Início / Europa / Portugal / Emprego em Portugal: como procurar, vagas, sites, salários…

Emprego em Portugal: como procurar, vagas, sites, salários…

Procurar emprego em Portugal não tem sido tarefa difícil, atualmente. O país está saindo de uma crise que teve seu ponto máximo em 2013. Logo, depois desse ápice, o desemprego vem diminuindo consideravelmente a cada ano. Tal fato, por consequência, faz com que haja um efeito direto no aumento de vagas para trabalhar em Portugal.

Para encontrar emprego em Portugal para brasileiros é preciso seguir alguns passos, como consultar sites específicos, agências e saber os salários de cada região. Tudo isso você verá agora. Confira!

Planeje seu viagem => Melhores hotéis em Portugal

Quanto custa o seguro viagem para a Europa?

 

Emprego em Portugal para brasileiros

Para um brasileiro que pretende entrar no mercado de trabalho português há várias formas de se fazer isso. Uma delas é sendo convidado para trabalhar numa empresa local. Eventualmente, algumas pessoas conseguem uma proposta e vêm pra Portugal nessa condição. Porém, além dessa, existem outras tantas formas legalmente possíveis de conseguir emprego aqui: como estudante ou com permissão para trabalho.

Leia também => Melhores dicas de viagem para Portugal

 

Vagas de trabalho em Portugal

Emprego em Portugal para brasileiros

Antes de mais nada, convém dar uma olhada no cenário do mercado de trabalho português. Dados da Eurostat, o Centro de Estatísticas Europeias, dão conta de que de 2013 a 2017, Portugal saiu de uma taxa de desemprego 17,5% para apenas 7,8%.

Ou seja, uma redução de quase 10 pontos percentuais apenas 5 anos, isso é algo realmente excepcional. Em janeiro de 2013 aqui existiam 909 mil pessoas à procura de emprego, em dezembro 2017 esse número chegou aos 411 mil desempregados.

Hoje, assim como em toda a Europa, Portugal é o destino de um grande número de imigrantes à procura de emprego. O país registrou um ligeiro aumento na quantidade de imigrantes no seu território em 2017, isso depois de uma queda consecutiva na vinda de imigrantes nos anos de 2013 a 2016.

Veja abaixo o gráfico interativo de como tem se comportado o mercado de trabalho em Portugal. Fiz uma comparação da quantidade de estrangeiros em Portugal frente à quantidade de desempregados em geral desde janeiro e 2013 até dezembro de 2017. Os dados são da Pordata, a Base de Dados de Portugal, e Eurostat.

Dada à recuperação da estabilidade política e econômica do Estado português, o número de imigrantes tende a aumentar nos próximos anos. Contudo, isso não criará um cenário que dificulte a empregabilidade nas terras lusitanas.

Pôr do sol => Passeio de veleiro no final da tarde em Lisboa

 

Trabalhador autônomo ou empregado

Assim como em qualquer outro país há duas formas básicas de se trabalhar em Portugal. A primeira modalidade é como simples empregado, “trabalhador por conta de outrem”. A segunda forma é como autônomo, o que aqui se denomina de “trabalhador por conta própria”.

Tudo é muito semelhante ao que se dá no Brasil. Os trabalhadores por conta própria, por exemplo, geralmente recebem seus pagamentos através do chamam em Portugal de recibos verdes. Nesses tipos de recibos são retidos alguns impostos, incluindo previdência social.

As características dos empregos para quem trabalha por conta de outrem também são muito similares as brasileiras. A jornada de trabalho é semanal, com direito a folga, férias, seguro desemprego etc.

Combo => Ônibus turísticos + Barco + Adega em Lisboa

 

Como trabalhar em Portugal

Como trabalhar em Portugal

As dicas que vou dar aqui são fruto do estudo que eu fiz antes de me mudar para cá. Antes de tudo, alerto que a melhor forma de conseguir um bom emprego em Portugal é vindo legalmente.

Há muita gente sugerindo que as pessoas venham tentar a vida aqui na base da sorte. É bom ter cuidado, Portugal é um país bastante acolhedor e ótimo de se viver, porém o fato de se estar ilegalmente aqui, assim como em qualquer outro país, pode gerar uma série de problemas difíceis de se contornar.

Dúvida => Fazer seguro viagem ou não?

 

Como trabalhar em Portugal legalmente

Ao contrário do que se parece, conseguir uma autorização de residência (visto) para morar e trabalhar em Portugal não é tão difícil.

O consulado de Portugal no Brasil orienta que os requerentes de autorização de residência procurem as sedes consulares por conta própria. De acordo com as autoridades portuguesas, não há necessidade de se recorrer a consultorias para isso.

Porém, essa questão fica a critério de cada pessoa. Há quem prefira contratar alguém só para poupar trabalho, ou senão, porque simplesmente não gosta de tratar de coisas burocráticas.

Ainda com dúvidas sobre as atrações turísticas?
 

Passo a passo => Como comprar seguro viagem barato?

 

Morar em Portugal emprego garantido

Provavelmente a opção mais segura é vir para cá à convite de uma empresa. Não raro, alguns brasileiros conseguem se mudar para Portugal por que foram convidados à exercer atividade profissional subordinada.

Nesses casos, há três hipóteses, por meio de contrato de trabalho ou promessa de contrato de trabalho, ou ainda tenham uma simples manifestação de interesse da empresa.

Nessas opções o requerente do visto deve apresentar um documento formal que comprove a intenção da empresa portuguesa contratá-lo.

Além desse documento, aconselho que procure a sede do consulado português mais próxima da sua residência para se informar dos pormenores de outros documentos requisitados.

Há vários consulados e vice-consulados no Brasil e o rol de documentos pode mudar a depender de onde seja a sede consular.

Prático => Lisboa Card para 24, 48 ou 72 horas

 

Estudante pode trabalhar em Portugal?

Essa também é uma opção segura de vir pra cá. No entanto, ela exige um planejamento um pouco maior.

Recentemente, uma alteração na legislação portuguesa veio a facilitar a possibilidade de trabalho para os estudantes que residem aqui legalmente. Antes disso, se o estudante quisesse trabalhar era necessário que requeresse ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, o SEF, uma autorização de trabalho.

Com a mudança na lei, basta agora que o SEF seja tão somente notificado pelo estudante. Junto à notificação, porém, deve ser apresentado o contrato de trabalho demonstrando a compatibilidade entre o horário trabalho e de estudos.

A obtenção de autorização de residência para estudos é ainda mais simples que a de trabalho. A necessidade de maior planejamento que assinalei acima diz respeito ao requisito “comprovação de meios de subsistências”. Aproveite e descubra qual é o melhor seguro viagem para estudante.

Como não há contrato ou promessa de trabalho, bem como não há manifestação de interesse de um empregador, se faz necessário comprovar como será a subsistência do estudante em Portugal.

A comprovação dos meios de subsistência pode se dar de diversas formas, ao que, assim como na autorização de residência para trabalho, aconselhamos a consulta ao consulado para que equívocos sejam evitados.

Explicação => Porque seguro viagem é obrigatório na Europa?

 

Áreas com mais vagas em Portugal

Salário mínimo em Portugal

Segundo o portal Pordata, pelo menos 2,3% dos trabalhadores em Portugal são estrangeiros. O setor que mais emprega pessoal é o de comércio, atacado e varejo, com quase 750 mil empregados.

Esse mercado também é o aquele que tem o maior número de empresas, cerca de 220 mil. Depois dele, o que mais emprega pessoas é o da indústria da transformação, ou seja, o setor fabril. Nele, são empregadas em Portugal aproximadamente 687 mil pessoas.

Vai viajar e não contratou seu Seguro Viagem?
 

Atualmente é possível perceber em Portugal, bem como no mundo inteiro, uma crescente demanda por profissionais da área de informática. De todo modo, não há um número exato da demanda para essa área, pois os órgãos portugueses de dados e estatísticas publicam informações apenas sobre setores e não sobre profissões específicas.

Portanto, isso não me permite saber em número certo da demanda por profissionais de TI por aqui.

Só para exemplificar e no intuito de obter um número que ajudasse você a compreender a demanda de emprego nessa área, fiz uma simples pesquisa no portal net-empregos.com.

Esse site é um dos maiores de publicação de vagas de emprego em Portugal. Nessa pesquisa, até a data da publicação deste post, tinham sido publicadas no portal net-empregos 299 vagas de emprego na área de informática.

Para ter ainda mais informações, também pesquisei o número de vagas ofertadas pela empresa Accenture. Essa é uma grande empresa internacional na área de Tecnologia da Informação e estava a recrutar 89 pessoas no momento em que escrevi este artigo.

Com esses números é possível vislumbrar como se tem se comportado o campo de TI quando o assunto é empregabilidade.

Turismo => Praias mais bonitas do Algarve, em Portugal

 

Melhores regiões para trabalhar em Portugal

Quando o assunto é emprego, é bom ter o cuidado de perceber que nem sempre muitos dígitos no contracheque representam a melhor opção. Vale sempre a pena analisar o peso do salário frente o custo de vida de onde se pretende trabalhar.

Quando me mudei pra cá fiz uma pesquisa exaustiva sobre quais seriam os melhores lugares para trabalhar, estudar e morar.

Acerca da questão emprego, ponderei muitas coisas, dentre elas quantidade de vagas ofertadas, e também a quantidade de pessoas que moravam nas regiões pretendidas. Neste sentido, ainda acrescentei à pesquisa a quantidade de empresas da localidade. O gráfico abaixo fiz baseando-me nos dados da Pordata.

Conforme pode ser visto no gráfico interativo acima, quando se trata de número de empresas em Portugal, a região Norte é aquela que tem um maior resultado, 405 mil.

Ao passo que a região metropolitana de Lisboa conta com 340 mil, ou seja, 65 mil empresas a menos. No quesito oferta de empregos, porém há uma diferença considerável entre as duas regiões.

Por outro lado, quando o assunto é quantidade de habitantes por região a comparação fica mais próxima. Neste quesito, o Norte tem 3,5 milhões de habitantes e a área de Lisboa uma população de 2,8 milhões.

As outras três regiões apresentam dados um pouco mais distantes em comparação com o Norte e Lisboa. Muito embora, se fosse feito um comparativo de vagas de emprego frente a população de cada região, o Algarve teria a melhor proporção vagas/população.

Como as informações oficiais são somente as indicadas pelo IEFP, essa proporção não é tão realista. Digo o mesmo em relação a Lisboa, pois que se passasse pela mesma comparação teria a pior proporção vagas/população.

Para analisar bem e ter mais certeza sobre a melhor região é importante estudar também as ofertas de emprego que não fazem parte das estatísticas.

Há outro número de ofertas de emprego feitas por empresas, tanto nos seus portais corporativos, quanto em sites de recrutamento de terceiros. A título de exemplo, nas 2 mil ofertas de emprego que constam no Pordata não são computadas aquelas 388 vagas na área de informática que falei anteriormente.

Contudo, os dados que colhi ajudam a dar uma ideia panorâmica do mercado de trabalho em Portugal.

Numa análise dura e fria temos conta que as regiões Norte, Centro e de Lisboa são excelentes lugares para encontrar emprego. Vale dizer que todos esses dados que recolhi são dos portais que já citei ao longo do artigo. São informações do Pordata, do INE e do Eurostat.

Descubra => Como trabalhar e ganhar dinheiro viajando pelo mundo

 

Média dos salários em Portugal

Quanto ganha um trabalhador brasileiro em Portugal

Conforme escrevi antes, nem sempre o maior salário é o melhor salário. A remuneração completa média de quem trabalha em Portugal é €1.107,86, conforme dados INE com dados atualizados em janeiro de 2018.

