O que fazer em Macapá e atrações na capital do Amapá

por Guilherme Tetamanti
5/5 - (1 votos)

O que fazer em Macapá e atrações na capital do Amapá

Do Oiapoque ao Chuí, destinos no extremo norte e sul do Brasil. desde sempre ouvi essa expressão e pensava na vastidão de destinos que ainda sonho em conhecer no nosso país, mas confesso que visitar o Amapá estava longe de ser uma prioridade. Mas enfim, esse momento chegou e agora compartilho com você minhas dicas sobre o que fazer em Macapá.

Pouca gente sabe, mas Macapá é a única capital banhada pelo Rio Amazonas (Manaus é banhada pelo Rio Negro, longo antes de sua junção com o Rio Solimões), sendo uma ótima base para os turistas que pretendem ter contato direto com uma Amazônia ainda intocada.

Apesar de ser um destino pouco cobiçado, talvez por culpa do baixo interesse governamental em divulgar seu potencial turístico, a região de Macapá oferece atrativos que tão incríveis quanto famosos destinos turísticos nacionais.

Para chegar, somente de barco saindo de cidades como Belém, Santarém e Manaus, ou de avião. Inclusive, em algumas épocas do ano a Azul oferece um voo direto saindo de Viracopos, em Campinas.

Prepare-se para um clima quente e úmido, como temperaturas que variam entre 31°C e 33°C, mas com máximas que podem chegar a 40 ℃, entre agosto e outubro.

Para que a viagem seja mais bem aproveitada, vale a pena contratar os serviços de uma operadora local como a Amapa Ecocamping, para personalizar o seu roteiro em Macapá.

Planeje sua viagem => Hotéis que valem a pena em Macapá

Seguro viagem para explorar o Brasil »

Atrativos turísticos em Macapá

Os atrativos naturais é o que enche os olhos do turista, mas Macapá tem uma série de pontos turísticos que merecem ser visitados, tanto pela curiosidade quanto pela importância histórica (apesar de terem sido esquecidos pelo governo do Amapá).

Além de navegar pelo Rio Amazonas, você terá a chance de conhecer o monumento que divide os hemisférios sul e norte, entrar na primeira fortaleza construída pelos portugueses no Brasil, tomar banho em praias de rio e ainda se aventurar em trilhas no meio da floresta para ver de perto as Sumaúmas gigantes, árvores centenárias que são um dos símbolos do bioma Amazônico.

Marco Zero da Linha do Equador

Pontos turísticos de Macapá

É simbólico, mas ter a oportunidade de transitar entre os hemisférios norte e sul dando apenas um passo, é possível apenas no Marco Zero de Macapá. É o lugar perfeito para experienciar o equinócio da primavera (março) e do outono (setembro), pois são as épocas do ano que não faz sombra devido a posição do sol em relação a Terra e os dias e noites têm a mesma duração.

O monumento foi construído sobre a linha imaginária do Equador, que divide a Terra em dois hemisférios e proporciona histórias no mínimo curiosas.

Dizem que ao colocar um ovo em pé sobre a linha do Equador, ele fica parado sem cair. Inclusive, é possível ver os vestígios de cascas espalhadas pelo chão. Talvez não seja um fato tão certo assim!

Outra história curiosa, é que a água gira em sentidos opostos ao dar a descarga. Vale o teste!

Fortaleza de São José

Lugares para conhecer em Macapá

A Fortaleza de São José é a maior fortificação militar da América Latina, construída pelos portugueses numa posição estratégica para proteger Macapá de invasões. A construção, que teve início em 1763 e levou cerca de 20 anos, foi levantada com mão de obra escrava de negros e índios.

O monumento é tombado pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e está em fase final para tornar-se um Patrimônio Mundial da UNESCO. Talvez assim, haja maior interesse governamental para sua revitalização.

A visitação não está totalmente aberta para o público, por isso é preciso agendar o tour através de agências e guias locais.

APA do Rio Curiaú

O que fazer em Macapá

Localizada a 18km do centro de Macapá, a APA do Rio Curiaú é um atrativo que permite ao turista compreender melhor o turismo de base comunitária, ou seja, uma oferta de experiências que estão no cotidiano dos moradores, mas que é algo novo para quem a visita pela primeira vez.

A comunidade é acessada por estradas e por via fluvial. A área tem paisagens marcantes e é muito procurada pelas águas e a flora do rio Curiaú. O sistema de drenagem é interligado, com lagos temporários e permanentes, influenciados por regimes pluviais e de marés.

Na estiagem, as áreas inundadas se contraem. No período chuvoso, elas se ampliam e formam um belo cenário natural ideal para passeio de canoa, visualizar pássaros e uma vegetação aquática de rara beleza cênica, além de conhecer o estilo de vida da população tradicional, o movimento da extração de madeira, do açaí e de látex da seringueira.

Trilha das Samaúmas na Ilha de Santana

   
Trilha das Samaúmas na Ilha de Santana

A Samaúma gigante, não à toa assim reconhecida, é famosa por ser a maior árvore da Amazônia. Existem registros de Samaúmas centenárias que se estima terem mais de 800 anos, com algumas que conheci em Alter do Chão, no Pará.

Não menos imponentes, as árvores que são a atração principal da trilha feita na Ilha de Santana, perto de Macapá, chegam a 400 anos de idade e dezenas de metros de altura. A trilha é bem tranquila, cercada de uma floresta intocada.

Destaque para o almoço no Refúgio dos Pereira, onde provamos a deliciosa culinária local com direito a peixe assado, açaí com tapioca e farinha e sucos de frutas típicas, como taperebá e cupuaçu, tudo preparado com muito carinho.

Museu Sacaca

Museu Sacaca

A visita no Museu Sacaca é essencial para conhecer mais sobre a história dos povos ribeirinhos amazônicos, assim como para descobrir a riqueza arqueológica escondida nessa região do Brasil. O nome “Sacaca”, é uma homenagem a Raimundo Santos Souza, curandeiro que utilizava a medicina natural da floresta para tratar a população local. Ele era conhecido como Sacaca, nome de um arbusto com propriedades medicinais que, em tupi, significa “sabedor da floresta”.

É um museu a céu aberto que mostra representações da vida indígena, fauna e flora regional e até artefatos históricos que são comparados até mesmo a um ponto turístico famoso mundialmente, o Stonegenge.

Bioparque da Amazônia

Bioparque

O Bioparque da Amazônia é um pedaço preservado da selva dentro de Macapá, ideal para conhecer um pouco sobre o bioma ou mesmo relaxar curtindo suas atividades, entre elas tirolesa com 270 metros de extensão, circuito de arvorismo, passeios de caiaque, redário e os viveiros de animais que foram resgatados e não puderam ser reinseridos na natureza.

Inclusive, há um meliponário com aproximadamente 150 mil abelhas de uma espécie sem ferrão, que além de produzirem mel e outros subprodutos, ajudam a polinizar árvores da floresta. A entrada custa R$ 10 e crianças pagam meia.

Atrações saindo de Macapá

Por ser uma cidade rodeada pela floresta amazônica, existem várias atrações para quem tem espírito aventureiro para pegar algumas horas de estrada de terra, ou mesmo horas de rio.

Afuá, regionalmente conhecida como “a Veneza brasileira”

A colorida Afuá foi construída inteiramente sobre palafitas devido a sua proximidade com o rio. Ela faz parte da Ilha de Marajó, ou seja, é território paraense. Porém, fica a apenas meia hora de barco saindo de Macapá.

Apenas bicicletas são permitidas, dando um charme especial ao local.

Cataratas Amazônicas

A cachoeira de Santo Antônio, localizada no Rio Jari, fica a 4 horas de Macapá seguindo por estrada de chão. Para encarar o desafio, somente com veículo 4×4, disposição para fazer trilhas e acampar. A boa notícia é que existem roteiros prontos, oferecidos pela Amapá Eco Camping.

Stonehenge brasileiro

Oficialmente conhecido como Parque Arqueológico do Solstício, o Stonehenge do Amapá é um monumento megalítico encontrado no sítio arqueológico de Calçoene, município localizado 460 km ao norte de Macapá.

São pelo menos 127 blocos de rochas dispostas em um círculo, no alto de uma colina, construído pelos indígenas que habitavam a região, com idade estimada de aproximadamente 2000 anos. Sua utilidade é um mistério, mas supõe-se que teria sido um observatório astronômico.

   

Oiapoque

Já pensou em viajar do Oiapoque ao Chuí? Bom, não seria tarefa fácil percorrer os milhares de quilômetros que separam ao duas cidades nos extremos norte e sul do Brasil.

Porém, você pode visitar Oiapoque se estiver em Macapá, numa viagem de aproximadamente 5 horas de carro em estrada de terra.

Outra curiosidade é atravessar a fronteira para a Guiana Francesa, território francês na América do Sul.

Onde comer em Macapá

Flora Bistrô

Comandando pela chef Flora Dias e localizado bem perto de onde saem os barcos para a Ilha de Santana, o Flora Bistrô tem vista para o Igarapé da Fortaleza e cardápio ideal para provar o melhor da gastronomia amapaense, rica em peixes e frutos do mar.

Amazonas Peixaria

Localizado na orla de Macapá, o restaurante Amazonas Peixaria também tem como especialidade os pratos elaborados com peixes, mas há opções para todos os gostos. O ambiente é bastante agradável, ideal para curtir um jantar após um longo dia de atividades.

Restaurante Di Maria

Também na orla de Macapá, bem em frente ao Rio Amazonas o Restaurante Di Maria é uma churrascaria no sistema de rodízio, mas que também oferece pratos à la carte.

Macapaba

Localizado dentro do Hotel Macapaba, o restaurante funciona no sistema de buffet por quilo, com grande variedade de opções.

Bar do Vila

O Bar do Vila é um espaço disputado para curtir o fim de tarde em Macapá, sem hora para acabar. Não deixe de provar os pasteizinhos e os drinks temáticos, alguns com nomes de celebridades internacionais.

Onde se hospedar em Macapá

Hotel Atalanta

Foi o meu endereço em Macapá, ótima opção econômica no centro cidade, perto dos principais pontos turísticos e a apenas 10 minutos do aeroporto.

Hotel do Forte

Se você quiser se hospedar com mais conforto, o Hotel do Forte é considerado o melhor hotel de Macapá, com a vantagem de estar bem em frente ao Rio Amazonas, proporcionando uma vista única da orla.

A viagem teve apoio da Sindetur-AP, Azul Linhas Aéreas e Amapá Ecocamping, com assessoria da Redescobrindo Ideias & Eventos, mas todas as informações expressas no texto são de livre opinião do autor.

ESCRITO POR

Guilherme Tetamanti

ESCRITO POR

Guilherme Tetamanti

Paulistano de 40 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Tours Nacionais

Reserve atividades com pagamento em até 10x

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Tours Nacionais

Reserve atividades com pagamento em até 10x

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Quero Viajar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.