Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul

O turismo no Mato Grosso do Sul tem a natureza como “protagonista” entre as atrações turísticas. Afinal, um estado com Pantanal, cerrado, Mata Atlântica, pampas, serras, cachoeira, rios e muitas espécies de animas, tem mais que é destacar o ecoturismo.

Mas, se engana quem pensa que não há cidades urbanas e modernas no Mato Grosso do Sul. Campo Grande, a capital do estado tem tudo isso e mais. É um exemplo de cidade organizada, planejada e ainda cheia de atrativos turísticos. Outras cidades bem conhecidas são Bonito, Aquidauna e Corumbá, portas de entrada para o Pantanal, Ponta Porá, na fronteira com o Paraguai, entre outras.

Nascido em 1979, após a divisão do Mato Grosso em dois, o estado sul-matogrossense tem hoje 357 mil km², sendo maior que a Alemanha em extensão. Ao longo dos anos foi se desenvolvendo e, além do ecoturismo, a economia do Mato Grosso do Sul se destaca na agricultura, mineração e setor industrial.

Quer saber mais sobre o turismo no Mato Grosso do Sul? Leia este artigo e conheça as principais cidades e pontos turísticos do estado.

Planeje sua viagem => Melhores hotéis no Mato Grosso do Sul

Preciso de seguro viagem para o Brasil?

 

Turismo no Mato Grosso do Sul

Turismo no Mato Grosso do Sul
Ponte sobre o Rio Paraguai | Foto: Andrew Mercer, via Wikimedia Commons.

O Mato Grosso do Sul fica na parte sul da Região Centro Oeste, fazendo divisa com Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e ainda com os países vizinhos Paraguai e Bolívia. São 79 municípios com diferentes paisagens como áreas alagadas, Mata Atlântica, planícies, serras, e mais.

A região foi ocupada por migrantes de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e imigrantes da Alemanha, Espanha, Itália, Japão, Paraguai, Portugal, Síria, Líbano. Eles se instalaram nas antigas construções militares que foram transformada em cidades como Dourados, Miranda e Coxim após o fim da Guerra do Paraguai.

O resultado disso é uma grande variedade de culturas e costumes desses migrantes e imigrantes que foram misturada com as várias etnias indígenas que já habitavam a região. Inclusive, o Mato Grosso do Sul é o 2º estado do Brasil em número de habitantes ameríndios como os Guaranis, Ofaiés, Atikuns, Kambas, entre outros.

No geral, o estado é separado nas regiões turísticas do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, onde estão Bonito, jardim e Bodoquena; do Pantanal, que passa por diversas cidades como Aquidauna, Corumbá, Miranda, entre outras; e da fronteira com o Paraguai, onde ficam cidades como Ponta Porá e Bela Vista.

Dicas => Como acumular milhas aéreas

 

O que fazer no Mato Grosso do Sul

Campo Grande

Dicas de viagem no Mato Grosso do Sul
Parque das Nações Indígenas | Foto: Gustavo Siqueira, via Wikimedia Commons.

Campo Grande, a capital do Mato Grosso do Sul, não quer ser apenas a porta de entrada do estado para os destinos turísticos mais famosos e sim ser um desses destinos que atraem viajantes. A cidade é organizada, planejada e cheias de áreas verdes bem aproveitadas pelos moradores e viajantes que estão por ali.

Mesmo se o seu destino principal não for Campo Grande, separe um tempinho para conhecer a Cidade Morena e tudo o que ela tem para oferecer. Entre os principais atrativos turísticos de Campo Grande está o Parque das Nações Indígenas, onde além das áreas verdes e lagos estão localizados o Museu de Arte Contemporânea e o Museu das Culturas Dom Bosco.

Outro local “obrigatório” na sua visita é a Feira Central, onde há barracas com a gastronomia local e as influências dos migrantes e imigrantes de todo o mundo. Além do Horto Florestal, a Casa do Artesão, a cachoeira do Inferninho, a trilha ecológica do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) e ainda ver a placa que indica a direção para Machu Picchu, no Peru.

Mala extraviada => Como funciona o seguro para bagagem

 

Bonito

Roteiro de viagem pelo Mato Grosso do Sul
Abismo Anhumas | Foto: Caio Vilela, from Wikimedia Commons.

Todo mundo que viaja para Bonito diz que o nome é pouco para descrever as belezas da cidade. E eu concordo, Bonito é um lugar maravilhoso e cheio de atrações turísticas naturais lindíssimas para quem curte ecoturismo e turismo de aventura. A cidade está a 260 quilômetros de Campo Grande e, junto com Jardim e Bodoquena, faz parte do Parque da Nacional da Serra da Bodoquena.

Um dos locais mais famosos de Bonito é o Aquário Natural da Reserva Ecológica Baía Bonitaonde você pode fazer mergulho com snorkel e observar a vida marinha, fora da água observar a fauna e a flora da região, fazer trilhas e, ao final do dia descansar no almofadário que fica no anfiteatro da reserva.

Também em Bonito, os viajantes mais aventureiros podem descer de rapel os 72 metros do Abismo Anhumas e ainda visitar a maior caverna submersa do mundo. Já em Jardim, cidade vizinha a Bonito, uma opção de passeio é descer as corredeira do Rio da Prata em um bote. Além desses locais, há diversas outras trilhas, cachoeiras e grutas. Veja neste artigo os principais pontos turísticos de Bonito.

Importante => Vacinas necessárias para viajar

 

Pantanal Sul

Roteiro de viagem pelo Pantanal, Mato Grosso do Sul
Pantanal | Foto: Adriane Rado, via Wikimedia Commons.

O Pantanal Sul fica a 146 quilômetros de Campo Grande e suas portas de entrada mais famosas são as cidades de Aquidauna, Miranda e Corumbá. É um bioma de transição entre a Amazônia e o cerrado e tem sua maior característica ser uma região alagada, sobretudo no período de cheia, entre outubro e abril.

Na América do Sul o Pantanal vai do Mato Grosso (onde é chamado de Pantanal Norte) ao Mato Grosso do Sul (o Pantanal Sul), além de passar pelo Paraguai e pela Bolívia. No Mato Grosso do Sul, o Pantanal é resultado da cheia do Rio Paraguai. É uma das maiores planícies alagadas do planeta.

Na época de cheia só é possível cruzá-lo de barco, já na época mais seca há opções de passeios a cavalo ou mesmo um safári de jipe. No Pantanal ainda há mais de 3,5 mil espécies de plantas, 650 espécies de aves, 80 diferentes espécies de mamíferos e outras 50 de répteis. Nos passeios você pode ser tuiuiú, a ave símbolo da região, jacarés, capivaras e até onças.

Muitos viajantes vão ao Pantanal para pescar, o que só pode ser feito fora da época de chuva e de piracema (que a é o período de reprodução dos peixes). Portanto, de novembro a abril a pesca é proibida na região.

Útil => Aplicativos de viagem

 

Dicas de turismo no Mato Grosso do Sul

Viajar para o Mato Grosso do Sul é mergulhar numa variedade de culturas e paisagens encantadoras. São áreas alagadas, muitos animais silvestres, cavernas, cachoeiras, mata atlântica, além de paisagem urbana. Isso sem falar na gastronomia local, que é uma viagem ao redor do mundo.

Se quiser outras informação sobre o turismo no Mato Grosso, visite o site da Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem (RBBV) e dê uma olhada no post índice. A RBBV reúne artigos de blogueiros de viagens de todo o Brasil.

E você, já conhece algum desses destinos ou eles estão na sua lista de próximas viagens pelo Brasil? Conte para a gente nos comentários.

Até + !!!

 

Background Tickets
Mato Grosso do Sul

Promoções de Passagens

Selecione um filtro para visualizar os pacotes de viagens.
Mato Grosso do Sul

Lazer e Diversão

Background Acomodação
Mato Grosso do Sul

Ofertas de Hotéis

Preços mais baixos encontrados por usuários reais.
Os valores podem variar conforme disponibilidade, datas e taxas.

Quero Viajar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *