Início / Top 10 / 10 erros que fazem qualquer viajante parecer um idiota

10 erros que fazem qualquer viajante parecer um idiota

Meu amigo leitor, minha linda leitora, estou aqui relembrando alguns dos perrengues que surgiram em minha vida de viajante por causa da falta de experiência em organizar viagens. Muitas das histórias que vou contar aconteceram de fato comigo, outras com amigos ou alguém que entrou em contato através do blog.

Todos sempre querem saber o que aconteceu de errado, as dificuldades, desafios, principalmente quando converso sobre minha viagem de volta ao mundo. Para mim, essas experiências são a melhor maneira de descobrir como evitar problemas em futuras viagens, e conseguir mostrar para vocês como fazer para não cometer os mesmos erros que acabei vivenciando.

Artigo => Como encontrar as melhores ofertas de hotéis no Booking.com

As 10 principais dicas e segredos para acumular milhas aéreas

Pode-se dizer que esses estão entre os erros mais cometidos por turistas, que provavelmente não arruinarão uma viagem, mas podem causar estresse no momento que mais precisamos relaxar. Para resolver a situação, quase sempre será necessário gastar mais dinheiro do que o necessário, além de perder valiosos minutos de suas férias. São coisas tão fáceis de evitar, que me deixaram com a sensação de ser um completo idiota.

 

10 erros comuns entre viajantes

Erros em viagens internacionais.
Mantenha seu passaporte sempre em boas condições.

Esquecer / descuidar do passaporte | Depois que terminei a volta ao mundo, em agosto de 2012, decidi focar minhas viagens para conhecer melhor o nosso Brasil. Tive a chance de visitar vários destinos como o Jalapão, Guarda do Embaú, Blumenau, Rio de Janeiro, Caraíva, Praia da Pipa e acabei ficando acostumado a viajar sem precisar do passaporte. Quando fui para Barbados, fiz todo o check-list do que iria precisar: roupas, eletrônicos e outros equipamentos, masssssss…lembrei do passaporte apenas na fila do check-in. A sorte é que minha mãe é uma santa e chegou 10 minutos antes de fecharem o embarque.

Na Tailândia, uma moça francesa que viajava comigo não teve tanta sorte, quando estávamos atravessando a pé a fronteira para chegar ao Camboja. Entrei na fila, mostrei meus documentos e paguei a taxa, mas percebi que algo de errado aconteceu com ela. Resumindo, não aceitaram seu passaporte, pois uma das páginas estava solta e não havia o que fazer. Teve que voltar a Bangkok e procurar a embaixada francesa para emitir um novo passaporte.

Tome sempre muito cuidado com seu passaporte, compre uma capa e evite deixá-lo com estranhos. Exemplo, é muito comum no Sudeste Asiático pedirem seu passaporte quando aluga-se um carro ou moto, como garantia. Diga que é seu único documento e tente ao máximo encontrar outra alternativa. Se não for possível, confira página por página quando pegá-lo de volta.

 

Pensar que no 1° mundo não existe perigo | É comum ouvir histórias de turistas que foram aos Estados Unidos ou países da Europa e passaram por perrengues, principalmente pequenos furtos. É um grande erro pensar que durante as férias nada pode acontecer, mas muitos relaxam e esquecem de cuidados básicos, como deixar a bolsa/mochila nas costas quando estão dentro de algum transporte público.

Tenho uma amiga que perdeu três mil euros em dinheiro e todos os cartões, ou seja, toda a grana que havia reservado para a viagem na Europa, logo no primeiro dia no metrô de Paris. Sorte que tinha um amigo na cidade que emprestou dinheiro até que conseguisse dinheiro com o banco. Fora o cuidado de sempre deixar meus pertences bem perto, separo dinheiro e cartões em diferentes lugares, para evitar mais dor de cabeça caso seja roubado.

Vai viajar? => Saiba as reais vantagens de contratar um seguro de viagem

 

Os erros mais comuns entre viajantes.
Imagina ter que se localizar através desse bilhete de trem.

Perder o avião / ônibus / trem | Vai me dizer que nunca perdeu o horário do embarque??? Comigo foram pouquíssimas vezes, me lembro claramente só de duas, mas os perrengues poderiam ter sido tão grandes, que agora me programo mais ainda para chegar a tempo e, principalmente, ter todas as informações corretas antes de chegar no terminal.

Minha experiência com trens no Egito foi bastante incomum. A ferrovia corta o país de norte a sul, sendo muito utilizada por turistas com destino a Luxor e Aswan. A maneira mais segura e confortável de fazer o trajeto que dura 12 horas, é o sleeper train, ou trem dormitório que é exclusivo para viajantes estrangeiros. O inconveniente!!! Custa cinco vezes mais caro que a primeira classe do trem convencional. Como estava viajando o mundo, cada dólar economizado vale a pena, então decidi viajar com os locais.

Depois de pesquisar na internet, consegui comprar a passagem convencional, que não é vendida para turistas nas estações. Fora o perrengue da ida, quando quase não aceitarem o comprovante de pagamento que estava em meu smartphone (o conferente não falava inglês e queria o papel impresso), a volta foi o caos. Os números do alfabeto árabe são diferentes e difíceis de identificar, então pedi ajuda para localizar o trem. Um funcionário da estação indicou a plataforma errada e acabei perdendo o trem de volta para Cairo. Imagina resolver isso sem haver ninguém que falasse um bom inglês! Botei a culpa no funcionário e acabaram me colocando no próximo trem.

 

Utilizar apenas uma fonte de informação | Lembra quando perdi o trem no Egito??? Será que teria mesmo perdido se tivesse perguntando para mais alguém??? Provavelmente não, então sempre procuro duas ou mais fontes de informação, seja para algo do dia-a-dia, reserva de hotel, dica de passeio, qualquer coisa. É mais trabalhoso, mas também garantia de fazer a coisa certa.

 

Maiores esses de turistas.
Meu brother Renato, minhas mochilas e nosso excesso de bagagem.

Excesso de bagagem | Parece que já virou consenso e vejo muita gente pagando pelo excesso de bagagem por não saber se planejar. É chato mesmo, são tantas regras diferentes, voos nacionais e internacionais, fora o inconveniente de carregar um trambolho de mala pra lá e pra cá. Gastar dinheiro pelo excesso de bagagem é ruim, mas a chateação de carregar muita coisa é bem pior.

Vai viajar e não contratou seu Seguro Viagem?
 

Hoje já me acostumei e viajo quase sempre somente com a bagagem de mão, com roupa suficiente somente para uma semana, mas não foi sempre assim. Carreguei muita coisa durante parte da volta ao mundo, roupas para durar mais de um mês, o que acabava atrapalhando mais do que ajudando. Perdi a conta de vans, ônibus e barcos que peguei e sofria para levar minhas duas mochilas. Fora os voos internos, geralmente em cias aéreas low cost, que muitas vezes cobram mais caro para levar a bagagem do que o passageiro.

 

Gastar dinheiro com roaming internacional | Na minha opinião esse é o pior de todos os erros, que muita gente já se sentiu um tremendo idiota quando recebeu a fatura do celular. Já ouvi casos de pessoas que tiveram que pagar mais de dois mil reais.

Hoje todos sabem que existe wi-fi grátis em qualquer estabelecimento, hotéis, cafés, bares, restaurantes, e somente quem não liga para dinheiro fará uma ligação pelo celular. Quando preciso estar conectado o tempo todo, compro um chip de celular com internet, bem mais barato e resolve o problema.

 

Principais erros de viajantes.
Fronteira Laos – Tailândia.

Não providenciar vistos e vacinas | As companhias aéreas geralmente checam a documentação do passageiro antes do embarque, principalmente para voos internacionais, mas podem acontecer falhas. Conheci um brasileiro que comprou passagem para o Vietnã, partindo de Phnom Penh, uma das principais cidades do Camboja. Depois de desembarcar do avião, passou pela imigração e descobriu que precisaria ter tirado o visto antecipadamente, processo que demora alguns dias. Tinha apenas poucos dias para conhecer o Vietnã e acabou indo direto para a Tailândia, perdendo tempo e dinheiro.

O certificado internacional de vacinação também precisa estar em dia, pois muitos países exigem a vacina contra a febre amarela para liberar o viajante. Quando entrei na Tailândia, vi um turista sendo barrado, pois não tinha o certificado internacional, somente a carteirinha de seu país de origem.

 

Deixar a hospedagem para a última hora | Já viajei muito deixando para reservar o hotel momentos antes de embarcar no voo, algumas vezes até mesmo na sala de embarque. Outras vezes reservei com vendedores nos barquinhos que fazem o trajeto nas ilhas da Tailândia. Na maioria delas deu certo, mas nem sempre é a melhor opção.

