Primeira viagem de avião: dicas e passo a passo do que fazer

Primeira viagem de avião: dicas e passo a passo do que fazer

Imagem do Autor por Guilherme Tetamanti
4.6/5 - (18 votos)
Atualizado em:
COMPARTILHE

A primeira viagem de avião é um marco na vida de muita gente. Viajar é um prazer pois lhe proporciona conhecer destinos diferentes, novas pessoas e vivenciar outras culturas. A praticidade e rapidez do avião é uma grande vantagem, porém muitas pessoas têm medo ou dúvidas em relação a como proceder e o que fazer na primeira viagem de avião.

Como funciona viajar de avião? Quantos quilos levar na mala, qual é o melhor horário para voar, enfim… questionamentos relacionados a como é viajar de avião pela primeira vez e todos os medos que isso pode despertar.

Por isso, este artigo fará um passo passo para você voar tranquilo, seja para a sua primeira viagem internacional ou por aqui mesmo no Brasil. Depois de lê-las, só lhe restará o prazer de aproveitar toda a sensação de liberdade de cruzar fronteiras e avistar novos horizontes. Aperte os cintos e vamos  lá!

Planeje sua viagem => Seguro viagem internacional

Chip internacional para usar no exterior »

Viajar de avião pela primeira vez

Se você perguntar a alguém: quando foi a sua primeira viagem de avião? Com certeza, ela irá se lembrar (se já tiver idade suficiente para isso)!

Hoje, com a internet, em poucos cliques você consegue pesquisar e comprar uma passagem e, então, partir para a sua primeira viagem de avião!

Se você nunca viajou de avião, tem voo com conexão ou ainda está na dúvida das regras do aeroporto ou do check in, fique tranquilo. Vou colocar tudo aqui. Depois, é só embarcar e aproveitar essa experiência!

Como comprar passagens de avião?

Vou viajar de avião pela primeira vez estou com medo
Você pode comprar as passagens aéreas pela internet: rápido e barato.

Todas as companhias aéreas têm sites na internet e isso deixa o processo de compra muito mais fácil. Basta colocar a data prevista para a sua viagem, o local de origem e de destino e pronto. Em segundos, você terá diversas opções de voos na sua tela.

Os preços costumam variar de acordo com o horário do voo, o dia da semana, se incluem volume a ser despachado ou não e se são voos diretos ou com conexão. Veja aqui como comprar passagens aéreas mais baratas.

No momento da compra você precisará informar os seus dados (nome, número de documento de identificação válido, telefone e e-mail) e efetuar o pagamento com um cartão de crédito ou boleto bancário.

A partir disso, será gerado um código de reserva. Você precisa levá-lo no dia no embarque (nem precisa imprimir, basta levar o código anotado ou salvo no celular), pois vai ser no aeroporto que a passagem de papel será impressa.

Para quem não se sente confortável com compras pela internet, a compra das passagens pode ser feita diretamente em lojas das companhias aéreas e, em determinadas empresas aéreas, por telefone. Ou ainda confiar a missão a uma agência de viagem (na maioria das vezes, pagando um pouco a mais por isso).

E se o seu plano for viajar durante o período de férias ou em feriados, a procura costuma ser maior e os preços também. Quanto maior a antecedência na compra da sua passagem, maior a probabilidade em conseguir uma tarifa melhor.

Quer garantir uma passagem com preços camaradas? Assine as newsletters das cias aéreas, acompanhe as promoções e busque comprar com pelo menos 3 meses de antecedência. E veja como funciona o Google Flights, onde você compara os preços de todas as cias aéreas e pode até optar por receber notificações quando o preço da passagem baixar.

Como levar a bagagem de mão e despachada?

Nunca viajei de avião como devo proceder
Atente ao tamanho e pesos das bagagens de cada cia aérea.

Recentemente, as regras para bagagem de mão e bagagem despachadas foram alteradas. O limite de peso para transporte de mochila, mala ou bolsa a bordo é de 10kg e as companhias não liberam se estiver acima.

Da mesma forma, os voos que antes já incluíam na tarifa um volume de mala despachada (para voos nacionais, 23kg; para voos internacionais, 32kg), agora, em sua maioria, cobra uma tarifa adicional por esse serviço.

Por isso, fique atento no momento da emissão da sua passagem. Você ainda pode optar por pagar pelo despacho de bagagem no momento do embarque, mas é provável que pague um valor mais alto por isso.

Ou seja, garanta que sua mala está apenas com 10 kg para poder receber a franquia da bagagem. Do contrário, saiba que você vai pagar pela mala.

Então, se você vai passar poucos dias viajando, experimente levar só a mala ou mochila de mão. E se você optar por comprar uma mala saiba que a compra é realizada por trecho. Então, você pode pagar uma mala somente na ida ou somente na volta, por exemplo. Caso você vá ou volte com maior volume.

Outra dica para você ficar atento é que se você comprou uma mala no Brasil para um voo internacional, mas chegando no destino você tem outras passagens para conhecer o país internamente, sua mala pode ser considerada grande ou pesada demais para um voo doméstico.

Vou dar um exemplo: você comprou uma mala na sua passagem que vai até Orlando. Mas depois de passar uns dias divertidos na Disney, você seguirá viagem para o aeroporto de Nova York por um cia aérea local.

Logo, o trecho entre Orlando e Nova York é considerado doméstico, pois toda movimentação acontece apenas em território americano. E o limite de malas para voos domésticos costuma ser menor do que internacional.

Sendo assim, você terá que pagar a diferença para poder despachar a sua mala, caso ela esteja nos padrões dos voos internacionais.

Como funciona o check-in?

Voo com conexão precisa fazer check in
Você pode fazer check in pela internet ou no aeroporto.

Algumas companhias permitem que você faça o check in um ou dois dias antes da data efetiva da viagem, diretamente do computador ou do smartphone, através dos seus sites e apps. Isso acaba sendo mais prático, uma vez que te poupa um tempo em filas no aeroporto e permite que você escolha e marque o seu assento.

Algumas cias aéreas também cobram por marcar assento antecipado. Se você não quiser pagar, provavelmente será colocado longe das suas companhias de viagem.

Por conta desses detalhes é importante chegar ao aeroporto com tempo suficiente, para não correr o risco de não conseguir embarcar: para voos nacionais o ideal é que você chegue ao aeroporto 1 hora antes do horário previsto para saída do voo; se for uma viagem internacional, a recomendação é chegar entre duas e três horas antes.

Basta se dirigir ao balcão ou a um dos totens das empresas aéreas e proceder com o seu check in.

Se você não tem malas para despachar, pode fazer o check in nas máquinas de autoatendimento. Às vezes, o sistema informa que você tem que ir até o balcão, mas não se desespere, muitas das ocasiões é só para conferir o tamanho da sua bagagem de mão. Já se você tem malas, é obrigado a passar no balcão para entregar sua bagagem para despachar.

Aproveite para ler como arrumar sua mala de maneira inteligente.

Se tiver algo muito frágil avise a cia aérea para colocarem um adesivo de “frágil”. O indicado é que você trave a mala com um cadeado para evitar o golpe da cesárea em malas. Mas na falta, peça ao menos um lacre da companhia (é gratuito).

A partir desse momento, você já fica sem sua mala grande. Lembre-se de inserir nela os líquidos, desodorantes e bebidas, pois na bagagem de mão não pode nada disso! Lembre-se de retirar algo que irá precisar durante o voo, como casaco, livro ou outra coisa. Agora, você só verá sua mala no destino final.

Ah, outra dúvida comum é: onde pego minha mala? Se seu voo tiver conexão nacional, você só pegará sua mala no destino final, mesmo que fique algumas horinhas no aeroporto de outra cidade. Já nos voos internacionais, você pegará sua mala na primeira cidade que o voo parar, logo depois de passar pela imigração.

Assim que você comprar a passagem, baixe o aplicativo da cia aérea que você vai viajar e passe seu e-mail corretamente na hora da compra das passagens. Dessa forma, você será avisado de atrasos, imprevistos, check in aberto e outros detalhes em relação ao seu voo. Ative todas as notificações.

Como é o embarque em um avião?

Como é o embarque no aeroporto?
Esteira de Raio-x por onde passam as malas no aeroporto.

Após fazer seu check in ou no balcão da cia aérea ou nas máquinas de autoatendimento, você deve ser dirigir à sala de embarque, conforme indicado no seu bilhete, mesmo que ainda falte um tempo até o horário do seu voo.

No seu bilhete impresso tem a hora do embarque e a hora de que avião decola. Então, se seu voo é às 22:30h, certamente você tem que estar na sala de embarque bem antes. Observe qual é o horário estipulado para isso.

O portão de acesso ao embarque também vem impresso na passagem. Mas se você faz o check in muito cedo, pode ser que o portão ainda não esteja definido. Daí você tem que acompanhar pelos monitores espalhados pelo aeroporto para qual portão você tem que se dirigir.

Antes dele, se despeça dos amigos, dos amores e da família, porque eles não poderão te acompanhar a partir daqui…

Não vacile quanto ao horário. Vá o quanto antes para a sala de embarque para garantir que nenhum distração te faça perder o voo. Só lembrando que se o seu voo é às 22h, os portões de embarque fecham cerca de 40 minutos antes!

Então, se você não embarcar até às 21:20h (por exemplo), mesmo que o avião não tenha decolado, você não entra de forma alguma!

Antes de chegar na sala de embarque, você passará pelo raio x e isso pode levar um tempinho, com a verificação da bagagem de mão. Em voos internacionais esse processo pode demorar mais ainda devido a inúmeros processos de segurança. Por isso, mais uma vez saliento: entre bem mais cedo na sala de embarque!

Para evitar que a passagem pelo raio x demore mais do que o devido, tire celular e computador, chaves e moedas dos bolsos e coloque na bolsa ou em uma das bandejas disponibilizadas para os passageiros.

Ah, e não leve objetos cortantes ou perfurantes – tesouras, alicates, lixas de metal, etc. – com você, além de líquidos com mais de 100ml (água, bebida alcoólica, desodorante aerosol, creme dental, perfume etc). Esse tipo de objeto deve ser despachado na mala que seguirá no porão do avião.

E não se apavore caso a fiscalização peça para você abrir a sua mala, após passagem pelo raio-x. Uma conferência ou outra faz parte das medidas de segurança, inclusive com revista. É natural.

Passando do raio-x sempre há livrarias ou cafés que são boas opções de locais para esperar até que o seu portão abra e o embarque para o seu voo seja iniciado.

Aqui tenho duas dicas super importantes: se estiver com fome e quiser lanchar algo, faça isso antes de entrar nas salas de embarque. As refeições são ainda mais caras nessa área e depois que você entrar, não pode mais sair.

Cuidado com o uso de fone, computador, celular e outras distrações. Eu já quase perdi um voo estando na sala de embarque errada e não escutando o aviso sonoro que o embarque estava encerrando!

Enquanto isso, não esqueça de conferir, em um dos diversos monitores espalhados pela sala de embarque, se o portão de embarque permanece o mesmo. Devido à grande movimentação dos aeroportos, não é raro que esta alteração aconteça.

As salas de embarque são diversas áreas com cadeiras e diversos portões. Você tem que achar o seu portão, depois quem entrar na sala de embarque. Vá para frente dele e fiquei por lá.

Deixe sempre seus documentos e passagens com fácil acesso, uma vez que você vai precisar apresentá-los pelo menos duas vezes até entrar na aeronave. E depois de entrar, guarde o ticket para comprovar o número do seu assento, caso alguém esteja no seu lugar.

Em resumo, a sua sequência de ações no aeroporto é:

  • Chegue com muita antecedência e vá fazer seu check-in e despachar as malas grandes (retire logo objetos que vai usar no voo: livro, casacos etc);
  • Pegue sua passagem impressa e confira qual é a portão que você tem que embarcar;
  • Se quiser comer algo e estiver com tempo, faça logo agora;
  • Entre na sua sala de embarque;
  • Passe pelo raio x com sua mala de mão (sem água ou líquidos de mais de 100ml, retire moedas, computador, cel da mala de mão). É normal ter que abrir a mala ou ser revistado;
  • Fique bem próximo ao seu portão de embarque marcado na sua passagem;
  • Confira, vez ou outra, nos telões se o seu portão continua o mesmo. Ele pode mudar;
  • Aguarde a chamada para embarcar pelo sistema de som e monitores que avisam quando o embarque começa;
  • Geralmente, há uma fila para entrar no avião de acordo com a letra do grupo impressa na sua passagem;
  • É só esperar para entrar, com documentos e passagem nas mãos para conferência;
  • Você percorrerá um corredor com os demais passageiros até finalmente colocar os pés na aeronave.

Como evitar problemas no embarque?

Como evitar problemas no embarque

Pequenos detalhes na hora do planejamento de uma viagem fazem toda diferença. Começar a organizar a mala, documentos e tudo o que facilita o embarque é a melhor opção para evitar estresse no dia de decolar.

Atente aos dados dos passageiros

Se relacionar bem com a cia aérea

Gosto tanto de viajar que fico nervosa quando estou comprando os bilhetes. Pode ser engraçado, mas é assim que me sinto. E nesses momentos é quando você precisa ter mais atenção para não errar nenhuma informação pessoal e ter chateações com as cias aéreas no momento do embarque.

Uma letra faltando ou um número do documento errado, é suficiente para dar direito à empresa de impedir o seu embarque. E essa atenção precisa ser redobrada quando você compra os bilhetes de outras pessoas ou em sites com idiomas desconhecidos.

Leia as informações do embarque

O que saber antes de comprar sua passagem de avião

Esse é outro probleminha que sempre acontece principalmente no que se refere à data, horário, fuso, aeroportos, etc. Por exemplo, quando o embarque está marcado para o dia 17 de julho às 00:35h, lembre-se que ele acontecerá antes do sol nascer do dia 17 e não à noite, quando nesse horário já seria dia 18!

A dica é observar sempre o AM ou PM para evitar enganos.

Fique atento também ao horário de verão (adotado por países em todos os continentes) ou diferenças de fusos, especialmente se você compra trechos separados com cias aéreas diferentes.

Ah, e observe que nem sempre o aeroporto de chegada e partida é o mesmo. Cuidado para não acabar indo para o local errado.

Chegue antes do previsto

Com qual antecedência chegar no aeroporto

Não é bobagem quando a cia aérea pede que você inicie os procedimentos de embarque algumas horas antes de o voo começar. Quando acontece um problema, a primeira coisa que você precisa é de tempo para resolvê-lo. Do contrário, a avião vai decolar sem você.

Logo, todo o ritual das boas práticas deve ser respeitado: saia cedo de casa, mesmo que você tenha que esperar mais. Invista em um bom passatempo no aeroporto, pois sairá mais barato do que ter que comprar outra passagem, caso venha a perdê-la.

Confirme tudo antes

Passagem aérea sem dor de cabeça

Essa regra de ouro vale para tudo que envolve uma viagem: pagamento (sim! Já pensou se o seu cartão não finalizou ou cancelou a operação?), data, hora, hospedagem, passeios, etc.

Especificamente para evitar problemas com as cias aéreas, ligue ou confirme pelo chat se a sua reserva está mesmo garantida. Para facilitar, baixe o aplicativo da companhia aérea para receber notificações caso o horário do voo seja alterado.

Tire todas as dúvidas sobre documentação, malas, horários, pagamentos extras ou serviços especiais (alergias alimentares, apoio da tribulação, bagagem extremamente frágil etc).

Verifique os documentos

Que documentos preciso para viajar

Não tem outra: se você esquecer seu passaporte não vai embarcar. O mesmo serve para vistos vencidos ou passaporte próximo ao vencimento, para destinos como Estados Unidos e Europa.

Na América do Sul, você pode circular com o RG, mas as cias aéreas só deixarão você entrar no avião se o documento tiver menos de 10 anos de emissão (e não vale a CNH!).

E lembre-se: seus documentos são importantes para entrar em outros países, mas também para sair. Durante a viagem, dê uma atenção especial para onde os guarda e mantenha cópias dos mais importantes, serve deixá-las em seu email.

Faça check-in antecipado on-line

Como garantir um embarque tranquilo

A tecnologia é uma grande aliada para os viajantes! Praticamente todas as cias aéreas disponibilizam serviços na rede. E o melhor que você pode fazer é antecipar o seu check-in, pelo aplicativo ou site da própria empresa.

Isso garante mais tempo livre para despachar as malas e identificar algum impasse que possa haver na sua reserva. Dá para confirmar os assentos, incluir pontos de programas de recompensas, fugir do estresse das filas e dos atendentes nem sempre tão simpáticos.

Algumas cias aéreas low cost, por exemplo a colombiana Wingo, cobram uma taxa extra de aproximadamente 100 reias caso você chegue no balcão de embarque sem ter feito o check-in online.

Inteire-se sobre bagagem

Que mala levar

Desde que as novas regras para bagagem mudaram no Brasil, estamos esperando os preços das passagens baixarem… Mas como isso ainda — será que vai? — não aconteceu, preste muita atenção aos seus tickets para saber se você tem direito à bagagem e qual o tamanho e o peso dela.

Para não ter estresse no embarque, veja também o que pode ou não levar na bagagem de mão e respeite as regras, mesmo que você tenha que deixar o seu perfume preferido com a segurança do aeroporto!

Inteire-se: cada ticket tem as suas características e não confie nas informações do seu amigo, pois o bilhete dele pode ter direito à mala, mas o seu trecho promocional, não!

O mesmo vale para cias aéreas no exterior: comprou uma passagem baratinha de Paris a Milão? Cuidado com as regras da bagagem para não arrumar chateação em francês.

Leve a segurança a sério

Como fugir de problemas com as companhias aéreas

Nem sempre o país de destino exige, mas investir em seguro viagem é sempre uma boa ideia. Por vezes, a seguradora tem algumas soluções para contornar problemas com as cias aéreas.

Há assistências que conseguem remarcar bilhetes ou cobrir extravios de bagagem. Isso evita o seu confronto direto com a operadora do voo em casos de sinistros antes ou depois do embarque.

Nunca é demais se prevenir. Assim sendo, lacre sua mala para evitar o golpe da cesárea (quando sua mala é aberta, sem violação do cadeado) e leve a sério as recomendações de portar na mala de mão dinheiro, documentos, joias e equipamentos caros.

Confira => Dicas e truques para comprar passagens aéreas mais baratas

Siga as regras

O que evitar antes de viajar

Seguir as normas das cias aéreas é o mínimo que você pode fazer e, certamente, não terá dores de cabeça. Se ainda assim as tiver, quem estará errado é a empresa e você poderá exigir seus direitos (mesmo chateado!).

Portanto, leve sempre os bilhetes impressos de ida e volta e responda seriamente as perguntas que forem feitas no balcão de check-in.

Algumas operadoras fazem uma verdadeira sabatina antes de despachar a sua mala (comigo foi assim com a American Airlines e com a Delta). Outras operadoras, além das americanas, adotaram posturas mais rigorosas, principalmente quando voam para os EUA, como a Emirates, Lufthansa, Air France, TAP entre outras.

Qual é a roupa ideal para viajar de avião?

Roupa ideal para viajar de avião
Priorize o conforto. Deixe seus looks mais glamourosos para o destino.

Nem chique, nem elegante: confortável! Para isso, nada como estar usando roupas e sapatos que não apertem nem incomodem. Deste modo você terá uma viagem bem agradável… Serão algumas horas sentado em uma poltrona estreita e sem muito espaço para as pernas.

Se você sente muito frio e vai voar durante à noite, leve uma roupa mais quente para vestir. Durante a madrugada, a temperatura pode incomodar. Nos voos noturnos, as cias aéreas disponibilizam um cobertor e até um mini-travesseiro, principalmente nos voos internacionais.

Se quiser, leve um kit higiene com escova e creme dental (menor que 100ml) para usar no banheiro antes de desembarcar.

Dúvida => Como usar WhatsApp no exterior?

Como é durante um voo de avião?

Qual o tamanho da bagagem de mão
Guarde sua bagagem em cima ou abaixo da poltrona.

Logo na entrada do avião, os comissários podem de ajudar no seu assento, por isso, é bom está com sua passagem em mãos. Assim como nos ônibus, os números das poltronas ficam acima das cadeiras.

Uma vez dentro do avião, coloque a sua bagagem de mão no compartimento interno acima da poltrona ou no chão, embaixo da poltrona que fica à frente da sua. Agora sim, se acomode e comece a curtir a sua primeira viagem de avião!

Durante a decolagem, é importante prestar atenção às instruções de segurança. Ao longo do voo, o piloto e a equipe de comissários irão passar informações sobre a rota (altitude, velocidade da aeronave, temperatura do local de destino, como colocar o cinto de segurança…).

Em caso de dúvidas ou se você quiser alguma coisa (uma bebida ou fones de ouvido, por exemplo), chame a equipe de bordo simplesmente apertando um botão que fica localizado em um painel, no braço ou acima do seu assento. Você também consegue fechar ou abrir o vento do ar condicionado e ligar uma luz, caso queira ler ou comer.

Tem comida durante uma viagem de avião?
Voos mais longos podem oferecer até duas refeições durante o voo.

O serviço de bordo começa poucos minutos após a decolagem. Algumas companhias oferecem lanchinhos ou refeições sem custo, enquanto outras têm um cardápio próprio para você escolher o que quiser consumir, pagando na hora com cartão de crédito ou dinheiro.

Em geral, não espere comer muito no avião. Os lanches mais tradicionais para voos dentro do mesmo país vão de biscoitinhos a pãeszinhos com queijo ou presunto resfriados acompanhados de refrigerante, suco ou café.

Para voos mais longos e, geralmente, internacionais, são servidos um jantar e café da manhã, caso seja voo noturno ou um almoço. Se você tem restrições alimentares, pode comunicar isso no momento em que compra sua passagem para receber sua refeição à parte.

Os banheiros ficam localizados nas extremidades do avião. Prestem atenção, caso precisem usar, pois algumas companhias trabalham com banheiros femininos e masculinos, mas a maioria é misto mesmo. Aproveite para deixar seus itens de limpeza (escova, creme dental, etc) na bagagem de mão, para poder utilizá-los na pia do banheiro, caso seja necessário, depois das refeições.

Como é o banheiro de um avião?
Banheiros dos aviões pode ser femininos, masculinos ou unissex.

E atenção: é preciso desligar os aparelhos celulares e os computadores ou, pelo menos, coloca-los em modo avião, a não ser que a companhia indique claramente que podem permanecer ligados.

Se por acaso ocorrer uma turbulência no caminho, fique tranquilo e siga as instruções de colocar os cintos e permanecer sentado. Uma vez ultrapassada a área de instabilidade, essas restrições só serão necessárias novamente para o pouso.

Alguns passageiros chegam a sentir um incomodo dos ouvidos durante a aterrissagem. Uma dor fina, mas isso passa assim que o avião parar de descer. Os enjoos também podem ocorrer. Há saquinhos plásticos nos bolsões das cadeiras.

Voar de avião dá enjoo?
Você pode ficar enjoado ou sentir algum desconforto nos ouvidos. É natural.

Se é a sua primeira vez no avião não fique nas cadeiras próximas às saídas de emergência. Elas costumam ser mais espaçosas, porém requer maior atenção em casos de imprevistos.

Uma vez selecionado o assento, você não poderá mudar, exceto se o avião estiver com vagas e o embarque já tenha sido encerrado. Então, assim que a aeronave fechar as portas, você pode ocupar outro assento.

Evite também ficar muito próximo ao banheiro, principalmente em viagens longas, pois a movimentação da porta (abre e fecha e descarga) pode atrapalhar seu descanso.

Uma curiosidade dos banheiros dos aviões é que eles são bem apertados e você pode demorar a encontrar as coisas, já que é tudo embutido: papel, lixeira, lenços etc. Até a porta para abrir, você deve empurrar no meio. A pia também é minúscula. Geralmente, há banheiros no final do avião, no meio e na frente (caso seja grande e tenha primeira classe).

Alguns aviões têm televisões pequenas acima ou nas costas do assento da frente. Você poderá selecionar filmes, séries, músicas etc. A cia aérea fornece os fones, caso você não tenha os próprios. O controle do monitor pode ser touch screen, nos botões ou em um controle remoto que fica encaixado.

Ultimamente, algumas cias aéreas oferecem entretenimento a bordo no seu próprio celular, basta apenas você conectar o seu aparelho à rede do avião. Por isso, lembre-se de deixá-lo carregando enquanto usar as mídias para não chegar no seu destino já sem bateria.

Alguns aviões também oferece wi-fi gratuito, outras cobram por isso.

Como é uma conexão ou troca de aeronave?

Como funciona uma conexão e troca de aeronave
Geralmente, não precisa fazer check in em uma conexão.

Às vezes, para chegar a um destino é preciso mais de um voo. Quando acontece, você faz o primeiro trecho em um avião até uma cidade e, de lá, faz a conexão, ou seja, uma troca de aeronaves. Para o segundo trecho você vai seguir em um novo voo, que vai te levar até o seu destino final.

Repare que o seu assento pode ser diferente em cada um desses voos! Mas não é o preciso fazer check in durante uma conexão. Seu check in é feito uma vez só no primeiro aeroporto, quando você já recebe os tickets de todos os trechos de ida.

E apesar das passagens serem compradas juntas, você vai receber bilhetes diferentes para apresentar nos portões de embarque de cada conexão. E muita atenção: se você perder o segundo voo por qualquer razão que não seja de responsabilidade da companhia aérea, terá que adquirir uma nova passagem.

Se for uma conexão pequena, assim que descer do avião já procure o seu novo portão de embarque. Desça com a sua mala de mão (a mala despachada, só deve pegar no destino final, caso o voo seja nacional).

Porém, se for um voo internacional, provavelmente você terá que retirar suas malas despachadas depois de passar pela imigração.

Contudo, quando tiver uma diferença muito grande entre um voo e outro, em alguns casos, você pode até sair do aeroporto durante uma conexão (principalmente voos domésticos), mas atente ao período do seu retorno para não perdê-lo. É imprescindível identificar logo o novo portão de embarque no local da conexão e aguardar por lá…

A sua bagagem despachada só estará disponível no voo final nos voos dentro do Brasil. Durante a conexão você não precisa se preocupar em correr para a esteira para pegar a mala (exceto se for uma conexão de voo internacional, com mudança de cia aérea parceira). Na dúvida, sempre confirme no guichê onde pegará a mala.

Ah, e cuidado para não confundir conexão com escala. A primeira, como já explicado por aqui, é quando você tem que descer na aeronave e passar um tempo no aeroporto para entrar em outro avião que te leva ao destino.

Escala é quando o avião só aterrissa para sair e entrar alguns passageiros e você fica esperando dentro da aeronave mesmo.

Como contratar um seguro viagem + 5% de desconto »

Como é o desembarque de um voo?

Como desembarcar do avião?
Verifique a esteira onde estará a sua mala e fique atento.

Ao chegar ao local de destino, respeite as orientações da equipe de bordo. Assim que o avião pousar, vai demorar um pouco para abrir as portas. Não se levante e espere até que chegue a vez dos seus assentos para se levantar.

Na área de desembarque, haverá a indicação do número da esteira na qual a sua bagagem despachada será retirada. Geralmente, você recebe um adesivo colado no papel da passagem com a identificação da sua bagagem. Mas não há fiscalização disso.

Então, você tem que ficar de olho, pois qualquer pessoa pode pegar a bagagem da esteira e levá-la consigo. Exceto em voos de chegadas internacionais que sua mala vai passar por raio x para poder entrar no país.

Atente: se seu voo for doméstico (ou seja, no Brasil mesmo), assim que você sair do avião já poderá ir direto para a esteira retirar sua bagagem e ir embora!

E se alguém estiver esperando por você no aeroporto, vocês se encontrarão logo após a saída da área do desembarque. Se você tiver que pegar um táxi, busque os oficiais do aeroporto, pegue um Uber ou contrate um transfer.

Já se sua viagem é para o exterior, recomendo que você continue sua leitura com o artigo sobre dicas para sua primeira viagem internacional.

Mas adianto por aqui: no primeiro país internacional que você pisar, tem que ir direto para fila da imigração.

Depois de ser aceito no país, você vai pegar a sua mala despachada (caso tenha) e depois passar pela alfandega, que fiscaliza o fluxo de dinheiro, compras, coisas ilegais que entram no país. Você poderá ser revistado (são policiais que fazem isso). Depois de liberado é só procurar a porta de saída.

Em resumo, a sua sequência dentro do avião e ao chegar é:

  • Entre no avião com sua passagem nas mãos para localizar o seu assento;
  • Siga as orientações de segurança e localize onde ficam os banheiros;
  • Veja as opções de entretenimento a bordo e aproveite o lanche ou refeições servidas;
  • Tanto na subida, quanto na descida, você não pode deixar a sua cadeira e pode sentir algum incomodo nos ouvidos;
  • Ao sair do avião vá pegar suas malas (se for voo nacional) ou vá para imigração (caso seja internacional);
  • Quando for internacional, você pega as malas depois de ser aceito na imigração e passa ainda pela alfandega com a bagagem, que pode ser revistada em algum momento;
  • Dependendo do seu destino internacional, suas malas podem até passar por raio x, inclusive você também, até por scanners.

Voo cancelado, adiado ou atrasado: o que fazer?

Voo cancelado, adiado ou atrasado é uma verdadeira dor de cabeça! Você está no aeroporto e de repente descobre que não vai poder voar no horário previsto ou até mesmo nem embarcará mais.

Diante disso, é crucial que você saiba o que fazer e qual é o seu direito do consumidor. Além disso, é fundamental entender o que cabe indenização ou dano moral quando há perda de uma conexão ou compromisso. Com certeza esse é um momento extremamente delicado e estressante. Tanto para quem viajar a lazer, que tem reservas em hotel, passeios programados e dias contados; quanto para quem tem negócios a cumprir.

Um dia a menos ou até mesmo algumas horas, podem fazer grande diferença e pôr fim a um planejamento que durou meses. Logo, este artigo tem o objetivo de esclarecer dúvidas e deixar claro todos os direitos que o passageiro possui em situações como essa.

O que fazer com voo cancelado
Direito do Consumidor protege passageiros.

É importante saber que em qualquer um desses casos, seja o voo atrasado, adiado ou cancelado, você possui direitos.

Você é um consumidor e adquiriu um produto da companhia aérea, tendo ela o dever de prestar toda a assistência e assegurar que o passageiro tenha minimizado os transtornos advindos desse qualquer um desses infortúnios.

Em qualquer uma das  situações de problemas com o voo, o primeiro passo é procurar um representante da companhia responsável, sempre mantendo a calma, agindo da forma exemplificada em cada um dos tópicos a seguir.

Mala extraviada => Como funciona o seguro bagagem

O que fazer quando o voo é cancelado?

Um voo pode ser cancelado por diversos motivos, sendo que os mais frequentes são condições climáticas, problemas com a tripulação, imprevistos na aeronave que exijam manutenção não programada imediata, excesso de tráfego aéreo, um volume baixo de ocupação no voo ou até mesmo o overbooking (que é quando a companhia aérea vende uma quantidade de passagens maior que o número de lugares disponíveis na aeronave).

Caso seu voo seja cancelado e você ainda não tenha chegado ao aeroporto, entre em contato com a companhia aérea e solicite que eles te encaixem em outro voo, sendo que tal procedimento também pode ser realizado caso você já esteja no aeroporto.

Se a empresa não conseguir te encaixar em outro voo ou você não deseje ser encaixado e queira ser reembolsado, solicite a declaração de atraso de voo/cancelamento de voo.

Essa Declaração pode ser solicitada por escrito no balcão na companhia aérea ou por e-mail.

Pela legislação brasileira, a companhia aérea tem por obrigação arcar com os prejuízos (hospedagem, alimentação, reacomodação em outros voos, até mesmo de outras empresas, ou reembolso) ocasionados pelo cancelamento de voos independente do motivo.

O que fazer quando o voo é cancelado?
Passageiro deve manter a calma em caso de voo cancelado.

Já em outros países, como nos Estados Unidos, por exemplo, em caso de cancelamento de voo por problemas climáticos, o passageiro é quem arca com os custos trazidos pelo infortúnio.

Caso o representante da companhia aérea se recuse a resolver seu problema, exija falar com o superior deste, nomeado como supervisor de plantão, deixando bem claro (sempre com cordialidade e calma) que sabe bem dos seus direitos e que pode contatar a Anac, a Agência Nacional de Aviação Civil a qualquer momento.

Se ainda assim seu problema não for resolvido, vá ao escritório da Anac ou ao Juizado Especial Cível localizado no aeroporto para registrar sua reclamação.

Se não conseguir, entre em contato com a Anac pelo telefone 163 (que funciona das 08h às 20h) ou registre a denúncia via Sistema de Atendimento Anac.

Busque registrar toda a situação, seja guardando cartões de embarque, gravando ou filmando conversa, tirando fotografias do Painel de Embarque.

Posteriormente, exija eventuais danos materiais e/ou morais judicialmente, sendo a forma mais prática nesses tipos de caso procurar o Procon ou o Juizado Especial Cível. Sugerindo-se que, em caso de ação judicial, sempre se busque a orientação de um advogado caso deseje ingressar com Ação de Indenização.

O que fazer quando o voo é adiado?

O que fazer quando o voo é adiado?
Passageiro tem que ser comunicado com antecedência do voo adiado.

Da mesma forma que um voo pode ser cancelado por diversos motivos, igualmente existe a possibilidade de o voo ser adiado, quase sempre pelas mesmas razões que o cancelamento ocorre.

No caso do adiamento (e também do atraso), geralmente o passageiro prefere manter a viagem, em especial quando existe uma expectativa e investimento financeiro e/ou emocional em relação àquele passeio em especial.

Qualquer alteração feita pela companhia aérea, principalmente quanto ao horário do voo e o seu itinerário (como a mudança de um voo direto para um voo com escala ou conexão), deve obrigatoriamente ser informada ao passageiro no prazo de até 72 horas antes da data do voo original.

Mas a companhia aérea pode alterar o horário do voo em até 30 minutos em voos domésticos e em até 1 hora em voos internacionais, desde que avise com o mínimo de 72 horas antes da data do voo original.

Se avisadas com antecedência essas alterações não geram qualquer obrigação à empresa aérea.

Contudo, caso a informação não tenha sido repassada ao passageiro dentro do prazo determinado pela lei ou a alteração for superior a 30 minutos (voos domésticos) e a 1 hora (voos internacionais) em relação ao horário de partida ou de chegada, a empresa aérea deverá oferecer ao passageiro as alternativas de reembolso integral da passagem aérea ou reacomodação em outro voo da própria empresa ou de outra companhia.

O que fazer quando o voo atrasa?

Você fez seu check in, já despachou sua bagagem. No Painel de Embarque estava tudo indo direitinho com seu voo até que de repente, tudo muda. O voo está atrasado!

Um atraso pequeno pode ser suportável, mas infelizmente, em especial em épocas de alta temporada, os atrasos de voos podem ocorrem com mais frequência.

Da mesma maneira em que agimos em caso de eventual cancelamento ou adiamento, no caso de atraso do voo é essencial manter a calma e a cordialidade para com o representante da companhia aérea, mas sempre demonstrando que você conhece seus direitos.

A partir da primeira hora de atraso, a empresa tem por obrigação fornecer ao passageiro meios de comunicação (seja telefone, internet) para que você possa comunicar seu atraso a quem importa.

Se o atraso ultrapassa duas horas, a empresa já tem por obrigação fornecer além de meios de comunicação, alimentação (por meio voucher que podem ser trocados nas lanchonetes do aeroporto, ou lanche e bebidas da própria companhia).

Após quatro horas de atraso, a empresa tem por obrigação, além dos itens acima, fornecer acomodação ou hospedagem (se for o caso) e transporte do aeroporto ao local de acomodação.

O que fazer quando o voo atrasa?
Cia aérea deve bancar despesas do passageiro.

Caso o passageiro esteja no local de seu domicílio, a empresa deverá oferecer o transporte para sua residência, a partir do aeroporto, e vice-versa.

E se a empresa já tiver a estimativa de que o voo atrasará mais do que 4 horas, o passageiro tem direito à reacomodação em outros voos ou reembolso.

Existe também a possibilidade de a viagem ser concluída via outro meio de transporte (taxi, ônibus, van, etc) quando a cidade de destino for relativamente próxima ao aeroporto onde o passageiro se encontra.

De qualquer forma, em todo caso de atraso, a companhia aérea tem a obrigação de assistir o passageiro conforme acima descrito.

Perdi minha conexão: e agora?

Perdi minha conexão o que fazer
Primeira cia deve arcar com a perde de conexão.

Em casos de cancelamento, atraso ou adiamento, as coisas ainda podem piorar! Principalmente se você tem outros voos para pegar.

Por exemplo, se seu destino é Miami, mas você comprou dois trechos para chegar ao destino e o primeiro deles apresentou problemas, é possível que você perca o segundo trecho!

Se os deslocamentos foram comprados pela mesma cia aérea, é mais fácil de resolver, pois a própria companhia vai te realocar em um próximo voo de conexão.

Entretanto, se são cias aéreas diferentes, provavelmente a primeira vai se esquivar de arcar com os prejuízos da perda do segundo trecho.

Por isso, é muito importante que você viaje com espaço de tempo bem folgado entre os voos quando eles forem de cias aéreas diferentes.

Se possível, aproveite a conexão para passar um ou dois dias na cidade e, depois garanta o seu segundo voo. Mas é óbvio que isso nem sempre é viável.

Nessas situações, a primeira cia aérea tem a obrigação de arcar com os prejuízos do segundo trecho perdido, seja operado por ela ou por outra concorrente, caso realmente ela tenha responsabilidade sobre a perda da conexão.

Embora configure uma grande dor de cabeça, siga os passos orientados nos tópicos anteriores e faça valer os seus direitos.

Voo cancelado, adiado ou atrasado… exija seus direitos!

É muito importante ter consciência de seus direitos quando um voo é cancelado, adiado ou está atrasado.

Infelizmente as companhias aéreas, apesar de estarem bem cientes de suas obrigações legais para com os consumidores, se valendo do desconhecimento dos passageiros em relação aos deveres das empresas para cm eles, se aproveitam para reiteradamente descumprir a lei, ludibriando os clientes de todas as formas.

O passageiro tem que ter ciência de que é ele quem tem o direito de decidir qual a melhor forma de lidar com a situação que está ocorrendo.

Por exemplo, as companhias aéreas, em caso de cancelamento, comumente ocultam de seus clientes o direito que esses têm de escolher voos de outras empresas.

O que fazer se meu voo for cancelado?
Exija seus direitos em casos de cancelamento de voo, adiamento ou atraso.

Tal situação obviamente ocorre, pois a empresa, além de estar acomodando seu passageiro em uma companhia aérea concorrente, estará pagando muito mais por isso, e o objetivo das empresas é o lucro.

Assim tendo pleno conhecimento dos direitos previstos na Resolução 141 da ANAC, você fica resguardado de qualquer tentativa de engano ou ocultação de deveres que a empresa tente promover contra você, deixando bem claro seu conhecimento e, caso eles insistam em descumprir a lei, não hesitando em procurar a Anac para uma solução.

Por fim, é crucial manter a calma e serenidade nesses momentos de tensão, ainda que você perceba alguma tentativa de ocultação de direitos por parte da empresa, posto que, caso você perca a calma ou aja de sem cordialidade, a situação pode se voltar contra você. Portanto, exija seus direitos mas, sempre mantenha a calma.

Aperte os cintos: é hora de voar!

Dicas essenciais para primeiro voo de avião
Foto: Aeroport Amerigo Vespucci.

Com tudo esclarecido e explicado, se prepare, deixe a ansiedade de lado e planeje logo a sua primeira viagem de avião! O transporte aéreo é um dos mais seguros do mundo e voando você consegue chegar a lugares fantásticos. Trace a sua rota e vá explorar o que o Brasil e o Mundo guardam em cada um dos quatro cantos!

E, claro, conte com o Quero Viajar Mais para tirar todas as suas dúvidas! É só deixar nos comentários!

CATEGORIAS
COMPARTILHE
Imagem do Autor
ESCRITO POR
ESCRITO POR
Guilherme Tetamanti

Paulistano de 40 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do post
  1. LEONARDO
    Valeu pelas dicas!
  2. Josi
    Muito bacana! Me esclareceu muita coisa, mas confesso que ainda tenho dúvidas sobre bagagem a ser despachada. Como fico sabendo disso na hora de comprar a passagem?
  3. Polly Batista
    Oi, Josi. Tudo bem? Quando você estiver escolhendo as passagens terá opções com ou sem bagagem. Boa viagem!
  4. JARDANI ALVES BARBOSA
    BOM DIA FAREI A MINHA PRIMEIRA VIAGEM NA PROXIMA SEMANA, LEVANDO JUNTO MEU FILHO DE 6 ANOS...DICAS NO MOMENTO DA DECOLAGEM E POUSO. ME FALARAM QUE DEVEMOS COMER CHICLETE PARA NAO TER PROBLEMAS NO OUVIDO. QUALQUER DICA É VÁLIDA. OBG
  5. Polly Batista
    Jardani, tudo bem?! Nem todo mundo sente dores nos ouvidos durante o pouso. Eu já senti em alguns e em outros não. Me parece que quanto mais rápido o avião perde altura, mais meu ouvido sente. Quando o avião vai perdendo altura de forma mais gradual, eu não sinto nada. Já tentei mascar chiclete, mas sinceramente não sei se funciona realmente. A principal dica é fugir de perto das turbinas que já incomodam muito e dizem que tampões nos ouvidos também ajudam, mas nunca experimentei. Eles são vendidos em algumas lojas nos aeroportos. Boa sorte e não se preocupa tanto pq a maioria das pessoas não sente nada!
  6. LUCAS
    Excelente post eu gostei muito parabéns vou voltar sempre para ver as novas postagens desse blog.
  7. Amanda Camila
    Gostei muito das explicações, quero muito fazer uma viagem internacional mas tenho medo de que ela se torne um pesadelo. Confesso que sou um pouco enrolada, não saberia muito como agir se desse algum erro no aeroproto. Gostei muito de saber cada passo, se eu fosse viajar agora, não saberia nem o que fazer.
  8. Polly Batista
    Oi, Amanda. Tudo bem?! Que bom que gostou! Acho que quanto mais você ler sobre o assunto mais preparada você ficará e, em breve, vai carimbar o passaporte!!! Boa sorte!!!
  9. Luana
    Olá! Muito bacana suas explicações. Eu nunca viajei de avão, confesso que não ter feito isso até hoje, é por conta de medo, enfim. Como conter isso ? Esse medo por viajar de avião ?
  10. Polly Batista
    Oi, Luana. Muito difícil lidar com o medo. Acredito que uma terapia poderia lhe ajudar, pois ele está lhe impedindo de realizar algo. Medo de avião acredito que muita, muita gente tem, mas não ao ponto de deixar de viajar. Além disso, acho que você pode começar com viagens de curta duração, quem sabe você não fica mais confortável?! Boa sorte!
  11. Jamir Campioli
    Simplesmente magníficas suas explicações e dicas. Parabéns. Eu, como farei minha primeira viagem pergunto? A vistoria da bagagem de mão é feita na momento do embarque. Em voos com conexão a vistoria da bagagem de mão é feita novamente no término do primeiro trecho?
  12. Guilherme Tetamanti
    Oi Jamir, Isso, a vistoria é feita antes do primeiro embarque. Em voos com conexão, a vistoria só é feita novamente se você sair da área de embarque. Abraços
Quero Viajar Mais