Início / Américas / América Central / Cuba / Mergulho em Cuba: pontos em Varadero, Cayo Largo com preços

Mergulho em Cuba: pontos em Varadero, Cayo Largo com preços

Muitas pessoas são interessadas em praticar mergulho em Cuba. Com águas de temperatura entre 24 e 28˚C, visibilidade média entre 30 e 40 metros e abundância de recifes de corais, Cuba é o destino perfeito para mergulhadores iniciantes ou experientes. Há muito o que ser explorado embaixo d’água, afinal, estamos falando de um arquipélago que possui centenas de ilhotas ao redor.

O clima é favorável. Em pelo menos metade do ano, as temperaturas de Cuba ficam acima dos vinte e poucos graus durante o dia todo. Frio mesmo é raro por aqui.

Este post é para você que já mergulha e também para quem está pensando em dar os primeiros passos aquáticos em Cuba. Deixe o medo de lado e vamos lá!

Planeje sua viagem => Onde ficar em Cuba: hotéis em Havana, Cayo Coco e mais

Quanto custa o seguro viagem para o Caribe e América Central?

 

Pontos incríveis para mergulho em Cuba

Neste artigo, vou indicar algumas das melhores regiões para mergulhar. A maioria delas possui dezenas de pontos possíveis para a prática e o valor médio do mergulho em Cuba é de 35CUC.

  • María La Gorda, Península de Guanahacabibes
  • Cayo Guillermo
  • Cayo Largo del Sur, Arquipélago dos Canarreos
  • Playa Ancón, Trinidad

 

María La Gorda, Península de Guanahacabibes

Praias paradisíacas em Cuba
María La Gorda | Foto: Anagoria, via Wikimedia Commons

Localizada em Pinar del Río, no extremo ocidente de Cuba, a região abriga um Centro Internacional de Buceo. Um dos principais atrativos dessa área são os corais negros, abundantes na península, e os restos de embarcações. Mas, atenção, mergulhos em naufrágios exigem uma modalidade de certificação especial.

A elevação da temperatura dos oceanos tem ocasionado a morte de milhares de colônias de corais, que são animais sensíveis e que demoram milhares de anos para se desenvolver. O fenômeno é conhecido como branqueamento, quando o esqueleto (branco) fica exposto. A poluição, a pesca e até mesmo fenômenos naturais, como os furacões, também são fatores que contribuem para o desaparecimento dos corais.

Em 2017, foi lançado um documentário sobre o assunto, premiado no Festival de Sundance de Cinema, que eu recomendo muito. O nome é “Em busca dos corais” (ou Chasing Coral), e está disponível na Netflix.

Cuba tem um grande cuidado com a preservação do meio ambiente como um todo, ainda assim não escapa ao fenômeno do branqueamento quase total, em pelo menos quatro pontos de mergulho do país – a ilha conta com milhares de pontos ainda intactos.

Na região da Península, o Parque Nacional Guanahacabibes, declarado Reserva da Biosfera pela Unesco desde 1987, ajuda a manter os corais negros e outras espécies locais.

Incrível => Passeio em Havana com guia local

 

Cayo Guillermo

Principais pontos de mergulho em Cuba
Cayo Guillermo tem a paisagem perfeita dentro e fora d’água. | Foto: Aline Schons.

A região de Ciego de Ávila, abriga diversas ilhotas, os Cayos, as quais foram batizadas de Jardines del Rey. Entre elas está Cayo Guillermo, que abriga o Centro Internacional de Mergulho Coco Diving Center – o nome é uma referência à localização anterior (Cayo Coco).

Ainda com dúvidas sobre as atrações turísticas?
 

Essa é uma boa opção para quem busca conforto, facilidade para realizar os mergulhos e tem dinheiro para gastar. Além de tudo, a região é conhecida por ter inspirado o escritor Ernest Hemingway. Por falar no célebre autor, siga os passos de Ernest Hemingway em uma excursão em Cuba.

Não é à toa: a paisagem é perfeita dentro e fora d’água. Você vê tartarugas, moreias-verdes, peixes coloridos e até mesmo tubarões caribenhos de arrecife. E se você gosta de animais exóticos, visite uma fazenda de criação de crocodilos em Cuba.

Leia também => Restaurantes em Cuba e comida típica cubana

 

Cayo Largo del Sur, Arquipélago dos Canarreos

Quanto custa mergulhar em cuba?
Cayo Largo del Sur | Foto: Vgenecr, via Wikimedia Commons.

Essa ilhota faz parte da região da Ilha da Juventude e possui cerca de 32 pontos de mergulho, com profundidade média de 25 metros. A região abriga corais, uma diversidade grande de esponjas e também estrelas-do-mar.

Em Cayo Largo, há basicamente três diferentes possibilidades de mergulho: realizado por cima dos corais, na região mais próxima; em espécies de labirintos de corais; e em paredões de corais profundos. Veja também um cruzeiro à ilha de Cayo Blanco em Cuba.

Melhores atrações e coisas para fazer em Cuba »

Sabia que o Seguro Viagem é essencial para sua segurança no exterior?

Além de ser obrigatório nos países da Europa, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5, é só clicar no botão.
 

 

Playa Ancón, Trinidad

Playa Ancón Cuba é boa para mergulho?
Playa Ancón | Foto: Esteban De Sousa, via Wikimedia Commons.

A Praia de Ancón, situada a poucos quilômetros de Trinidad, região de Sancti Spíritus, é outro lugar recomendado para mergulho. Você encontrará o Centro Internacional de Mergulho Cayo Blanco, ao lado da Marina Barlobento. E, bem próximo dali, o Centro de Mergulho Marlin.

As águas da região são muito calmas e, por isso, ideais para a prática de snorkeling. Na região, também são encontrados os labirintos de corais e naufrágios. Confira um tour pelas paisagens fabulosas em Trinidad e Cienfuegos

Localizada bem perto dali, a Praia Caribe é outra boa opção para também fazer snorkeling e mergulhar. Naquele ponto, não há centro de mergulho, mas existe um profissional credenciado, que realiza mergulhos individuais ou em pequenos grupos, com saída de praia. O nome dele, adivinhem? Ernesto, provavelmente o mais comum de Cuba até hoje.

Experiência => Passeio por Havana em um conversível dos anos 50

Onde mergulhar em Cuba?
As águas da região são muito calmas. | Foto: Aline Schons.

A praia deixa sinais: aqui há um berçário de corais, com milhares deles ocupando os primeiros metros de água. No mergulho, grandes faixas de areia são interrompidas por colunas de corais que parecem estar ali há centenas de anos. Mal dá pra acreditar que são seres vivos!

Seguindo o mergulho, os mais avançados podem mergulhar pelo que cubanos chamam de “cuevas”, paredões que se fecham sobre as nossas cabeças, nos quais os peixes procuram abrigo e corais crescem livremente. Ao fim, um desfiladeiro que chega a grandes profundidades e nos faz perceber que ainda há muito para descobrir na ilha.

Interessante => Dicas de ouro para embarcar para Cuba

 

Posso confiar no equipamento de mergulho cubano?

Mergulho em Cuba dicas
Centros de mergulho estatais possuem equipamentos mais novos. | Foto: Aline Schons.

De maneira geral, os equipamentos dos centros de mergulhos não são muitos diferentes de escolas brasileiras. Alguns em melhores condições, outros bastante usados. No entanto, é possível que isso não seja regra, pois li inúmeros relatos de viajantes que reclamavam sobre esse fator.

O que pude perceber é que os centros de mergulho estatais contam com equipamentos mais novos. No Coco Diving Center, por exemplo, havia uma remessa nova de coletes e reguladores da marca italiana Mares.

Para quem já tem experiência, a checagem básica de equipamentos deve ser o suficiente para mergulhar com segurança. Para quem não tem, vale uma boa olhada no visual mesmo. Na dúvida, se você já tiver seu próprio equipamento, leve. Os itens principais para segurança, acredito, são regulador e colete.

Fique ligado => Como se locomover em Cuba?

 

Mergulho em Cuba para iniciantes

Melhores pontos de mergulho em Cuba
Aulas práticas em águas confinadas. | Foto: Rafael Chervenski.

Quem nunca mergulhou possui basicamente três opções. A primeira é fazer o curso básico (Open Water Scuba Diving), antes mesmo de embarcar para Cuba, ou no local. Essa alternativa é ideal para quem pretende fazer mais de um mergulho durante a viagem ou dar continuidade ao esporte.

Vai viajar e precisa ter internet 100% do tempo no seu celular?

Ter internet é essencial para usar aplicativos como Uber e Google Maps, além de conversar no WhatsApp e postar aquela foto no Instagram.

Devido a nossa parceria com a EASYSIM4U, clicando no botão abaixo você ganha 10% OFF para comprar qualquer chip e receber em casa, e assim ter conexão em até 210 países.
 

No Brasil, existem centros de mergulho em praticamente todas as regiões. Um lago já é o suficiente para aprender e praticar – como é o caso de Brasília, onde cursos de mergulho são dados no Lago Paranoá. Antes de ir para águas abertas, é claro, existe um treinamento em piscina (águas confinadas) e aulas teóricas.

A segunda opção é fazer o batismo (Discover Scuba Diving) durante a viagem. A experiência consiste em um treinamento de alguns minutos antes do mergulho. Nele, você aprende os principais sinais, a maneira de respirar e de evitar a pressão nos ouvidos (equalização). Posteriormente, é realizado um mergulho na companhia de uma pessoa habilitada, que fará quase tudo por você.

Diversão => Ingresso para show no Cabaret Tropicana em Havana

Tudo sobre mergulho em Cuba
Snorkeling. | Foto: Aline Schons.

Em um destino como Cuba, o batismo pode ser pouco, já que estamos em alto-mar, e a atividade tem limitações, como a profundidade máxima de 12 metros. A inexperiência do mergulhador também pode atrapalhar. Vale a pena para quem não tem tempo de fazer o curso básico, que demora pelo menos uns cinco dias, ou não pretende praticar mais de um ou dois mergulhos.

Eu fiz o batismo em Cartagena das Índias, na Colômbia. A experiência foi boa, mas hoje, depois de fazer o curso básico, sei que poderia ter sido mil vezes melhor.

Quem não simpatiza com nenhuma das opções acima, pode ainda praticar o snorkeling. Bem menos complexo, na maioria das regiões, apenas com a máscara e o snorkel é possível ver peixes e corais em pontos indicados por guias ou até mesmo na beira do mar, sem deslocamento algum.

Descubra => Tour a pé na Cidade Antiga de Havana

 

Outros pontos de mergulho em Cuba

Mergulho em Cuba
Descubra os melhores pontos de mergulho em Cuba.

Para finalizar, posso ainda acrescentar os pontos de Santa Lucía, onde os tubarões touro (espécie que não costuma atacar o ser humano) são comuns; o conjunto de ilhas Jardines de La Reina, de Varadero e até mesmo da capital, La Habana. Sua vontade de mergulhar poderá ser atendida em praticamente qualquer parte da ilha. Se essa for a sua intenção, Cuba é o lugar certo!

Você gosta de mergulhar? Já praticou mergulho em Cuba? Deixe o seu comentário e conte sobre a sua experiência.

 

Leia as últimas matérias sobre Cuba:

 

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Aline Schons

Sou de opinião que é mais interessante explorar primeiro o Brasil e a América Latina para só depois partir para os outros cantos desse mundão. Gosto de conhecer os estereótipos, as imagens que definem os locais, e também aprecio descobrir aquilo que foge dos roteiros turísticos. Sou gaúcha, mas moro em Brasília-DF. Tenho bacharelado em administração e jornalismo e faço mestrado em Comunicação na UnB. Além de viagens, também me interesso por temas como comunicação, feminismo, direitos humanos, empreendedorismo, política e pets.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *