Nômade digital: o que é, como se tornar e do que se trata?

por Guilherme Tetamanti
5/5 - (2 votes)

Nômade digital: o que é, como se tornar e do que se trata?

O nômade digital pode trabalhar em muitas profissões, e exercer muitas atividades. Ele pode vender algo, criar textos e conteúdos, exercer sua profissão remotamente, etc. Mas para fazer isso, é preciso ter as habilidades certas.

Se você quer saber o que é, e como se tornar um nômade digital, basta continuar lendo nosso artigo até o final.

Nômade digital: o que é?

O que é nômade digital
O nômade digital trabalha de qualquer lugar.

Nômade digital são os profissionais que atuam em suas profissões através da internet. Atualmente, é cada vez mais comum o trabalho Home Office. E o nômade digital até possui muitas semelhanças com esse mercado.

Mas, na verdade, são coisas um pouco diferentes.

O nômade digital realiza suas atividades por meio da internet, utilizando o smartphone, o tablet ou notebook. Mas eles não precisam ter um vínculo empregatício para isso. Então, não é apenas exercer sua profissão, trabalhando em casa.

Mas sim, trabalhar de qualquer lugar, a qualquer hora ou em qualquer dia, por meio da internet. O nômade digital não precisa de um emprego fixo, nem de horários ou rotinas fixas. Ele é quem faz sua própria rotina, são como trabalhadores autônomos.

São, dessa forma, uma mistura de profissionais autônomos com home office. E é por isso que são chamados de nômades, pois podem vivem sempre mudando.

Um nômade digital pode, por exemplo, viajar para fora do país, e mesmo assim continuar exercendo seu trabalho. Pois tudo o que é preciso é uma conexão com a internet.

Os salários, é claro, são bastante variados e podem se adequar a necessidade de cada profissional. Em um mês, ele pode se esforçar para ganhar um pouco mais. Já em outro, ele pode relaxar e ganhar apenas o básico para sobreviver.

Ser um nômade digital não é algo tão complicado. Claro que, inicialmente, pode ser difícil conseguir uma renda suficiente para se manter economicamente. Mas, com o tempo, e o ganho de experiência, é bem possível tirar uma boa renda do trabalho.

Tudo isso vai depender apenas do próprio esforço da pessoa. É ela que deve se capacitar, adquirir as habilidades necessárias, e ir se arriscando nas oportunidades, a fim de aprender sempre mais.

Mas afinal, como se tornar um nômade digital?

Como se tornar um nômade digital

Trabalhando em percurso de trem na Europa
Trabalhando em percurso de trem na Europa.

Agora que já foi possível entender o que é um nômade digital, é interessante entender como se tornar um. O nômade digital pode trabalhar em muitas profissões, e exercer muitas atividades.

Ele pode vender algo, criar sites, escrever textos e conteúdos, exercer sua profissão remotamente, etc. Mas para fazer isso, é preciso ter as habilidades certas.

Muitas vezes o caminho para se tornar um nômade digital é através das profissões normais.

Um professor, por exemplo, enquanto dá suas aulas nas escolas presenciais, está estudando, e adquirindo os conhecimentos para ensinar depois como um nômade digital.

Um vendedor, enquanto conversa com os clientes, está aperfeiçoando sua comunicação e persuasão, para vender pela internet.

Um jornalista ou um publicitário, enquanto trabalha em um consultório de marketing, aprende  tudo o que é preciso sobre storytelling, copywriting, SEO e redação.

Cada profissão mais convencional, pode oferecer algo vantajoso para o futuro nômade digital. Tudo o que é preciso é, enquanto exerce sua profissão, e tira o melhor dela, adquira também outras habilidades.

Para atuar na área digital, é crucial adquirir os conhecimentos da área da informática. Saber mexer e operar alguns sistemas mais importantes é fundamental.

Para quem deseja atuar, por exemplo, como redator nômade digital, escrevendo para sites, deve estudar o WordPress, técnicas de SEO, etc.

Quem quer trabalhar como afiliado, sendo um nômade digital, deve buscar entender como tudo isso funciona.

Em resumo, para se tornar um nômade digital, é preciso tirar o melhor do que a atual profissão oferece. E também aprender e aprimorar outros conhecimentos, que serão importantes futuramente.

Uma boa forma de aprender e aperfeiçoar essas habilidades, é atuando como freelancer nas horas vagas. Para quem não sabe o que é e o que faz um freelancer, vamos explicar.

Nômade digital freelancer

O freelancer é um tipo de trabalho que vem ganhando muita força atualmente. Basicamente são pessoas autônomas, que executam trabalhos diversos para diversas outras pessoas.

Funciona como uma junção entre os clientes que têm algum trabalho a ser feito, e as pessoas que querem fazer esse trabalho.

E para juntar essas pessoas, existem muitas plataformas que atuam nesse processo. As mais conhecidas são a Workana, a Getninjas e a 99freelas.

   

Nessas plataformas, quando uma pessoa tem algum trabalho para ser feito, e quer contratar alguém para fazer, ela vai lá e se cadastra.

Já as pessoas que têm alguma habilidade específica, como saber editar vídeos, traduzir, escrever, gerenciar redes sociais, fazer marketing, etc, também se cadastram nas plataformas.

Então, quando a pessoa quer encontrar algum profissional para fazer um serviço, ela publica um projeto. Nesse projeto, cada profissional (que são os freelancers) oferece um valor para executar a tarefa. E o dono do projeto escolhe o melhor freelancer para o trabalho, que recebe o valor que foi pedido.

Essas plataformas oferecem benefícios tanto para quem procura ganhar um dinheiro, quanto para quem tem um serviço para ser feito.

Isso porque, são muitos profissionais, sendo tanto iniciantes, intermediários e avançados, que cobram valores variados. E tudo vai depender do gosto do cliente, que escolhe se quer pagar mais, por um serviço profissional, ou pouco, por um serviço satisfatório.

Então, para quem quer ser um nômade digital, e aprender novas habilidades ou aperfeiçoar as que já tem, essa é uma ótima oportunidade.

São realmente muitas áreas que podem ser trabalhadas dentro dessas plataformas.

Há muitos serviços como redator, editor de vídeos, tradutor, professor, jornalista, etc. Na verdade, um freelancer já é um nômade digital.

É preciso apenas se estabelecer dentro de uma plataforma, e se esforçar para tirar uma boa renda.

Nômade digital: profissões

Tipos de trabalho remoto
Mais importante é ser flexível.

Agora que já foi explicado o que é um nômade digital, e também como se tornar um, é interessante conhecer algumas das profissões para que você consiga trabalhar de qualquer lugar usando apenas a internet.

Freelancer

O freelancer é um profissional que atua fazendo lances livres.

Então, sempre que há um projeto, ele dá seu lance, e se o cliente se agradar do seu preço e perfil, ele é escolhido para fazer o trabalho.

Como visto, esse é um ótimo modo para adquirir as habilidade de um nômade digital. Mas também é um ótimo modo de ser um verdadeiro nômade digital.

Aliás, o freela consegue tirar toda sua renda através da internet, apenas trabalhando com seus aparelhos.

Ele é, então, um multitarefas, pois é um trabalho muito importante para quem quer começar, e também para ser um nômade digital.

Redator

Sempre que se quer tirar alguma dúvida, entender algo ou aprender alguma coisa nova, é muito comum recorrer ao Google.

No Google, e também nos outros buscadores, como o Bing, o Yahoo, etc, é possível encontrar quase todo tipo de informação. E boa parte dessas informações são ofertadas em forma de artigos, dentro dos sites ou blogs.

Mas quem escreve essas informações? Acertou se você respondeu que são os redatores. Os redatores são os profissionais responsáveis por criar os artigos e textos, que são postados na internet.

   

E se engana quem pensa que apenas os jornalistas exercem essa função. Muitos profissionais da educação, do direito, da saúde, e de diversas outras áreas, também atuam como redatores.

Na verdade, não há nem mesmo a necessidade de um curso superior para atuar, isso vai depender do site.

São realmente uma grande variedade de conteúdos, alguns tão específicos, que apenas um profissional da área pode explicar perfeitamente.

Então, não importa a profissão, qualquer pessoa pode atuar como redator.

É melhor, ser um nômade digital exercendo essa profissão.

Produtor de conteúdo

Uma pessoa que produz conteúdo, posta na internet e consegue obter uma renda com isso, também é um nômade digital.

Aliás, ele está trabalhando com a internet, que é de onde ele tira sua renda. Mas, para ser um nômade digital, não se restringe apenas a criar um canal no youtube, ou um perfil nas redes sociais.

Também é possível realizar a venda de produtos pela internet.

Então, quem possui algum produto, como um livro, um ebook, um curso, pode muito bem ser um nômade digital. Basta realizar a venda desses produtos através da internet, e enquanto isso, pode fazer o que quiser.

Afiliado

Assim como há aquelas pessoas que criam e vendem seus produtos, há também aqueles que vendem o produto de outras pessoas.

Isso é comum e necessário para o crescimento e evolução de muitas marcas. Aliás, nem todo mundo tem as habilidades certas para criar, ou o ambiente certo para vender.

Então, essa sociedade sempre gerou bons frutos para a sociedade, e é o que movimenta basicamente todas as áreas.

Na internet, não é diferente. Um exemplo disso é o marketing de afiliados. Os afiliados são as pessoas que vendem os produtos de outras pessoas, em troca de comissões.

É possível ser afiliado de lojas, como a Magalu, ou de produtos diversos, encontrados, por exemplo, no Hotmart. Mas, além dessas, há muitas outras opções para se tornar um nômade digital.

É preciso apenas se esforçar, ganhar as habilidades necessárias, e começar a oferecer os serviços pela internet.

ESCRITO POR

Guilherme Tetamanti

ESCRITO POR

Guilherme Tetamanti

Paulistano de 40 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

Organize sua viagem

10 dicas para você
planejar sua viagem

Separamos as principais ofertas dos nossos parceiros para você economizar.
Clique nos itens abaixo e confira:

Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Tours Nacionais

Reserve atividades com pagamento em até 10x

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Tours Nacionais

Reserve atividades com pagamento em até 10x

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Quero Viajar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *