Início / Américas / América do Sul / Chile / Mapa das melhores vinícolas em Santiago do Chile

Mapa das melhores vinícolas em Santiago do Chile

As melhores vinícolas em Santiago ficam, em sua maioria, nos arredores da cidade. Elas são bastante visitadas pelos turistas que contratam agências ou fazem tours por conta própria, utilizando linhas de ônibus e metrô. E elas são um verdadeiro espetáculo: preservadas, premiadas e aconchegantes.

Também não é para menos. O Chile é um destino bastante procurado por seus excelentes vinhos e também pela infraestrutura turística criada para quem sonha em conhecer mais sobre a produção da segunda bebida alcoólica mais popular do mundo, atrás apenas da cerveja!

Uma boa parte das vinícolas do Chile estão abertas ao público durante o ano inteiro, mas durante janeiro e fevereiro, período de férias no país, algumas podem fechar por alguns dias. Logo, é aconselhável confirmar a informação antes de ir. No período entre março e maio, ocorre a colheita, sendo a melhor época do ano para ver de perto todo o processo: desde a seleção das uvas até o engarrafamento. Com sorte você pode até participar do processo, já imaginou?

E não perca a oportunidade e dê uma olhada no site do Zarpo, clube de viagens online que possui ofertas com tarifas exclusivas para o Chile.

Planeje sua viagem => Onde ficar em Santiago

Vantagens de contratar um seguro de viagem »

 

Roteiro das melhores vinícolas em Santiago

Roteiro pelas melhores vinícolas de Santiago

Para visitar alguma vinícola em Santiago, no Chile, ou nas proximidades, o ideal é agendar com pelo menos 1 dia de antecedência, mas talvez você consiga marcar no mesmo dia. Nesse post, farei um mapa das vinícolas de Santiago, principalmente para mostrar que muitas delas são acessíveis através de transporte público e táxi. Vale ressaltar que a maioria dos tours possuem degustação incluída. Conheça agora as vinícolas próximas a Santiago:

  • Viña Concha y Toro
  • Viña Undurraga
  • Viña Santa Rita
  • Viña Cousiño Macul
  • Viña Aquitania

Não perca => Como acumular milhas aéreas

 

Mapa das vinícolas de Santiago

Mapa das vinícolas de Santiago

Como ilustrado no mapa ao lado, o Chile possui 10 regiões bastante conhecidas por seus parreirais e, logicamente, pela produção de vinho. Cada uma dessas regiões ou “vales” possui características próprias e por isso desenvolvem diferentemente cada tipo de uva.

Algumas dessas regiões, como os Vales do Colchagua, Maipo e Aconcágua, hospedam vinícolas com vinhos premiados mundo afora, praticamente obrigando os turistas que estão em Santiago a fazer uma visita.

Entre as dezenas de vinícolas espalhadas pelo Chile, três delas ganham maior destaque: Concha y Toro, Undurraga e Santa Rita, com vinhos Cabernet Sauvignon produzidos no Vale do Maipo que foram muito bem avaliados em premiações internacionais, sendo comparados a vinhos do sul da França.

Além dos fatores naturais, como a fertilidade do solo graças à atividade vulcânica, clima favorável e isolamento geográfico que impede a entrada de pragas nocivas às parreiras, uma série de razões influenciam esses bons resultados. Claro, tudo aliado ao talento e dedicação dos produtores chilenos, que hoje dizem com orgulho que produzem um dos melhores vinhos do mundo.

Se você se interessar, leia as avaliações das vinícolas de Santiago, escritas por turistas brasileiros que fizeram diferentes tipos de tours.

 

1) Viña Concha y Toro

Vinícola Concha y Toro
Sede da Concha y Toro | Foto: Michaël Lejeune, via Wikimedia Commons.

Por que visitar | A Viña Concha y Toro foi fundada em 1883 por Don Melchor Concha y Toro e é uma das mais populares de Santiago e frequentada por muitos turistas, principalmente pela fama do rótula Casillero del Diablo. Hoje em dia é a maior produtora de vinhos da América Latina.

Endereço | Virginia Subercaseaux 210, Pirque.

Como chegar | Salte na estação de metrô Las Mercedes e pegue um táxi até a vinícola (4 mil pesos chilenos) ou ônibus (800 pesos).

Preço | A partir de 16 mil pesos chileno para quem fizer o tour por conta. Contratar agências é certamente mais caro, porém beber e dirigir não será um problema.

Quando | Todos os dias das 10 às 17hs, com horários guiados em espanhol, inglês e português. A reserva pode ser feita pela internet.

Dicas para o tour em Concha y Toro

Existem dois tipos de passeios oferecidos pela vinícola Concha y Toro. O primeiro é o tradicional que é mais barato e acaba quando o passeio chega à casa da família Concha, após 1 hora e meia. Já o Tour Marques de Casa Concho, demora quase 3 horas e, ao final, oferece uma degustação de vinho harmonizada com queijos.

Exclusivo => Tour para conhecer a Viña Concha y Toro »

Ainda com dúvidas sobre as atrações turísticas?
 

 

2) Viña Undurraga

Vinícola Undurraga no Chile
Viña Undurraga | Foto: Viña Undurraga, via Wikimedia Commons.

Por que visitar | Fundada em 1885, a Viña Undurraga ainda é administrada pela família Undurraga. Fica fora de Santiago, em Maipo Valley e hoje em dia é uma das maiores do Chile, moderna, mas ainda hoje com guias que participam diretamente do processo de fabricação dos vinhos.

Endereço: Camino a Melipilla, Km 34.

Como chegar: Ela fica a 34 km de Santiago. Você pode ir de carro ou ir até a Estación Central, procurar o Terminal San Borja e pegar um ônibus para Talagante. Peça para o motorista parar na vinícola, caso contrário, pegue um táxi ou ande alguns quilômetros a partir de Talagante. A viagem de ônibus demora cerca de 50 minutos.

Preço: a partir de 12 mil pesos chilenos.

Quando: de segunda à sexta possui visitas em inglês e/ou espanhol às 10:15h, 12h, 14h e 15:30h. Nos sábados e domingo às 10:15h, 12h e 15:30h.

Dicas para o tour em Undurraga

A visita guiada tem 1 hora e meia de duração e inclui a visita ao parque da família fundadora da vinícola e a um lugar que representa bem a cultura dos primeiros habitantes da região, os índios Mapuches. Em seguida, o visitante conhece o Maipo Valley. Depois é a vez de visitar as caves subterrâneas e degustar 3 vinhos da reserva.

Oportunidade => Excursão para Viña Undurraga »

 

3) Viña Santa Rita

Bike tour na Viña Santa Rita
Bike tour na Viña Santa Rita.

Por que visitar | Fundada em 1880, a Vinã Santa Rita fica na região de Alto Jahuel e possui uma estrutura mais completa que a Concha y Toro, com o Hotel Casa Real, Museu Andiono e um restaurante. Possui diversos tipos de visitas guiadas, como a clássica, premium, uma de bicicleta e também opção de piquenique. Entre em contato para saber mais sobre horários de cada e preços.

Endereço: Camino Padre Hurtado, 0695, Alto Jahuel.

Como chegar: Na estação de metrô Las Mercedes (linha 4), saindo em direção oeste você encontrará o terminal. Pegue o metrobus MB81 Alto Jahuel e peça para o motorista indicar o ponto da entrada na vinícola. O trajeto demora cerca de 30 minutos a partir da estação de metrô.

Preço: a partir de 14 mil pesos chileno.

Quando: de terça a domingo com horários de visitas em espanhol, inglês e português.

 

Vai viajar e não contratou seu Seguro Viagem?
 

Dicas para o tour na Viña Santa Rita

Com tantos tours dentro de uma mesma vinícola, vou resumir para você a diferença de cada um e os preços. O clássico (14 mil), como o próprio nome já diz, contempla a passagem pelo vinhedo, engarrafamento e bodega com degustação. Já o Selection (25 mil), tem tudo o que o anterior, só que a degustação é acompanhada de queijos e biscoitos.

O primer (40 mil) inclui a visita ao hotel e uma igreja neo-gótica, além de vinhos mais exclusivos. No passeio Carmenere é essa variedade de uva a grande protagonista. Tem passeio de charrete e degustação (40 mil). No Ultra-premium (70 mil), quem escolhe as atividades é o visitante, de acordo com seus gostos pessoais. O Winemaker Experience (30 mil), você vai produzir a sua própria bebida. Há ainda o Pedal Bar (15 mil) e o bike e piquenique, que precisam ser agendados antecipadamente.

Passeio => Tour para conhecer a Viña Santa Rita »

 

4) Viña Cousiño Macul

Viña Cousiño Macul
Publicidade de 1935 | Imagem: Domínio Público, via Wikimedia Commons.

Por que visitar | A Viña Cousiño Macul é a vinícola mais antiga de Santiago, suas primeiras uvas foram plantadas em 1546, mas a vinícola foi fundada apenas em 1856. Ainda é gerenciada pela família original e usa apenas suas próprias uvas na produção de vinhos. Uma das maiores que você irá encontrar no Chile.

Endereço: Av Quilin, 7100.

Como chegar: Salte na estação de metrô Quilin (linha azul). De lá você pode pegar um ônibus, táxi (aproximadamente 4 mil pesos) ou caminhar por 2 km pela Avenida Quilin.

Preço: a partir 14 mil pesos chilenos.

Quando: de segunda a sexta possui visitas em inglês, espanhol e português (grupo com mais de 10 pessoas) às 11h, 12h, 15h e 16h e aos sábados e feriados às 11h e 12h.

Dicas para a Viña Cousiño Macul

Existem três tipos de visitas guiadas na Viña Cousiño Macul em Santiago. A primeira é a mais básica, chamada de Tour Regular por 14 mil pesos e degustação de 4 rótulos durante, aproximadamente, 1 horas. O Tour Premium sai por 24 mil por pessoa e inclui a degustação de 6 vinhos acompanhados por queijos. Já o Tour de bicicleta custa 35 mil pesos e oferece 4 degustações, mas só acontece mediante reserva antecipada.

Imperdível => Tour para conhecer a Viña Cousiño Macul »

 

5) Viña Aquitania

Viña Aquitania como chegar
Viña Aquitania | Foto: Richard Espinoza, via Wikimedia Commons.

Por que visitar | A Viña Aquitania é uma pequena vinícola aos pés dos Andes, o que torna a vista impressionante. Se você procura uma vista intimista a uma pequena vinícola, você não pode perder essa. Uma dica é visitar a Vinã Cousiño Macul no mesmo dia devido à proximidade entre elas.

Endereço: Avenida Consistorial 5090, Peñalolén.

Pensando na viagem e não sabe como começar?
"Quero Viajar Mais", o livro, por R$ 14,95 »
Ganhe 10% OFF no Seguro Viagem + bônus!
 

Como chegar: Pegue o metrô como nas direções para a Vinã Cousiño Macul, pois elas são muito próximas. Também é uns 2 km de distância e a corrida de táxi custa aproximadamente 5 mil pesos chilenos.

Preço: a partir de 13 mil pesos chilenos.

Quando: de segunda a sexta somente em inglês e espanhol.

Dicas para visitar a Viña Aquitania

Duas opções de enoturismo são oferecidas na Viña Aquiania. O primeiro Tour Básico custa 13 mil pesos, dura 1 horas e o visitante prova 3 tipos de vinhos produzidos no espaço. O Premium faz praticamente o mesmo passeio só que a degustação dos rótulos exclusivos da vinícola.

Leia também => Melhores vinhos chilenos

 

Ruta del Vino

Ruta del Vino / Valle de Colchagua
Clique na imagem para ampliar.

O Valle de Colchagua ficou tão famoso e cobiçado pelos turistas, que as 13 principais vinícolas se associaram e criaram a Rota do Vinho. Além de tours que partem de Santiago, também é possível ficar hospedado no centro dessa região produtora de vinhos de grande qualidade no hemisfério sul. O povoado de Santa Cruz fica em uma área de maravilhosa  com campos, montanhas, rios e moradores orgulhosos das suas raízes agrárias.

Próximo Anterior
Vinícolas de Santiago
Época da colheita na Viña Montes.
Vinícolas de Santiago
Separação das uvas na Viña Montes.
Melhores vinícolas de Santiago
Degustação de vinhos na Vinícola Montes.
Vinãs de Santiago
Barris de madeira da Vinã Montes.
Vinícolas perto de Santiago
Viña Montes.
Vinícolas próximas a Santiago
Parreiras na Viña Montes.
Vinícolas no Vade do Colchagua
Museu Colchagua.
Vale do Colchagua
Pracinha em Santa Cruz, a região central do Colchagua.
Hotéis em Santa Cruz
Hotel Santa Cruz Plaza.
Vinícolas nos arredores de Santiago
Viña Santa Cruz.
Vinícolas no Chile
Degustação na Vinícola Santa Cruz.
Quais vinícolas conhecer em Santiago
Teleférico na Viña Santa Cruz.
Rota do vinho em Santiago
Viña Santa Cruz.
Próximo Anterior

O Museu de Colchagua, localizado dentro do espetacular Hotel Santa Cruz Plaza, é um dos melhores museus privados do mundo, sendo visita primordial para entender mais sobre a história do vinho no Chile. Foi a partir daqui que conheci as Vinícolas Montes e Santa Cruz, num tour oferecido pela Turistik.

Pesquise mais opções de hotéis em Santa Cruz »

 

Dicas sobre as vinícolas de Santiago?

A capital do Chile está entre as cidades mais cobiçadas por turistas brasileiros, e as melhores vinícolas em Santiago estão entre os atrativos mais procurados. Conhecer o processo produtivos, as paisagens, gastronomia e como toda essa mistura se relaciona com o vinho, é essencial para entender mais afundo as tradições chilenas.


Fazendo sua reserva através dos links parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, VOCÊ NÃO PAGA TAXAS EXTRAS, e dessa forma monetizamos nosso trabalho. Se houver dúvida, leia as políticas do blog, ou deixe um comentário.

Planeje sua viagem => Onde ficar em Santiago: dicas de bairros e hotéis

Aluguel de Carros | Passagens Aéreas | Passeios em Santiago | Seguro de Viagem


Eu adoraria ver sua participação aqui no blog, tirando suas dúvidas ou compartilhando algo que pode ajudar outros viajantes. Se tiver dicas sobre as melhores vinícolas nos arredores de Santiago, deixe seu comentário abaixo.

Até + !!!

 

Artigos relacionados:

– Os 10 principais pontos turísticos de Santiago do Chile

– Transporte público e como se locomover em Santiago

– O aeroporto e como ir ao centro de Santiago

– 11 dicas de ouro para você que está embarcando para o Chile


A viagem foi patrocinada, um convite da B4T Assessoria e Valle Nevado, mas as opiniões aqui expressas são de livre expressão do autor.

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Guilherme Tetamanti

Paulistano de 35 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

17 Comentários

  1. Janaína da silva

    Bom dia Guilherme;
    Adorei o seu texto, mas ainda me restou uma dúvida, egradeco se puderes me ajudar: Estou indo em dezembro, mas gostaria de me hospedar em uma vinícola e de lá conhecer as demais. Tens alguma sugestão.? Desde já muito obrigada.

  2. Ola!
    Vamos ao chile e gostaria de conhecer vinícola Montgrass. Ela fica onde? Longe de Santiago? Quanto tempo e como poderemos ir?

    Obrigada

  3. Olá! Parabéns pelo blog, muito bom!
    Eu e meu marido vamos ao chile em setembro/17. Pretendo ficar 3 dias em Santa Cruz. Quero ir de ônibus até lá. Minha dúvida é acerca do transporte até as vinícolas, não queríamos alugar carro porque vamos tomar vinho. Vc sabe se tem táxi até as vinicolas? Vc indica algum serviço?
    Obrigada

  4. Olá Guilherme
    pretendemos em dois casais visitar Santiago durante 11 dias em Julho próximo; queremos conhecer as principais atrações, como visita às vinícolas, vulcão e cordilheira. qual o roteiro indicado? É melhor alugar um carro ou usar o transporte local?
    Agradeço muito a orientação
    Carlos

  5. Olá! Parabéns pelos relatos!
    Estou indo para Santiago em setembro. Tenho duas filhas, uma de 15 e outra de 10 anos. Estaremos com carro alugado. Você saberia informar se é possível somente passear pelas vinícolas sem contratar o tour de degustação?

    • Oi Telma,

      Em algumas delas é até possível ver os vinhedos, pois ficam perto do estacionamento e tal. Mas passear pela propriedade, acredito que não!

      Mesmo que vocês não bebam, acho legal fazer pelo menos um tour completo para conhecer a história da produção do vinho, é bem interessante!

      Abraços

  6. Oi, vamos a Santiago com 2 crianças, 7 e 13 anos, vc sabe me indicar uma vinícola legal e que aceite crianças, soube que a maioria não permite menores de idade… Obrigada desde já, adorei seu post!

    • Oi Denise,

      Infelizmente é um ponto que não prestei atenção, mas seu comentário vale como experiência para minhas próximas viagens 🙂

      Veja diretamente com as vinícolas, geralmente respondem no mesmo dia se você entrar em contato perguntando sobre reservas!

      Abraços

  7. Felipe Giglio

    Cara simplesmente incrível seu relato! parabéns 😀 Uma dúvida, estou indo pra ficar 3 dias com minha namorada, precisa tomar a vacina de gripe para quem vai ficar em Santiago? valeu muitssimo obrigado novamente!

    • Oi Felipe,

      Para entrar no Chile não é necessária nenhuma vacina. Contudo, sempre é bom procurar algum posto de saúde ou Centro de Orientação ao Viajante para saber se você está em dia com as vacinas.

      Fico feliz que o blog tenha ajudado 🙂

      Abraços

  8. Valeeeeeu Guilherme! Abraçaooo

  9. Boa Noite Guilherme!!

    Queria saber sua opinião sobre quanto levar para Santiago…visitei vários sites, vi vários valores, mas gostei muito do seu site, achei bem completão entao resolvi pedir sua opiniao.

    Vamos em Outubro…14 a 17 …3 dias e meio né….somos em duas….pretendemos visitar uma vinicola, acredito que vamos nos virar bem de metro, deixando o taxi de repente para a noite depois de um jantar ou algo assim…
    nao pretendemos ir ao valle nevado porque parece que nao vamos ver neve nessa epoca do ano né…
    Nao pretendemos tambem fazer compras…de repente uma “lembrancinha” de artesanato local, sabe? Mas só isso mesmo

    Então…quanto voce acha que cada uma de nós deve levar?
    E devo trocar um pouco de pesos aqui no Brasil? Pelo menos pra chegar no aeroporto e ir pro hotel ?

    Brigadão !!!!

    • Oi Andressa,

      Para os gastos do dia com alimentação, transporte e passeios, é possível se virar com 20 dólares por dia. Claro, fazendo o básico. Para comer bem e fazer os melhores passeios, reserve 50 dólares.

      Ahhh, leia esse artigo que te ajudará sobre onde sacar dinheiro na chegada ao país.

      Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *