Início / Américas / América do Sul / Brasil / Roteiro na Rota das Emoções: Ceará, Piauí e Maranhão

Roteiro na Rota das Emoções: Ceará, Piauí e Maranhão

Responda rápido: já pensou em fazer um roteiro na Rota das Emoções? Mas o que é Rota das Emoções? Pois é, foi o que pensei quando parti para essa viagem que inclui atrativos de três estados brasileiros: Ceará, Piauí e Maranhão. Hoje posso afirmar: o roteiro é para quem deseja fazer uma viagem incrível, que fuja dos rotas tradicionais do Brasil, apesar de incluir destinos turísticos bastante conhecidos.

A rota começa na vila de Jericoacoara, no Ceará, passa pelo Delta do Parnaíba e pelo litoral do Piauí e por fim, chega aos Lençóis Maranhenses, obviamente no Maranhão. É possível fazer o roteiro pelo mapa inverso, começando no Maranhão e terminando em Jericoacoara. Porém, há muito mais para conhecer, pois o percurso total passa por 14 cidades nos 3 estados. Para aproveitar bem todos os destinos, o ideal é separar pelo menos 10 dias para a viagem.

Planeje sua viagem => É preciso seguro viagem para viajar no Brasil?

Onde se hospedar em São Luís e Lençóis Maranhenses »

 

O roteiro na Rota das Emoções

Roteiro na Rota das Emoções

Existem duas opções: começar o roteiro na Rota das Emoções por Jericoacoara, no Ceará, ou fazer o caminho inverso começando em São Luís do Maranhão. Minha viagem teve início em solo cearense, chegando pelo novíssimo Aeroporto de Jericoacoara.

Uma dúvida frequente entre os turistas, é se vale a pena fazer a rota por conta própria ou contratar uma agência local. Não existe melhor ou pior, cada opção atende diferentes perfis de viajantes.

Você precisará de pelo menos 8 a 10 dias inteiros para percorrer com tranquilidade os principais destinos da Rota das Emoções. Se puder fazer em 15 dias, ainda melhor. Afinal, a intenção é realmente curtir cada uma das praias, vilarejos e atrativos do percurso.

Saiba que, para aproveitar ao máximo a viagem, é essencial um veículo com tração 4×4. Outra informação importante, é que para carros particulares o acesso é restrito em muitos lugares, como o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, e a própria vila de Jericoacoara. Portanto, é preciso se planejar caso você queira planejar a viagem por conta própria.

Uma boa opção é contratar os serviços de alguma agência de viagem que faça todo o percurso, como Jeri Off RoadEcoadventure e Rota Combo. Ou mesmo passeios específicos ao longo do caminho, caso você opte por fazer a viagem com seu próprio carro, mas com o apoio de agências locais.

 

Jericoacoara, Ceará

Praias mais bonitas do Ceará
Praia do Preá, em Jericoacoara | Foto: QVM.

Jericoacoara é uma pequena vila de pescadores no Ceará, mas que ganhou maior importância turística ao longo dos anos. Localizada a 300 km de Fortaleza, em meio a grandes dunas de areia, ela impressiona os visitantes pela sua beleza e ar rústico. Atualmente é um dos principais destinos do Nordeste e é considerada uma das praias mais bonitas do Brasil.

 

Como chegar em Jericoacoara

Como chegar em Jericoacoara
Aeroporto de Jericoacoara é jovem | Foto: QVM.

Jericoacoara fica a 300 km de Fortaleza e é possível chegar até lá de avião, ônibus ou de carro. A logística para chegar por meio terrestre até a vila não é nada fácil, já que ela fica relativamente distante da capital e está cercada por um parque de dunas.

Quem optar por fazer o trajeto de ônibus enfrentará cerca de 7 horas de viagem. O ônibus para na cidade de Jijoca, onde todos desembarcam e pegam um carro 4×4 para seguir viagem. Esse último trajeto é de cerca de 20 km.

Como chegar de carro em Jericoacoara
Estrada de acesso a Jericoacoara | Foto: QVM.

Já quem vai de carro deve pegar a rodovia CE 085. A estrada vai até Jijoca ou até a Vila do Preá. A partir daí, é necessário um carro 4×4 e o caminho até a vila de Jeri é pelas dunas. Caso você não conheça muito bem a região não siga viagem sozinho, é altamente recomendável contratar um guia.

