Levantamento e perfil dos nômades digitais brasileiros

Levantamento e perfil dos nômades digitais brasileiros

Esses dias estava conversando com um conhecido, de família rica e que mesmo com mais de 30 anos nas costas nunca precisou ralar de verdade. Ele me perguntou sobre o blog e comecei a falar sobre esse movimento dos nômades digitais brasileiros, que trabalham de qualquer lugar do mundo apenas com um computador.

Ele ria alto, dizendo que isso é desculpa de “vagabundo” para não trabalhar. Talvez seja a visão não apenas de um filhinho de papai, mas de muita gente que vê pessoas viajando o mundo inteiro e não associam que elas estão trabalhando e ganhando dinheiro com seus trabalhos via internet. Mas quem disse que é moleza?

Essa é uma imagem que realmente existe, exclusivamente por causa de pessoas mal intencionadas que anunciam ser fácil ganhar dinheiro na internet, com a única intenção de tomar dinheiro dos outros. Esse tipo de pessoa sim ganham uma grana sem tanto esforço.

Massssss, isso não é sustentável e não é legal. Ponto final. Por outro lado, existe uma série de profissionais que se especializaram em criar negócios virtuais sustentáveis, empresas de verdade que prestam serviços e/ou vendem produtos remotamente, e como quaisquer outras cobram pelo trabalho final.

São blogueiros, youtubers, instagrammers, fotógrafos, videomakers, professores, webdesigners ou até mesmo empresários que conseguiram estruturar suas empresas para controlar as operações de qualquer lugar. O que a grande maioria deles têm em comum, é a importância que dão ao marketing digital. Claro, além de compartilharem a paixão por viajar.

Planeje sua viagem => Hotéis em oferta pelo mundo

Tudo sobre seguro viagem »

 

Quem são os nômades digitais brasileiros?

nômades digitais brasileiros
Muitos brasileiros sonham e há quem já conseguiu se tornar nômade digital.

Um nômade digital é aquela pessoa ou profissional que trabalha online, pela internet, e, por isso, não tem necessidade de trabalhar em uma redação ou escritório e, sequer de estar sempre no mesmo lugar, seja cidade ou país. Basta ter acesso a internet para trabalhar de qualquer lugar do mundo.

Muitos brasileiros sonham em  empreender na internet e há quem já conseguiu transformar o sonho em realidade e hoje ganham dinheiro sendo nômades digitais. Atualmente não há muito padrão e há freelancer atuando em diversas áreas como nômades digitais fazendo trabalho home office, não apenas em comunicação e tecnologia.

Veja como trabalhar e ganhar dinheiro viajando pelo mundo e ainda como trabalhar viajando e morar no exterior. São dois artigos importantes que explicam muito sobre o trabalho do nômade digital e as formas de como ter uma ocupação e ainda assim seguir viajando pelo mundo.

Neste artigo cito os seguintes nômades digitais brasileiros:

  • Clube Libertação Digital
  • Nômades Digitais
  • Casal Partiu
  • Fê.Liz com a Vida
  • Melhores momentos da vida
  • 360 Meridianos
  • Viajo logo existo
  • Nomadan
  • Vida Cigana
  • I hate flash
  • Sexo, Viagens e Rock n Roll
  • Pequenos Monstros
  • Pra ver o Mundo
  • Travel and Share
  • Diário Nômade

Antes de continuar, te convido assistir o vídeo da minha volta ao mundo, disponível aqui no Quero Viajar Mais e que também conta com uma série de 365 posts sobre a viagem.

Fiz esse vídeo apenas com imagens da viagem, um stop motion com mais de 2000 fotos que tirei durante o meu ano sabático, quando passei 365 dias em viagem por todo canto do planeta.

CLIQUE AQUI para agendar os melhores passeios pelo mundo »

 

Como é ser nômade digital?

quem sao nômades digitais brasileiros
Momento de trabalho durante viagem na África do Sul.

Na teoria é lindo demais, viajar o mundo com o escritório dentro da mochila, fazendo seus horários e trabalhando de qualquer lugar. Na prática confesso que é bem difícil conseguir conciliar todas as tarefas, cumprir horários e manter o negócio em constante crescimento.

Afinal, quem vai preferir ficar na frente do computador estando por exemplo numa ilha paradisíaca da Tailândia. Ninguém, não é mesmo? Mas, saiba que para os nômades digitais muitas vezes é o que acontece e nós precisamos aprender a controlar a ansiedade e até a frustração de não estar curtindo em 100% do tempo da viagem.

A boa notícia é a possibilidade de organizar a rotina de uma maneira que proporcione maior liberdade, mesmo que seja por apenas alguns períodos. Eu que sou blogueiro, tenho o objetivo de deixar o máximo de artigos agendados para as próximas semanas, talvez meses, para assim conseguir passar um tempo com menos trabalho para fazer.

Um fato importante é saber que nada vem de graça, e caso eu queira ficar três meses apenas viajando, sei que precisarei ralar o dobro nos meses anteriores para adiantar minhas tarefas – parecido com o que acontece com muitas pessoas com emprego formal, no período antes de entrar de férias. O lado positivo, é que tenho total liberdade para gerir meu tempo como quiser.

Neste momento estou em São Paulo, minha cidade natal, me preparando para uma temporada de três meses na Europa, visitando cidades como Madrid, Roma, Atenas, Viena, Berlim e Paris. Obviamente vou curtir as cidades, afinal é por isso que me tornei um nômade digital.

Mas, por outro lado, tenho a consciência de que por ser uma viagem tão longa, terei que trabalhar todos os dias para manter meu negócio em funcionamento. E está tudo bem para mim em relação a isso, por sei que é o que preciso fazer a partir da minha escolha em me tornar um nômade digital. Ter essa consciência é importante para que você não se fruste por trabalhar na viagem.

Como ter => Internet na Viagem

 

Quem são os nômades digitais brasileiros?

blogs de viagem
Buscando na internet você consegue encontrar brasileiros trabalhando enquanto viajam mundo afora.

É realmente difícil traçar um perfil dessas pessoas que mudaram de um tipo de trabalho mais tradicional para trabalhar enquanto viajam pelo mundo, ainda mais sabendo que cada um de nós percorreu caminhos únicos e vieram de diferentes áreas de atuação.

Buscando na internet você consegue encontrar brasileiros mundo afora que atuam como nômades digitais, Porém, quero que esse artigo seja uma maneira de facilitar sua busca caso tenha grande interesse pelo assunto, incentivando uma discussão através dos comentários mais abaixo.

 

Clube Libertação Digital

nomades digitais brasileiros Clube Libertação Digital
Site oferece curso de como se tornar um empreendedor digital.

O Marcus Lucas se tornou um dos grandes amigos que fiz através da internet, além de ser uma inspiração devido a seus projetos de sucesso relacionados ao empreendedorismo digital.

Ele largou seu emprego tradicional e hoje trabalha de qualquer lugar do mundo, incentivando pessoas a viajar mais e aplicarem seus conhecimento para desenvolver negócios digitais.

No Clube Libertação Digital ele também oferece diversos outros cursos e consultorias e um conteúdo com palestras, tira dúvidas e muitos depoimentos de pessoas que hoje em dia vivem em qualquer lugar do mundo e podem trabalhar por meio do nomadismo digital.

Tire suas dúvidas => Comprar dólar e euro online

 

Nômades Digitais Viajantes

Nômades Digitais site
Casal é um dos precursores desse movimento aqui no Brasil.

Certamente um dos precursores desse movimento aqui no Brasil, o casal Eme Viegas e Jaque Barbosa fundou o Nômades Digitais, após o sucesso de outros dois projetos na internet.

No site eles dão dicas de viagens e falam muito sobre empreendedorismo com o objetivo de auxiliar os leitores a ingressarem no mundo do nomadismo digital. Além de uma manifesto que explica sobre o “movimento global que vai desconstruir a noção do que significa trabalhar e ter uma vida feliz de verdade. As grandes responsáveis por isso? A internet e a tecnologia”.

Tudo isso, claro, desencadeou o surgimento dos nômades digitais que não se contentavam mais em apenas viajar nas férias, feriados e fins de semana, que queriam continuar trabalhando, mas sem abrir mão da vontade de viajar pelo mundo. O manifesto ainda descreve como se livrar das amarras e como ser um nômade digital tendo filhos.

Incrível => Fotos de viagem pelo mundo

 

Casal Partiu

Casal Partiu nomades digitais brasileiros
Considerados o primeiro casal de nômades digitais do Brasil, eles não têm casa fixa desde 2010.

O casal Patrícia Figueira e Vinícius Teles venderam tudo que tinham, tornaram-se nômades digitais e saíram de Niterói, no Rio de Janeiro para viajar pelo mundo há mais de quatro anos, passando por 70 países enquanto trabalham em seus projetos, um deles o blog Casal Partiu.

Considerados o primeiro casal de nômades digitais do Brasil, eles não têm casa fixa desde 2010 tendo visitado mais de 400 cidades em 70 países durante mais de 3 mil dias na estrada. A partir da experiência, além das informações do blog, passaram a dar entrevistas e palestras sobre o tema.

No site há diversas informações e dicas sobre como se tornar nômade digital, como foi a trajetória do casal, e ainda cursos sobre nomadismo e imersão digital.

Economia => O que é Free Walking Tour

 

Fê.Liz com a Vida

nomades digitais brasileiros Fê.Liz com a Vida
Fê.Liz com a Vida.

A paulistana Fê Neute tem um blog sobre desenvolvimento pessoal e lifestyle, o Fê.liz com a Vida, onde compartilha dicas para ter um estilo de vida minimalista ao redor do mundo, característica essencial para um nômade digital. Morou na Tailândia, Vietnã, Hong Kong, Colômbia e África do Sul.

Visitou mais de 35 países antes de se estabelecer em Nova York, nos Estados Unidos, onde mora atualmente. No site ela conta: “Eu queria viver com mais liberdade, exercitar a minha criatividade, ter um trabalho que fizesse diferença na vida das pessoas e percebi que o que estava me impedindo de fazer isso era a minha noção distorcida sobre o que eu precisava para ser feliz”.

No site há matérias sobre Nova York e os outros destinos que ela morou, receitas, dicas para organização da casa e cuidado com as plantas, além de muitos artigos sobre autocuidado, autoconhecimento, desenvolvimento pessoal. Tudo escrito de maneira simples e muito acolhedora.

Dica => Como cuidar da saúde nas férias

   
   

 

Melhores momentos da Vida

nomades digitais brasileiros Melhores momentos da Vida
Melhores momentos da Vida foi criado pelo casal Bárbara e Vagner.

O casal Bárbara Rocha e Vagner Alcantelado partiu para o mundo com o intuito de mostrar os melhores momentos da vida, e acabaram criando uma produtora de vídeos itinerante, o Melhores Momentos da Vida.

Desde 2012 o casal não tem endereço fixo, estando a cada hora em um ponto diferente do planeta. O plano é ficar 10 anos na estrada e conhecer o máximo de países possíveis. Além do blog eles produzem séries de televisão sobre os destinos visitados como Nova Zelândia, países da Ásia e da Europa.

Falam no site também sobre nomadismo digital, contando a própria história, e dando dicas para quem a exemplo deles não quer mais trabalhar em um escritório ou nem mesmo ter um endereço fixo como residência.

Como funciona => Stop Over

 

360 Meridianos

nomades digitais brasileiros 360 Meridianos
360 Meridianos hoje é um blog profissional e conta com diversos colaboradores.

Os três amigos Luíza, Natália e Rafael, viveram juntos um intercâmbio na Índia e uma volta ao mundo. Juntos passaram uma temporada de 6 meses na Índia e mais uma viagem de volta ao mundo por 14 países. Hoje viajam o mundo contando suas histórias num blog de viagens profissional, o 360 Meridianos, que começou em 2011.

Atualmente, mais que um blog, o 360 Meridianos é um portal com artigos, dicas de viagens, matérias especiais e ainda conta com diversos colunistas, além dos três fundadores.

No blog você também pode baixar um e-book com dicas para o planejamento de sua viagem, com tabela de orçamento, planilha para roteiro, check-list de bagagem, entre outros itens.

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?
Compare preços e compre online na Confidence Câmbio »

 

Viajo Logo Existo

nomades digitais brasileiros Viajo Logo Existo
Viajo logo existo.

Leonardo Spencer e Rachel Paganotto são um casal que decidiu juntar tudo o que tinham para desbravar o mundo de carro, numa viagem que já dura mais de dois anos, sempre trabalhando na estrada e contando tudo no blog Viajo Logo Existo.

Além do projeto de viagem de carro, que durou 3,5 anos de São Paulo até a Austrália, o casal criou um segundo, onde buscavam alcançar a marca de 100 países visitados – o que já aconteceu.

Atualmente, o casal nômade está a mais de 7 anos viajando, já visitou 127 países, dirigiu por mais de 155 mil kms, conheceu 288 lugares considerados patrimônios mundiais da Unesco e ainda escreveu 4 livros.

Passo a passo => Como usar celular em viagem internacional

 

Nomadan

nomades digitais brasileiros Nomadan
Nomadan.

O Dan Cortazio vive esse estilo de vida nômade durante os últimos 5 anos, onde passou por 33 países diferentes. Agora ensina muitas coisas sobre empreendedorismo digital no blog Nomadan.

Há diversos artigos sobre marketing digital, ferramentas para utilizar em sites e blogs, assim como dicas para utilizar as redes sociais, entre outros aplicativos.

Confira => Comprar passagem de trem na Europa

 

Vida Cigana

nomades digitais brasileiros Vida Cigana
Vida Cigana.

O Vida Cigana é outro excelente blog idealizado pelo casal Larissa e Carlos, que viajam o mundo trabalhando nos projetos digitais, mas também utilizando sites de House Sitting.

O blog nasceu em 2014 com o objetivo de documentar a viagem de volta ao mundo do casal, que durou 2 anos. Mas o casal não parou de viajar e o blog se tornou o trabalho em tempo integral, tanto que atualmente são viajantes profissionais e editores do site.

Dúvida => Get Your Guide é confiável?

 

I Hate Flash

nomades digitais brasileiros I Hate Flash
I hate flash.

Raul Aragão é fotógrafo e gerente comercial da I Hate Flash, agência de fotografia especializada em shows, eventos públicos, baladas e mais. O Raul viaja o mundo para cobrir esses eventos.

O site conta com matérias sobre música, moda, cultura urbana, arte, viagem e comportamento, escritas por colaboradores que, como os fotógrafos, frequentam as mais diversas cenas culturais do país.

Além do Raul, a equipe do I hate flash conta com 33 profissionais, entre fotógrafos, videomaker, storymaker, curador, editor, mídias sociais e muita gente que atua em várias frentes dentro do site.

Confira => Como levar dinheiro em viagem internacional

 

Sexo, Viagens e Rock´n´Roll

nomades digitais brasileiros Sexo, Viagens e Rock´n´Roll
Sexo, Viagens e Rock’n’Roll.

Fabio Mesquita e Andira Medeiros se conheceram online quando ela o entrevistou em 2014. Depois que se encontraram passaram a viajar juntos e trabalhar num projeto em comum, o Sexo, Viagens e Rock n Roll.

Passaram juntos por 18 países: Brasil, Inglaterra, Marrocos, Espanha, Portugal, Itália, Croácia, Montenegro, Bósnia e Herzegovina, Kosovo, Macedônia, Bulgária, Turquia, Rússia, Tailândia, Malásia, Cingapura e Indonésia. Fábio já acumula cerca de 50 países visitados em suas viagens solo.

   
   

A última postagem nas redes sociais é de 2016, quando o visto de Andira venceu e ela voltou da Tailândia, onde Fábio ficou, para o Brasil. Embora não tenha sido atualizado após isso, somente nas redes sociais individuais, há muito conteúdo bacana para ler no Facebook.

Dicas => Para se hospedar em hostel

 

Pequenos Monstros

nomades digitais brasileiros Pequenos Monstros
Pequenos Monstros conta as aventuras do casal e seus cachorros.

Felipe Pacheco, Debbie Corrano, Luca e Lisa são um casal e seu dois cachorros que não largaram tudo para viajar, mas vivem há 18 meses na estrada com seus animais de estimação. Suas histórias estão no canal do youtube Pequenos Monstros.

Nos vídeos eles contam sobre o dia a dia como nômades digitais, as viagens, trabalho remoto, e todos os perrengues e alegrias de morar uma temporada em cada país do mundo. Assim como o anterior, o canal não tem atualizações recentes, mas bastante conteúdo para ajudar.

Inspiração => Vídeos de Viagens

 

Pra ver o mundo

nomades digitais brasileiros Pra ver o mundo
Pra ver o mundo.

João e Natasha são autores do blog Pra Ver em Londres, mas a paixão por viajar atravessou as fronteiras e hoje escrevem sobre outros destinos no Pra Ver no Mundo, enquanto trabalham na agência que criaram, a London Press.

O blog nasceu em 2010, quando o casal foi fazer um intercâmbio em Londres. Depois disso passaram a viajar e ver em diferentes países. Além de uma área dedicada a Londres, no blog há matérias de diversos destinos visitados por eles e histórias curiosas como quando foram furtado na Itália e recuperaram as bikes roubadas.

Como funciona => Seguro viagem para cartão de crédito

 

Travel and Share

nomades digitais brasileiros Travel and Share
Travel and Share.

Mirella Rabelo e Rômulo Wolff largaram seus empregos tradicionais para fazer uma volta ao mundo de carro em 3 anos, enquanto trabalham produzindo vídeos diários para seu canal no Youtube. As histórias estão no site Travel and Share.

No site há diversas matérias sobre os destinos visitados, as viagens feitas por eles de motorhome, as comidas típicas pelo mundo e, claro, sobre como é o trabalho online. Há ainda diversos cursos como o curso de edição de vídeos.

Descubra => Como viajar com pouco dinheiro

 

Diário Nômade

nomades digitais brasileiros Diário Nômade
Diário Nômade.

Thaisy e Roger se conheceram em um mochilão na Bolívia, casaram nos Estados Unidos e a paixão pelas viagens os levaram a se tornar Nômades Digitais, trabalham online ao redor do mundo e descrevem suas aventuras no Diário Nômade.

Além de artigos sobre os lugares que já visitaram e moraram, contam mais sobre a vida de nômades digitais, com as alegrias e dificuldades nesses anos. O site está com pouca atualização mais recente, mas nas redes sociais há mais movimentação.

Como funciona => Trabalho por hospedagem

 

Como aprender mais sobre as profissões ao redor do mundo

Cada vez mais existem nômades digitais contando suas histórias nos próprios sites ou entrevistas por toda a internet, além de cursos para quem não tem ideia de como começar.

Já o blog O Nome Disso é Mundo está fazendo uma série de entrevistas em formato de Podcast, convidando os nômades digitais para contar suas histórias de vida e como chegaram a esse mundo.

Curioso sobre os nômades digitais brasileiros? Conhece algum que não está na lista? Também tem um projeto para compartilhar?

Você é nômade digital? Então compartilhe seu conhecimento!!! Sonha com essa vida? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo!!!

Até + !!!

 

ESCRITO POR

Guilherme Tetamanti

ESCRITO POR

Guilherme Tetamanti

Paulistano de 39 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

Organize sua viagem

10 dicas para você
planejar sua viagem

Separamos as principais ofertas dos nossos parceiros para você economizar.
Clique nos itens abaixo e confira:

Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes de Viagem

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Ingressos

Reserve as entradas para tours, atividades e espetáculos

 

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Icone
Passagens Aéreas

Compre passagens com até 35% off e pgto parcelado

#01
Icone
Onde Ficar

Reserve o hotel pelo Booking, com cancelamento grátis

#02
Icone
Passeios e Tours

Reserve atividades e atrações ao redor do mundo

#03
Icone
Seguro Viagem

Até 20% off e pagamento em até 12x sem juros

#04
Icone
Aluguel de Carro

Reserve com desconto em até 12x sem juros

#05
Icone
Pacotes de Viagem

Viagens nacionais e internacionais em até 12x sem juros

#06
Icone
Ingressos

Reserve as entradas para tours, atividades e espetáculos

 

#07
Icone
Chip de Internet

A melhor conexão 4G no exterior, pelo menor preço

#08
Icone
Problema com Voo?

Seja indenizado pelo atraso ou cancelamento

#09
Icone
Câmbio

Precisa de moeda estrangeira e gostaria de receber em casa?

#10
Quero Viajar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do post

  1. juan charles

    olá, tetamanti! como vai? te acompanho a um tempo nas redes sociais , seu trabalho e sensacional e conheci sua matéria de volta ao mundo e me inspiro muito nela, desde o segundo semestre de 2018 venho fazendo umas economias para uma viajem de volta ao mundo, com um intuito de produzir um documentário audiovisual com dicas e histórias de quem decide viajar o mundo, pois sei que é um grande tabu ainda hoje, pra que pra que possa ajudar pessoas a desvendar esse " GRANDE MISTÉRIO" e fazer dessa viajem o ponto de partida pra minha mais nova forma de levar a vida profissionalmente , e aqui é o ponto ! encontro grandes dificuldades de não saber com precisão qual o caminho trilhar, conheço um pouco da sua historia e sei do seu desenvolvimento e me inspiro nela. um grande abraço !

  2. Guilherme Tetamanti

    Oi Juan, bem e por aí? Fico feliz que minha história seja fonte de inspiração. Realmente é difícil começar, mas como todo sonho é preciso ter perseverança para realizá-lo. Hoje existem maneiras para aprender mais rápido, eu mesmo ajudei a organizar a Travel Conference, maior conferência de criadores de conteúdo de viagem do Brasil. Recomendo que você esteja presente :) Abraços

  3. MARCELO

    OTIMO ARTIGO PARABENS ,NOMADE DIGITAL VEJO COMO UMA LIBERDADE DE VIDA A QUALQUER LUGAR DO MUNDO COM APENAS UM COMPUTADOR , NAO HA COISA MELHOR QUE ISSO.

  4. Luiza

    Sim, muitos não possuem blog! Eu, meu marido e nosso filho pequeno vivemos essa vida de trabalhar online e viajar desde 2012. Trabalhamos com várias coisas ao mesmo tempo, produtos e serviços...

  5. Lorena Nunes

    Oi Guilherme... então... tenho essa "coceira" para conhecer o mundo..mas diferente de todos aqui mina área de atuação é bem específica... sou dentista ..adoro viajar e qnd fico muito tempo em casa... por mais que more em Fortaleza... fico me sentindo presa, sem motivação e acabo perdendo o foco... acho que nasci p viajar e se vc me perguntar tenho vontade de conhecer um pouco de cada lugar do mundo... queria dicas do que posso fazer na estrada se conseguir juntar uma grana p começar a viagem... tenho um marido com um bar, casa e carros financiados.. . Mas minha conta de é de jogar td p o alto... ser a que sou normal?? Tenho td que poderia pedir a Deus mas quero viajar mais, saber mais..conhcer mais...

  6. Guilherme Tetamanti

    Oi Lorena, Sei bem como é, já passei por essa situação e foi essa falta de motivação que me fez chegar até aqui. Claro que não é o caminho de todos, e com o tempo percebi que não apenas profissionais do turismo, blogueiros e afins, podem viver uma vida cheia de viagens. A grande questão é, PRIORIDADES. Se o que você quer é viajar mais, faça disso sua prioridade. Diminua seus gastos com salão de beleza, conta de celular, jantares, carros e tudo o que não for realmente essencial para sua vida. Coloque todos os seus gastos numa planilha financeira e saberá para onde está indo seu dinheiro, será mais fácil eliminar despesas. Não adianta sonhar e continuar fazendo as coisas da mesma maneira, esperando resultados diferentes! Espero que ajude :) Abraços

  7. Lilian Neves

    Guilherme , Seu trabalho continua muito bacana, e porque não dizer, fazendo gente criativa se conectar e compartilhar experiências incríveis. Vendo os perfis, constatei que são todos jovens, e representam uma nova tendência no competitivo e globalizado mercado de trabalho. Encantador isso. Talvez dentre os nômades digitais o pessoal da minha geração não esteja presente pois trilhou caminhos mais convencionais, e o máximo que se permite hoje é desfrutar de um road numa moto nos finais de semana (os que tiveram condições de comprar esse delicioso item de aventura "easy rider". Ou será que as dificuldades com o mundo virtual intimidam? Em setembro do ano passado, conclui mais um ciclo, ao me aposentar. E desde então, busco novas alternativas para viver outras opções de conhecer novos lugares e pessoas, e compartilhar vivências . Gostei do modelo nômades digitais. Inclui na minha lista. Sucesso a todos vocês , e boa jornada pela Europa. Abraço, Lilian

  8. Guilherme Tetamanti

    Oi Lilian, Exato, é outro modelo que a poucos anos nem poderia ser cogitado, mas hoje está se fortalecendo a cada dia. São dois lados da moeda, pois a grande maioria dos nômades digitais vive um estilo de vida minimalista, onde comprar uma moto seria totalmente inviável. Enfim, fico feliz que o assunto interesse outras gerações e nessa nova fase você possa desfrutar de todas essas experiências que procura. Mais uma vez obrigado pela visita!! Abraços

  9. Raphael Rotta

    Oi, Guilherme! Tudo certo? Muito legal a matéria, parabéns. Tenho um interesse especial no assunto "nomadismo digital", pois eu e minha namorada estamos, há 5 meses, nos arriscando nessa vida que, já deu pra perceber, não é mesmo esse mundo colorido que muita gente imagina - me identifiquei muito com a primeira parte do seu texto: estamos tentando conciliar um mochilão pelo sudeste asiático com um portal de conteúdo e uma consultoria de planejamento de viagens, então dá pra imaginar que faltam horas no nosso dia. Parabéns pelo trabalho de forma geral, cara. Já acompanhava no Instagram, confesso que conhecia pouco do site, mas você acaba de ganhar mais um leitor! :) Abraço e boa viagem pela Europa!

  10. Guilherme Tetamanti

    Fala Rapha, blz e aí? Tenho acompanhado um pouco de sua viagem. Não tem jeito, se é o que vocês querem, tem que trabalhar muito, durante a viagem e principalmente tirar um tempo só para o crescimento do projeto, após a viagem. Eu só consegui algum sucesso depois que parei kkkk Obrigado pela visita e comentário. Boa viagem e sucesso com o projeto. Abração

  11. Natalie Deduck

    Parabéns pelo artigo, muito legal Guilherme!! Mas tenho que te dizer que o número de brasileiros nômades digitais é bem maior do que imaginamos, muitos não trabalham com blogs ou websites, o que torna mais difícil encontrar e traçar o perfil desse pessoal. Já cruzei com designers, arquitetos, IT developers, vídeo makers, várias profissões e trabalhos que que podem ser realizados remotamente... Acredito no nomadismo como uma tendência não só de estilo de vida, mas de profissão e economia... Há um ano e meio eu e meu esposo estamos na estrada, e não temos planos de voltar ao Brasil ou para a "normal" rotina de trabalho... Valeu pela matéria, abraços, Natalie :-D

  12. Guilherme Tetamanti

    Oi Natalie, Hummm, agora lembrei, já conhecia o projeto de vocês. É verdade, é praticamente impossível fazer um levantamento desses com tantas profissões que podem ser feitas remotamente, mas que não precisam de divulgação. A intenção do post foi essa mesmo, tentar encontrar mais gente para entender melhor a situação. Obrigado pela visita e participação :) Sucesso por aí!

  13. Rafael Incao

    Poxa Gui... Uma Honra ser citado no seu blog. Acompanho seu trabalho bem antes de me tornar efetivamente um nômade digital (e você sabe disso), e posso dizer sem nenhum puxa-saquismo que seu blog é uma das maiores referências em viagem pra mim, assim como pra diversos viajantes.

  14. Guilherme Tetamanti

    Grande Rafa, A melhor parte de tudo isso são as amizades que vão se formando, e apesar ter termos nos visto poucas vezes, sei que teremos muitas histórias pra contar. A gente vai se encontrar muito ao redor do mundo. Abraços meu velho