Sobre a média salarial das regiões, tratei disso quando falei das 10 cidades mais baratas de Portugal para morar. Sugiro que dê uma olhada nesse artigo, tem muita coisa lá que pode ajudar você a analisar uma possível vinda para trabalho.

Essa dica é importante, pois é necessário analisar o custo de vida na região que se pretende morar para saber se o salário pago prometido é bom ou não.

Quer trabalhar em casa => Tudo sobre trabalho home office

 

Onde procurar trabalho em Portugal?

Sites de empregos em Portugal

Bem, vou falar da minha experiência. Para quem ainda não está em Portugal, existem três formas de procurar emprego sem muita complicação. Todas são via internet e realmente não comportam qualquer dificuldade.

A primeira delas é por meio dos sites de empregos que divulgam vagas dos empregadores. Existem alguns sites famosos por aqui, indico o net-empregos.com, o sapo.pt e o olx.pt. Todos os três portais oferecem diversas opções de busca por área e região.

A segunda forma é através dos sites das próprias empresas. Aqui em Portugal, é muito comum que as empresas divulguem ofertas de emprego nos seus portais institucionais.

Geralmente, há links nos sites com as opção “trabalhe conosco”, “careiras”, “ofertas de emprego” ou trabalhe conosco. Empresas como Danone, Zara, C&A, Jumbo, Volksvagen e tantas outras fazem esse tipo de divulgação muito frequentemente.

Outra forma de procurar emprego por aqui é através do site do IEFP.  Ele é uma espécie de agência de emprego estatal que disponibiliza vagas de trabalho oferecidas por empregadores em todo Portugal.

Assim como os outros sites com esse tipo de serviço, o IEFP oferece opções de busca por área e região. Além disso, o instituto também dispõe de ofertas de formação para capacitação de trabalhadores. Muitas dessas capacitações são a custo zero e incluem cursos técnicos de excelência em diversas áreas.

Dicas => Como recuperar imposto de um trabalho no exterior

 

Vale a pena trabalhar em Portugal?

Emprego em portugal para brasileiros

Sim, vale! Num outro texto meu falei sobre o custo de vida em Portugal e como é morar, estudar e trabalhar aqui. Aconselho que veja também esse artigo e analise pelo conjunto de qualidade de vida, segurança, saúde e emprego se vale ou não à pena.

Por esse conjunto de coisas que o país oferece é de grande valia trabalhar aqui.

Muito embora Portugal não tenha o melhor salário europeu, há muito que se considerar.

Viver, estudar e trabalhar no país lusitano é uma experiência que eu estou gostando muito e que também gostaria que outros experimentassem. Afinal, não é em todo lugar que se vive tão bem com tão pouco.

Bem, depois disso tudo você tem algo a mais para ajudar-lhe a direcionar suas escolhas. Espero mesmo que isso ajude você e que os seus projetos se realizem com muito êxito.

Outra coisa, não se acanhe, deixe o seu comentário dizendo o que achou do artigo. Até a próxima.

 

Leia mais sobre Portugal:

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Fernando José

Fernando José, 37 anos, é advogado, músico e velejador. Faz Mestrado em Direito do Meio-ambiente em Lisboa e Curso Técnico de Produção de Aeronaves em Setúbal. Mora em Portugal há quase 1 ano e está amando o lugar. Gosta do mar, de escrever e aprender coisas novas, sempre.

4 Comentários

  1. Wesley Goncalves

    Excelente artigo estou programando de ir para Portugal no inicio de 2019 e espero que tudo de certo. Muito obrigado

  2. Anderson de Oliveira

    Estamos querendo nos mudar ainda este ano para Portugal e a única coisa que nos preocupa é moradia. Temos visto a dificuldade arrendar e altos preços.
    Como vamos com crianças isso é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *