quarta-feira , 26 / julho / 2017
Início / Américas / América do Sul / Brasil / Goiás / Pontos turísticos, parques aquáticos e o que fazer em Caldas Novas

Pontos turísticos, parques aquáticos e o que fazer em Caldas Novas

Sempre ouvi falarem desse destino, Caldas Novas. Mas quem nunca ouviu? Kkkkk. É compreensível, afinal a cidade é o centro do maior polo turístico do centro-oeste brasileiro, e um dos sete destinos mais procurados de todo o Brasil. Meu irmão já foi algumas vezes, e até minha mãe ficava insistindo para eu ir. Mas preciso confessar um coisa, nunca tive tanta vontade de conhecer. Será que é um destino para meu perfil? Fui conferir com meus próprios olhos, e nesse artigo trago minhas opiniões, além de dicas sobre o que fazer em Caldas Novas.

Destino conhecido por fazer parte da maior estância hidrotermal do mundo, Caldas Novas está localizada no estado de Goiás, distante 160 km de Goiânia, 270 km de Brasília e muito perto da divisa com Minas Gerais. Por isso mesmo goianos, candangos e mineiros são o maior número de turistas por aqui. Eu fui num voo direto saindo de São Paulo, que durou cerca de 1 hora.

Planeje sua viagem => Encontre as melhores ofertas de hotéis em Caldas Novas

Onde ficar em Caldas Novas

Grande parte dos hotéis de Caldas Novas estão localizados perto do centro comercial, cerca de 5 a 10 quilômetros distante do aeroporto. Fiquei hospedado no Privé Riviera Park Hotel, o maior hotel de águas termais do Brasil. Ele faz parte da Rede de Hotéis Privé, e oferece 782 apartamentos, além de 14 piscinas de águas termais e frias, sendo uma coberta e duas com cascatas.

Além de ser um excelente hotel 4 estrelas e oferecer todos os serviços tradicionais para seus hóspedes, quem escolher se hospedar no Privé Riviera, ou em qualquer outro hotel da rede, terá o direito de utilizar sem custo adicional os três parques aquáticos do grupo: Water Park, Clube Privé e Náutico Praia Clube.

A gastronomia também é um dos diferenciais da rede, misturando sabores regionais com elementos da culinária internacional. O cuidado com os hóspedes começa no café da manhã, com frutas, bolos, sucos e pães produzidos na padaria da própria rede. Tapiocas e omeletes são preparados na hora. No almoço, há grande variedade de pratos como o purê de batata baroa, canelone de abobrinha, risoto do cerrado e frango com pequi. No jantar, muitas vezes há algo especial, como o jantar temático italiano às quartas-feiras.

 

O que fazer em Caldas Novas

Obviamente que a fama de Caldas Novas surgiu devido às nascentes de águas termais que abastecem as piscinas naturais com temperaturas que giram em torno dos 37°C, um verdadeiro convite para o banho.

O processo de aquecimento das águas é 100% natural, com origem nas chuvas que caem na Serra de Caldas Novas, e infiltram-se no solo atingindo profundidades superiores a mil metros. A água troca calor com as rochas e enriquece-se com minerais, retornando à superfície em fontes naturais, ou captadas em poços profundos para abastecer os hotéis e parques aquáticos.

A imersão nas águas de Caldas Novas proporciona o relaxamento muscular, a descompressão articular e o aumento da circulação sanguínea. Apresenta também benefícios à saúde por meio de propriedades analgésicas e anti-inflamatórias. Como resistir?

É verdade que os banhos são o principal atrativo da região e a grande maioria dos turistas, que são maioritariamente famílias e grupos de amigos, passam a maior parte do tempo em algum complexo de piscinas. Porém, a cidade também oferece pontos turísticos bem interessantes, mostrando que há sim muito mais o que ver e visitar em Caldas Novas.

Parques Aquáticos

O que fazer em Caldas Novas
Conjunto de toboáguas do Náutico Praia Clube.

Os três principais parques aquáticos de Caldas Novas, Water Park, Clube Privé e Náutico Praia Clube, pertencem ao Grupo Privé. Ou seja, caso fique hospedado em algum dos hotéis da rede, poderá utilizar os melhores clubes de Caldas Novas sem custo adicional.

Para quem estiver de passagem por Caldas Novas, também poderá aproveitar os parques através do ingresso Vem Com Tudo. O bilhete custa R$ 99,00 por pessoa e dá acesso aos complexos aquáticos por um período de 15 dias.

Casarão dos Gonzaga e Igreja Matriz

Pontos turísticos de Caldas Novas

Eu não esperava ter a chance de conhecer construções históricas em Caldas Novas, mas fiquei animado quando vi a programação. O Casarão foi erguido em 1907 como sede da fazenda do primeiro prefeito da cidade. Hoje abriga o centro de apoio ao artesão e funciona como museu para retratar a história da época, com vários objetos e móveis perfeitamente preservados.

A área mais disputada da casa é a cozinha, onde o fogão à lenha funciona a todo vapor. É possível tomar um cafézinho, comer pão de queijo e ainda levar para casa alguns produtos locais, como farinha de mandioca, polvilho, rapadura, mel puro, pimenta e doces.

O que ver e visitar em Caldas Novas

Já a Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores, é outro ponto turístico interessante de Caldas Novas. Ela foi construída em 1850 por índios e escravos com matéria-prima da região.

Jardim Japonês

Atrações turísticas de Caldas Novas

Vai viajar e ainda não contratou seu Seguro Viagem?

Construído na área da sede de uma antiga fazenda, o Jardim Japonês resgata um ambiente de meditação dos monges budistas. Além disso, no espaço foram preservados objetos característicos do período colonial, como antigas moendas de cana-de-açúcar, rodas d’água e carro de boi. A entrada custa R$ 5,00.

Cachaçaria Vale das Águas Quentes

Pontos de interesse em Caldas Novas

Cachaçaria Vale das Águas Quentes é sem dúvida um lugar que você deve conhecer em Caldas Novas, gostando de cachaça ou não. É verdade que o grande atrativo da visita é conhecer um pouco da história e processo produtivo da bebida, mas existem outras delícias para experimentar e comprar.

Turismo em Caldas Novas

Além das cachaças que são produzidas na própria fazenda e envelhecidas em barril de carvalho por mais de 13 meses, há também grande variedade de licores artesanais feitos com frutos orgânicos tradicionais do cerrado colhidos na própria fazenda, como o pequi, curiola, murici, bacpari, jenipapo, gabiroba, mangaba, entre outros.

O que comer em Caldas Novas

Há também uma infinidade de doces, e o exclusivo e delicioso sorvete de creme com rapadura e melado. Sério, é sensacional! Melhor ainda para finalizar a visita depois de provar uma série de licores e cachaças.

Doces Caseiros Dona Maria

Atrativos de Caldas Novas

Mais um lugar para se deliciar, com o gostinho da história de Caldas Novas. Foi em casa que a Dona Maria aprendeu a fazer doces com sua mãe na década de 50, e até hoje são produzidos em tachos de cobre no forno à lenha. A loja está localizada no mesmo endereço desde 1960, e além de infinitos tipos de doces, também encontramos licores caseiros, farinhas com sabor, conservas e muito tipos de pimentas.

Se você não quiser esperar para provar essas delícias, pode fazer encomendas através da página do Facebook.

Lago Corumbá

Lago Corumbá

Formado a partir da construção da usina hidrelétrica do Rio Corumbá, o lago artificial cobre uma área de 65 km² e se tornou grande atrativo para o lazer da região. Os condomínios, hotéis e parque às margens do lago, o utilizam para a prática de esportes náuticos, pesca esportiva e passeios de barco.

Foi assim que naveguei nas águas tranquilas do Lago Corumbá, num passeio oferecido pelo Náutico Praia Clube, um dos parques aquáticos do Grupo Privé.

Parque Estadual e Feira do Luar

Dois lugares que não tive a chance de conhecer, mas são bastante populares para o turismo de Caldas Novas, foram o Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (Pescan) e a Feira do Luar.

O parque oferece duas trilhas para serem feitas a pé, e outra de carro. Os passeios são acompanhados por guias e oferecem como atrativo a possibilidade de observar de perto a fauna e flora locais, como a chance de ver tucanos, araras, lobos-guará e outros animais da região.

A Feira do Luar acontece de sábado a segunda-feira, no centro de Caldas Novas. Em aproximadamente 100 barracas é possível encontrar comidas típicas, artesanato, bijuterias feitas com pedras brasileiras, sapatos e roupas.

 

Quando ir a Caldas Novas

Se a sua dúvida é quando ir para Caldas Novas, saiba que o destino é indicado para qualquer época do ano. A alta temporada é nos períodos de férias escolares, nos meses de julho, dezembro e janeiro. Se quiser economizar com a diária de hotel e curtir Caldas Novas um pouco mais vazia, na baixa temporada, basta escolher os outros meses do ano. Finais de semana e feriados prolongados também costumam receber mais visitantes, como réveillon, carnaval e até eventos que acontecem em Caldas Novas.

Por falar em eventos, confira a agenda e programação de Caldas Novas:

  • Verão Sertanejo => geralmente acontece em janeiro e reúne grandes nomes da música sertaneja no Brasil;
  • Caldas Country Show => evento com mais de 10 anos de história em Caldas Novas, também é dedicado à música sertaneja. Acontece em novembro!

A boa notícia é que o clima de Caldas Novas é bem estável e dificilmente causará grandes surpresas. A média anual gira em torno dos 24°C, mas obviamente existem épocas que exigem um cuidado maior. No verão, os dias são abafados e costuma chover no final da tarde. O inverno é seco e as temperaturas variam entre 12 e 26°C, o que torna os banhos termais ainda mais gostosos. Primavera e outono são estações em que a amplitude térmica aumenta, com noites frias e dias mais quentes.

 

O que levar para Caldas Novas

Na hora de arrumar as malas, não é preciso se preocupar tanto com o que levar para Caldas Novas. O básico é roupa de banho, mas é sempre bom ter um casaco leve para vestir se estiver visitando a cidade longe do verão. Já no inverno, é bom levar roupas de frio, afinal a temperatura pode chegar a 12°C durante a noite.

 

Vale a pena ir para Caldas Novas?

Comecei o artigo sendo sincero, ao dizer que não sabia se Caldas Novas era o destino certo para meu perfil. No final dos três dias de viagem, preciso dizer que adorei a experiência de conhecer os pontos turísticos, e principalmente os parques e piscinas de águas termais do hotel.

É verdade que o destino tem um perfil mais familiar, mas vi muitos casais sem crianças e grupos de amigos. Então, se você pretende curtir um final de semana, feriado ou mesmo férias para conhecer o maior complexo de águas termais do mundo, preciso dizer que vale a pena sim ir para Caldas Novas.

Se ainda tiver dúvidas sobre o que fazer em Caldas Novas, ou quiser compartilhar suas dicas e experiências, deixe um comentário abaixo. Sempre respondo todos pessoalmente 🙂

Até + !!!


Guilherme Tetamanti viajou a convite do Grupo Privé e Scritta Assessoria, com apoio do seguro viagem da GTA – Global Travel Assistance, A viagem foi patrocinada, mas as opiniões aqui publicadas são de livre expressão do autor.

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Guilherme Tetamanti

Paulistano de 35 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

Confira Também

Pratos da culinária típica do Maranhão

Comidas típicas do Maranhão e restaurantes em São Luís e região

As principais comidas típicas do Maranhão contam um pouco da história do lugar. Criada a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *