Início / Dicas / Tratado Schengen: o que é e porque o seguro viagem é necessário?

Tratado Schengen: o que é e porque o seguro viagem é necessário?

O que é Tratado SchengenSe você vai embarcar para a Europa pela primeira vez precisa saber o que é o Tratado de Schengen. Isto porque é ele que estabelece regras para a entrada de estrangeiros no continente. Preparei um guia com tudo que você precisa saber sobre o Acordo de Schengen e porque o seguro viagem é necessário.

O tratado nada mais é que um acordo firmado entre países europeus com o objetivo de estabelecer a livre circulação entre os participantes. Assim, entre outras normas, ele estabelece regras para a entrada de estrangeiros nos países que aderiram ao tratado, como a obrigatoriedade do seguro viagem e solicitação de visto.

Faça sua cotação de seguro viagem e ganhe 5% de desconto »

 

Países que participam do Tratado Schengen

No total 26 países europeus assinaram o tratado. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia, Suíça, Liechtenstein e Chipre.

Um detalhe importante para quem vai visitar Mônaco, San Marinho e a Cidade do Vaticano, é que apesar de não serem membros formais do Tratado, a regra é válida para eles também. Isto porque eles estão integrados a outros territórios que assinaram. Além disso, nem nem todos os países do continente integram o tratado. A regra não vale para o Reino Unido, Irlanda, Croácia, Romênia e Bulgária.

 

O que é o Tratado Schengen e suas normas

Seguro é necessário no Tratado de Schengen?

Como falei acima, esse tratado é uma política de abertura das fronteiras e livre circulação no território europeu. Desta forma, entre outras coisas, ele regulamenta a entrada de turistas no continente.

Uma das regras é em relação ao visto para estrangeiros. De acordo com o tratado, brasileiros não precisam de visto para viagens de até 90 dias para fins de turismo, negócios ou tratamento médico. Neste último caso, é necessário apresentação de um atestado emitido por um médico brasileiro e que ateste a necessidade do tratamento.

Por sua vez, é o Tratado Schengen que estabelece também a obrigatoriedade da contratação de um seguro viagem para entrar nos países que assinaram o documento. Segundo as normas, ele deve garantir uma cobertura no valor mínimo de € 30.000 euros por pessoa.

A obrigatoriedade do seguro tem como objetivo garantir que o visitante possa pagar as possíveis despesas médicas surgidas durante a viagem. Seja por acidente ou doença, inclusive em caso de óbito. Desta forma, na hora de contratar um seguro viagem para a Europa, fique atento se a cobertura atente as exigências do Tratado.

Uma dica importante é que mesmo para os países que não assinam o tratado e o seguro não é obrigatório, é essencial contratar um. Afinal, ninguém quer passar por imprevistos sem ter a quem recorrer durante uma viagem a Europa. Sem contar que o valor é irrisório perto do preço total da viagem.

Leia também => Quanto custa o seguro viagem para a Europa?

Sabia que o Seguro Viagem é essencial para sua segurança no exterior?

Além de ser obrigatório nos países da Europa, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe até 15% de desconto usando o cupom PROTETORSOLAR (até 28/02), é só clicar no botão.
 

 

O que um bom seguro deve oferecer

O seguro obrigatório para a Europa deve ter uma cobertura médica mínima de 30 mil euros. Mas na hora de escolher qual seguro contratar, preste atenção a outros detalhes que são essenciais para garantir tranquilidade ao longo da viagem.

Qualquer seguro, por mais básico que seja, deve oferecer pelo menos estes três itens: assistência médica e odontológica, seguro de vida (que cubra morte ou invalidez por acidente) e traslado de corpo. Esta é uma exigência da SUSEP – Superintendência de Seguros Privados, órgão que regulamenta todas as seguradoras que atuam no Brasil.

Mas apesar de não serem obrigatórios, há outros itens importantes que devem constar na apólice do seguro de qualquer viajante. Entre os principais estão a repatriação, a cobertura para cancelamento de viagem, extravio e atraso de bagagem, extensão de internação hospitalar e de diárias em hotéis, medicamentos e passagem de ida e volta para um familiar.

Além destas, na hora de escolher é importante avaliar o seu perfil e as especificidades de sua viagem. Gestantes e pessoas com doenças crônicas ou pré-existente devem contratar uma cobertura especial. Os seguros comuns não oferecem este tipo de cobertura e se o turista tiver algum problema durante a viagem relativo à doença, ele terá que arcar sozinho com as despesas médicas. Além disso, os esportistas e aventureiros devem contratar um seguro que cubra práticas de esportes ou aventura.

 

Preço e como fazer cotação do seguro

Seguro viagem no Acordo de Schengen

Existem muitas seguradoras no mercado e é importante fazer cotação e pesquisa de preços entre elas, pois eles podem variar muito. Há inúmeras possibilidades de cobertura e os pacotes oferecidos por cada empresa podem variar. Então é essencial você saber quais são as exigências do Tratado Schengen e quais são as suas necessidades. Só assim é possível fazer uma escolha que atenda bem ao seu perfil de viajante.

Os valores de um seguro viagem são calculados tendo como base vários fatores, entre eles: idade do viajante, duração e motivo da viagem, destino, se o contratante tem alguma doença prévia ou é gestante, entre vários outros.

Para você ter uma ideia da faixa de preço, fiz uma cotação nas principais seguradoras que atuam no Brasil. Simulei na GTA, Travel Ace, Assist Card e Affinity, através do motor de buscas da Seguros Promo. Nela considerei a viagem de uma pessoa adulta a lazer, com 8 dias de duração e passando por 1 país. Os valores variaram de  R$ 51,00 a R$ 122,00, 00, considerando sempre os pacotes mais simples de cada seguradora.

Assim, antes de contratar um seguro viagem para a Europa que atendo ao Tratado de Schengen, avale bem o que cada pacote oferece e veja se está de acordo com suas necessidades para a viagem. Lembrando sempre que, mesmo considerando os pacotes mais básicos de cada seguradora, poderá haver uma diferença exorbitante entre os itens cobertos e os valores de cada cobertura. Então não deixe de comparar!

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Guilherme Tetamanti

Paulistano de 37 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *