Roteiro em São Luís e Lençóis Maranhenses, no Maranhão

Roteiro em São Luís e Lençóis Maranhenses, no Maranhão

Está planejando um roteiro de viagem e precisa descobrir o que fazer no Maranhão? Se não está, deveria incluir algum destino maranhense em sua lista. O Estado localizado no Nordeste do Brasil, na divisa com o Norte, é de geografia, cultura, história e belezas naturais únicas.

Passei quatro dias conhecendo alguns dos polos de turismo no Maranhão e venho contar neste artigo um resumo da viagem. O intuito é te ajudar a montar o seu roteiro por São Luís e Lençóis Maranhenses, fazendo com que você se encante pelo Maranhão, assim como eu me encantei.

Um pequeno guia para dividir o seu tempo de viagem para poder contemplar as belezas naturais do Maranhão, além de conhecer importantes construções arquitetônicas. E ainda, dá para aproveitar para conhecer mais a fundo algumas das manifestações culturais mais importantes do Brasil. Além disso, cito outros lugares incríveis que não deu tempo de conhecer, mas que valem super a pena, caso tenha a oportunidade.

Planeje sua viagem => Onde ficar em São Luís e Lençóis Maranhenses 

Zarpo Viagens: melhores preços »

 

O que fazer em São Luís do Maranhão?

O Maranhão é um destino maravilhoso do nosso Brasil! Veja neste vídeo acima feito pelo Ministério do Turismo do Brasil com um resumo das belezas do estado!

Descubra => Melhores passeios em São Luís do Maranhão

 

Dia 1

Separe ao menos um dia inteiro para conhecer a capital maranhense. Além de ser a porta de entrada para conhecer alguns dos melhores pontos turísticos do Maranhão, a cidade também tem várias atrações interessantes.

Carregada de cultura e história únicas, São Luís é a única capital brasileira fundada por franceses. Também sofreu invasão dos holandeses, até virar colônia dos portugueses.  Nesta época também foi um dos Estados que mais recebeu escravos africanos.

Conheça a seguir os maiores atrativos da capital e veja o que fazer em São Luís em 1 dia:

 

Centro Histórico de São Luís

Turismo em São Luís do Maranhão
Catedral da Sé Nossa Senhora da Vitória.

Considerado Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, o Centro Histórico de São Luís abriga mais de quatro mil casarões tombados. São construções de séculos passados, período do apogeu econômico da capital maranhense. O conjunto arquitetônico da Ilha do Amor tem grande valor cultural para nosso país.

Além dos casarões revestidos de azulejo português, lá você encontra outras edificações importantes. Em uma manhã, dá para andar por suas ruas históricas e ir até o Palácio dos Leões, atual sede do governo, e o Palácio de La Ravardière, edifício da prefeitura. Nos arredores, também está localizada a Catedral da Sé. Não deixe de ver a beleza da igreja por dentro e por fora, além da praça Benedito Leite, onde está localizada.

Walking Tour => Caminhada histórica em São Luís do Maranhão

 

Acervo de azulejos portugueses

O que fazer em São Luís do Maranhão?

São Luís do Maranhão contém o maior acervo de azulejos portugueses fora de Portugal. Mesmo que muitos reclamem que os casarões estão mal preservados, vale muito a pena andar pela Rua Portugal, Rua do Giz, entre outras. É uma boa oportunidade para conhecer um pouco da história por trás dos antigos edifícios portugueses. Também é uma boa oportunidade para levar um para casa de lembrança, já que há vários souvenirs inspirados nos azulejos portugueses.

 

Roda de Tambor de Crioula

Tambor de Crioula de São Luís do Maranhão
Dançarina de Tambor de Crioula.

Esta manifestação de dança, música e religiosidade exclusiva do Maranhão foi reconhecida como Patrimônio Imaterial pela UNESCO em 2011. De raízes africanas, a roda de Tambor de Crioula é composta pelos tocadores e coureiras – as dançarinas.

Saias rodadas, estampas alegres e colares bem coloridos e divertidos compõe a vestimenta. O ritmo incessante vem de vários tipos de tambores, produzidos pelos mestres, que também cantam e tocam. A imagem de São Benedito, o Santo Preto, costuma estar presente nas rodas, criadas em sua homenagem.

As apresentações do Tambor de Crioula não têm data fixa, mas estão sempre presentes em festas como Carnaval, São João e Bumba Meu Boi. Por falar em São João, a festa junina do Maranhão é uma das mais tradicionais. Assim que o mês de junho se aproxima, já é possível ver o Centro Histórico de São Luís, decorado com bandeirinhas coloridas.

 

Bumba-Meu-Boi

O que fazer em São Luís do Maranhão?

Uma das festas folclóricas mais importantes do Brasil. A dança gira em torno de um conto sobre um boi que ressuscita. Pode ser visto nos meses de junho e julho no São João, entre outras festas.

Completa => Excursão para Lençóis Maranhenses

 

Reggae na Jamaica brasileira

Apelidada de Jamaica brasileira, São Luís é conhecida como a capital do reggae por ser responsável pela introdução do ritmo musical no país. Foi trazido nos anos 70, graças a comunicação do estado com o Caribe por meio de rádios e porto. Ainda hoje, o reggae é bem presente e é possível ouvir as pedradas nas tradicionais radiolas em festas espalhadas por São Luís e região.

São paredões de potentes caixas de som inspirados nos sound systems jamaicanos. Uma curiosidade é que no Maranhão, o reggae é dançado a dois. Uma das maneiras de retratar a sensualidade da música de origem caribenha.

 

Praias de São Luís do Maranhão

Praias de São Luís do Maranhão

Com tanta coisa interessante para conhecer na capital maranhense, não dá tempo de ir a praia. É bom saber também que as praias de São Luís são quase todas impróprias para banho. Ainda sim, não deixe de notar as peculiaridades desse mar. De acordo com sua geografia singular e sua localização próxima a Linha do Equador, a tábua de marés no Maranhão vária com mais frequência, mudando de seis em seis horas. É uma das maiores variações do mundo, pois normalmente a maré muda de 12 em 12 horas.

Um bom local para observar o mar é no Espigão Costeiro, um dos pontos turísticos mais importantes. O calçadão é palco de eventos, além do famoso letreiro “Ilha do Amor”. De lá, dá pra observar o oceano, que se encontra com o rio, e por isso adquire coloração mais escura, por muitas vezes.

Recomendo => Tour de 4×4 pelo Parque dos Lençóis Maranhenses

   

 

Atenas brasileira

A capital maranhense também tem grande importância para a língua portuguesa no Brasil, sendo conhecida como Atenas brasileira. Mais um título que a ilha recebe. Desta vez, devido aos vários escritores importantes para movimentos literários do Brasil. Exemplo disto é Gonçalves Dias, autor de Canção do Exílio: “Minha terra tem palmeiras, onde canta o sabiá…”. Você vai ouvir muito a famosa poesia durante sua viagem para o Maranhão.

Além disso, foi em São Luís que foi escrita e editada a primeira gramática do Brasil. Por essas e outras é que dizem que é o Estado brasileiro onde o português é falado de forma mais correta.

 

Dia 2 – Raposa e Fronhas Maranhenses

Fronhas Maranhenses em Raposa, Maranhão
As Fronhas Maranhenses, Praia de Carimã.

No segundo dia no Maranhão, partimos para Raposa, um dos 4 municípios da Ilha de Upaon-Açu, também chamada de ilha de São Luís ou ilha do Maranhão; situado a aproximadamente 30 quilômetros da capital. De lá, partem vários passeios de barco pelo canal chegando até as Fronhas Maranhenses. O lugar é uma pequena amostra do que está por vir: os Lençóis Maranhenses. Lá é possível contemplar a união harmônica da natureza. De um lado, é possível ver os manguezais, do tipo mangue vermelho, habitat natural de aves muita coloridas, caranguejos, entre outros.

O que fazer em Raposa, Maranhão?
Criadouro de ostras.

O barco faz duas paradas: num criadouro de ostras, onde é possível degustar as iguarias frescas e um ponto mais raso, ideal para nadar. A última parada é nas dunas banhadas pelo mar da Praia de Carimã, onde estão as Fronhas Maranhenses.

Retornando a Raposa, aproveite para almoçar em um dos restaurantes de comida típica do Maranhão. Depois, não deixe de passar pelo corredor das rendeiras, na Rua Principal. É possível comprar roupas e acessórios de casa feitos com renda de bilro, típica do Ceará e difundida no Maranhão por algumas famílias de pescadores.

 

Dia 3 – Barreirinhas e Lençóis Maranhenses

Fotos dos Lençóis Maranhenses

No terceiro dia, seguimos viagem para Barreirinhas, cidade-base para ficar perto dos Lençóis Maranhenses. Fica a 260 km de São Luís, o que leva cerca de 4h30 para chegar. Dá para pegar ônibus, alugar um carro ou ir com serviços de agência, como fizemos. Outra opção para se hospedar é a cidade de Santo Amaro, com menos infra-estrutura.

De Barreirinhas partem passeios até o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, o maior campo de dunas do Brasil. São 155 mil hectares, o tamanho da cidade de São Paulo. Se não chovesse tanto na região, seria um grande deserto – o que já renderia um cenário maravilhoso. No entanto, o que torna o lugar tão especial são as diversas lagoas, formadas por água da chuva, entre as dunas. Originou-se um ecossistema raro de ser encontrado em qualquer outro lugar do mundo.

É simplesmente a perfeição, e não apenas para contemplar. Nadar nas lagoas, entre as dunas, é muito bom. As condições fazem com que você queira mergulhar de cabeça nas belas lagoas e nunca mais sair. Água cristalina, em tons claros de verde e azul. A temperatura é ideal e a água é doce. Não tem correnteza e nem é muito fundo – depende da época e de cada lagoa, é claro.

Os dois percursos mais famosos são o da Lagoa Bonita e da Lagoa Azul. Fizemos o primeiro percurso, já que o acesso até a Lagoa Azul estava difícil. Os passeios duram meio período. Até é possível fazer os dois percursos em um dia só, mas, segundo o guia Sérgio, da Barreirinhas Adventure, é bem cansativo. É muito sol!

Pesquise entre as ofertas de hospedagem em Barreirinhas »

 

Como chegar nos Lençóis Maranhenses?

Melhor época para ir aos Lençóis Maranhenses

Para chegar aqui, é necessário contratar um serviço de agência em Barreirinhas, pois o percurso pelas trilhas do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é longo e de difícil acesso. É preciso atravessar o rio com uma balsa e depois, percorrer em jardineira uma trilha de cerca de 40 minutos. Esse carro 4×4 é uma pick-up adaptada com cadeirinhas, abertas. Pula bastante, mas é bem legal, já dá para ir curtindo o visual.

Chegando lá é hora de descer do veículo e subir a duna a pé. É bem íngreme, tem até uma corda para auxiliar. Mas isto torna a chegada ainda mais especial. A recompensa vale muito a pena! Chegar lá é surpreendentemente emocionante. Eu subiria dez mil vezes aquelas dunas, para chegar a esse lugar.

Quem tem dificuldade para subir, pode chegar lá por outro percurso, alcançando o topo de carro. Menos esforço, mas o impacto visual também é bem menor.

 

Melhor época para ir aos Lençóis Maranhenses

Parque Nacional Lençóis Maranhenses

Por ser um ponto turístico totalmente dependente da força da natureza, é necessário atentar-se a época certa para conhecer o local. O clima no Maranhão é quente o ano inteiro, as temperaturas mínimas são por volta de 22 graus. O que diferencia é o período de chuvas.

Entre janeiro e abril é quando começa a chover e as lagoas ainda estão vazias, portanto, pode ser um pouco decepcionante a visita. A partir de maio, começam a encher. A época mais recomendada para ir para os Lençóis Maranhenses é junho, julho e agosto. É quando as lagoas atingem seu nível máximo e já acabaram as chuvas.

Sinceramente, fui em maio, quando as lagoas estão começando a encher e gostei muito. Achei perfeito, é difícil acreditar que ainda vai ficar mais bonito. Tem bastante espaço para caminhar no deserto de dunas, mas ainda sim, tem algumas lagoas boas para nadar. A Lagoa Bonita estava ideal, na minha opinião. Água na altura dos ombros e temperatura perfeita. O difícil foi sair de lá, ainda bem que o sol ia se pôr em poucos instantes e me motivou. O mais legal de fazer o passeio no período da tarde é poder ficar para contemplar o pôr do sol.

   

Se fosse para indicar a melhor época do ano para ir aos Lençóis Maranhenses, eu diria junho. Depois percebi que é unanimidade, todos dizem que junho é o mês mais bonito do Maranhão. Além de ser período de cheia das lagoas, ainda é possível aproveitar a festa de São João na capital São Luís, uma das maiores do Brasil.

Experiência => Circuito Lagoa Azul nos Lençóis Maranhenses

 

Dia 4 – Passeio pelo Rio Preguiças

O que fazer no Maranhão?

Além de ir até Lençóis, existem outros passeios bem legais em Barreirinhas. Um deles é o passeio de lancha voadeira pelo Rio Preguiças, que passa por alguns pontos bem interessantes da região.

Fácil => Excursão de lancha pelo Rio Preguiças

 

Vassouras

O que fazer no Maranhão? Passeio de voadeira em Vassouras

A primeira parada é em Vassouras, praia habitat natural de macacos e outros bichos. É lotado deles, que vêm comer banana na sua mão, além de outras frutas e o que mais interessar aos macaquinhos.

 

Mandacaru

O que fazer em Barreirinhas? Farol de Mandacaru
Visto do Farol de Mandacaru.

Depois, a voadeira para em Mandacaru, onde está localizado o Farol de Preguiças, local que pode-se ter visão panorâmica do alto de toda região. Aproveite para experimentar um sorvete de frutas típicas por lá. É delicioso!

 

Caburé

Praia de Caburé
Praia de Caburé.

A praia quase no encontro do rio e do mar é parada para quem quer almoçar tranquilamente, dar uma relaxada ou fazer um passeio de quadriciclo até o encontro do rio com o mar.

Veja => Transfer de São Luis para Barreirinhas

 

Outros destinos no Maranhão

Existem outros lugares encantadores no Maranhão, que valem a visita. Se tiver a oportunidade, confira:

  • Delta do Parnaíba
  • Rota das Emoções: passeio entre Lençóis Maranhenses e Jericoacoara, passando pelo Delta do Parnaíba. Deve ser um passeio maravilhoso!
  • Chapada das Mesas

E ai, se animou para conhecer o Maranhão? Não perca tempo e agarre a primeira oportunidade que tiver para conhecer os encantos desta terra. Se tiver alguma dúvida ou dica, deixe um comentário!

Até + !!!

 

Carolina Arbache viajou a convite da SECTUR (Secretaria de Estado de Cultura e Turismo), com apoio do Hotel Brisamar. A viagem foi patrocinada, mas as opiniões aqui publicadas são de livre expressão do autor.

ESCRITO POR

Carolina Arbache

ESCRITO POR

Carolina Arbache

Paulistana, 27 anos, herdei a paixão por viagens dos meus pais. Faço loucuras para sair, nem que seja por poucos dias, de São Paulo. Sempre em busca de viajar mais e mais, meus destinos preferidos são aqueles que posso ficar em contato com a natureza. Não ligo para lugares da moda. Gosto mesmo é de explorar a cultura do lugar, conversando com moradores, apreciando a gastronomia e descobrindo pérolas escondidas. Sou formada em nutrição, adoro escrever e trabalho com produção de conteúdo desde 2012.

Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Tours Nacionais

Reserve atividades com pagamento em até 10x

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Tours Nacionais

Reserve atividades com pagamento em até 10x

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Quero Viajar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do post

  1. Antonio

    Estou pensando em ir agora em outubro minhas férias,então pelo que entendi deveria se hospedar em Maranhão capital e em uma cidade base? Ou estando na capital eu não conseguiria ir e voltar no menso dia dos lençóis? O que indicaria pra uma pessoa? obrigado.

  2. Polly Batista

    Oi, Antonio. Tudo bem? Da capital para os lençóis são 4h de viagem! Não recomendamos. Melhor se hospedar uns dias na capital para conhecê-la, mas partir para Barreirinhas ou Atins para aproveitar melhor. Boa viagem!

  3. lais

    Oi Guilherme, o que acha de ir para o Maranhão em dezembro? Fiquei encantada pelo que você descreveu!

  4. Polly Batista

    Oi, Lais. Em dezembro as lagoas estão secas nos Lençóis, mas se vc só tem esse período, aproveite mais São Luís. Boa sorte.

  5. Marcia

    Olá Guilherme. Tô pensando ir em 06 de novembro. Ficar 1 dia em sao Luís e 6 dias em lençóis o que vc acha. Está sendo muito útil suas informações.

  6. Guilherme Tetamanti

    Oi Marcia, Acho demais. Tem uma travessia a pé dos Lençóis que leva uns 4 dias. Se você gostar de desafios, vale a pena. Se preferir passeios tradicionais, cada dia lá é incrível, fique o máximo que puder kkkk Abraços

  7. Marcela

    Guilherme !!! Adorei as dicas .. Estou indo de Lua de mel final de sovembro. Vamos passar 10 dias .. o ideal é passar quantos dias em casa lugar ?! Obrigada, Marcela

  8. Guilherme Tetamanti

    Oi Marcela, Eu ficaria uns 3 dias em São Luís, outros 3 na Chapada das Mesas e o restante para explorar a região dos Lençóis. Abraços

  9. VALDECIR FERREIRA GASPAR NELO

    Estou planejando minha viagem a São Luiz e Lençóis.....seu blog está me ajudando muito. Pretendo ir no começo de outubro....nas minhas férias.

  10. Polly Batista

    Oi, Valdecir. Tudo bem? Muito obrigada e posso te garantir que você vai curtir muito os Lençóis. É lindo! Boa viagem!!!

  11. Regina

    Oi Guilherme. adorei suas dicas. estou pensando em um roteiro lençois e chapada das mesas. que acha? Pretendo ir em agosto deste ano.

  12. Guilherme Tetamanti

    Oi Regina, Acho incrível, também estou planejando ir para a Chapada das Mesas em agosto :) Abraços

  13. Delcenita Ferreira

    Oi. Achei interessantes as suas informaçoes. Irei viajar pra la pela primeira vez e vou passar exatamente dias. Suas dicas me ajudaram bastante para organizar meu roteiro.

  14. Polly Batista

    Oi, Delcenita! Que maravilha! Aproveite muito, você vai amar o Maranhão! Boa viagem!

  15. Ivonilde neves

    Oi Guilherme favor me adicione preciso de um roteiro irei para lençóis em junho.71 992200005 obrigado ivonilde.

  16. Giselli

    Guilherme, vamos de férias a São Luís em outubro. Serão 6 dias de estadia. Seu artigo nos ajudou bastante. Estamos indo pela primeira vez e queremos planejar um roteiro que nos permita aproveitar ao máximo esses poucos dias numa cidade tão linda. Muito obrigada!

  17. Simone

    Boa tarde Giselli, Foi bom o período de Outubro? tiro ferias em outubro e estou pesquisando sobre o Maranhão, mas ouvi relatos q o ideal é ir até setembro.

  18. Guilherme Tetamanti

    Oi Giselli, Fico feliz que o blog tenha ajudado no planejamento :) Abraços

  19. Arminda

    Olá Guilherme, Gostei muito do seu artigo, parabéns!!! Continue postando suas experiências, porque pra mim me ajudou bastante. Abraços, Arminda Barsília-DF

  20. Guilherme Tetamanti

    Bom saber Arminda :)

  21. antonio gil

    Olá! gostei muito da análise! apenas acho que o Maranhão merece ser menos sucinto...vou para lá em outubro passar 11 dias e gostaria de saber da gastronomia na capital e locais para desfrutar comida típica, grato Gil

  22. Guilherme Tetamanti

    Oi Antonio, Temos esse artigo sobre comidas típicas do Maranhão. Abraços