quarta-feira , 23 / agosto / 2017
Cadastre seu email para receber nossas atualizações!
Início / Europa / Alemanha / A imperdível Bastei e o Parque da Suíça Saxônica, na Alemanha

A imperdível Bastei e o Parque da Suíça Saxônica, na Alemanha

Algumas das paisagens mais bonitas da Alemanha estão na Região do Parque Nacional da Suíça Saxônica, 230 km ao sul de Berlim. Cortado pelo Rio Elba, o local é cheio de vales profundos, cânions, pedras gigantes, montanhas e muitas paisagens de tirar o fôlego. Localizado na pequena cidade de Konigstein, fica a 43 quilômetros de Dresden, sendo uma ótima opção de passeio bate-volta, para quem está hospedado na cidade.

A principal atração do Parque é Bastei, uma impressionante formação rochosa com 194 metros de altura, que fica às margens do Rio Elba. Para ver as rochas mais de perto e admirar a incrível vista que se tem lá de cima, foi construída, em 1824, uma ponte que liga todas as pedras entre si.

Planeje sua viagem => Opções de hotéis e onde ficar em Dresden

Porque é tão importante contratar um Seguro Viagem?

A primeira ponte, que era de madeira, foi substituída em 1851 pela atual ponte de pedras. Para chegar até o local é simples, a região é muito bem sinalizada. Existem diversas trilhas (com vários níveis de dificuldade) que levam até o alto de Bastei. O próprio caminho já é um passeio incrível, com diversas trilhas que cortam as florestas temperadas ainda intactas.

É sem dúvida uma das paisagens mais bonitas e diferentes em toda a Alemanha, e para quem gosta de ecoturismo, o Parque oferece vários passeios pelas florestas e montanhas, como caminhadas, circuitos de bike, entre outros.

 

Quando ir

O Parque Nacional da Suíça Saxônica fica aberto durante todo o ano, mas nos dias de chuva fica proibido subir até o topo de Bastei. A alta temporada é a primavera e o verão, entre abril e setembro, quando as temperaturas ficam mais amenas e as caminhadas pelo parque são mais agradáveis. Porém, a paisagem no inverno e outono muda bastante e também é encantadora.

 

Como chegar

Para chegar até a região, partindo de Dresden, há várias opções de transporte público, como trem, ônibus e pequenos barcos, sempre com destino a Konigstein. Fui de trem saindo de Dresden, na estação Bahnhof Neustadt, com o trem S-Bahn #1 na direção Bad Schandau. O trem sai a cada 30 minutos, sempre no minuto 20 ou 50 de cada hora (Exemplo: 09:20 / 09:50). O trajeto até Kurort Rathen demorou 45 minutos. A passagem custou 6 euros cada trecho, e vale a pena comprar o day ticket apenas se for usar outro trajeto após voltar a Dresden.

Quem preferir alugar um carro, basta pegar a rodovia A17, em direção a Praga (a cidade fica quase na divisa com a República Checa).

Planejando alugar um carro na Alemanha?
Compare preços e faça sua reserva no portal RentalCars.

 

Onde ficar

Geralmente os visitantes fazem um bate e volta saindo de Dresden, ou seguem viagem para a República Checa. Mas para quem desejar aproveitar a tranquilidade de Konigstein e explorar mais a região, existem opções variadas de hospedagem.

Na cidade há áreas para acampar, que dependendo da época do ano não é muito indicada por causa do frio, a não ser claro, que você esteja com bons equipamentos. Outra opção de hospedagem famosa da região é o luxuoso Berghotel Bastei, que tem uma localização privilegiada, no topo de um mirante. Em Konigstein há outras opções mais em conta, basta circular pelo vilarejo para descobrir.

Planeje sua viagem => Opções de hotéis e onde ficar em Konigstein

 

Trilha em Bastei

Como chegar em Bastei

Após descer do trem na estação Kurort Rathen, que fica quase na beira do Rio Elba, peguei a balsa (€ 1,80 ida e volta) para atravessa-lo e começar a trilha. A pequena cidade é linda, bucólica e sinceramente fiquei tão impressionado que por alguns momentos quis ficar por ali mesmo e nem começar a trilha. Veja alguns dos hotéis para conhecer o estilo da cidade, e você entenderá!

Trilha em Bastei / Alemanha
A pequena Kurort Rathen.

Não é difícil encontrar o início da trilha, e logo na entrada da cidade há uma placa indicando os diferentes trajetos. A parte inicial é a mesma, que leva os turistas ao topo das montanhas para ter um vista privilegiada, e em seguida conhecer a famosa Bastei Bridge, principal cartão postal da região. A trilha é bem sinalizada, em muitos trechos pavimentada e com corrimão. Estilo alemão de ser!

Bastei e a Suiça Saxônica

A Suiça Saxônica na Alemanha

Vai viajar e ainda não contratou seu Seguro Viagem?

Cerca de 30 minutos depois, talvez nem isso, comecei a atravessar a ponte que interliga as rochas de arenito que se formaram devido a erosão da água, há milhões de anos. Por ser um passeio tão popular, fique ciente que muitos turistas visitam a Bastei Bridge, principalmente em feriados e períodos propícios para o hikking, como a primavera.

O que fazer em Bastei

Panorama da Ponte Bastei

Grande parte dos turistas fica satisfeito com esse cenário incrível e volta para Kurort Rathen, mas essa é apenas uma pequena parte da trilha. Eu segui por trilhas dentro da floresta rumo a Stadt Wehlen, o próximo povoado na beira do rio.

Stadt Wehlen, na Alemanha

Foram umas 3 horas de caminhada, contando a volta pela margem do rio. Será que as paisagens valeram a pena??? Voltei feliz para Dresden, direto para a rodoviária e já ansioso pelo próximo destino…Berlim!

 

O que fazer nos arredores de Bastei

Outra atração da região é a Fortaleza de Konigstein (que leva o mesmo nome da cidade em que está localizada). Construída no início do século XIII, ela é uma das maiores fortificações em morro na Europa. O complexo da fortaleza tem mais de 50 prédios e já foi utilizado como prisão, castelo e lugar de refúgio para os governantes da Saxônia. Achei que teria tempo para visita-lo no mesmo dia, mas não foi bem assim. Fica a dica para sua viagem, e quem sabe para minha próxima visita!

Fortaleza de Konigstein
Fortaleza de Konigstein | Foto: Fritz-Gerald Schröder, via Wikimedia Commons.

A muralha da fortaleza tem 1.800 metros de comprimento, com paredes de até 42 metros de altura. Ela abriga ainda um poço de mais de 150 metros de profundidade, que é o mais profundo na Saxônia e segundo poço mais profundo na Europa. Como está em uma altitude elevada, a Fortaleza de Konigstein oferece uma bela vista de toda a região, de onde é possível observar as montanhas de arenito, floresta, a pequena vila de Konigstein e o Rio Elba.

A fortaleza abre todos os dias das 9:00 às 18:00, e os ingressos custam 8,00 euros para adultos e o pacote família (que inclui 2 adultos e crianças até 16 anos) custa 21,00 euros. Os visitantes podem optar ainda pelo áudio-guia em inglês, para isso é cobrada uma taxa extra de 2,5 euros por pessoa. Pesquisei bem 🙂

 

Bastei e Konigstein

O passeio para explorar Bastei e a Fortaleza de Konigstein é o mais procurado partindo de Dresden, e definitivamente merece sua atenção caso esteja planejando uma viagem nessa região. Ir de trem é a escolha mais fácil e prática, basta ter atenção nos horários de ida e volta para não gastar tempo a toa esperando na estação.


Fazendo sua reserva através dos links parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, VOCÊ NÃO PAGA TAXAS EXTRAS, e dessa forma monetizamos nosso trabalho. Se houver dúvida, leia as políticas do blog, ou deixe um comentário.

Planeje sua viagem => Opções de hotéis e onde ficar em Dresden

Aluguel de Carros | Passagens AéreasTours em Dresden | Seguro de Viagem


Pesquisando sobre os passeios nas montanhas de Bastei? Ainda tem dúvidas para saber se vale a pena ir? Gostaria de compartilhar suas dicas e experiências?

Deixe suas dicas e comentários!

Até + !!!

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Guilherme Tetamanti

Paulistano de 35 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

Confira Também

Lugares históricos para conhecer num passeio/tour em Berlim

Berlim é uma cidade com uma das histórias mais complexas e interessantes da Europa. Grande …

8 Comentários

  1. Olá, Guilherme,
    Parabéns pelo blog, suas informações são sempre muito úteis.
    Próximo julho, ficarei 48 h em Dresden, num stopover entre Hamburg e Praga. Gostei muito da informação sobre Kurort Rathen e Bastei Bridge e estou decidida em inclui-las no roteiro. Uma informação, por favor, caso decida continuar a trilha até Stadt Wehlen, como voltar a Dresden? Há trens saindo daquele povoado a Dresden?
    Aguardo sua resposta, mas desde já, obrigada.
    Ana

  2. Claudia Suzuki

    Oi Guilherme, suas dicas estão me ajudando muito!
    Quero ir somente até a ponte pois não terei muito tempo. Se eu descer em Kurort Rathen como você indicou ainda está longe? Tem que pegar um ônibus ou só fazer uma caminhada?
    Obrigada!

  3. Olá, Guilherme. Parabéns pelo Blog! Ótimas informações! Visitarei a Alemanha em setembro e gostaria da sua ajuda. Planejei minha passagem por Dresden entre Leipzig e Praga, chegando por volta das 17:30 num dia e saindo 19:00 no outro. Seria possível conhecer a ponte Bastei utilizando o período da manhã e ainda conhecer o centro histórico no período da tarde do mesmo dia?

    • Oi Rogério,

      Saindo bem cedo de Dresden é possível sim, mas recomendo que você vá somente até a ponte, e volte. Essa trilha é curta e não demora 30 min. O centro histórico também não é tão grande!

      Abraços e obrigado pela visita!

  4. Suas belas post..me fez voltar no tempo, rsrs, junho de 2015..estou sonhando até agora com tudo oque vi nesse País ljndo, encantador… Onde fiz minha primeira cicloviagem sozinha, durante 30 dias. Foram 700 km e quando chegar no fim dos 30 dias, queria mais…..sem mais palavras…
    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *