Início / Europa / Inglaterra / Transporte público e como se locomover em Londres

Transporte público e como se locomover em Londres

Quando a gente desembarca em um novo destino, principalmente em uma grande cidade, sempre ficamos com dúvidas em relação a como irmos de um lugar a outro. O transporte público em Londres e como se locomover é um questionamento recorrente. O preço, zonas do metrô, TravelCard e outras informações são imprescindíveis para quem visita a capital da Inglaterra.

A boa notícia é que o sistema de transporte público de Londres é muito eficiente. O visitante pode fazer seus deslocamentos de ônibus, metrô, bicicleta ou até mesmo a pé. Se não quiser, não precisará pagar as tarifas de táxi nunca. Confira algumas dicas de como funciona o sistema de transporte de Londres e todas as formas de se locomover por aqui.

Leia também => Onde ficar em Londres: dicas de bairros e hotéis

 Entenda de vez como funciona o seguro viagem para Europa »

 

Preços do transporte público em Londres

Transporte público em Londres

Para utilizar o sistema de transporte público em Londres, existem várias formas de pagamento e, antes de escolher uma, é importante avaliar qual será a mais econômica para você. Os preços das passagens em Londres variam também. As opções são passagens avulsas, cartão Oyster e TravelCard.

É importante destacar que o sistema de transporte é integrado, dessa forma, com um mesmo cartão você consegue usar ônibus e o metrô.

 

Passagem avulsa

Preço do transporte público em Londres

Pagar a passagem avulsa, seja a de metrô, seja a de ônibus, é a forma mais cara de usar o transporte público. Ela só vai compensar se você for utiliza-la poucas vezes, como por exemplo, somente para ir e voltar do aeroporto.

Caso contrário, se usar mais de 2 vezes, compensa comprar um dos cartões disponíveis.

 

Cartão Oyster

Tarifas do metrô em Londres

O cartão Oyster é um cartão eletrônico inteligente no qual você coloca créditos que serão utilizados em todos os meios de transporte da cidade. O cartão custa 5 libras, mas este valor é reembolsável, basta devolve-lo no final da viagem.

O cartão pode ser adquirido em mais de 4 mil pontos da cidade, incluindo as estações de metrô ou de ônibus. Com esse tipo de cartão, as tarifas são reduzidas e significa uma economia para os viajantes. Ele pode ser recarregado em duas modalidades diferentes:

 

Ainda com dúvidas sobre as atrações turísticas?
 

Pay-as-you-go

Cartão Oyster de Londres

Nesse modelo, você coloca créditos no cartão. Os valores devem ser múltiplos de 5 e o máximo possível é 90 libras. Assim, na medida que você utiliza o transporte urbano, a tarifa é descontada dos seus créditos. Mas ele oferece uma grande vantagem, há um teto diário que pode ser descontado.

Acima dele, você pode continuar usando o transporte público, que as tarifas não serão mais descontadas. Para as zonas 1 e 2, o valor do teto diário é de 6,60 libras.

É importante destacar que o valor carregado e não gasto é reembolsado no momento da devolução do cartão. Nesse caso, o limite é de 10 libras, desconsiderando as 5 libras do valor da compra do cartão.

Dessa forma, para saber o valor ideal na hora de recarregar, basta multiplicar o teto diário pelo número de dias que pretende ficar na cidade. Mas se for ficar 6 ou 7 dias, o mais barato é comprar o passe de 7 dias, que custa 33 libras.

Agora, se for ficar 8 dias, vale a pena comprar o passe de 7 dias + o teto de 1 dia, e assim sucessivamente.

Sistema de transporte de Londres

Dica: nunca se esqueça de validar seu Oyster Card na entrada e saída de cada trajeto, seja qual for o meio de transporte. Caso você se esqueça de finalizar, o valor continuará sendo cobrado até atingir o teto diário.

Ahhh, não existem catracas nas estações, ou seja, o acesso é livre. Porém, quem for pego utilizando o transporte público sem pagar, leva multa de 80 libras.

 

Passes ou TravelCard

Outra forma é carregar o cartão com passes, que podem ser semanal, mensal ou anual. O passe lhe dá direito de usar o transporte público da cidade nas zonas 1 e 2 de forma ilimitada, de acordo com sua validade.

Vai viajar e não contratou seu Seguro Viagem?
 

Neste caso, o valor não é reembolsado. O valor para uma semana é 33 libras; para um mês, 126,80 libras; e para um ano, 1.320 libras.

Como funciona o metrô de Londres

O TravelCard é uma opção para quem vai ficar por pouco tempo na cidade. Ele pode ser comprado nas estações de metrô e utilizado de forma ilimitada durante sua validade. Ele está disponível com a validade de 1 dia ou 1 semana. O cartão é emitido em papelão e é descartado quando termina sua validade. O preço do TravelCard para as zonas 1 e 2  é:

  • 1 dia: 12,30 libras;
  • 1 semana: 33 libras.

 

Metrô

O que é underground em Londres

O metrô é a forma mais rápida e eficiente de se deslocar em Londres. O sistema é o mais antigo do mundo e tem mais de 150 anos! No total, são 13 linhas e 270 estações que atendem toda a extensão da cidade, mas ele não para de crescer!

O sistema do metrô é divido em zonas concêntricas. Elas vão da Zona 1, a parte mais central da cidade, até a Zona 9, a área mais afastada, já nas cidades dos arredores de Londres.

Os turistas circulam basicamente pelas zonas 1 e 2, onde ficam a maior parte dos pontos turísticos de Londres. O preço da passagem do metrô é calculado de acordo com essas zonas. Dessa forma, quanto mais distante, mais alto o valor.

As tarifas podem ser pagas com desconto utilizando o Oyster ou o TravelCard. Nas zonas 1 e 2, o valor da passagem avulsa é de 4,90 libras, mas no Oyster (modalidade pay-as-you-go) ela custa apenas 2,90 libras, respeitando o teto máximo de 6,60 libras.

Os valores das passagens são referentes aos horários de pico, nos demais horários elas sofrem uma pequena redução.

 

Pensando na viagem e não sabe como começar?
"Quero Viajar Mais", o livro, por R$ 14,95 »
Ganhe 10% OFF no Seguro Viagem + bônus!
 

Ônibus

Como andar de ônibus em Londres

O sistema de ônibus de Londres é bastante eficiente. Ele tem horários (e que são seguidos à risca) de partida. Nas paradas, também há um quadro eletrônico que indica o horário que ele passará por ali. As linhas de ônibus atendem toda a cidade. O horário de funcionamento na maioria das linhas é de 5h às 0h.

Durante a madrugada, circulam as linhas noturnas. O pagamento da tarifa pode ser feito com desconto utilizando o Oyster ou o TravelCard, mas o preço unitário custa 1,50 libras e o limite diário é de 4,50 libras.

 

Bonde

Como funciona o train em Londres
Bonde em Londres | Foto: Billy Hicks, via Wikimedia Commons.

O bonde ou tran é mais uma forma de transporte público em Londres. O sistema conta com 4 linhas e 38 estações, que formam uma rede de 27km na parte mais central da cidade. O valor da tarifa é o mesmo que a de ônibus, 1,50 libra o bilhete avulso, sendo que o limite diário de cobrança é de 4,50 libras.

 

Bicicletas

Como andar de bicicleta em Londres
Bicicleta em Londres | Foto: Elliott Brown, via Wikimedia Commons.

Há um sistema bem eficiente de bicicletas compartilháveis na cidade e pode ser uma forma interessante de se locomover em Londres, o Cycles. Basta fazer um cadastro, pagar uma taxa simbólica e ir até uma das estações. Há diversas estações espalhadas por toda a cidade. Nesse modelo, você pode pegar a bicicleta em uma estação e devolver em outra.

 

Barcos em Londres

Como é andar de barco no rio Tâmisa em Londres

Outra forma de se descolar em Londres são os barcos. O Tâmisa é um dos caminhos mais bonitos e rápidos para vários destinos. Há diversas rotas, uma das principais é para Greenwich. Em bairro como Camden Town, há também os barcos turísticos.

 

Andar a pé

Vale a pena conhecer Londres a pé
Caminhar é ótima opção | Foto: Misterweiss, via Wikimedia Commons.

O sistema de transporte público funciona muito bem, porém não deixe de andar a pé em Londres. A cidade é cheia de pequenos encantos que, somente caminhando por suas ruas, conseguimos desbravar. O destino é lindo, seguro e uma delícia! Vale muito a pena curti-lo em um walking tour.

E você, já esteve na capital da Inglaterra? Gostou do transporte público em Londres e como se locomoveu pela cidade?

 

Confira outros artigos sobre a Inglaterra:

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Guilherme Tetamanti

Paulistano de 35 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *