O que fazer em Valletta: lugares lindos para visitar em 1 e 2 dias

O que fazer em Valletta: lugares lindos para visitar em 1 e 2 dias

Imagem do Autor por Will Junqueira
Atualizado em:

Descubra o que fazer em Valletta, com dicas dos principais pontos turísticos, atrações, passeios e atividades imperdíveis para colocar em seu roteiro em Malta!

Ainda não tão conhecida como outras capitais europeias, há muito o que fazer em Valletta, principal cidade de Malta. Em meio ao Mar Mediterrâneo, essa pequena ilha abriga pontos turísticos incríveis, paisagens belíssimas e um atividades para todos os gostos.

Não à toa, essa pequena nação está crescendo no interesse de turistas de todo o mundo, em especial por seu baixo custo. Dessa forma, se apresenta como uma opção interessante para visitar durante as férias na Europa, com tanta história e cultura quanto encontrará em outros países.

Mas, para aproveitar de tudo isso, o mais indicado é comprar ingressos antecipados, em especial para as atrações mais turísticas. Assim, você não somente garante seu lugar, mas também consegue furar as filas e economizar — se encontrar boas promoções ou ofertas na internet.

E, para te ajudar nessa tarefa, nos parágrafos a seguir te mostro tudo o que fazer em Valletta. Aproveite e descubra onde ir, o que visitar na ilha, quais atividades não podem faltar e muito mais para completar seu roteiro por essa linda região.

O que visitar em Valletta: 7 principais pontos turísticos

Há tantas coisas legais para fazer em Valletta, que mesmo visitando a cidade inúmeras vezes seria quase impossível conhecer tudo. Mas não se preocupe, pois trouxe para você uma lista com sugestões de lugares onde ir pela primeira vez em Valletta, te ajudando a organizar tudo o que fazer em Valletta:

  1. Portão da Cidade e Fonte de Tritão (City Gate and Triton Fountain)
  2. Catedral de São João (St. John’s Co- Cathedral)
  3. Palácio do Grão Mestre (Grand Master’s Palace)
  4. Upper Barraka Gardens
  5. Forte de Santo Elmo (Fort St. Elmo) e Museu da Guerra (War Museum)
  6. Museu Nacional de Arqueologia (National Museum of Archeology)
  7. Museu Nacional de Arte (National Museum of Fine Arts)

Portão da Cidade e Fonte de Tritão

O que fazer em Valletta em 1 dia
Fonte de Tritão | Foto: Marie-Lan Nguyen, via Wikimedia Commons.

Os portões da cidade estão localizados na entrada de Valletta e foram recriados em 2014, com muralhas que nos remetem à Idade Média e que são ótimos cenários para fotografias. Inclusive, quando voltar você poderá transformar suas fotos de viagem em vídeo. Fica incrível.

É o marco inicial da Rua do Comércio (também conhecida como Rua da República), que faz a ligação até ao Fort de Saint Elmo, no extremo oposto da cidade. Você pode conhecer tudo durante um excursão de áudio autoguiada por atrações icônicas da cidade.

Nos arredores existem outros pontos turísticos de Valletta como o Parlamento Maltês, as ruínas da Ópera Real que atualmente funciona como um teatro aberto e até mesmo um shopping, com várias lojas de souvenir para adquirir as lembranças da viagem.

Em frente aos portões, há a Fonte de Tritão e a estação central de ônibus. A fonte foi restaurada em 2018 e possui três tritões que sustentam, em conjunto, uma grande bandeja e estão equilibrados por uma base de algas marinhas.

Dizem que representam as ligações de Malta com o mar, e se tornou um dos principais pontos turísticos estampados em cartões-postais.

A monumentalidade da fonte é perfeita para fotografias, tanto durante o dia quanto à noite, quando os tritões estão todos iluminados na cor azul.

Passeios e tours para o Portão da Cidade e Fonte de Tritão

Catedral de São João

pontos turísticos Malta
Catedral São João | Foto: Frank Vincentz, via Wikimedia Commons.

A Catedral de São João é a principal igreja de Valletta, foi construída pelos cavaleiros da ordem de St. John entre os anos de 1573 e 1578, que mais tarde ficaram conhecidos como cavaleiros de Malta. A fachada é bem simples e não condiz nada com o interior barroco, extremamente exuberante e ornamentado.

O chão, com lápides de mármore, foi decorado com brasão e abriga os túmulos dos cavaleiros e o altar foi feito em ouro, prata, bronze e pedras preciosas. A catedral possui 8 capelas, que foram construídas para cada santo padroeiro de cada origem dos cavaleiros de Malta.

Há também a oportunidade de conhecer obras-primas renomadas, como ‘A decapitação de S. João Batista’ de Caravaggio, único quadro assinado pelo pintor, que está localizado no oratório ao lado do quadro “S. Jerónimo” também de sua autoria.

Eu recomendo que você marque um tour c/ catedral de São João e show Malta Experience.

Importante se atentar que é proibido entrar com regatas e shorts (saias). O horário de visitação é de segunda à sexta-feira, das 9h30 às 16h30; aos sábados de 09h30 às 12h30 e aos domingos e feriados não funciona.

Passeios e tours para a Catedral de São João

Palácio do Grão-Mestre

O que fazer em Valletta em 7 dias
Pátio do Palácio Grão-Mestre.

Localizado na praça São Jorge, ao longo da Rua da República, o Palácio do Grão-Mestre foi um dos primeiros palácios construídos na cidade, onde residia Jean de la Vallete, o gran Mestre da Ordem dos Cavaleiros de S. João e que hoje em dia abriga o presidente de Malta.

 
Sabia que o Seguro Viagem é essencial para sua segurança no exterior?

Além de ser obrigatório nos países da Europa, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe até 20% de desconto usando o cupom VIAJARMAIS15, é só clicar no botão.

Conheça as principais vantagens:

  • Melhor preço garantido, cobertura de qualquer oferta de seguro viagem;
  • Assistência médica e hospitalar, seguro de cancelamento e atraso de voos, seguro bagagem, reembolso com despesas médicas e muito mais;
  • É mais barato do que comprar direto nas seguradoras;
  • Cancelamento da contratação sem taxas até 48 horas antes da viagem;
  • Parcelamento em 12x sem juros nos cartões de crédito;
  • Compras com boleto bancário têm 5% de desconto;
  • Atendimento ao cliente 24hs em português.
 

Foi dividido em duas áreas públicas, o State Room e o Palace Armoury. No State Room é possível encontrar a Câmara do Conselho, a sala de jantar oficial e a sala do embaixador, onde ainda recebe-se alguns diplomatas e estrangeiros. Não deixe de conferir as pinturas nas paredes, que representam cenas do Grande Cerco de Malta.

Já no Palace Armoury, é possível encontrar uma coleção enormes de armaduras, canhões, armas, espadas entre outros itens que remetem à época medieval. Essa coleção é considerada um dos monumentos históricos mais valiosos da cultura europeia, logo, para os amantes da idade média, esta sala com certeza merece uma visita. Ele é uma das paradas do famoso ônibus turístico.

O horário de funcionamento é diariamente de 9 às 17 horas (exceto às quintas-feiras que não há visitação na parte do ‘State Room’).

Passeios e tours para o Palácio do Grão-Mestre

Upper Barraka Gardens

Dicas de pontos turísticos de Malta
Upper Barraka | Foto: Simon Slator, via Wikimedia Commons.

No Centro de Valleta, podemos encontrar mais um dos pontos turísticos de Valletta, um lugar muito agradável e confortável para descansar as pernas e até mesmo fazer aquela parada para o lanche.

O Upper Barraka é um jardim belíssimo que possui vista para o Grand Harbour e para as três cidades (Senglea, Vittoriosa and Kalkara) e está construído no ponto mais alto da capital. Vá conhecê-lo após fazer um tour pelo Grand Harbour.

Parada obrigatória para aproveitar as árvores, diversos tipos de flores e as sombras, principalmente durante os dias muitos quentes. Sem dúvidas as fotografias tiradas lá ficam maravilhosas. Está aberto diariamente das 7 às 22 horas e a entrada é grátis.

Todos os dias, ao meio-dia, existe uma atração onde os membros da sociedade de Malta, se vestem com trajes históricos e fazem uma saudação, com tiros de canhões em direção ao mar.

E, à noite, é comum acontecer eventos culturais nos jardins. Se você gosta de passeios noturnos poderá conhecer o lado secreto de Valletta. Topa?

Passeios e tours para o Upper Barraka Gardens

Forte de Santo Elmo e Museu da Guerra

O que fazer em Valletta em grupo
Forte de St. Elmo | Foto: Zairon, via Wikimedia Commons.

O Forte de Santo Elmo está localizado no final da cidade e foi construído em 1552. Serviu de palco de um dos maiores confrontos de Malta, o grande cerco, onde os turcos os bombardearam durante 30 dias. Se você está interessado na história do país não deixe de colocá-lo no seu itinerário.

A visitação ocorre aos sábado das 13 às 17 horas e aos domingos das 9 às 17 horas, com visita guiada de hora em hora e entrada grátis. Você também pode optar por tours guiados, que incluem diversos passeios pelos portos de Malta.

No forte também está localizado o Museu da Guerra, que representa o papel que Malta e seu povo desempenharam durante a Segunda Guerra Mundial.

É composto por 2 salões e 3 salas mais pequenas. Um deles é exclusivamente dedicado à Marinha Real Britânica com vários itens que remetem grande parte da história. A peça mais importante e interessante no museu é a Medalha George Cross, dada a população de Malta como um reconhecimento por sua bravura durante a guerra.

Esta cruz é a mesma que agora estampa a bandeira de Malta. O museu funciona de segunda a sexta de 9 às 17 horas.

Passeios e tours para o Forte de Santo Elmo

Museu Nacional de Arqueologia

principais cidades de Malta
Auberge de Provence | Foto: Continentaleurope, via Wikimedia Commons.

Uma visita ao Museu Nacional de Arqueologia é a melhor maneira para aprender sobre a pré-história de Malta. Por isso, ele está na nossa lista de pontos turísticos de Valletta. Está abrigado no Auberge de Provence, um edifício de arquitetura barroca belíssimo, onde era a casa dos Cavaleiros da Ordem.

O museu é separado em diversos temas, desde uma maravilhosa coleção de artefatos de Malta que remontam a tempos pré-históricos e que traçam o início da ocupação dos homens no país até os períodos de construção do templo.

Há ainda uma sala cheia de esculturas de templo e personagens mitológicos e por fim na última com itens que incluem cerâmica, ferramentas, miçangas e outros ornamentos interessantes que eram utilizados na época. O museu funciona diariamente das 9 às 19 horas, mas a entrada é permitida somente até às 18 horas.

Passeios e tours para o Museu Nacional de Arqueologia

Museu Nacional de Belas Artes

O que fazer em Valletta sozinho
Dá para comprar o Day-Pass no site do museu.

Entre os destaques da cidade, está o Museu Nacional de Belas Artes. Possui uma grande coleção Renascentista, incluindo também peças modernas e contemporâneas e pinturas de artistas locais e internacionalmente aclamados.

O museu também tem uma coleção de valiosos talheres, estátuas feitas de mármore e objetos de móveis finos e belas peças de joias. É administrado pela Heritage Malta, uma agência nacional responsável pela conservação do patrimônio cultural do país.

O valor da entrada é o mesmo que o Museu de Arqueologia, 5 euros, e funciona diariamente de 9 às 19 horas, com a última admissão/entrada as 18h30. No site da Heritage você consegue comprar um ‘day pass’ para os museus que são administrados por eles (todos deste artigo), vale a pena conferir.

 
 

Aqui estão alguns dos principais motivos do porquê recomendamos de olhos fechados esses passeios da GetYourGuide em Malta. Temos certeza de que ao contratar tours e excursões, você vai amar sua experiência:

  • Milhares de atividades imperdíveis para todas as idades e interesses;
  • Os preços mais baixos, garantidos – sem taxas de reserva ou cobranças ocultas;
  • Faça a pré-reserva de ingressos e pule a fila nas principais atrações com o inventário exclusivo de ingressos;
  • Mantenha-se flexível com cancelamento fácil até 24 horas antes;
  • Pagamento e bilhetes otimizados para celular para reservas onde você estiver;
  • Atendimento ao cliente amigável e experiente, disponível 24/7 no seu idioma.
 

Passeios e tours para o Museu Nacional de Belas Artes

Quantos dias ficar em Valletta

Há uma série de fatores a serem considerados quando você estiver planejando o que fazer em Valletta. Qual a época ideal para ir, onde é melhor se hospedar, entre tantos outros que é preciso prestar atenção ao planejar o itinerário.

Em uma viagem por Malta, visitar Valletta é quase obrigatório. E saber quantos dias ficar em Valletta é primordial para montar o melhor roteiro possível.

Não programe menos de 3 dias, o ideal mesmo é organizar o que fazer em pelo menos 5 dias em Valletta só para você começar a se apaixonar pela cidade.

Tudo isso considerado, aqui está um exemplo de coisas legais para fazer em Valletta:

  • 1° dia: City Gate, ruínas da Ópera Real, St. John’s Co-Cathedral, Upper Barraka, Lower Barraka e Grand Master’s Palace
  • 2° dia: Forte de St. Elmo, Museu de Guerra e Museu das Belas Artes

O que fazer em Valletta em 1 dia

roteiro em Malta de 1 semana
Triton Fountain | Foto: Frank Vincentz, via Wikimedia Commons.

Se você tem apenas um dia para fazer um roteiro em Valletta pode optar por passeios guiados que visitam os principais pontos turísticos da cidade. Há opções de excursão a pé em Valletta e também de tour em ônibus turístico.

Mas, se você quer fazer seu próprio percurso comece pela entrada da cidade, visitando a Triton Fountain, uma fonte toda esculpida com tritões, remodelados em 2018, que representam as ligações de Malta com o mar. É parada obrigatória para fotos.

Logo em frente, tem o portão da cidade “City Gate”, que são duas muralhas que remetem muito à Idade Média e que serviam justamente como um forte em épocas passadas. Há uma ponte que demarca o início da rua do comércio, Republic Street, onde há vários cafés e lojinhas de souvenirs.

Nos arredores do City Gate, você vai encontrar alguns prédios históricos e monumentos, como o Parlamento Maltês, que tem uma arquitetura incrível e as ruínas da Ópera Real, hoje um teatro aberto (sempre há peças em cartaz, que geralmente são divulgadas com cartazes na porta e ao redor).

O que fazer em Valletta de graça
St. John’s Co-Cathedral | Foto: Radoneme, via Wikimedia Commons.

Depois, vá para a St. John’s Co-Cathedral, a principal igreja de Valletta e um dos maiores pontos turísticos de Malta.

A capela foi fundada pelos Cavaleiros de St. John, conhecidos como Cavaleiros de Malta, e possui 8 capelas, além do altar principal, que foram criadas em homenagem à eles e às suas origens.

Todos os cantos da igreja são ornamentados e decorados no estilo barroco e o chão da capela principal abriga os túmulos dos cavaleiros. Há também uma sala especial que abriga algumas obras de arte de Caravaggio, que são consideradas as únicas assinadas por ele.

Como o tour pela catedral começa às 9h30, recomendo fazer a visitação na parte da manhã, pois a visita dura em torno de 1h30 à 2 horas.

O valor de 10 euros é pago na entrada e dá direito a um áudio-guia com 24 paradas e explicações de cada uma em 8 opções de idiomas (infelizmente não tem em português).

Caso queira uma visitação guiada, confira um tour que passa pela Catedral de St. John’s. Feito o tour pela capela, recomendo sentar-se em algum restaurante em frente à praça St. George e apreciar o movimento de viajantes e nativos.

o que visitar em Malta
Pátio do Palácio Grão-mestre.

Depois do almoço, ali pela praça, vá até o Grand Master’s Palace (Palácio Grão Mestre), um dos primeiros palácios construídos na época em que a cidade foi fundada.

Aqui residia o grande mestre da ordem dos cavaleiros, Jean de la Vallete (por isso o nome La Valleta), e hoje abriga o presidente de Malta.

O palácio é dividido em duas áreas abertas ao público: o State Room e o Palacy Armory. O primeiro, abriga algumas salas da presidência para os diplomatas, a câmara do conselho e algumas obras de artes que representam cenas do Grande Cerco.

No segundo estão armaduras, canhões, espadas utilizadas na época medieval pelos cavaleiros que são consideradas um dos monumentos históricos mais valiosos da cultura europeia. Você também pode agendar um tour pela Malta Medieval através deste link.

O que fazer em Valletta gastando pouco
Upper Barrakka Gardens | Foto: C T Johansson, via Wikimedia Commons.

Em seguida, recomendo ir ao Upper Barraka e Lower Barraka, que são jardins belíssimos, com muitas árvores, flores e algumas sombras para relaxar, principalmente no verão. O Upper tem vista para o porto de Valletta, Gran Harbour e para as Três Cidades. Consulte um excursão do Grand Harbour em Valletta.

Inclusive, este jardim é o ponto mais alto da capital maltesa e possui um elevador que te leva até a parte mais baixa da cidade, onde fica o outro parque, o Lower Barrakka Garden. Para descer é gratuito, já para subir paga-se um ingresso no valor de 1 euro.

No Lower, tem-se uma vista beira-mar junto com a entrada do porto, e há também um templo grego que enfeita os jardins e homenageia o Sr. Alexander Ball, um oficial inglês que participou ativamente na batalha contra os invasores napoleônicos em meados de 1800. Ambos possuem entrada gratuita.

Ao final dos passeios do primeiro dia no roteiro em Valletta, vá ao Bridge Bar para apreciar o pôr do sol (a vista é maravilhosa), tomar um drinque e comer uns petiscos. Se preferir, agende uma maratona de bares em Valletta.

 
Vai viajar e precisa ter internet 100% do tempo no seu celular?

Ter internet é essencial para usar aplicativos como Uber e Google Maps, além de conversar no WhatsApp e postar aquela foto no Instagram.

Devido a nossa parceria com a America Chip, você ganha 10% de desconto com o cupom QUEROVIAJARMAIS para comprar qualquer chip e receber em casa, e assim ter conexão 4G de ALTA VELOCIDADE em diversos países. Conheça as vantagens:

  • Receber o chip na sua casa ainda no Brasi;
  • A configuração do chip é extremamente fácil;
  • Os planos têm excelente custo-benefício, com preços a partir de USD 31,00;
  • Muita economia, porque você contrata apenas os dias que for usar;
  • O pagamento pode ser parcelado em até 6x, com IOF de apenas 0,38%;
  • É sem dúvida a opção mais fácil, prática e segura para ter a melhor internet 4G;
  • Já falei internet ilimitada? 😉
 

O bar tem sessão de jazz todas às sextas-feiras durante o verão e possui ótimas bebidas com preço bacana. Super recomendo!

Sugestões de passeios para o 1° dia

Como você viu acima, esses são os lugares em Valletta que não podem faltar na sua primeira vez na cidade.

Ou mesmo para os viajantes veteranos que não se cansam das belezas de Valletta e querem sempre revisitar os seus locais mais famosos.

E para garantir as melhores experiências, antecipe seus ingressos e tours para o primeiro dia em Valletta:

O que fazer em Valletta em 2 dias

Roteiro de 2 dias em Malta
Forte St. Elmo | Foto: Alexandra, via Wikimedia Commons.

Para o segundo dia, o roteiro em Valletta será mais histórico e voltado para conhecer os museus e histórias da cidade.

Por isso, recomendo começar cedinho para curtir todos os detalhes. Saindo da entrada da cidade, vamos para o lado oposto, o Forte de St. Elmo.

O local foi palco do maior confronto guerrilheiro que Malta sofreu, o famoso Grande Cerco dos turcos contra os malteses, que foram bombardeados durante 30 dias. A visitação ocorre somente aos sábados e domingos, a partir das 9 horas, com visita guiada e entrada gratuita.

Aproveitando a visita aos interiores, vá até o Museu de Guerra, localizado nas dependências do Forte. O Museu conta a história da Segunda Guerra Mundial e o papel desempenhado pelos malteses na batalha. Há uma sala reservada para a Marinha Real Britânica e a peça mais importante da história de Malta, a Medalha George Cross.

Essa medalha foi dada a população maltesa como reconhecimento por sua bravura durante a guerra. O símbolo da cruz foi tão marcante que passou a estampar a bandeira do país. A visitação dura em média 1h30 e custa 6 euros, podendo ser adquirido na hora.

O que fazer em Valletta com chuva
Obra do MUZA | Foto: Wayne77, via Wikimedia Commons.

Logo após visitar o forte, sugiro que vá ao Museu de Arte. O percurso, saindo de St. Elmo, dura cerca de 10 minutos a pé.

Aproveite esse tempo para percorrer as ruelas de Valletta e se admirar com a decoração única da cidade. Como já vai ser quase hora do almoço, recomendo comer ali por perto ou participe de uma excursão a pé guiada por comida e bebida maltesa.

Uma dica é o Ambrosia Bistrô, um restaurante de comida típica maltesa, com um custo benefício excelente. Depois, siga para o MUZA, como é conhecido o Museu das Belas Artes, o valor da entrada é de 5 euros e funciona até às 18h30.

Geralmente a visita demora cerca de 2 horas e você verá peças desde a época renascentista até a mais moderna e contemporânea.

Em seguida, vá ao Museu Nacional de Arqueologia. É um ótimo ponto turístico para aprender sobre a pré-história de Malta.

O edifício onde está localizado é um dos mais antigos do país e era a casa dos cavaleiros da Ordem. O museu é separado em diversos temas: pré-histórico, mitologia e artefatos antigos utilizados pelos antepassados, entre outros. O valor também é 5 euros e a entrada é até às 18 horas. O percurso dura em torno de uma hora.

Dicas de viagem em Malta
Valletta Football Club | Foto: Chivista, via Wikimedia Commons.

Uma dica super interessante para o roteiro em Valletta é para os tours entre os museus de Malta. É que existe um day pass no site da Heritage Malta (administradora dos museus e pontos turísticos históricos do país), uma espécie de pacote para você conhecer vários lugares.

Esse day pass dá direito a visitar os 25 lugares administrados por eles, durante um período de 30 dias. O valor do pacote para adulto é de 50 euros e para estudantes com carteirinha é de 38 euros. Assim, você economiza e conhece ainda mais locais.

Também é possível adquirir o Malta Discount Card de 10 Dias, que oferece 50% de desconto em diversas atrações.

Aproveitando o final da tarde, dê uma passada na sede do time de futebol oficial da capital, o Valletta FC, para conhecer a sua história.

Finalize o dia com uma excursão a pé pela cultura e comida de rua. Caso esteja a procura de um restaurante, recomendo o Giannini, com vista para o Gran Harbour e uma excelente carta de vinhos.

Tem dois combos de ingressos em Malta que você pode adquirir para conhecer espaços históricos e culturais. É o caso do Museu da Aviação, Igreja Mosta, WWII Shelters inc. Prato e Tour Privado de Casas Nobres e Palácios de Malta.

Sugestões de passeios para o 2° dia

Para garantir o melhor roteiro em Valletta sugiro que você reserve com antecedência as entradas e passeios guiados para o dia 2. Assim, você evita filas e consegue descontos online sem precisar chegar com antecedência nas bilheterias ou correr o risco de não conhecer os lugares imperdíveis em Valletta:

Quanto custam os ingressos em Valletta?

O custo para fazer passeios em Valletta depende do tipo de tour, da duração e do número de pessoas que fazem parte do seu grupo. Há tours guiados de bicicleta que permitem que você veja mais de Valletta do que a pé, passeios de ônibus que o levam para ter uma visão geral da cidade e até passeios de barco para explorar Valletta de uma perspectiva diferente.

Se você quiser ir a pé, numa visita guiada conhecida como free walking tour, pagará menos do que se escolher uma excursão de ônibus ou bicicleta. Se você estiver viajando com sua família ou amigos, vale a pena reservar passeios particulares, para dividir os custos, ter mais privacidade e até flexibilidade na duração de cada ponto turístico.

Os preços das entradas para as atrações e passeios variam dependendo do tipo de passeio. Você pode encontrar grandes ofertas comprando online, por isso recomendo organizar as atividades com antecedência, até porque os ingressos das principais atrações podem ficar indisponíveis.

Ademais, reservar com antecedência seus passeios no exterior alivia o orçamento da viagem, pois você pode comprar no cartão de crédito e já ir pagando. Além de se livrar do IOF sob compras internacionais, cobrado quando você usa o cartão já fora do Brasil.

Dica: contrate um tour guiado para seu primeiro dia em Valletta, pois um guia te contará sobre todos os lugares imperdíveis para visitar no restante da viagem. É uma ótima maneira de ter uma visão geral do lugar e reajustar alguns pontos no seu roteiro.

Onde e como comprar entradas sem pegar fila?

O ideal para organizar o roteiro em Valletta é comprar online os ingressos antecipados, sem filas de espera na entrada das atrações. Além disso, você garante a visita no dia planejado e ainda tem o direito de fazer o cancelamento gratuito até 48 horas antes.

Tenho algumas sugestões de boas empresas que vendem tours oficiais em Valletta, assim como guias brasileiros, ou que falam português, sempre com dicas para você não gastar muito dinheiro em sua viagem.

Também recomendo comprar um passe de atrações, pois o custo total é mais baixo e você economiza muito tempo evitando longas filas.

Agências para planejar o que fazer em Valletta

O melhor site para reservar são de empresas que vendem passeios com os preços mais baixos, garantidos, e sem taxas de reserva ou cobranças ocultas. Recomendo o Get Your Guide, agência de viagens online fundada em 2009, com sede em Berlim.

O site da Civitatis também é bom e confiável, empresa espanhola fundada em 2008 e com milhões de clientes ao redor do mundo. A vantagem para brasileiros é fazer o pagamento em reais em até 12x.

Pacotes com desconto para as atrações de Valletta

O pacote de atrações em Valletta, ou os famosos passes turísticos, te permitem economizar tempo (acesso rápido, evitando filas) e dinheiro, oferecendo o ticket com acesso total para diversas atrações.

Ao adquirir o cartão de acesso, você tem direito à entrada nos principais museus e pontos turísticos, assim como o Grand Master’s Palace o Museu das Belas Artes.

O primeiro passo é escolher o seu passe online pelo site. O tipo de passe dependerá da sua disponibilidade de tempo, sendo oferecido o passe com diferentes quantidades de dias.

Ele será ativado na primeira vez que passar no scanner da atração, e então será validado para usar nos dias consecutivos. Ao terminar o período comprado, o passe expirará automaticamente e você não poderá mais fazer os passeios.

Guias brasileiros que sabem tudo o que conhecer em Valletta

A melhor maneira de conhecer as melhores atrações durante seu roteiro em Valletta, é fazendo uma visita guiada com um guia brasileiro que mora no lugar.

No iFriend, site brasileiro fundado em 2017, você pode escolher entre uma variedade de tours para indivíduos ou pequenos grupos, possibilitando uma interação pessoal entre turistas e moradores locais.

As excursões são conduzidas por falantes nativos de português que vivem em Valletta há muitos anos, ideal para explorar o que há de melhor.

O que fazer em Valletta com crianças

Montar um roteiro em Valletta com crianças pode ser um pouco desafiador, mas definitivamente vale a pena. Se você está procurando ideias sobre como aproveitar a viagem com seus filhos, veja algumas sugestões de roteiros com crianças em Valletta.

Primeiro, você deve decidir se quer um tour mais extenso ou de poucas horas, mais indicados para crianças mais jovens.

Desde museus e jardins até atrações bastante procuradas, muitas atividades estão disponíveis especificamente para famílias com crianças de todas as idades. Confira quais são os melhores lugares para visitar:

O que fazer em Valletta de graça

Nem todos os passeios em Valletta precisam ser pagos. Tem muita coisa gratuita para fazer sem comprar ingresso. Para um roteiro mais econômico, sugiro os parques, praças e vista dos monumentos para importantes.

Além disso, a Civitatis promove uma série de roteiros sem preço fixo. No final do tour você decide quanto pagará ao seu guia. É uma iniciativa fantástica para você conhecer o melhor de Valletta com um guia local pagando apenas o que você puder. Confira as principais opções:

O que fazer em Valletta à noite

Planejar um roteiro noturno em Valletta é uma boa maneira de fazer atividades fora dos circuitos turísticos, curtir uma noite romântica ou mesmo fazer algo emocionante com seus amigos e família.

Aqui estão alguns dos principais passeios para fazer à noite em Valletta:

O que fazer em Valletta e arredores

Você não precisa passar todo o seu tempo num lugar só. Há muitas coisas incríveis para conhecer num roteiro perto de Valletta, basta planejar viagens bate-volta para explorar melhor a região.

É uma oportunidade incrível de ver os arredores de Valletta e partes do país que são frequentemente esquecidas pelos turistas. Ideal se você estiver procurando algo diferente do que todos os outros estão fazendo.

Veja essas dicas de roteiro saindo de Valletta:

O que fazer em Valletta para lua de mel

Anualmente, milhares de casais de todo o mundo visitam Valletta para celebrar seu amor. Mas quais atividades são as melhores para um roteiro em casal? E como escolher o que fazer durante uma lua de mel?

Se você está organizando uma viagem romântica em Valletta, saiba que existem muitos lugares que você pode ir para desfrutar de um passeio com seu parceiro, e cada um deles tem um charme especial.

Aqui está uma lista de roteiros românticos em Valletta para você curtir durante a lua de mel, aniversário de casamento ou mesmo uma viagem para curtir um ao outro:

O que fazer em Valletta sozinho

Uma das melhores maneiras de conhecer uma cidade é caminhando, descobrindo suas joias escondidas e se perdendo em suas ruas.

Se você estiver interessado em história, arte, arquitetura, política, ou mesmo gastronomia, fazer um roteiro a pé em Valletta é uma excelente forma de conhecer o destino a partir de um olhar local.

Seja um passeio pago com antecedência ou um free walking tour (quando o pagamento é opcional, feito no final da experiência), aqui estão minhas recomendações para os melhores roteiros em Valletta para fazer a pé:

O que fazer em Valletta no verão

Nada melhor do que aproveitar os dias mais quentes ao ar livre! E para descobrir o que fazer em Valletta no verão, é só escolher aqueles passeios que aproveitam os dias de sol e as temperaturas agradáveis fazendo muitas coisas legais.

O que fazer em Valletta com chuva

Para dias chuvosos em Valletta o melhor a fazer é procurar lugares fechados que ofereçam abrigo da água, vento ou frio. Por isso, sugiro lugares para visitar super interessantes mesmo com chuva em Valletta.

O que fazer em Valletta com pouco dinheiro

Programar um roteiro com pouco dinheiro em Valletta não é tão difícil assim. Existem passeios com descontos ou ofertas de tours que podem ser contratados antecipadamente e online. Os principais sites de atividades turísticas possuem promoções em Valletta para você economizar.

Dicas finais sobre o que conhecer em Valletta

Ao criar um roteiro por Valletta, é preciso entender a fundo o destino para fazer as melhores escolhas. Assim, não basta apenas pesquisar por imagens na internet, mas sim entender como funciona a cidade, o que fazer em Valletta e onde ir.

Os hotéis de Valleta são ótimos e atendem perfeitamente aos turistas, bem como os restaurantes disponíveis para os visitantes. Pela noite, a dica é se jogar na pista de uma das baladas para aproveitar tudo o que essa viagem tem a oferecer.

As opções de passeios na cidade são inúmeras, o que significa que você precisará se organizar bem. Vale a pena, portanto, entender se será preciso alugar um carro, ou se o transporte público já te ajuda a se locomover por toda a região.

Por isso, comprar ingressos antecipados é uma excelente ideia, visto que garante sua entrada nas atividades. Mais do que isso, te permite furar as filas e, de quebra, economizar um bom dinheiro graças a descontos e ofertas dos fornecedores. Dessa forma, você aproveita muito e ainda gasta pouco!

Dúvidas frequentes

Quais são as melhores atrações de Valletta?

São tantas coisas para fazer em Valletta que fica quase impossível entrar em consenso sobre as melhores atrações. Porém, veja o que você não pode deixa de conhecer:
Igreja de São João
Jardins de San Anton, Valletta

Quais são as melhores atividades ao ar livre para fazer em Valletta?

Seja um passeio a pé, de barco, ônibus ou bicicleta, aproveitar atividades ao ar livre é essencial para curtir o melhor de Valletta. Confira algumas dicas:
Excursão de 1 Dia Destaques de Malta e Mdina com Almoço
Malta: passeio de quadriciclo de dia inteiro em Gozo com almoço e passeio de barco

Quais são os melhores passeios em Valletta?

Se você está procurando garantir que sua viagem a Valletta não inclua apenas tirar fotos dos pontos turísticos, mas também algumas atividades divertidas que ajudarão a experimentar tudo o que a cidade tem a oferecer, então veja essas sugestões:
Passeio de jipe de dia inteiro em Gozo com almoço e passeio de barco
Circuito de Ônibus Hop-On Hop-Off

Quais são as melhores atividades em Valletta para os dias chuvosos?

O que fazer com chuva em Valletta é algo que você precisa descobrir caso o clima não colabore. Os melhores passeios em Valletta para os dias chuvosos são:
Valletta: show audiovisual da experiência de Malta
Templos pré-históricos e destaques do sul

Quais são os passeios mais baratos para fazer em Valletta?

Existem tours para todos os bolsos em Valletta. Veja as melhores atividades para fazer gastando pouco:
Excursão a Pé de 3 Horas
Cruzeiro em Barco Tradicional pelos 2 Portos de Malta

Quais são os museus e exposições mais populares em Valletta?

Seja para comprar somente os ingressos ou fazer uma visita guiada, vale muito a pena visitar alguns dos museus em Valletta. Confira quais são os mais populares.
Templos pré-históricos e destaques do sul
Tour Privado de Casas Nobres e Palácios de Malta

Vale a pena comprar passeios em Valletta antes da viagem?

Sim, pois ao comprar com antecedência você garante os preços mais baixos e ainda tem o direito de fazer o cancelamento gratuito até 48 horas antes da data prevista. Além disso, evita as longas filas na entrada das atrações. Saiba mais sobre tudo o que fazer em Valletta.

Dicas para ECONOMIZAR MUITO em Malta

Quer dicas para economizar com todo o planejamento da viagem para Malta? Então confira quais são os melhores comparadores de preços para sua viagem sair muito mais barata!

  • Hospedagem => recomendo utilizar o buscador de hotéis em Malta para encontrar preços – geralmente mais baixos – dos melhores hotéis. É mais econômico devido a negociação em massa feita com as propriedades, além da segurança para reservar online!
  • Aluguel de Carro => ao fazer a pesquisa no comparador de aluguel de carro, você recebe instantâneamente cotações da melhores locadoras de veículos em Malta. O pagamento pode ser feito em até 12x sem juros, em reais e com isenção do IOF de 6,38%.
  • Passagens Aéreas => para economizar tempo e dinheiro na compra dos voos para Malta, a dica é usar a ferramenta de pesquisa de passagens para você não precisar entrar no site de cada companhia, além de ter a certeza que está comprando em um dos sites mais seguros do Brasil.
  • Transfer do Aeroporto para o Hotel => nada melhor do que chegar no aeroporto e haver alguém nos esperando para levar até o hotel em Malta. Para ter esse conforto – sem gastar muito – indico o pesquisador de transfers para você escolher a melhor opção de trajeto e tipo de carro.
  • Viagens de Trem, Ônibus e Ferry Boat => é muito prático e fácil viajar de trem em Malta, e por toda a Europa. Muitas vezes mais rápido, pois não se perde tempo com embarque e check-in. Minha dica para achar as melhores passagens – e mais baratas – é utilizar o buscador de tickets de trem. A ferramenta também busca bilhetes de ônibus e para travessias de balsa.

Melhores passeios em Malta

O ideal é reservar com antecedência os ingressos para seus passeios em Malta, para evitar filas de espera na entrada das atrações e garantir presença em atividades mais concorridas, pois elas podem ficar indisponíveis para compra de última hora.

Recomendo os sites da Get Your Guide e Civitatis, que oferecem os preços mais baixos, cancelamento gratuito até 48hs antes da data agendada e bilhetes otimizados para celular. Além de atendimento disponível 24/7 em português.

Chip de internet em Malta

Ter um chip de celular em Malta com internet 100% do tempo é essencial para usar aplicativos como Uber e Google Maps, além de conversar no WhatsApp e postar aquela foto no Instagram.

Devido a nossa parceria com a America Chip, você ganha 10% de desconto com o cupom QUEROVIAJARMAIS para comprar qualquer chip e receber em casa, e assim ter conexão 4G de ALTA VELOCIDADE durante sua viagem em Malta.

Seguro viagem em Malta

Contratar um seguro viagem para Malta é essencial para sua segurança no exterior, além de ser um requisito para entrar nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen, com cobertura médico-hospitalar de pelo menos 30 mil euros.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe até 20% de desconto usando o cupom VIAJARMAIS15.

COMPARTILHE
Imagem do Autor
ESCRITO POR
ESCRITO POR
Will Junqueira

Will Junqueira, 28 anos, é publicitário e redator. Formado em Publicidade e Propaganda e com pós-graduação em Marketing Digital, já morou tanto em San Diego, nos Estados Unidos, quanto na Cidade do México, além de conhecer outros 12 países.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quero Viajar Mais