Com a recente inauguração do Aeroporto Regional de Jericoacoara ficou mais fácil e rápido chegar ao local. Apesar dos voos diários, é recomendável comprar sua passagem com certa antecedência para conseguir bons preços, ainda mais na temporada de vento em Jericoacoara e Praia do Preá, que vai de julho a Janeiro. Nessa época a região fica lotada de praticantes de windsurf e principalmente kitesurf.

A Jeri Off Road faz o translado entre o aeroporto e a vida de Jeri, assim com o trajeto saindo de Fortaleza.

 

O que fazer em Jericoacoara

O que fazer em Jericoacoara
Sugiro passar pelo menos 3 dias em Jericoacoara | Foto: QVM.

Jericoacoara pode ser explorada em três dias de viagem. No primeiro, recomendo um passeio de buggy com a COOPBTURJERI (Cooperativa de Bugueiros de Jeri) para conhecer a famosa Pedra Furada, além de outras praias e atrativos dessa região. No segundo, outro passeio de buggy para explorar ainda mais os arredores de Jeri, e por fim, um dia para conhecer as lagoas, principalmente a Lagoa do Paraíso.

Lembrando que sempre vale a pena voltar cedo para a vila e curtir o pôr do sol do alto da duna. Confira mais detalhes abaixo, sobre algumas das atrações de Jeri.

 

Pôr do sol nas dunas de Jericoacoara

Pôr do sol nas dunas de Jeri
Dunas do Pôr do Sol em Jrti | Foto: Thiago Gomes Gonçalves, via Wikimedia Commons,

Assistir ao pôr do sol nas dunas é quase um ritual de Jericoacara. Por volta das 17 horas, os visitantes largam tudo o que estão fazendo e sobem a duna. E é fácil entender o porquê deste ritual ser tão famoso: é um verdadeiro espetáculo! O sol começa a se pôr às 17h30 e pouco mais das 18 horas ele já se escondeu completamente atrás do mar.

 

Pedra furada

Pontos turísticos de Jericoacoara
Pedra furada é cartão postal de Jericoacoara | Foto: QVM.

A Pedra Furada é o cartão postal oficial de Jericoacoara. Ela fica a meia hora de caminhada de uma das paradas do passeio de bugue. Há dois caminhos, um à beira-mar, que pode ser feito somente em maré baixa. O outro caminho é por cima do Morro do Serrote. Saindo direto da vila, a caminhada já é bem mais longa.

Quantos dias ficar em Jericoacoara
Trilha para Pedra Furada | Foto: QVM.

O ideal é visitar a pedra pela manhã, quando o sol bate bem nela. Já para quem estiver na cidade entre 15 de julho e 15 de agosto, a dica é ir no entardecer, pois o sol se põe ‘dentro’ do furo da pedra. Para quem não quer caminhar, também é possível ir à cavalo, contratando o passeio nas agências locais.

  • Preço: o bugue custa entre 150 e 200 reias para até 4 pessoas.

 

Lagoa do Paraíso

Onde fica a lagoa com redes
Lagoa do Paraíso em Jijoca | Foto: QVM.

A Lagoa do Paraíso fica bem perto do centro de Jijoca. Ela é a mais perene das lagoas. Ao longo da margem é possível encontrar várias opções de restaurantes para curtir o dia à beira da lagoa, como o Lagoon. Para chegar até lá, basta pegar uma das “jardineiras” com destino a Jijoca. O ponto de embarque é na rua São Francisco, basta perguntar em Jeri.

 

Onde ficar em Jericoacoara

Onde ficar em Jericoacoara
Pousada Naquela em Jericoacoara | Foto: QVM.

A Vila de Jericoacoara é bem pequena, são poucas ruas e todas ficam bem próximas à praia. Separei aqui algumas dicas de pousadas e hotéis:

  • Bella Jeri | Uma das melhores opções é a Bella Jeri. Situado a 50 metros da Praia da Malhada, o hotel tem quartos confortáveis com varanda (e rede), TV, frigobar e ar-condicionado. Além disso, ele está bem próximo, a cerca de 5 minutos de caminhada, do centro de Jeri.
  • Surfing Jeri | Outra boa opção é a Surfing Jeri, localizada a apenas 70 metros da praia. Com uma ótima infraestrutura os quartos têm banheiro privativo, ar-condicionado, cofre, TV de tela plana com canais via satélite, frigobar e varanda com vista do jardim. Além disso, a diária inclui café da manhã.
  • Pousada Jeri Dunas | Já a Pousada Jeri Dunas fica a cerca de 8 minutos de caminhada até a praia. Bastante confortável, os quartos têm ar-condicionado e banheiro privativo. Além disso, ela oferece piscina e o café da manhã está incluso na diária.
  • Pousada Naquela | A Pousada Naquela é bem confortável e bonita, com ótimas instalações e uma piscina bem gostosa. O contra é que ela fica mais afastada da praia e é necessário caminhar um tiquinho.
  • Pousada Vila Kalango | Tem ainda a Vila Kalango foi construída em estilo mais rústico, com muita madeira, palha, sisal e panos, combinando muito com o estilo de Jeri.
  • Hotel My Blue | Por fim, outra opção é o MyBlue foi o primeiro hotel a trazer uma infraestrutura padrão em Jericoacoara, como apartamentos com padrão urbano, piscina, etc. Ele é bem confortável, mas minha dica é optar por ficar nos apartamentos do segundo andar, eles tem mais privacidade.

 

Dica de restaurante em Jericoacoara

Pratos típicos de Jericoacoara
Ruas de Jericoacoara | Foto: QVM.

O que não faltam são boas opções de onde comer em Jericoacoara. A vila abriga os mais diversos restaurantes, desde os mais simples e baratos, até os mais refinados e caros. É possível encontrar casas de comida típica, de gastronomia internacional, etc.

Dica de restaurante em Jericoacoara
Meu prato preferido: camarão servido em um abacaxi | Foto: QVM.

Eu indico o Restaurante da Dona Amélia. Certamente é uma das melhores opções que a cidade oferece. O cardápio é bem variado e tem como um de seus carros-chefes o camarão servido em um abacaxi. As porções são grandes e na maior parte das vezes serve bem o casal e custa R$ 85.

Além disso, todas as quartas-feiras e sábados acontece no local um forró bem animado! O Dona Amélia é um dos locais mais alegres de Jeri.

Mais Nordeste => 6 melhores praias perto de Recife, em Pernambuco

 

Camocim, Ceará

Cidades da Rota das Emoções
Paisagens da Rota das Emoções | Foto: QVM.

Outra parada da Rota das Emoções é a cidade de Camocim, um belíssimo município cearense. Ele possui a costa mais extensa do estado, com 64 quilômetros de litoral. As paisagens são incríveis, sem dúvida, com algumas das mais bonitas do Ceará. São praias, dunas e lagoas pouco exploradas pelo turismo. A cidade fica a 87 quilômetros de Jericoacoara e 373 de Fortaleza.

 

O que fazer em Camocim

O que fazer em Camocim
Dunas da Praia de Maceió.

A cidade tem inúmeras praias, lagoas e dunas incríveis. Um dos principais atrativos é o Estuário do Rio Coreaú. O passeio percorre um trecho de 20 quilômetros do rio, sendo possível avistar salinas e muitas dunas. Há paradas para banho nesse passeio.

Entre as praias, as mais visitadas são a de Maceió, Tatajuba, da Barrinha, Xavier e a Barra dos Remédios. Há passeios de bugue ou 4×4 onde é possível visitar as praias e as dunas. Fiz com a Extremo Nordeste Expedition, que também oferece diversas opções de roteiros e expedições ao longo da rota.

São três roteiros diferentes, um até a Praia Tatajuba, outro até Jericoacoara e, por fim, um no sentido litoral oeste, que vai até a Praia dos Remédios. Neste último há uma parada na Praia do Maceió.

Já para quem curte esportes, há boas opções para praticar kitesurf e windsurfe nas praias da cidade.

 

Dica de hospedagem: Pousada Vila Maris

Dica de hospedagem na Rota das Emoções
Quarto confortável da Pousada Vila Maris | Foto: QVM.

A cidade tem uma boa infraestrutura e apresenta ótimas opções de hospedagem. Minha dica é a Pousada Vila Maris, na Praia do Maceió. De frente para o mar, a pousada segue uma arquitetura mais rústica e tem uma infraestrutura bem bacana, com muita palha e madeira. São 10 apartamentos bem confortáveis, com banheiro privativo e ar-condicionado. Além disso a pousada ainda tem piscina e um ótimo café da manhã.

Mais Brasil => Pontos turísticos de Foz do Iguaçu

 

Chaval, Ceará

Pontos turísticos de Chaval
Chaval é conhecida como Cidade das Pedras | Foto: QVM.

Chaval é considerado um dos melhores destinos do Ceará, principalmente para quem quer sossego para relaxar. Ele abriga praias incríveis, com opção de lugares bem desertos ou aqueles mais movimentados. Além disso, Chaval é conhecida como Cidade das Pedras e tem belas formações rochosas. A cidade apresenta uma boa infraestrutura, com boas opções de hotéis e pousadas.

 

O que fazer em Chaval

O que fazer em Chaval
Paisagem da cidade é vista do alto da pedra | Foto: QVM.

O destaque de Chaval é o passeio para conhecer a Pedra da gruta Nossa Senhora de Lourdes e as formações rochosas da cidade. Outro passeio muito buscado é a Trilha Ecológica da Pedra da Carnaúba, ponto mais alto da cidade. Trata-se de um monólito, situado próximo a foz do rio Ubatuba. Lá do alto da pedra é possível observar toda a paisagem da cidade. Imperdível! O passeio é oferecido pela Chaval Tour (Preço: R$ 25 por pessoa).

O que fazer em Chaval, no Ceará
Vista do alto da Pedra da Carnaúba | Foto: Altier Moulin.

Além disso, algumas praias são bem procuradas, como a Praia do Porto do Mosquito.

Destinos nacionais => Descubra os encantos de Gramado e Canela

 

Barra Grande, Piauí

Barra Grande na Rota das Emoções
Pôr do Sol de Barra Grande, Piauí | Foto: QVM.

O próximo destino da Rota das Emoções já é no estado do Piauí: Barra Grande. A pequena vila de pescadores fica a 450 km de Fortaleza-CE e 380 km de Teresina-PI. Com uma belíssima paisagem, é um dos principais destinos do Piauí.

A região é costeira, abrigando a foz de muitos rios formando grandes barreiras de areia, que criam lagoas naturais dependendo da maré. Tanto as lagoas, quanto as praias são de areia muito branca, águas quentes e calmas. Cenário perfeito para relaxar. Além disso, a cidade é um ótimo local para a prática de kitesurf.

 

O que fazer em Barra Grande

O que fazer em Barra Grande
Praias para relaxar na Rota das Emoções.

Os principais atrativos, é claro, são as praias paradisíacas, perfeitas para relaxar. Entre os passeios, um dos passeios mais buscados é um de barco pelo rio Camurupim, no caminho é possível observar toda a paisagem e fauna local. Mas além disso, é possível praticar esportes, como o kitesurf, stand up, entre outros. A noite é animada, com muitos bares e restaurantes.

 

Onde ficar em Barra Grande

Onde ficar em Barra Grande, Piauí
Pousada Manati em Barra Grande, Piauí | Foto: QVM.

Barra Grande oferece uma ótima infraestrutura para os turistas, com boas opções de hospedagem.

  • Pousada Manati | Uma das melhores é a Pousada Manati, localizada a beira-mar. Ela oferece piscina e sauna. Os quartos têm tv de tela plana e ar condicionado. O café da manhã é muito bem servido e o restaurante da pousada serve comidas típicas e drinks
  • Pousada BGK | Outra opção é a Pousada BGK, também em frente à praia de Barra Grande. Ela tem estacionamento próprio, piscina, jardins, etc. Todos os chalés incluem ar-condicionado, água quente e frigobar. Ela também tem um restaurante, que serve principalmente pratos típicos, além de uma escola própria de kitesurf.
  • Pousada Titas | A Pousada Titas é mais uma boa opção em Barra Grande. Ela fica a 2 minutos a pé da praia e oferece piscina, café da manhã, quartos com tv, etc.
  • Pousada Bob’z | Para quem quer luxo e conforto a dica é o Bobz Boutique Resort. Ele oferece suítes com: vista para o mar, varanda, sala de estar, cama king size, enxoval Trussardi, amenities L’occitaine, secador de cabelo, frigobar, ar condicionado, tv a cabo, entre outras. O resort conta ainda com piscinas, restaurante e bar.

 

Dica de restaurante em Barra Grande

Dica de restaurante em Barra Grande
Almoço na Pousada BGK | Foto: QVM.

Barra Grande é uma vila pequena, mas que oferece ótimas opções de restaurantes. Entre eles, uma excelente opção é o Manga Rosa. Ele oferece pratos típicos, preparados por cozinheiros locais, com ingredientes da região. Além disso, o espaço é bem agradável, com uma decoração rústica que combina com a simplicidade de vila.

Roteiros pelo Brasil => Lugares lindos do Brasil que ainda sonho conhecer

 

Vai viajar e não contratou seu Seguro Viagem?
 

Parnaíba, Piauí

Cidades da Rota das Emoções do Piauí
Dunas da Baía do Caju, no Delta do Parnaíba.

Ainda no Piauí, a próxima parada da Rota das Emoções é Parnaíba, um dos quatro municípios litorâneos do Piauí. É nele que fica o famoso Delta do Parnaíba. A cidade tem belezas naturais incríveis, além de ter uma grande importância histórica para o estado, com construções históricas lindas.

O município de Parnaíba fica localizado a 356 quilômetros de Terezina, a 70 quilômetros de Barra Grande e a 180 quilômetros de Barrerinhas (entrada dos Lençóis Maranheses).

 

O que fazer em Parnaíba

O grande atrativo é sem dúvida conhecer o Delta do Parnaíba. A paisagem é incrível, composta por rio, mar, lagoas, igarapés, áreas de mangue e 75 ilhas. Ele é o único delta das Américas em mar aberto. Além dele, somente o Nilo, no Egito e o Mekong, no sudeste asiático.

Como é o passeio de barco pelo Delta do Parnaíba
Delta do Parnaíba é o único das América em mar aberto | Foto: QVM.

É possível fazer passeios tanto em lanchas pequenas, quanto em embarcações maiores. O roteiro varia muito, mas algumas paradas são essenciais, como ver a revoada dos guarás e a cata dos caranguejos.

Revoada dos Guarás
A Revoada dos Guarás no Delta do Parnaíba.

A revoada dos guarás é um espetáculo da natureza, ao entardecer os pássaros vão chegando e pousando nas árvores. Já a cata dos caranguejos é uma experiência bem legal, onde os visitantes podem acompanhar o trabalho de uma cooperativa local.

Clip Ecoturismo faz o passeio!

Artesanato na Rota das Emoções
Casa das Rendeiras é parada da Rota das Emoções, no Piauí | Foto: QVM.

Além disto, vale a pena conhecer o centro histórico, nas proximidades do Porto da Barca. O centro abriga construções históricas bem charmosas, além de bares, restaurantes e lojas. A Casa das Rendeiras também é um local interessante para conhecer e comprar artesanato local.

Praias da Rota das Emoções
Lagoa do Portinho | Foto: QVM.

No quesito praia, vale a pena conhecer a Praia Pedra do Sal. Ela é dividida ao meio por uma grande pedra e um lado há mais ondas que no outro. Não estava no meu roteiro, mas é parada obrigatória. Já a Lagoa do Portinho, vale uma parada para foto. No passado, foi um importante ponto turístico da região, mas a lagoa foi secando e já não atrai tantos turistas.

Parada da Rota das Emoções
Praia de Macapá.

Bem pertinho de Parnaíba, fica o município de Luís Correia, que abriga belas praias, como Praia do Atalaia, Praia do Coqueiro e Praia de Macapá. Vale a pena conhecê-las!

Praias no Piauí
Fim da estrada.

Uma história interessante sobre a Praia de Macapá, é que no final da década de 50 um navio à vapor afundou e ficou atracado numa região da praia. A mudança do fluxo de água gerou uma grande erosão de areia e acabou soterrando cerca de 40 casas e até uma estrada, conforme contou o guia da Natur Turismo.

Praia de Macapá, no Piauí
Praia de Macapá na maré alta.

Na maré baixa, muitas piscinas naturais são formadas na Praia de Macapá, atraindo ainda mais turistas.

Árvore Penteada no Piauí

Outra parada obrigatória em Luís Correia é na Árvore Penteada, que tem esse formato devido aos ventos constantes que sopram na região. Esse tamarinheiro fica perto da Praia do Arrombo, e se tornou um cartão postal do litoral piauiense de tanto ser fotografada.

 

Dicas de restaurantes em Parnaíba

Dicas de restaurantes em Parnaíba
Casa do Caboclo agrada aos olhos e ao paladar | Foto: QVM.

É claro que não posso deixar de dar dicas de restaurantes em Parnaíba. A cidade abriga boas opções. Para quem deseja conhecer a culinária local, vale a pena ir na Casa de Cabloco, durante o passeio de barco pelo Delta. Eles servem principalmente peixes, crustáceos e mariscos pescados pela própria comunidade, o que garante que os produtos sejam frescos.

Além disso, os pratos são preparados por cozinheiras locais. Assim, além de gerar renda para a comunidade, o restaurante garante o autêntico sabor da culinária local.

Outro paraíso => Pontos turísticos em Arraial do Cabo

 

Tutóia e Barreirinhas, Maranhão

Dá para fazer a rota das emoções sem guia?
Maranhão é pura beleza / Pequenos Lençóis.

A Rota das Emoções cruza os limites do Piauí e chega ao Maranhão. No estado, a primeira parada é em Tutóia, uma cidade com paisagens incríveis, cheia de praias, dunas, rios, mangues e lagoas.

Na sequência, o destino é o incrível Lençóis Maranhenses. Barreirinhas é o município mais famoso que dá acesso ao parque dos Lençóis. Ele que oferece a melhor infraestrutura, com uma maior rede hoteleira, bons restaurantes e também um aeroporto.

Mas há também outras opções, como os lugarejos de Atins e Santo Amaro, que são um pouco mais rústicos e tranquilos do que Barreirinhas, mas justamente por isso são as preferidas de muita gente.

 

O que fazer em Tutóia/Barreirinhas

Passeio pelas praias de Tutóia e Pequenos Lençóis

Fotos dos Pequenos Lençóis Maranhenses
Pequenos Lençóis Maranhenses | Foto: QVM.

Em Tutóia, o principal passeio é conhecer os Pequenos Lençóis. É uma formação parecida com os Lençóis Maranhenses, porém menor. Por lá você encontrará dunas de cerca de 30 metros de altura e lagoas de água doce que se formam no meio delas. Outro atrativo é a Praia do Amor. Além dela, o município abriga ainda as praias do Arpoador, Lagoas da Taboa, Jacaré e Lagoinha.

Fiz o passeio panorâmico com a Baluarte Ecoturismo.

Pensando na viagem e não sabe como começar?
"Quero Viajar Mais", o livro, por R$ 14,95 »
Ganhe 10% OFF no Seguro Viagem + bônus!
 

 

Passeio no Rio Preguiças

Roteiro pela Rota das Emoções
Pôr do sol lindo no Rio Preguiças | Foto: QVM.

Para quem estiver em Barreirinhas, um passeio legal de fazer é no Rio Preguiças com a São Paulo Ecoturismo. Muita gente se surpreende, acha que será apenas mais um passeio de barco e acaba se encantando com a beleza da paisagem. O passeio pode durar o dia inteiro e percorre um bom trecho do Rio Preguiças, chegando até os Lençóis Maranhenses. Nas margens do rio é possível observar as dunas, as lagoas e a vegetação típica do local.

Veja também => Roteiro nos Lençóis Maranhenses

Rio Preguiças, no Maranhão

A primeira parada do passeio é no vilarejo de Vassouras, onde tem restaurantes na beira do rio. A segunda parada é em Mandacaru, onde vale a pena subir no Farol para termos uma visão de 360° da região. Já a terceira e última parada é em Caburé, onde de um modo geral é servido o almoço do passeio. O lugarejo fica pertinho da foz do rio, então é possível nadar tanto no mar, quanto no rio.

 

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Como chegar aos lençóis maranhenses
Guia de turismo é crucial para os Lençóis Maranhenses.

Em Barreirinhas, não preciso nem dizer que o passeio mais famoso é pelo Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Para esses passeio é importante e obrigatório contratar um guia de turismo, pois é muito fácil se perder em meio as dunas. A Caetés Expedições tem diversos roteiros.

Mapa da Rota das Emoções
Tours incluem diversas lagoas | Foto: QVM.

Vale a pena lembrar que somente com carro 4X4 é possível circular pela região. Os passeios incluem tours pelas dunas e visitas as diversas lagoas que tem no parque, como a Lagoa Azul, a Lagoa Bonita, a Lagoa da Gaivota, e tantas outras. Há ainda a praia dos Lençóis, que tem 70km de extensão. A praia atrai muitos participantes de kitesurf.

 

Onde ficar em Barreirinhas

Onde ficar em Barreirinhas no Maranhão
Lençóis ao amanhecer | Foto: QVM.

Entre todas as opções de lugarejos para se hospedar, Barreirinhas é a melhor estruturada, principalmente quando o assunto é hospedagem. Listei alguns bons hoteis e pousadas da cidade.

  • Orla Náutica | A Orla Náutica  fica às margens do Rio Preguiça, a cerca de 2 quilômetros do centro de Barreirinhas. Ela oferece piscina, sauna, mesa de ping pong, sinuca, entre outros atrativos. Os chalés possuem ar-condicionado, frigobar, tv, etc. Na diária já está incluso o café da manhã.
  • Hotel Ponta D’Areia | O Hotel Ponta D’Areia fica mais próximo do centro de Barreirinhas e de importantes atrativos. As suítes oferecem tv e frigobar, e também serve o café da manhã no preço da diária.
  • Pousada Murici | A pousada Murici fica às margens do Rio Preguiça e a 700 metros do centro de Barreirinhas. Os quartos têm varanda, ar-condicionado, TV LCD, cama box e frigobar. A pousada oferece ainda piscina e estacionamento gratuito. A decoração é simples, mas muito confortável.
  • Gran Lençóis Flat | Barreirinhas tem também um resort, o Gran Lençóis Flat. Ele oferece piscina ao ar livre, sauna e quartos com ar-condicionado, varanda e tv a cabo. Além disso, ele abriga um restaurante que serve pratos das culinárias nacional e internacional. O cardápio de drinks e coquetéis do bar é bem grande!
  • Pousada do Buriti | Outra opção é a Pousada Buriti, que fica no centro de Barreirinhas. Os quartos são simples e confortáveis, televisão e frigobar. Na área externa há piscina, espaços de descanso com redes, área infantil. O restaurante serve refeições ao longo de todo dia, além de ótimos drinks.

 

Dicas de restaurantes

Onde comer em Barreirinhas
Pousada do Buriti também tem restaurante em Barreirinhas | Foto: Booking.

Em Tutóia, a dica de Restaurante é da Pousada Baluarte! Ele fica aberto para almoço e a comida é bem gostosa. Tem um cardápio variado, sem deixar o toque regional. Os protagonistas são os pratos com o famoso camarão de Tutóia.

Já nos Lençóis, um dos melhores é o Restaurante Bambaê. O restaurante funciona em um casarão rústico, de madeira e palha, às margens do rio Preguiças. Os pratos mesclam ingredientes regionais com receitas internacionais como os camarões grelhados ao molho de frutas vermelhas e purê de açafrão.

Como está localizado na beira do rio, ele tem um cais para embarque e desembarque, e um trampolim, para quem quiser dar um mergulho. À noite o restaurante recebe shows e fica bem animado.

Outra opção em Barreirinhas é o restaurante O Buriti, que fica na pousada de mesmo nome, na parte central da cidade. Ele é aberto ao público e oferece café da manhã, almoço e jantar. Lá é possível provar vários pratos típicos do Maranhão.

 

São Luís, Maranhão

Centro antigo de São Luis
Casarões de São Luis | Foto: QVM.

Fechando a Rota das Emoções, a última parada é em São Luis do Maranhão. Fundada em 1612, a cidade é cheia de curiosidades. É a única cidade do país fundada por franceses, abriga a maior coleção de azulejos portugueses da América Latina e, apesar de pertencer ao Nordeste, fica juntinho da Amazônia.

Seu charme, sem dúvida são as faixadas das casas do centro histórico, todas com azulejos portugueses. Para além do centro histórico, a capital maranhense tem um lado bem moderno e agitado.

 

O que fazer em São Luís

City Tour no centro histórico de São Luis
Centro histórico de São Luis | Foto: QVM.

São Luís tem muito o que fazer e visitar, além de curtir uma praia, sugiro dois passeios principais. O primeiro é um City Tour no centro histórico. A região tem uma arquitetura belíssima e única no Brasil, isto porque a influência de portugueses, espanhóis, franceses e holandeses ajudou a moldar o Centro Histórico de São Luís trouxe várias particularidades.

Boa parte dos 4 mil imóveis localizados na região são reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade. Para conhecer, deixe a preguiça de lado e explore a pé, caminhando e observando as fachadas das construções, visitando lojas, centros culturais, teatros, etc.

Um dos destaques é a Casa da Festa, ou Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho, que fala um pouco das manifestações culturais típicas, como tambor de mina e bumba meu boi.

Dicas do que fazer em São Luís
Decoração junina em São Luis do Maranhão | Foto: QVM.

O bumba meu boi é a principal manifestação cultural da cidade e é bem interessante conhecer. A brincadeira nasceu entre escravos no século 18 e até hoje é muito forte. Durante o mês de junho acontece o São João Maranhense, onde diversos grupos de boi se apresentam pelas ruas da cidade.

Para saber mais sobre essa capital, leia o artigo sobre o roteiro pelos Lençóis e São Luis do Maranhão.

 

Onde ficar em São Luís

Onde ficar em São Luís
São Luís tem infraestrutura para receber bem | Foto: Veleiros Hotel.

São Luís é uma capital, logo oferece uma variada rede hoteleira. Neste blog tem um post só sobre onde ficar em São Luis, no Maranhão. Confira também essas minhas indicações.

  • Stop Way | O hotel Stop Way é uma boa opção. Ele fica entre a Lagoa da Jansen e a Baía de São Marcos. Ele dispõe de apartamentos modernos com acesso direto à praia em São Luís, e as praias da Ponta do Farol estão a apenas 5 minutos a pé. Já o Aeroporto Internacional de São Luís fica a 15 quilômetros.  Os quartos oferecem ar-condicionado, frigobar, telefone e TV de tela plana a cabo. O banheiro privativo conta com chuveiro e secador de cabelo.
  • Veleiros Hotel | Outra opção é o Veleiros Hotel, bem moderno, ele fica a 3 minutos a pé da Praia da Ponta de Areia e a 2 quilômetros do Centro Histórico. Os quartos têm mesa de trabalho, ar-condicionado e banheiro privativo. Todos incluem TV LCD e vista da Lagoa da Jansen.
  • Bristol São Luís | O Bristol São Luís é mais uma possibilidade de hospedagem. Ele fica a apenas 8 minutos de caminhada da Praia de Ponta do Farol, a 300 metros da Praia de São Marcos e a 4,5 quilômetros do centro histórico de São Luís. O hotel tem uma boa infraestrutura, com restaurantes, que servem culinária internacional, bar, piscina, academia e com um serviço de quartos 24 horas.

 

Dica de restaurante em São Luís

Dica de restaurante em São Luís
Restaurante serve comidas típicas de São Luís | Foto: Barraca do Chef.

Quando o assunto é culinária, minha dica é o restaurante Barraca do Chef. A casa serve cozinha contemporânea, com muitas opções com frutos do mar, fettuccine e patinhas de caranguejo ao molho. Os pratos são servidos em versões individual e para duas pessoas. O preço é a partir de R$19.

O espaço fica à beira-mar aposta em uma decoração rústica, com detalhes da palha de buriti. Para outras opções confira o post com dicas de restaurantes e comidas típicas em São Luís e região.

 

Roteiro completo pela Rota das Emoções

Cidades da Rota das Emoções
Rota das Emoções | Foto: QVM.

Foram tantas cores, paisagens e sabores explorados nesse roteiro pela Rota das Emoções, que seria impossível traduzir tudo somente em palavras. Só posso dizer que é incrível a beleza desses três estados juntos: Ceará, Piauí e Maranhão.

Você tem vontade de conhecer a Rota das Emoções? Deixe suas dicas ou dúvidas nos comentários!

 

Leia os últimos posts do blog:

 

A viagem foi patrocinada pelo Sebrae Ceará, Sebrae Piauí e Sebrae Maranhão, com planejamento da Prisma Consultoria, mas as opiniões são de livre expressão do autor.

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Guilherme Tetamanti

Paulistano de 35 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

2 Comentários

  1. MARCIA GODINHO

    A publicação da Rota das Emoções ficou maravilhosa. VALEU. Parabéns pelo trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *