Início / Europa / Suíça / Tipos de visto para Suíça: estudante, trabalho, casamento etc

Tipos de visto para Suíça: estudante, trabalho, casamento etc

O visto para a Suíça é uma das partes mais importantes na programação da viagem. Mais do que um lindo país para visitar e fazer uma bela viagem de férias, a Suíça pode ser o destino certeiro para estudar, trabalhar ou até morar. Por isso, saber e tirar a documentação correta para cada caso é essencial.

Se você está planejando morar na Suíça, os primeiros passos para obter o visto são diferentes de uma simples viagem de férias. Estar com a documentação correta garantirá segurança, tranquilidade e seus direitos durante a estadia no país. A Suíça é um dos países com melhor qualidade de vida do mundo, com uma boa segurança e diversos benefícios, por isso, atrai a atenção de habitantes de outros lugares do mundo.

Planeje sua viagem​ => Hotéis em oferta na Suíça

Quanto custa o seguro viagem para a Europa obrigatório?

 

Quais são os tipos de visto para a Suíça?

Visto para Suíça
Existem diversos tipos de visto para a Suíça, vai depender do seu objetivo.
  • Visto de turismo
  • Visto de trabalho
  • Permissão L
  • Permissão B
  • Permissão C
  • Permissão S
  • Visto para estudante

Programe-se​ => Melhores passeios guiados na Suíça

 

Visto de turismo

Suíça visto estudante
Entrada na Suíça segue as determinações do espaço de Schengen.

Se a sua viagem para a Suíça for somente a passeio e tiver duração de até três meses, não há a necessidade de solicitação prévia de visto. A permissão para ingresso no país irá acontecer no momento da sua imigração, no aeroporto.

Sua imigração poderá acontecer em outros países da Europa, dependendo da conexão do seu voo, como Alemanha ou França. Ainda assim, diversos documentos devem ser previamente separados.

Em primeiro lugar, verifique a validade do seu passaporte. A entrada na Suíça segue as determinações do Tratado de Schengen. Por esse motivo, o passaporte deve ter validade superior a três meses. Além disso, você precisa ter em mãos a passagem de volta com uma data que não ultrapasse os 90 dias, contando a partir da data de entrada. Também é preciso comprovar que possui dinheiro suficiente para o seu tempo no país.

Ter o seguro saúde também faz parte dos documentos. Nesse caso, a cobertura mínima deve ser de 30 mil euros. Além de obrigatório para ingresso no país, atente-se para o fato da Suíça não possuir opções de saúde pública, apenas opções privadas, ou seja, o plano é muito importante para uma estadia. Entenda mais a importância de se prevenir, lendo o post sobre seguro viagem para a Suíça.

Por fim, é necessário possuir o comprovante das reservas do hotel ou a carta convite de um amigo ou parente que irá te receber. Lembre-se de que a Suíça, apesar de ser um país pequeno territorialmente, possui quatro línguas oficiais (Alemão, Francês, Italiano e Romanche). E, como a imigração também pode acontecer em outros países, peça a carta convite na língua do local da hospedagem e também uma cópia em inglês.

Saiba mais​ => Quando ir para a Suíça

 

Visto de trabalho

Empregos na Suíça para brasileiros
Para o visto de trabalho, existem duas situações.

Para o visto de trabalho, existem duas situações. A primeira, para brasileiros que possuem cidadania de outro país europeu. Nesse caso, pode-se passar até três meses no país e solicitar autorização de residência, depois de conseguir algum emprego na Suíça.

O segundo caso, brasileiros que não possuem cidadania de outro país europeu, precisam primeiro de um contrato de trabalho para depois entrar com o pedido de visto. Para solicitar esse visto, alguns documentos devem ser apresentados no Consulado Suíço no Brasil: passaporte com validade superior a seis meses, fotografias recentes, autorização emitida pela autoridade cantonal suíça e pagamentos das taxas (o valor aproximado é cerca de R$220).

Os membros da família (conjugue e filhos menores de 21 anos) também serão inclusos nesse pedido de visto para poderem permanecer na Suíça. Existem diversos tipos de permissões, por isso, cada caso deve ser analisado e pesquisado.

Conheça => Feriados na Suíça

 

Permissão L

Visto Suíça estudante
Visto é empregado em situações de estudo (mestrado, doutorado), estágio ou trabalho.

Esse tipo de visto é empregado em alguns casos, como situações de estudo (mestrado, doutorado), estágio ou trabalho. A permissão L, curto prazo, é concedida também para pessoas que estão dando início ao processo civil para casamento com um suíço. Quando o casamento acontecer, essa permissão é substituída pela B e, com ela, será permitida a busca por emprego no território suíço.

Estudantes de cursos de idioma podem receber a permissão L. Todavia, somente se o curso tiver pelo menos vinte horas por semana, ou seja, um tanto intensivo.

Internet​ => Chip de celular na Europa

 

Permissão B

Esse visto é destinado para uma residência inicial e é concedido para pessoas que tenham um contrato de trabalho com duração superior a 12 meses. Tal permissão pode ser prorrogada.

Dúvida => Como usar Whatsapp na Europa?

 

Sabia que o Seguro Viagem é essencial para sua segurança no exterior?

Além de ser obrigatório nos países da Europa, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe até 15% de desconto usando o cupom PROTETORSOLAR (até 28/02), é só clicar no botão.
 

Permissão C

Com quanto dinheiro posso entrar na Suíça
Esse visto pode ser adquirido depois de alguns anos vivendo em solo suíço.

Essa permissão é permanente. Esse visto pode ser adquirido depois de alguns anos vivendo em solo suíço (5 ou 10, dependendo do caso). Ainda que seja conhecido como permissão permanente, existem, como tudo na Suíça, algumas regras.

A mais importante é que o brasileiro portador desse documento deve permanecer em território suíço, podendo ficar fora somente até seis meses sem avisar o governo e até dois anos com prévio aviso.

Descubra => Cidades mais bonitas da Suíça 

 

Permissão S

Esse tipo de visto é concedido somente em questões humanitárias para auxílio a pessoas necessitadas.

Planeje-se => Qual moeda levar para a Suíça

 

Visto de estudante

O visto de estudante pode ser requerido após matrícula em uma instituição de ensino suíça. No entanto, há a obrigatoriedade de que o curso tenha duração maior do que 90 dias. Esse visto deve ser pedido no consulado da Suíça no Brasil.

Vale a pena?​ => Aluguel de carro na Suíça

 

Como é a vida na Suíça

Como é viver na Suíça
Cada estado da Suíça possui constituição e leis próprias.

A Suíça é um país bastante atrativo, seja para viajar e desfrutar da boa estrutura e paisagens ou estudar e trabalhar. Contudo, um bom conselho: procure conhecer as curiosidades, leis e principais informações com antecedência.

A Suíça possui 26 cantões (similares a estados) autônomos. Cada um deles possui uma constituição e leis próprias. Além disso, existem diferenças entre eles. Então, se você se mudar de um cantão para outro, pode notar algumas mudanças.

Impostos podem ser cobrados de maneiras diferentes e a grade curricular de escolas pode se alterar, por exemplo. Alguns cantões podem ser mais flexíveis em relação a outros que são rigorosamente burocráticos.

No quesito mercado de trabalho, conseguir um contrato para ter permissão de trabalhar não é fácil. Empresas suíças precisam justificar o motivo de contratarem mão de obra estrangeira e não um profissional local. Por isso, a maioria das vagas para estrangeiros costumam ser bastante específicas.

Para obter o passaporte suíço de fato, a espera leva mais de dez anos. Além disso, será preciso se sair bem em diversos testes sobre a história e cultura do país.

Existem outras permissões, contudo, provavelmente não se encaixarão nas situações de cidadãos brasileiros. Dentre elas, está a Permissão G, cujo foco são moradores de países que fazem fronteira com a Suíça.

Inclusive, se sua viagem for a passeio, inclua também outros países no roteiro, da cidade de Lausanne pode-se chegar a França com um belíssimo passeio de barco, vendo os Alpes Suíços. Confira onde se hospedar nos melhores hotéis de Lausanne.

Também há a Permissão N, destinada para pedidos de asilo no país, com enfoque nos tratados internacionais. E a Permissão F que apenas não permite a deportação.

Destinos​ => Suíça no inverno

 

Mais sobre visto para a Suíça

Como tirar o visto para a Suíça
Custo de vida na Suíça é bastante caro.

A última permissão concedida para cidadãos na Suíça é a Ci. Esse visto é destinado para familiares de representantes diplomáticos e de organizações internacionais.

Aliás, a cidade de Genebra, é conhecida como sede de órgãos que realizam trabalhos humanitários, por isso, carrega o apelido de capital da paz. Vale a pena conhecer as hospedagens em oferta em Genebra e conferir de perto essa cidade.

São diversas organizações no município, como a sede das Organizações Unidas (ONU) e da Cruz Vermelha. Desse modo, o país carrega também o título de um dos principais locais de encontro de líderes mundiais.

Essas e outras características como limpeza, educação de qualidade, exemplo de segurança (taxa de criminalidade próxima a zero) fazem da Suíça um destino muito bom para passar um período da vida. Entretanto, tenha em mente que tudo isso tem um preço, o custo de vida na Suíça é bastante caro. Aluguel e despesas com alimentação pode consumir boa parte do seu orçamento. Por isso, programe-se financeiramente para seu tempo no país.

Programe-se​ => Verão na Suíça

 

Vale a pena conhecer a Suíça?

Por fim, algumas observações: lembre-se de que esse país não faz parte da união europeia e, consequentemente, não tem o Euro como moeda, mas sim o Franco Suíço.

Ainda que existam diversas opções de visto e a maioria repleta de burocracia. Tenho os documentos em dia e verifique todos pré-requisitos para passear, estudar ou morar legalmente no país, garantindo seus direitos, deveres e segurança.

Ficou com alguma dúvida sobre o visto para a Suíça? Deixe seu comentário.

 

Leia nossos últimos artigos sobre a Suíça:

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Alana Romão

Alana Romão Santiago é jornalista, apaixonada por viagens, estudou comunicação e cultura na Suíça e desde então tem um pedaço do coração naquele país. Tem experiência em assessoria de imprensa e revista. Ama ler, escrever e fazer roteiros de viagens, ama mais ainda poder colocá-los em prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *