidades do Parque Tayrona testei todos os repelentes possíveis, óleo de citronela, dentre outras medidas preventivas para que pudesse me livrar desses mosquitos. Mesmo assim ainda tenho as manchas das picadas nas minhas pernas.

Os repelentes convencionais não são eficientes e podem até funcionar por uma hora, mas assim que o efeito passar você terá problemas, então a super dica que dou aqui é utilizar um repelente específico que se chama NOPIKEX, que se encontra em spray ou em barra.

Você encontra nos supermercados e farmácias de Santa Marta por 15, 20 reais. É um repelente bem forte e tóxico, por isso seu uso contínuo pode ressacar a pele, mas para isso também tenho a solução.

Se for em spray, basta misturar algum óleo ou creme hidratante ao conteúdo do repelente. Se for em barra, basta deixá-lo derretendo em um pouco de água, mas só um pouquinho, para não cortar o efeito.

Para entrar no Parque é importante saber que não são permitidas bebidas alcoólicas. Além disso, há restrições para a quantidade de produtos embalados em plásticos, como forma de controle para a quantidade de lixo.

Esses produtos podem prejudicar principalmente as tartarugas que buscam essas praias para desova. Não preciso nem dizer que está totalmente proibido o descarte inadequado de lixo!

 

Vale a pena visitar o Parque Tayrona?

Vale a pena visitar o Parque Tayrona?

Posso concluir que, com certeza, você deve reservar um tempinho da sua viagem a Colômbia para visitar o Parque Tayrona. Um destino imperdível que valerá cada segundo!

Seja pela atmosfera de aventura que te instiga a explorar as belezas naturais que se abrem a cada curva das trilhas. Seja pelas praias caribenhas lindíssimas. Ou ainda pelo sentimento maravilhoso de que a natureza é perfeita e só o que podemos fazer é apreciar mais esse pedacinho de paraíso na Terra.

Você já visitou  Colômbia? Qual é o seu lugar preferido? Deixe nos comentários!

 

Confira os últimos artigos sobre a Colômbia:

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Redação QVM

A redação do Quero Viajar Mais está sempre em busca das melhores dicas para você conseguir planejar sua viagem, seja um simples final de semana na praia ou mesmo uma volta ao mundo. Siga nossos perfis nas redes sociais: @QueroViajarMais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *