Lugares para viajar com bebê de 3, 5, 7 meses e 1 ano

Lugares para viajar com bebê de 3, 5, 7 meses e 1 ano

Imagem do Autor por Guilherme Tetamanti
4.6/5 - (5 votos)
COMPARTILHE

Todo mundo que tem uma criança pequena já parou para pensar em lugares para viajar com bebê de forma segura e confortável. Viajar com crianças é uma ótima forma para começar a acostumá-la a novos ambientes. Crianças dão trabalho em casa e também fora dela, então não desista de uma viagem por conta dos pequenos.

As atividades de amamentar, trocar fralda, dar banho, ninar, pôr para dormir, acontecerão da mesma forma, só que num lugar diferente da sua casa. Portanto mais interessante, porque é novo! Certa vez na Colômbia, comentamos com um motorista que contratamos para fazer um passeio que as pessoas, no geral, nos achavam muito corajosas em viajar com um bebê e ele respondeu: nós somos os pais, aqui ou na Ásia.

No fim não faz diferença. E não é que ele tem razão? Pensando nisso, descubra lugares para viajar com bebês de 3, 5 e 7 meses até 1 ano.

Planeje sua viagem => Como funcionar o seguro viagem infantil

Lugares para viajar com bebê

Em razão dessa introdução, então poderia dizer que você pode ir a qualquer lugar com seu bebê, mas isso não é exatamente uma verdade. É importante que você saiba que tipo de viajante você é e a que tipo de coisa está preparado para expor seu bebê. Isso sim é o que vai variar.

Neste artigo, vou partir do princípio que você é alguém que quer conforto, segurança, e espera se divertir viajando. Preparei uma lista de opções de lugares para viajar com bebês, pensando na idade! Confira:

Lugares para viajar com bebê de três meses a 1 ano

Lugares para viajar com bebês Resort

É comum quando vamos planejar uma viagem com bebê pequeno de três ou cinco meses que a primeira ideia que surge acerca do destino a ser visitado é um resort na praia. Considerando o extenso litoral brasileiro, são muitas as opções desse tipo de hospedagem.

A vantagem do resort em relação aos demais hotéis é que se você escolhe um que seja baby friendly, pois encontrará muitas comodidades e facilidades pensadas para quem viaja com bebê.

Não é à toa que esse tipo de hospedagem atrai bastante, pois oferece muitos serviços voltados a atender necessidades específicas de quem está com um bebê. Entre elas é comum encontrar: cozinha aberta 24 horas para preparo de papinhas, serviço de babá, fraldário bem equipado em várias locais dentro do complexo. Além de banheira no quarto, mobiliário adaptado etc.

Outro motivo dos resorts atraírem muitos dos pais é que eles oferecem atrativos dentro de sua própria estrutura. Assim, não há necessidade de se preocupar com um roteiro de viagem ou atividades para fazer que exijam deslocamentos. Nesse aspecto, o Beach Park é um exemplo, tem uma ótima estrutura e oferece muitas facilidades para as famílias.

Mais dicas para viajar com bebês

Lugares para viajar com bebês e criança pequena

Todas as razões expostas acima fazem com que o resort seja uma ótima escolha para se viajar com bebês pequenos de cinco, seis meses. Mas o que não quer dizer que não seja uma boa também para crianças um pouco maiores. Esses hotéis oferecem muitas  atividades com recreação infantil o que faz com que seja uma boa escolha para viajar com criança pequena de dois, três ou mais anos.

Uma dica é que praia, sol e calor exigem uma preparação da sua parte. Como ir em horários de sol menos intenso, sempre pela manhã bem cedo e no fim da tarde.

Minha primeira viagem com um bebê na vida foi para um local de praia: Fortaleza e não nos hospedamos em resort. Com alguma pesquisa encontrei um bom hotel com uma estrutura que favorecia a viagem com bebê pequeno. E foi muito boa a experiência, na verdade bem melhor do que eu esperava. Tanto é que peguei gosto e não paramos mais de viajar.

Lugares para viajar com bebê de um ano

Quando se pensa em viajar com bebê um pouco maior é interessante pensar que nessa fase eles já aproveitam a viagem também. Assim você pode se abrir para possibilidades e atrativos que interessem não só aos pais, mas também para o bebê.

O resort baby friendly continua sendo uma boa pedida. Isso porque geralmente tem playground, brinquedoteca, piscina infantil e outras atrações que seu pequeno de um ano vai adorar. Mas abra suas possibilidades também para um hotel fazenda, por exemplo.

O contato com a natureza beneficia a todos. Pesquise um que ofereça piscina externa e interna com aquecimento para você relaxar e curtir. Nesses hotéis é comum oferecerem aos hóspedes passeios e a criança pode conhecer animais diferentes.

Dentre os destinos mais legais para viajar com crianças no Brasil está a cidade de Gramado. Ela tem várias atrações fixas para se visitar, como Mini Mundo e Museu de Cera. Mas também é muito visitada no período da páscoa e do Natal. Nessas épocas a cidade ganha decoração especial e recebe vários atrativos temporários.

Outro destino interessante para viajar com bebê de um ano ou mais é Foz do Iguaçu. A cidade tem uma estrutura de turismo fantástica, com hotéis de todos os tipos. Além disso oferece passeios imperdíveis para as crianças, principalmente o Parque das Aves e o Vale dos Dinossauros.

Conheça => Passeios para curtir Gramando com as crianças

Fazer viagem internacional com bebê

Sempre vem a dúvida: vale a pena fazer uma viagem internacional com bebê? Já me fizeram essa pergunta algumas vezes e a resposta é sempre a mesma: vale. Viajar pelo Brasil ou para o exterior é sempre uma boa escolha, desde que você esteja com vontade de conhecer o lugar, renovar os ares, conhecer nova cultura, nova gastronomia e até para perceber como os estrangeiros cuidam dos seus próprios bebês.

Ao observá-los, a gente sempre consegue uma dica para facilitar alguma questão em relação aos cuidados que temos com os nossos pequenos. De maneira geral, essa pergunta é feita mesmo por quem tem dúvidas gerais sobre viagem com filhos pequenos.

Faz parte do imaginário popular que lugar de criança pequena é em casa. Até foi. No século passado. Hoje em dia é muito mais comum encontrarmos viajantes dando a volta ao mundo com um bebê.

As facilidades que temos hoje em termos de disponibilidade da informação, de se pesquisar qualquer coisa em qualquer lugar com alguns cliques, fez com que as pessoas se soltassem para viajar mais e melhor, inclusive com bebê.

Lugares para evitar com bebê

Onde não levar meu bebê durante uma viagem

Esta é uma questão pessoal, afinal cada pessoa sabe bem os seus limites. Mas, pessoalmente falando, existem poucos lugares que não me imagino levando minha filha comigo. A maioria deles são lugares cujos passeios seriam tediosos demais ou penosos para criança pequena.

Sinceramente, acho que a viagem deve ser aproveitada por todos. Ela deve ter atrativos para os adultos e também para a criança. Assim se torna muito mais significativa para todos os envolvidos. Posso dizer que das viagens que já fizemos, sempre gostei mais das ocasiões em que pude proporcionar à minha filha um programa bem legal, no qual ela se divertiu para valer.

Isso porque quase sempre me divirto muito nesses programas também. Assim, sempre procurei pesquisar atrações voltadas para o público infantil da faixa etária dela. Faço uma seleção das opções e incluo as mais interessantes no roteiro, mesclando com as opções adultas.

Como escolher hotéis mais cômodos para viajar com bebês

Tem dúvidas de como escolher o hotel ideal para bebês? Neste post darei dicas para te ajudar na hora de escolher uma hospedagem para viajar com o bebê e também para criança pequena, já que os aspectos a serem considerados não vão variar muito.

Se você viaja com bebê existem algumas dicas para escolher onde ficar que devem ser levadas em conta no momento de definir qual deles atenderá melhor suas necessidades. Vou compartilhar aqui o que são minhas prioridades quando procuro hospedagem ao viajar com minha filha.

Viajamos desde que ela tinha quatro meses e desde então quando marcamos uma viagem, um dos principais itens que nos propomos a pesquisar bastante é o hotel. Observar bem a localização e as facilidades oferecidas pela sua hospedagem vão tornar a experiência de viagem melhor e mais proveitosa.

Hotel ideal para bebês
Viajar com bebês e crianças requer um planejamento prévio.

Quando viajamos o que a gente busca é sair da rotina e experimentar coisas novas, porém existem detalhes que se pensados e providenciadas com antecedência fazem com que os momentos sejam mais agradáveis e os imprevistos que atrapalham sejam minimizados para que, no fim, possamos aproveitar mais a parte boa e prazerosa de viajar com nossos bebês.

Viajar com bebê requer planejamento prévio, não adianta. A fase do improviso e do “vamos ver no que dá” quando chegar ao destino funciona muito bem viajando sozinho ou em casal.

Contudo, com bebê envolvido, é sempre muito mais prudente providenciar um teto para chamar de seu durante a viagem e garantir que esse espaço tenha aquilo que será necessário para bem substituir sua casa no decorrer do período.

Tipos de hotel para ficar com bebê

Mini cozinha no quarto

Viajando com bebês
Veja a estrutura do quarto e se há mini cozinha nele.

Procure um hotel cujos quartos tenham uma mini cozinha, um espaço onde se pode preparar a própria comida do seu bebê – se você viaja com um bebê que mama apenas no peito é a glória! Quando viajei com minha filha pela primeira vez foi assim. Não há preocupação, o alimento está disponível sempre.

Porém, se seu bebê mama no peito, mas você complementa com fórmula, já é interessante escolher um hotel que tenha ao menos um micro-ondas e uma pia.

Embora possa fazer todas as refeições em restaurantes, sempre há a possibilidade de a criança querer mamar para dormir ou precisar de um reforço na alimentação do dia. Nesses casos, você não precisaria sair do quarto para providenciar.

Com crianças que já passaram pela introdução alimentar, ter onde preparar as refeições no seu hotel é ainda mais importante.

Comigo já aconteceu de ter que fazer um macarrão na viagem para que minha filha comesse, ela não curtiu a culinária local (estávamos na Colômbia) e passava os dias entre sucos e mamadeiras. Como ela come super bem, logo pensei que sentiria falta de algo sólido para comer e preparei no quarto à noite uma massa rápida, que foi muito bem recebida.

Restaurante próprio

Viagem com bebês
Ter restaurante no hotel é uma das dicas na hora da escolha.

O hotel ideal para viajar com bebê deve ter restaurante próprio. Como já dito acima, é claro que se pode fazer todas as refeições em restaurantes durante os passeios. Afinal, faz parte da imersão cultural experimentar a culinária local. Porém, quando se viaja com bebê é natural que sua programação seja predominantemente preenchida de passeios diurnos.

Com um bebê para cuidar, é natural que a gente se canse mais e queira no fim do dia retornar ao hotel para encerrar o dia. Nada melhor então do que poder relaxar de pijama enquanto o jantar é trazido no quarto, ocasião em que o bebê pode até já estar recolhido, dormindo.

Pode ser também que o lugar que está visitando esteja muito frio à noite e não ter necessariamente que sair é uma boa comodidade. Para quem viaja com crianças pequenas é interessante também porque restaurantes geralmente tem o menu kids para agradar o paladar dos pequenos.

Além disso, você pode precisar de alguma coisa específica, um suco de fruta, por exemplo, fora do horário do café da manhã, caso não tenha no quarto, vai facilitar e conferir conforto para sua estadia.

Serviço de lavanderia

Hoteis para bebes de até 1 ano
Crianças sujam muitas roupas, por isso, é importante serviço de lavanderia.

Em tempos de pagamento para despachar bagagem é uma escolha inteligente viajar leve, com pouca bagagem. Quem viaja com criança sabe o desafio que é fazer mala apenas com o essencial, já que apesar de tão pequenos, os bebês tem grandes necessidades.

Se o hotel que você escolheu oferece serviço de lavanderia, ficará mais tranquilo fazer a mala sabendo que se acontecer de precisar lavar algumas peças de roupa não haverá dificuldade.

Bebês fazem muitas trocas por dia e, às vezes, será inevitável utilizar o serviço. Será muito prático não precisar procurar e já ter perto de você.

Localizado em região tranquila

A localização do hotel ideal é afastada do agito. Sim, já foi o tempo em que bom era ficar próximo dos bairros mais festivos, com grande programação noturna com música alta tocando. Ao viajar com bebê, um local tranquilo garante não só para ele, mas para você também, uma boa noite de sono reparador.

A maioria das grandes cidades tem ótimos bairros mais tranquilos para se hospedar que são muitas vezes vizinhos dos agitados. Não significa que você tenha que abrir mão de ficar num local vibrante e interessante. Saindo do burburinho do bairro da moda há sempre ótimas opções, basta pesquisar com essa dica na cabeça.

Berço no quarto

Hoteis recomendados para bebês
Solicite ao hotel que coloque berço no quarto.

O hotel ideal para bebês deve oferecer um berço para o seu bebê, ainda que seja daqueles portáteis. Informe no momento da reserva que você precisa de um berço no quarto para que o hotel possa se programar e colocá-lo lá no dia do seu check-in.

É importante o aviso para que não haja o risco de chegar e os berços que o hotel dispõe já terem sido solicitados por outros hóspedes. Mesmo se houver uma cama extra no quarto, ainda assim o berço será útil por questões de segurança e porque você poderá usar essa cama como trocador do bebê e deixar os produtos de troca de fralda ali dispostos.

Banheira para bebê

Se você se acostumou, desde cedo, a dar banho no seu bebê no chuveiro esse item não irá te preocupar. Mas, se você sempre deu banho apenas na banheira pode ser que sinta falta dela na viagem. Assim, vale mandar uma mensagem para o hotel e verificar se eles tem uma banheira de bebê para disponibilizar.

Pela minha experiência pessoal posso dizer que nas minhas viagens nacionais tive mais sorte que nas internacionais. Fiquei em hotéis grandes e consegui uma banheira nessas ocasiões. Acho super legal quem toma banho junto, mas eu nunca fiz assim, e acostumei a pequena na banheira.

Em viagens que fiz pelo nordeste do Brasil, por exemplo, sempre consegui uma banheira. Se você não quer arriscar vale comprar uma portátil, tem algumas no mercado (inflável ou dobrável) e resolvem o problema, se isso for importante para sua comodidade.

Segurança e Acessibilidade 

Lugares para viajar com bebê
Verifique se há escadas no hotel | Foto: Jorge Royan, via Wikimedia Commons.

Ao reservar um hotel, verifique pelas fotos como é o quarto e se imagine lá com seu bebê, com isso você vai perceber que escadas não são uma boa pedida, principalmente se a criança já engatinha ou anda.

Ninguém merece ficar atrás da criança o tempo todo preocupado com quedas. Verifique se há sacadas e se tem rede de proteção ou se é possível fechar o acesso de dentro do quarto, se há uma porta com tranca interna.

Outra dica importante é verificar a acessibilidade do prédio. Já caí no erro de não considerar uma escadaria na frente do apart-hotel que me hospedei e que não tinha rampa. Cada saída nossa tínhamos que carregar o carrinho de bebê nos braços e na volta a mesma coisa, até chegar no elevador eram dois lances de escada.

Só de pensar em sair uma segunda vez no dia já me dava um desânimo. Dificuldade de locomoção com criança é dose já que a gente naturalmente carrega mais coisas, ter acesso livre e desembaraçado garante praticidade.

Avaliações de outros hóspedes

Uma última dica, leia as avaliações dos viajantes sobre o hotel que você está considerando ficar. Na internet, você encontrará opções de hospedagem e também as avaliações de hotéis, pousadas e resorts. Há inclusive sites que são exclusivos de experiências de viajantes, onde é possível ver avaliações e comparar.

Quando fizer isso dê importância para os depoimentos de viagem em família porque serão os mais próximos da sua realidade. E use o bom senso, pois sempre haverá críticas até para a hospedagem mais exclusiva. De qualquer modo, é um ótimo parâmetro para decidir entre aqueles hotéis que cumpriram os itens anteriores da nossa listinha.

Dicas de hospedagem baby-friendly

Dicas para viajar com bebês
Procure hotéis com serviços exclusivos para bebês.

Esses são os principais itens a se observar para que você possa encontrar o hotel ideal para viajar com bebê e desfrutar ótimos e inesquecíveis momentos, com praticidade, sendo objetivo indo direto aos pontos mais relevantes.

Não é nenhum bicho de sete cabeças programar sua viagem, ao contrário, o planejamento te dá mais segurança e tranquilidade para embarcar e curtir.

Aqui foram as dicas mais gerais, que se pode aproveitar para qualquer estadia. Porém, se você vai a um resort, é interessante então escolher um baby-friendly.

Esse tipo de hotel costuma oferecer comodidades como playgrounds, brinquedoteca, serviço de babá, recreação para crianças, disponibilizam carrinhos de bebê (e você não precisa levar o seu), baby copa (cozinha que fica aberta 24 horas para preparo de comida) e toda uma estrutura preparada para seu bem estar e o da criança.

Dicas e regras para viajar com bebê no avião

As dicas para viajar com bebê no avião são para você que precisa ou quer viajar com seu neném, mas tem dúvidas sobre como se preparar para que a viagem seja tranquila.

Por inexperiência, os pais podem ficar apreensivos com o comportamento do bebê dentro do avião ou com todos os detalhes que deve providenciar. Eu trago minha experiência para você e com um pouco de planejamento e atenção essa etapa será concluída com sucesso.

Confira agora as principais regras das cias aéreas nacionais e os truques para viajar com sua criança com confiança e organização.

Planeje sua viagem => Seguro viagem infantil

Embarque prioritário

Bebê tem embarque prioritário?
Fila em Congonhas | Foto: Valter Campanato/ABr, via Wikimedia Commons.

Saiba que as companhias aéreas nacionais oferecem embarque prioritário para quem viaja com bebê de até dois anos. Porém, em aeroportos internacionais, essa regra nem sempre é válida.

Já a passagem não costuma ser cobrada. Nesse caso, o bebê não terá um assento reservado, mas viajará no colo dos pais. É possível solicitar um berço que se encaixa na parede da aeronave e fica de frente para a poltrona, ali você poderá colocar o bebê para dormir e ter mais conforto na viagem.

As companhias geralmente exigem que se faça o pedido do berço com antecedências variadas. Consulte o prazo da companhia com a qual você for viajar.

Porém, apesar de oferecerem essa possibilidade, caso não tenha reservado os primeiros assentos, aqueles que possuem um espaço maior, pode acontecer de não ser possível desfrutar dessa comodidade.

Uma dica é levar sua almofada de amamentação para apoiar o bebê no colo, para que a viagem seja mais confortável para o bebê e para você.

Dicas => Primeira viagem de avião

Carrinho do bebê

O carrinho do bebê não precisa ser despachado. Ele facilitará muito a sua vida ao viajar com bebê. No aeroporto, normalmente se caminha bastante desde o check-in até o portão de embarque.

Além de ser ótimo para quando a criança dorme, enquanto se espera o voo sem cansar os braços ou até mesmo no destino para passear bastante.

Ao despachar a bagagem, informe ao atendente que está com o carrinho, ele vai etiquetar e você poderá ir até a porta da aeronave com o bebê nele.

O carrinho deve ser desmontável e não conta como bagagem, ele é um item a mais que se pode transportar.

Mala de mão

Mala de mão para viajar com bebês no avião

Capriche na mala de mão. Leve roupas para trocar ainda que a viagem seja curta, tanto para você quanto para o bebê, e não esqueça de um trocador descartável (o banheiro de avião não é exatamente imaculado).

Tenha à mão lencinhos umedecidos, não só para troca de fralda, mas para limpeza das mãos e boca do bebê, se necessário. Leve um cobertorzinho, é preciso considerar o ar condicionado do avião.

Amamentação

Coloque o bebê para mamar na decolagem – em razão da diferença de pressão no momento da decolagem pode ser que o bebê sinta uma dorzinha no ouvido, o ato de sugar ameniza o desconforto.

Então, ponha o bebê no peito se ele ainda mamar, oferecer a mamadeira ou a chupeta ajuda a acalmar e ainda distrai o bebê.

Gasto de energia

Como manter um bebê calmo no avião

Se a viagem de avião é com uma criança de um ano ou mais e ele já ande, deixe caminhar um pouco ou engatinhar enquanto esperam o voo. Favoreça o gasto energético dele até o onde for possível.

Ao entrar no avião, a criança tende a se sentir mais confortável ficando sentada e as chances dela ficar calma aumentam consideravelmente.

Se a viagem de avião é com uma criança de três anos mais importante ainda é deixar que ela brinque de correr pelo aeroporto, deixe as opções de distrações que você levar para usar dentro da aeronave onde o espaço não favorece nem mesmo às crianças pequenas.

Alimentação

Se o bebê mama no peito, saiba que essa fase é a mais tranquila para viajar com bebê no avião. Caso tome fórmula, atente-se para as regras das companhias aéreas sobre o embarque com mais de 100 ml.

Algumas companhias permitem se o item é destinado à alimentação da criança, outras determinam que se leve apenas o pó de preparo, a água morna é fornecida por eles no avião. Informe-se com antecedência sobre as regras da companhia que você vai viajar.

Para crianças maiores, leve a papinha ou o lanchinho favorito na mala de mão. É sempre melhor oferecer algo que a criança já conheça e goste.

A comida servida no avião nem sempre agrada os pequenos ou pode ser que não haja entre as opções algo próprio para a fase do bebê. A dica aqui é levar uma quantidade maior do que você sabe que ele vai consumir, porque é importante considerar eventuais atrasos.

Entretenimento

Entretenimento para bebês a bordo

Leve o brinquedo favorito, aquele com que ele se distrai por mais tempo. Se o bebê é apegado a uma naninha, leve, mesmo que não seja a hora de dormir.

Para crianças maiores, libere o tablet, um desenho animado é ótimo companheiro de viagem. Dependendo da aeronave ou da duração do voo, nem sempre os passageiros terão monitores individuais para se distrair. Então, providencie uma distração.

Às vezes, uma coisa simples ajuda muito, uma boa dica é levar cartelas de adesivos (as crianças adoram colar, destacar e colar de novo), lápis de cera para desenhar e um livrinho de colorir.

Leve mais de um brinquedo, bebês tendem a enjoar depois de um tempo, assim você tem outro à mão para oferecer. Porém, não exagere para que sua bagagem de mão não fique muito pesada.

Uma coisa que costuma funcionar é levar um brinquedo que está esquecido ou que você tenha guardado. Ele vai ser recebido como a novidade do momento e é provável que o bebê passe um bom tempo “redescobrindo”.

Aliás, essa dica vale para o dia a dia, reveze os brinquedos do seu filho, não deixe todos sempre à disposição, guarde alguns, ofereça outros e de tempos em tempos faça a troca.

Relaxe

Dicas para embarcar com bebês

Não fique nervoso porque o bebê chorou no avião, bebês choram e essa é uma verdade universal. Nesse caso, quanto mais calmo você estiver, maiores serão as chances de entender mais rapidamente a necessidade dele e acalmá-lo.

Não se preocupe tanto com os outros se isso ocorrer, afinal quem precisa de sua atenção é o bebê. E é uma ótima oportunidade para seus companheiros de viagem exercerem empatia.

Para facilitar sua programação para viajar de avião com bebê, abaixo constam especificações das principais companhias aéreas que atuam no mercado brasileiro, para que você possa ter como parâmetro no momento de pesquisar sua passagem e diminuir as chances de ocorrerem situações inesperadas na sua viagem.

Regras para viagem no avião com bebês

As regras das cias aéreas para viajar com bebês variam bastante de uma para outra. Sendo impossível trazê-las todas neste post. Contudo, reuni as mais comuns para te ajudar neste passo inicial de pesquisa.

Idade para bebês viajarem de avião

Idade para bebês viajarem de avião

Com quantos meses o bebê pode viajar de avião? Não existe uma idade mínima para que bebês possam viajar de avião.

Para viajar com bebê pela Latam, a companhia orienta que no caso de ser um recém-nascido (ou seja, ter de um até sete dias) é necessário apresentar autorização médica para o bebê e para a mãe.

São precauções que objetivam assegurar que eles tenham boas condições de saúde para viajar.

Até dois anos não paga passagem

Para bebês de até dois anos, a maioria das companhias aéreas adota procedimentos semelhantes, não havendo necessidade de se comprar um assento, o bebê divide o assento com o adulto e não paga nada nos voos nacionais.

Nos voos internacionais, de maneira geral, é cobrado impostos e taxa de embarque. Nesse caso, o bebê não terá franquia de bagagem.

Caso o bebê complete dois anos durante a viagem, deve-se comprar um assento para o voo de volta. Na viagem de avião com bebê de até dois anos pela Gol, a companhia informa que será cobrado 10% da tarifa de um adulto nos voos internacionais.

Para viajar com bebê pela Azul, a orientação dada pela companhia é informar no ato da reserva a idade do bebê e verificar nesse momento se haverá alguma cobrança.

Caso sua viagem com o bebê que completou dois anos tenha trechos internacionais de companhias diversas vale checar diretamente com elas quais são as orientações.

Bebê conforto no avião

Onde levar o bebê conforto no avião

O bebê conforto possui franquia gratuita assim como o carrinho do bebê. Porém, se você quiser viajar com o bebê no bebê conforto dentro da cabine será necessário ter adquirido um assento para acomodá-lo durante o voo, independentemente da idade.

Normalmente, as companhias exigem que seja um assento com certificação internacional com aviso de que pode ser utilizado em aeronaves.

Documentação

Naturalmente, o embarque só é permitido quando o bebê possui documento de identificação. Além disso, as companhias aéreas brasileiras seguem as regras para viagem de menores de idade determinadas na legislação.

Vale a pena viajar com bebê muito pequeno?

Para mim sempre vale a pena viajar com bebês, mesmo aqueles pequenos. Como já havia mencionado no início do texto, o trabalho que envolve a criação e cuidados são diários e se dá em qualquer lugar e full time. Então, porque não ser num lugar bacana que vai fazer bonito no álbum da família? Porque não em um lugar que vai fazer a diferença na maneira como você vê o mundo? Pense nisso.

Você tem um bebê em casa? Já pensou sobre os lugares para viajar com bebê? Deixe nos comentários suas dúvidas e medos!

CATEGORIAS
COMPARTILHE
Imagem do Autor
ESCRITO POR
ESCRITO POR
Guilherme Tetamanti

Paulistano de 40 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do post
  1. IZA
    Muito bom e esclarecedor.
  2. Naiane
    ola, tudo bem ? Você mencionou no texto sobre a primeira viagem com bebe para fortaleza, poderia indicar o hotel e como foi essa viagem ? obrigada
Quero Viajar Mais