Numa dessas vezes cheguei em Big Island, a maior ilha do Hawaii, sem a reserva do hotel. Não tinha pesquisado quase nada, pois achei que seria tudo bem fácil como foi em Oahu, a ilha com melhor estrutura. Desembarquei e descobri que estava acontecendo o Iron Man, o evento de triathlon mais concorrido do mundo. Não havia nada disponível, nem hotéis, nem carros para alugar. Fiquei umas duas horas desolado em frente ao aeroporto, sem saber o que fazer. Minha sorte: encontrei três amigos com mochilas nas costas e pedi ajuda…acabei alugando o carro que eles haviam reservado e passamos a semana viajando juntos.

 

O que pode dar errado em viagens.
Escolher muitos destinos é um erro comum.

Tentar conhecer tudo em poucos dias | Eu entendo a ansiedade de alguém que vai pela primeira vez a Europa. São 20 dias de viagem e mais de 10 cidades no roteiro, quer conhecer vários lugares e dizer que passou por ali. Será que vale mesmo a pena viajar assim??? Já fiz isso e digo que não, pois é mais caro e menos produtivo.

Sempre que chego em algum lugar, não importa se forem pessoas da família, amigos do colégio ou gente que conheci por causa do blog…o assunto sempre termina em viagem. Conheço gente que tem mais e menos experiência do que eu, sobre Europa por exemplo. Me sinto um idiota quando passei rapidamente por alguma cidade e perguntam:

– Você conheceu tal lugar em Londres??? É imperdível!!!

Pensando na viagem e não sabe como começar?
"Quero Viajar Mais", o livro, por R$ 14,95 »
Ganhe 10% OFF no Seguro Viagem + bônus!
 

– Foi naquele que é o melhor museu de Amsterdam???

Não, não conheço. Apenas passei pela cidade e sou um idiota!!!

 

Preguiça e falta de planejamento | Quase todos os erros partem da preguiça para planejar algum aspecto da viagem. Preguiça de acordar cedo, pesquisar, pedir informação…enfim, pecar em algum aspecto do planejamento. Claro que nem tudo precisa ser feito nos mínimos detalhes, até já escrevi que durante uma viagem também é importante dar chances ao desconhecido.

No final das costas todos aprendem mesmo na prática, mas acredito que ter contato com outras experiências pode sim ajudar a evitar perrengues, sabendo o que pode dar errado numa viagem. Afinal, ninguém gosta de saber que naquele momento, fez papel de um completo idiota.

 

Quais os seus maiores erros como turista?

Quando criei o projeto viagem de volta ao mundo em 365 posts sabia que a viagem seria o estalo para transformar toda a minha vida. Ainda não tive a noção exata da dimensão de tudo, mas já consigo ter uma boa ideia de como funciona a rotina de um viajante. Este é o 350º artigo, veja também outras curiosidades sobre a viagem:


Fazendo sua reserva através dos links parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, VOCÊ NÃO PAGA TAXAS EXTRAS, e dessa forma monetizamos nosso trabalho. Se houver dúvida, leia as políticas do blog, ou deixe um comentário.

Planeje sua viagem => Dicas para encontrar melhores ofertas no Booking.com

Aluguel de Carros | Passagens Aéreas | Passeios e Tours | Seguro de Viagem


Você imagina outros erros comuns de viajantes? Gostaria de compartilhar suas histórias?

Deixe seu comentário abaixo!!!

Até + !!!

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Guilherme Tetamanti

Paulistano de 35 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

32 Comentários

  1. Eu me sinto perdido quando estou em outro fuso horário muito diferente, por exemplo o Japão.
    Por alguns motivos profissionais, não posso mudar o horário do meu computador e celular, então eles sempre ficam no horário brasileiro.

    Certa vez, na véspera da viagem de volta, botei os alarmes para o celular, agendei a corrida de taxi pra chegar até o aeroporto…. E qdo vi, estava fazendo tudo 12 horas adiantado… rs
    Por sorte, adiantado… E não atrasado…

    Senão.. Já teria perdido o avião… rs

    Grande abraço!

  2. Saudaçoes de Portugal!

    Estou a iniciar um blog sobre turismo e hotelaria em Portugal, mais precisamente no Porto e Norte de Portugal…e adorei ler o seu blog.

    A escrita muito boa e posts muito oportunos e com optimas dicas!

    Continuação de boas viagens 🙂

    Se tiver curiosidade de ver o que se passa por Portugal passem no meu blog.

    https://aboutsimplylife.wordpress.com/

  3. Boas dicas! Todas importantes. Esses erros são mais comuns do que parece e atrapalham bastante quando se realizam.

    Acho que o mais importante é se planejar. Isso já evita uma porção de desdobramentos ruins na viagem.

  4. Mundo de Viajante

    Puts, perder o horário!!! Uma vez eu estava indo de trem do interior à Berlim, onde pegaria meu voo para Paris. Querendo economizar, comprei um ticket que exigia várias trocas de trem. Como falo zero de alemão e nada era em inglês, a única forma que me restou para usar como guia eram os horários de chegada e saída de cada estação. Acontece que eu estava sem relógio de pulso e a bateria do meu celular resolveu acabar. Olha que maravilha! Resultado: desci na estação errada e tive que comprar outra passagem de trem. Pena que essa nova passagem só chegaria ao aeroporto 1hr depois do horário de partida do meu voo…
    Outro perrengue foi nessa mesma viagem, mas em Paris. Esse foi muito erro de principiante! Era a minha primeira viagem internacional sozinha e a ideia era ir de metrô até o hostel. Só que eu nem me dei ao trabalho de pesquisar qual era a estação mais próxima e nem outros pontos de referência. Apenas anotei o endereço do hotel, achando que qualquer um olharia e saberia me dizer como chegar lá (desde o aeroporto!). Pra ajudar, claro, saí do Brasil com tudo o que eu podia carregar: 2 malas gigantes de uns 30kg cada.
    Ainda bem que a gente aprende! 😀

    Se quiser saber um pouco mais das minhas outras aventuras e experiências, passa lá no meu blog também 😉
    Parabéns pelo blog cheio de posts interessantes e especialmente por esse aqui, que me rendeu uns sorrisos gostosos!

    Abraços, Mayumi.

  5. Paulo Costa

    Tenho uma certa experiência em viagens internacionais e sempre viajo por conta própria, consultando guias, sites, informações com amigos, etc. Na medida em que viajamos assim, acabamos por ficar confiantes demais e às vezes somos pegos de surpresa. Exemplo disso. Viajando no Norte da Italia, com passes de trem. Planejei fazer uma parada entre Veneza e Milão no Lago de Garda.Ocorre que o tempo da parada do trem na estação foi muito curto e nós (mimha mulher e filho) não conseguimos sair a tempo. Imagina se um dos três se separasse? (Nestes casos já somos orientados a descer na próxima estação e aguardar a chegada do “esquecido”). Outra vez, ao chegar em Praga, vindo de Berlim, descemos na estação errada e ficamos um bom tempo para descobrir que aquela não era a estação principal. Enfim, quanto mais pesquisa e informação melhor. Para mim, tão bom quanto viajar, é planejar. Nestas pesquisas aprendemos muito e a curiosidade só aumenta.

    • Oi Paulo,

      Incrível seu relato, realmente quando chega a experiência muitas vezes ficamos mais desligados. Por outro lado, sabemos como proceder.

      Imagino você depois de descobrir que estava na estação errada kkkk

      Abraços e obrigado pela visita!!

  6. Quando reservei meu hotel em Bariloche não prestei atenção que ele era conectado à outro que ficava na rua que o ônibus vindo da Rodoviária passava ( e que o ponto de desembarque era em frente ao hotel conectado). Pois bem, a entrada do meu hotel era em uma rua paralela à do outro hotel e as opções para chegar até lá do ponto do ônibus eram: uma mega escada ou uma ladeira daquelas… Com malas pesadas ficava difícil… Pegamos um táxi q só subiu a ladeira e pronto. Demoramos mais para colocar e tirar as malas do táxi do q nele.. E gastamos um dinheiro a toa… Aff

    • kkkkkk,

      Isso já aconteceu muito comigo Débora, foi aí que decidi viajar mais leve, sem despachar bagagem. Hoje levo só uma mochila, fico com as mesmas roupas nas fotos, mas é muito mais confortável para viajar.

      Logo mais farei um post/vídeo sobre isso, mostrando como viajei por 1 mês pela África do Sul 🙂

      Obrigado pela visita!

  7. Dois micos. Fui um dia antes para o aeroporto de sao gonçalo/RN e voltando sozinha de um jantar em Paris, não reconheci a rua do hotel por nao ter placa. Subi e desci…finalmente peguei um taxi e mostrei o endereço do hotel. O motorista só fez o retorno e me deixou na porta do hotel. Ainda me chamo de idiota por isto…rsrs

  8. Já quase cai na “Putz, passaporte vencido” 🙁

  9. Parabéns , muito bem escrito, pode ajudar muitos viajantes. Na nossa última viagem pela Jordânia, apesar de todos os cuidados com alimentação, acabei passando uma noite com meu marido tomando soro num hospital horrível, perto de Petra. No final deu tudo certo, até conselhos de beduínos nós deram , como agasalhar a barriga, rsrsrs. . Sempre viajamos com seguro saúde , mas lá era tudo em árabe e pagamos pelo tratamento, super barato, os recibos para reembolso vieram em árabe. Sempre carregamos muitos remédios, mas dessa vez tivemos que comprar mais alguns . Abracos

    • Oi Beatriz,

      Sempre temos que ter o seguro saúde, é o principal antes de viajar.

      Fico feliz que tudo deu certo, e essa experiência tenha virado apenas um perrengue de viagem 🙂

      Obrigado pela visita!

      Abraços

  10. Sou que nem a Carol e tb nunca passei por esses perrengues, mas já salvei amigos em alguns casos acima!

  11. Puutss.. na minha última viagem esqueci de desbloquear o cartão para viagem internacional. Cheguei em Santiago e não conseguia sacar dinheiro e nem comprar nada. Ligar para a centrar, como indicado no cartão, também foi impossível. Dizia para fazer a chamada à cobrar, mas ninguém no aeroporto conseguiu me ajudar. Sorte que o Rafa me emprestou uma grana, se não eu tava no aeroporto até hoje…

    No fim consegui desbloquear pelo site – enquanto meu pai me falava meu token por facetime… super empenho!!

    • Heheh,

      Essa não tinha lembrado, mas deve ser bem frequente mesmo. Na Espanha um de meus cartões parou de funcionar, depois descobri que foi por isso. Sorte que tenho outros.

      Obrigado pela dica. Abraços 🙂

  12. Meu sonho é fazer volta ao mundo, preciso de patrocinio claro!…rsrs…mas vou realizar esse sonho ainda.

  13. Eu sempre me cuido muito, sou bem atento com tudo, mas em Lima, estávamos em Miraflores, bairro nobre de Lima que passa muita segurança. Passamos o fim de tarde todo bebendo Cusqueña, aí já viu. Sei lá que horas da noite, “borrachos”, fomos pra onde não devíamos… Resultado: sem documentos, com 100 dólares a menos e as 3 da madruga na delegacia, pior, com voo saindo pra Cusco as 6 hrs… No fim deu quase tudo certo.

    Em Medellin, tínhamos um voo pra Cartagena, as 15:00 horas, acordamos cedo e fomos para o interessante Parque Explora, lá é cheio de “brinquedos” bem legais (é um museu cientifico, interativo) empolgado com tudo, mesmo com o alerta de minha namo, acabamos saindo de lá meio dia… E quando você está apertado no horário, já sabe né… Lei de Murfhy… Uma obra na estrada nos deixou parados 30 minutos. Chegamos no aeroporto e tivemos que comprar um novo voo, já que aquele já era… e por 20 minutos, se eu soubesse tinha brincado mais la no Explora, rsrsr.

  14. Muito bom, parabéns 🙂

  15. Eu sou mega atrapalhada, ainda mais quando viajo sozinha. Já perdi passeio reservado pq confundi dia da semana, perdi voo pq a passagem estava no nome não foi certo, e fui pra aeroporto errado.

    Mas no fim sempre da tudo certo haahaha.

  16. Oi Gui, acho que sou meio neurótica e não passei por nenhum destes… Mas o post serve como um bom check list.
    Pra não dizer que não passei, teve uma vez q tava com viagem marcada para a Argentina e com o passaporte com menos de 6 meses de validade e a identidade com mais de 10 anos. Resolvi providenciar um passaporte de última hora e tive que chorar para o delegado da Polícia Federal para ele me dar prioridade, pois faltava menos de uma semana para a viagem e eu não queria correr o risco de encrencarem com os meus documentos. 😉 Nesta mesma viagem um amigo chegou no aeroporto com o passaporte antigo, na hora de pegar na gaveta, ele pegou um vencido!! Ainda bem que ele tinha um colega de apartamento que levou correndo para ele, igual a sua mãe. kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *