Grand Place em Bruxelas: como curtir esse atrativo belga

Grand Place em Bruxelas: como curtir esse atrativo belga

Visitar a Grand Place em Bruxelas é tão fundamental quanto ir ao Atomium ou ver o Manneken Pis quando se está na cidade.

Essa que é considerada uma das praças mais belas do mundo, é também um dos principais cartões-postais da capital da Bélgica.

O espaço fica no coração da cidade e recebe inúmeras atrações em diferentes épocas do ano, atraindo muitos turistas que se misturam com a população local no dia a dia.

Seja na época do Tapete de Flores ou próximo ao Natal, a praça tem sempre um motivo para ser visitada e alguma imagem para ficar na memória, especialmente à noite com a iluminação diferenciada dos prédios históricos em volta, como a prefeitura e a câmara municipal.

Neste artigo vou te mostrar um pouco mais sobre Bruxelas e a Grand Place – endereço, como chegar, atrações nas redondezas, lugares que valem a pena conhecer, passeios guiados, história e algumas curiosidades que fazem desse um dos espaços culturais e turísticos mais tradicionais da capital do país.

Planeje sua viagem => Onde ficar em Bruxelas, bairros e hotéis

Tudo sobre seguro viagem Bélgica »

 

Dicas da Grand Place em Bruxelas

  • História da Grand Place
  • Tickets e tours para Grand Place em Bruxelas
  • Dicas para visitar à Grand Place
  • Curiosidades da Grand Place

CLIQUE AQUI para agendar os melhores passeios em Bruxelas »

 

História da Grand Place em Bruxelas

Pontos turísticos de Bruxelas
Com o cair da noite, a Grand Place fica ainda mais encantadora.

As origens da capital da Bélgica, Europa, no século X, ocorreram a partir da construção de um forte próximo ao Rio Senne, que era navegável.

Ao lado do forte, como era comum na época, estabeleceu-se uma área destinada ao mercado local, onde seria comercializado de tudo um pouco: carnes, pães, tecidos e outros produtos.

À medida que a fortificação evoluía e começava a virar cidade, o mercado também prosperava. No século XIII, a Grand Place (que ainda não tinha esse nome) já estava na rota de uma importante estrada para os mercadores.

Foram construídos galpões que permitiam que o mercado abrisse mesmo em épocas de tempo ruim. No século seguinte, foram construídas a Prefeitura de Bruxelas (Hôtel de Ville) e a Casa da Corte Real (Maison Du Roi).

Ao redor da Grand Place, também ficavam as sedes das guildas – associações de comerciantes e trabalhadores locais que tinham muita importância na vida social da época.

Médicos, militares, construtores, etc., tinham seus edifícios sede construídos em madeira nos extremos da praça.

 

Bombardeio e destruição

Grand Place em chamas
Bombardeio da Grand Place em 1615 | Foto: Benoit Brummer, via Wikimedia Commons.

Durante a guerra da França, a região da Grand Place em Bruxelas foi bombardeada e destruída quase que totalmente.

No entanto, graças ao empenho e prosperidade dos comerciantes locais das guildas, foi reconstruída rapidamente.

Só que dessa vez o governo criou um projeto que buscava a homogeneização das construções. Cada prédio a ser levantado precisava ter seu projeto aprovado, a fim de não fugir muito do estilo, entre uma fachada e outra.

Mesmo não sendo todos do mesmo período arquitetônico, os prédios da Grand Place ostentam estilos Louis XIV, gótico e barroco até hoje. Talvez esse seja um dos elementos chave para a arte peculiar da Grand Place.

Com o passar dos anos, a importância histórica do local passou a ser entendida e valorizada pelos habitantes da cidade de Bruxelas.

A reconstrução dos prédios e a instalação de fontes e monumentos comemorativos que aconteciam no local confirmam esse fato.

Durante o século XX a praça ainda servia como mercado público, até 1959.

Depois disso as ruas laterais que dão acesso a Grand Place, passaram a ser nomeadas em homenagem aos antigos vendedores que trabalhavam no mercado da praça.

Em 1990, a praça tornou-se oficialmente uma zona exclusiva de pedestres, e é hoje a maior zona de pedestres do centro de Bruxelas. No ano de 1998, foi tombada como Patrimônio Mundial da Unesco.

Atualmente, a Grand Place em Bruxelas é uma atração turística imperdível e um ponto de referência, tanto para os habitantes locais, quanto para quem vem de fora.

Os prédios na volta da praça abrigam museus, bares, restaurantes, instituições do governo e algumas residências particulares.

Adquira => Bilhete de Entrada para o Atomium de Bruxelas

 

Tickets e tours para Grand Place em Bruxelas

O que fazer em Bruxelas
Passeio até a estátua Manneken Pis faz parte de tours guiados por Bruxelas.

A Grand Place em Bruxelas é um marco tão importante para a cidade que muitos passeios e tours na Bélgica guiados, não apenas passam por ela, mas também tem a praça como o ponto de encontro dos grupos turísticos.

 
 

Aqui estão alguns dos principais motivos do porquê recomendamos de olhos fechados esses passeios da GetYourGuide na Bélgica. Temos certeza de que ao contratar tours e excursões, você vai amar sua experiência:

  • Milhares de atividades imperdíveis para todas as idades e interesses;
  • Os preços mais baixos, garantidos - sem taxas de reserva ou cobranças ocultas;
  • Faça a pré-reserva de ingressos e pule a fila nas principais atrações com o inventário exclusivo de ingressos;
  • Mantenha-se flexível com cancelamento fácil até 24 horas antes;
  • Pagamento e bilhetes otimizados para celular para reservas onde você estiver;
  • Atendimento ao cliente amigável e experiente, disponível 24/7 no seu idioma.
 

Os tours guiados oferecem uma experiência diferente para conhecer a cidade, com informações precisas e atualizadas sobre cada lugar, prédios históricos, gastronomia e muito mais.

Alguns exemplos desses serviços que passam pela Grand Place são:

Descubra => Qual moeda levar para Bélgica

 

Dicas para visitar à Grand Place em Bruxelas

Pontos turísticos da Belgica
Mont des Arts está a apenas 500 metros da Grand Place.

A Grand Place está no coração da capital da Bélgica. Localização privilegiada que beneficia todos que visitam a cidade e desejam conhecê-la melhor.

Existem muitas linhas de transporte público (ônibus e bonde elétrico) com paradas na Grand Place e em suas imediações.

Também é possível chegar a praticamente qualquer canto da cidade partindo da praça.

Bruxelas não é uma cidade territorialmente muito grande, apesar de ser a maior do país. Os pontos de maior interesse aos turistas estão, na maioria, próximos da Grand Place.

Falando nisso, aproveite para descobrir os lugares mais turísticos de Bruxelas. Segue uma lista com os principais pontos próximos e suas respectivas distâncias da Grand Place em Bruxelas.

Esses locais podem ser acessados a pé facilmente, pois estão a distâncias razoavelmente curtas da praça, em diferentes direções.

  • Galeria Saint-Hubert (120 metros);
  • Manneken Pis (300 metros);
  • Mont des Arts (500 metros);
  • Catedral de São Miguel e Santa Gúdula (700 metros);
  • Place Royale (850 metros);
  • Notre Dame Du Sablon (900 metros);
  • Comic Strip Center (900 metros);
  • Museu das Belas Artes (1000 metros);
  • Parque de Bruxelas (1200 metros).

Apesar de existir muita coisa pra ver em Bruxelas, principalmente fora da Grand Place, talvez você queira dedicar um dia para conhecer bem esse importante lugar da capital belga e os prédios que o cercam.

Conectado => Internet na Bélgica

 

Hôtel de Ville

Pontos turísticos de Bruxelas
Prédio da prefeitura | Foto: Álvaro Millán, via Creative Commons.

A Prefeitura de Bruxelas, também conhecida como Hôtel de Ville (City Hall ou Town Hall, em inglês) é um dos mais imponentes prédios da Grand Place.

A torre de quase 100 metros de altura, que pode ser apreciada antes mesmo de chegar à praça, impressiona. No interior do prédio há mais de 130 estátuas e inúmeros aposentos, salões e corredores.

   

Sua construção data de 1459 e está aberto à visitação as quartas e domingos, com guias em inglês, francês e holandês.

Vale consultar os horários para saber quando vai ter um guia no seu idioma de preferência. O valor da visita é de 7 euros por pessoa; crianças menores de 12 anos não pagam.

Reserve => Excursão de 1 Dia por Gante e Bruges

 

Maison du Roi

O que fazer em Bruxelas
Arquitetura da Maison du Roi impressiona | Foto: Dimitris Kamaras, via Creative Commons.

A Maison du Roi, ou simplesmente Casa do Rei, era a residência da realeza belga.

Construída em 1536, hoje funciona como Museu da Cidade de Bruxelas (Musée de la Ville) e suas obras de arte, pinturas e tapeçarias expostas, contam um pouco da rica história da cidade.

O local ainda guarda a estátua original do Manneken Pis e o guarda-roupa do menininho – que veste figurinos temáticos ao longo do ano.

O Museu da Cidade pode ser visitado de terça a domingo, das 10 às 17 horas, pelo valor de 8 euros por pessoa.

Barato => Passagem de trem na Europa

 

Maison des Ducs de Brabant

Grand Place Bruxelas
Prédio tem uma das fachadas mais bonitas | Foto: Zairon, via Wikimedia Commons.

A Casa dos Duques de Brabant (House of Dukes of Brabant) é uma das construções que foram refeitas depois dos bombardeios da guerra da França.

Foi residência de diversos duques cujas estátuas estão na frente do prédio.

Prático => Ticket do ônibus turístico em Bruxelas

 

Guildas

O que fazer nas cidades da Bélgica
Guildas são estas simpáticas casinhas | Foto: EmDee, via Wikimedia Commons.

As Guildas são um grupo de casas que também faz parte da reconstrução que aconteceu na Grand Place em Bruxelas, após os ataques em 1695.

Representam os 9 ofícios que sustentavam a economia local no período medieval.

O nome guilda, vem de guild (corporação ou associação). Cada guilda tinha o nome de um santo padroeiro das profissões relacionadas, também chamadas de nações:

  • Nação de Nossa Senhora (Our Lady): açougueiros, pescadores do mar, ourives e quitandeiros;
  • Nação de St. Gilles: comerciantes de frutas, barqueiros, encanadores e pescadores de água doce;
  • Nação de St. Lawrence: tecelões, tingidores, chapeleiros, tapeceiros e estofadores;
  • Nação de St. Gery: alfaiates, fabricantes de meias, peleiros, bordadeiras, revendedores de roupas, cirurgiões;
  • Nação de St. John: ferreiros, ferradores, cuteleiros, serralheiros, relojoeiros, pintores, vidraceiros, sapateiros e torneiros;
  • Nação de St. Christopher: tintureiros, tosquiadores, rendeiras, fabricantes de cadeiras;
  • Nação de St. James: padeiros, moleiros, cervejeiros, marceneiros e taberneiros;
  • Nação de St. Peter: fabricantes de luvas e cintos, curtidores e sapateiros;
  • Nação de St. Nicholas: armeiros, fabricantes de armaduras, espadas e lanças, escultores de pedra, colocadores de telhas.

Dentro de cada guilda faziam parte muitas outras profissões da época, que hoje não existem mais. As casas atualmente abrigam bares, restaurantes, lojas e residências particulares.

Imperdível => Atrações turísticos de Bruges

 

Flower Carpet

Tapete de Flores Bélgica
Tapete de flores na praça | Foto: Wouter Hagens, via Wikimedia Commons.

O Flower Carpet (Tapete de Flores) é, talvez, a maior atração que acontece na Grand Place e também seu principal evento.

É um gigante tapete, de 75 metros de comprimento por 24 de largura, que cobre todo o centro da praça, utilizando flores de diversas cores.

O tapete foi feito pela primeira vez em 1971 e desde então ocorre a cada dois anos na Grand Place em Bruxelas.

Utilizando begônias, dálias, grama e cascas de árvore, cerca de 100 voluntários materializam o tapete em cerca de oito horas.

A cada edição uma temática diferente é escolhida, por uma equipe de especialistas que determinam o tema e o desenho a ser feito com as pétalas das flores.

No primeiro dia do Flower Carpet, a montagem pode ser acompanhada pelo público, antes da inauguração oficial.

O evento dura 4 dias e é aberto a todos, sem cobrança de ingressos. Também acompanhando o tema, uma música diferente é composta a cada nova edição. Performances musicais acontecem todas as noites durante a programação do Flower Carpet.

A dica para os turistas é visitar uma das sacadas da prefeitura e ter uma visão do alto do tapete. Junto com os shows de música a praça fica toda iluminada com luzes e fogos, num belo espetáculo.

O tema de 2019 foi o México e a edição 2020 acontece de 13 a 16 de agosto.

Pesquise => Passeios imperdíveis em Bruxelas

 

Le Roy d’Espagne

Restaurantes em Bruxelas
O Rei da Espanha é um restaurante | Foto: Pemolo, via Wikimedia Commons.

Um dos mais tradicionais bares e restaurantes da Grand Place em Bruxelas, o Roy d’Espagne é o lugar perfeito para sentar e apreciar a arquitetura local, observar o vai e vem das pessoas, tomando uma cerveja belga tradicional.

   

Localizado no lado oposto da praça, a Maison des Ducs de Brabant, o restaurante oferece uma generosa carta de cervejas e pratos quentes da cozinha francesa, que é tão influente na cidade. Servem também café da manhã.

Abrem todos os dias das 8h à 1h da manhã. O atendimento é exemplar e os preços são módicos. Durante o verão, mesas são colocadas na rua para os clientes, que também podem escolher sentar dentro do restaurante, no térreo ou no segundo andar.

Opção => Excursão de Bruxelas para Amsterdam

 

Curiosidades da Grand Place em Bruxelas

grand place em bruxelas curiosidades
Grand Place não lembra aquela que foi palco de execuções na era medieval.

O nome Grand Place significa Grande Praça em francês. Às vezes, pode ser referida por Grote Markt, que significa o mesmo em holandês.

Apesar da beleza arquitetônica e da tranquilidade nos dias de hoje, o cenário nem sempre foi assim.

Em locais como esse nas grandes cidades medievais, além de ser o centro comercial e local onde aconteciam festividades, as praças também eram palco de atos um tanto sombrios como julgamentos e execuções de criminosos.

Em meio ao grande número de pessoas transitando e tantas belezas arquitetônicas e sua imponência, pode passar despercebido o fato de que não existem plantas nem fontes na praça, algo comum em locais assim por todo o mundo.

Isso claro, sem contar o Flower Carpet, que já mencionei acima.

Em uma das casas restauradas que fica de frente pro centro da Grand Place em Bruxelas, nos números 26 e 27, residiu o famoso escritor francês Victor Hugo, que a elogiou como sendo “o lugar mais lindo do mundo”.

curiosidades da belgica
Estátua de Everad’t Serclaes | Foto: Viktorhauk, via Wikimedia Commons.

Em 2010, mediante uma pesquisa de um site holandês, foi eleita a praça mais bonita da Europa, concorrendo com cidades de todo o continente europeu, tradicionais por suas praças, como Nancy, na França e Moscou, na Rússia.

Duas vezes por ano, acontece na Grand Place o Ommegang, uma homenagem à criação da praça que começou em 1549.

Em junho e julho, uma procissão que se inicia no bairro do Sablon e se encerra na Grand Place, traz pessoas em trajes folclóricos.

Em dezembro, a Grand Place é luxuosamente decorada com temas natalinos, muitas luzes, uma feira diária com produtos diversos e uma árvore de Natal gigante. Nota da editora: já estive nessa época do ano, e assisti a um espetáculo de luzes e projeções nos prédios da Grand Place que cair o queixo!

Perto do Hôtel de Ville, do lado esquerdo, está a estátua de Everad’t Serclaes, famoso por libertar Bruxelas do domínio do Conde de Flandres.

O local é conhecido por dar sorte aos que tocam a estátua: tocando o braço fica certo o seu retorno a Bruxelas; na cabeça do cachorro e no rosto do anjo atrai dinheiro; e passando a mão por toda a estátua se casa. As casas que ocupam os números do 1 ao 39 são todas marcadas com um nome na fachada.

Incrível => Excursão a Luxemburgo e Dinant saindo de Bruxelas

 

Aproveitar a Grand Place em Bruxelas

A capital da Bélgica é sem dúvida um lugar incrível para visitar. E quem vai ao país direto do Brasil, provavelmente desembarque lá antes de qualquer outra cidade do país.

A localização da Grand Place, no coração da cidade, proporciona uma oportunidade de se ter a melhor impressão possível de Bruxelas.

Passar uma tarde caminhando pela praça, visitando os prédios históricos e parando em algum pub para absorver um pouco do que acontece a sua volta é garantia de uma experiência sem igual ao visitar a Bélgica.

As diversas ruelas que dão acesso à Grand Place, também servem como diferentes corredores de acesso ao mundo que se abre para além das guildas e da Maison du Roi.

O lugar que já foi chamado de “mais lindo do mundo” e mais bela praça da Europa é, sem dúvida, tudo que dizem e muito mais.

Mas somente a sua visita vai revelar o que de melhor a Grand Place oferece e o que faz dela tão bonita sob os seus próprios olhos.

O que achou das minhas dicas para explorar a Grand Place em Bruxelas? Participe dando sua opinião nos comentários abaixo.

 

ESCRITO POR

Matheus Osório

ESCRITO POR

Matheus Osório

Matheus Osorio Goelzer é músico, técnico de som e roadie freelancer. Graduado em Produção Fonográfica, mora em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Viveu cerca de 3 anos na Bélgica e viajou o país como baterista de uma banda. Gosta de ler, viajar, escrever e é apaixonado por música.

Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Roteiro de Viagem

Confira tudo sobre o que fazer durante seus dias no destino

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Roteiro de Viagem

Confira tudo sobre o que fazer durante seus dias no destino

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *