Início / Ásia / Camboja / Templos de Angkor Wat: tour guiado x fazer por conta própria

Templos de Angkor Wat: tour guiado x fazer por conta própria

O Camboja é uma país marcado pelo domínio de diferentes reinos, que construíram os templos de Angkor Wat, grande parte deles entre os séculos IX e XI. Viajando pelo sudeste asiático, tive a chance de conhecer diversos tipos de templos, entre eles os de Chiang Rai e Sukhothai, na Tailândia.

Durante os últimos meses, conheci muitos viajantes que estiveram em Siem Reap para visitar os templos de Angkor Wat. Todos contavam extasiados sobre a imponência do lugar e como os templos eram mais impressionantes que qualquer outro templo na Tailândia, ou qualquer outro país. Não imaginava que era tudo tão imenso. São 400 km² de área, dezenas de templos e portais que definitivamente valem a visita.

Planeje sua viagem => Dicas de hotéis próximos a Angkor Wat

 

Os passeios guiados

passeio-angkor-wat-cambodia

fotos-do-camboja-98fotos-do-camboja-100fotos-do-camboja-103fotos-do-camboja-107fotos-do-camboja-108

São várias opções de tours guiados para Angkor Wat, todos eles partindo de Siem Reap. Os templos estão a poucos minutos do centro da cidade, com preços que variam entre 7 e 20 dólares por dia. Veja as diferenças:

Moto-taxi: boa opção para quem viaja sozinho e quer conhecer o máximo possível em apenas um dia, contando com a ajuda do motorista, que muitas vezes trabalha também como guia, custa de 7 a 10 dólares por dia;

Tuk-Tuk: o meio de transporte mais tradicional no sudeste asiático, é também a maneira mais barata para quem pretende fazer um tour guiado. Com capacidade para até 4 pessoas, varia de 10 a 15 dólares. Se estiver em 3 ou mais pessoas, procure um motorista que aceite o trabalho. Muitos deles podem dizer que é ilegal levar mais que 2 passageiros, o que é mentira. A desvantagem é que a maioria dos tuk-tuks são muito lentos;

Van: agências de viagem e hotéis disponibilizam vans com ar condicionado, guia e água, o que faz muita diferença no verão, quando a temperatura supera os 40 graus. Os preços variam de 10 a 20 dólares por pessoa, dependendo do número de passageiros. A desvantagem é ter que seguir o ritmo do grupo e ter horário para voltar ao ponto de encontro após cada atração.

 

Ainda com dúvidas sobre as atrações turísticas?
 

Fazer o tour por conta própria

A entrada para o parque custa US$ 20,00 por pessoa, independente do tipo de tour. Existem descontos para o passe de 3 dias e semanal, mas sinceramente não acho que vale a pena para quem não tem tanta grana pra gastar. Paguei US$ 40,00 para entrar 3 dias no parque, com o tour guiado num tuk-tuk, mas no final poderia ter feito o mesmo em 1 dia com moto-taxi, uma vez que todos os motoristas que peguei eram muito lentos. Claro que também foi legal curtir os templos com mais tranquilidade e tempo livre.

Os tours guiados geralmente duram de 6 a 7 horas, a menos que entre em algum acordo diferente. Fazendo o passeio por conta, desde o nascer até o por do sol, é suficiente para conhecer e aproveitar todos os principais templos. Conheça as opções:

Vai viajar e não contratou seu Seguro Viagem?
 

Bicicleta: para quem gosta de praticar exercícios e quer economizar, a diária de uma bike custa a partir de 1 dólar. É bastante cansativo, principalmente na época seca, pois além de pedalar, subir e descer dos templos também exige bastante esforço.

Moto: infelizmente não é mais possível entrar de moto no complexo de Angkor Wat. Apenas motoristas locais são autorizados. O moto-taxi é um passeio guiado, mas proporciona rapidez e liberdade dentro do parque.

 

Vantagens e desvantagens

A principal vantagem de fazer um tour guiado, é não precisar procurar as principais atrações. O parque é bem grande e basta pedir alguma coisa para o motorista do tuk-tuk que ele faz. Se tiver sorte, o motorista ainda pode fazer o papel de guia e contar um pouco da história de Angkor Wat. Os tours com as vans dos hotéis e agências, também são muito bons nesse sentido. Se quiser explorar os templos por conta e mesmo assim quiser a ajuda de um guia, existem vários na porta dos principais templos.

No tuk-tuk você e seus colegas de viagem fazem seu próprio ritmo durante a visitação dos templos, mas ficam dependentes da velocidade do motorista. Por exemplo, se tiver somente um dia nos templos de Angkor Wat, isso pode ser um problema.

Na minha opinião, a melhor opção é fazer o tour por conta de bicicleta ou utilizar o moto-taxi. Você faz no seu tempo, curte o interior do parque e se precisar de uma aula de história, basta contratar um guia por alguns momentos. Veja o relato de meu amigo Fábio Alves, autor do blog Finestrino: Explorando Angkor Wat de Bicicleta.

 

Orçamento de viagem em Angkor Wat

Dólares USA Hospedagem Alimentação Passeios Transporte
Angkor Wat 5,00 12,00 40,00 5,00
  • Hospedagem: gastei US$ 5,00 / dia para dividir o quarto com um colega da Stray Travel. Se estiver viajando sozinho, as despesas certamente aumentam.
  • Alimentação: Como o parque é bem grande, não almocei nos dias de passeio, mas levei lanches. Gastei em média US$ 12,00 / dia para o café da manhã, jantar e bebidas durante o dia;
  • Passeios: US$ 40,00 foi o preço dos 3 dias em Angkor Wat. O passe diário custa US$ 20,00 e o semanal US$ 60,00;
  • Transporte: Gastei em média US$ 5,00 / dia para dividir o tuk-tuk com alguns amigos.

Booking.com => Dicas de hotéis e onde ficar no Camboja

 

Planeja ver os templos de Angkor Wat?

Turismo em Angkor Wat / Camboja
O famoso amanhecer em Angkor Wat.

fotos-do-camboja-2fotos-do-camboja-3fotos-do-camboja-9fotos-do-camboja-91fotos-do-camboja-95

Passei 10 semanas viajando no sudeste asiático e conheci dezenas de templos impressionantes, como o famoso Templo Branco de Chiang Rai. Contudo, tenho que confessar que nada é tão esplendoroso como em Angkor Wat. Além da quantidade e imensidão das construções, a energia desse lugar, com tanta história, lendas e mitos, explicam porque é um lugar sagrado e destino turístico cobiçado por viajantes do mundo inteiro.

fotos-angkor-watConfira a galeria de fotos do Camboja


Fazendo sua reserva através dos links parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, VOCÊ NÃO PAGA TAXAS EXTRAS, e dessa forma monetizamos nosso trabalho. Se houver dúvida, leia as políticas do blog, ou deixe um comentário.

Planeje sua viagem => Stray Asia, a melhor agência para contratar passeios no Sudeste Asiático

Aluguel de Carros | Passagens AéreasPasseios no Camboja | Seguro de Viagem


Quando criei o projeto viagem de volta ao mundo em 365 posts, o Camboja, que foi minha casa durante duas semanas, era um dos países que mais despertava minha curiosidade, por ser um destino tão incomum para brasileiros. Este é o 171º artigo da série, veja as dicas de viagem dos posts anteriores:

Planejando visitar os templos de Angkor Wat? Ainda tem dúvidas? Foi e gostaria de contar uma história?

Deixe suas dicas e comentários!

Até + !!!

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Guilherme Tetamanti

Paulistano de 35 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

2 Comentários

  1. Bixo, mais mastigado que esse post só mesmo chiclete de pobre! auhuhahahuahuah cara, que pico alucinante! Queremos ir pro Camboja e com certeza já sei onde pegar todos os detalhes!
    Abração e mto sucesso sempre ae!
    Michel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *