sexta-feira , 18 / agosto / 2017
Cadastre seu email para receber nossas atualizações!
Início / Ásia / Quais são os principais pontos turísticos do Nepal?

Quais são os principais pontos turísticos do Nepal?

Com cerca de dois terços do país situado em áreas montanhosas, uma cultura única muito ligada à religião e diversos mosteiros e templos, o Nepal é um país certeiro para quem busca o mix de natureza, cultura e espiritualidade. O turismo é rico para quem gosta de explorar opções diferentes, que você conhecerá nesse artigo que conto um pouco sobre quais são os principais pontos turísticos do Nepal.

Oito das 14 montanhas acima de 8 mil metros existentes no mundo se situam no Nepal, que é atravessado de leste a oeste pela Cordilheira do Himalaia. Abaixo dos picos nevados, florestas verdejantes, planaltos cobertos de uma rala vegetação montanhosa e pequenos vilarejos se reúnem para formar o destino dos sonhos de trilheiros, que se aventuram por diversos quilômetros ao longo das mais estonteantes paisagens.

Planeje sua viagem => Descubra as melhores ofertas de hotéis em Catmandu

Porque é tão importante contratar um Seguro Viagem? »

Mas o país não se restringe apenas a sua especial natureza. Com festivais religiosos, produtos artísticos e uma ampla gama de patrimônios históricos – parte deles tombados pela Unesco -, o país guarda uma gama de atrações, seja nas cidades maiores ou no interior.

Citado como um dos 23 países mais pobres do mundo, de acordo com dados do Fundo Monetário Internacional, o Nepal sofre ainda as consequências do terremoto que atingiu a maior parte do país em abril de 2015. Na capital, é possível ver rachaduras e resquícios de prédios que foram abaixo. No interior, famílias inteiras ainda moram em casas improvisadas. Se visitar o país, lembre do turismo social e consciente, ajudando os moradores a se restabelecerem após a catástrofe.

 

1) Catmandu

Melhores atrações do Nepal
Capital é onde boa parte da vida cultural nepalesa acontece

A capital nepalesa é onde começa a maioria das viagens pelo país: a maior parte dos voos internacionais aterrissam na cidade. Vindo direto de um país ocidental, a primeira impressão pode ser de caos: no centro, as ruas estreitas são um território de competição entre pedestres, vendedores, carros e motos – esses últimos não poupam buzinas para abrir passagem.

É em Catmandu que boa parte da vida cultural nepalesa ocorre, com atrações que vão desde festivais tradicionais a modernas apresentações de música e arte reunidas, especialmente no bairro mais turístico da cidade, o Tamel.

Porém, não é isso o que mais impressiona. Um breve passeio por Catmandu revela uma infinidade de prédios antigos com refinada arquitetura: detalhes encravados em madeira adornam parapeitos e beirais. Infelizmente, a má conservação de seus imóveis traz um tom levemente decadente aos prédios, que contrastam com a agitada vida das ruas.

Catmandu abriga um impressionante patrimônio tombado pela Unesco, a Durbar Square. O conjunto arquitetônico reúne diversos palácios e templos – as estruturas foram bastante afetadas pelo terremoto que atingiu o país em 2015 e a maior parte das rachaduras e pedras tombadas ainda estão à mostra.

 

2) Patan

Lugares imperdíveis no Nepal
Patan é uma cidade antiga.

Basta atravessar o rio Bagmati para chegar à Patan, uma das três cidades-estado que formavam o Vale Catmandu durante o período medieval. Na verdade, no percurso de cinco quilômetros que leva até à antiga cidade, é quase impossível perceber que Catmandu foi deixada para trás, já que o crescimento urbano na metrópole nepalesa englobou as pequenas áreas entre as duas cidades.

O conjunto arquitetônico de Patan é impressionante, com diversos templos e palácios. As casas são altas, de tijolos à vista e coladas umas às outras: caminhar lá é sentir-se novamente no século XVII, quando acredita-se que a maior parte dos prédios foi construída.

Patan é ainda a casa da arquitetura e arte típicas do Vale do Catmandu, conhecida como arte neuari, e ótimo local para comprar as belas peças artísticas. Seu centro, onde fica a Durbar Square, também é tombado pela Unesco.

 

Vai viajar e ainda não contratou seu Seguro Viagem?

3) Bhaktapur

O que fazer no Nepal
Templos e entalhes em madeira formam os principais pontos turísticos da cidade.

A terceira das cidades-estado reais que compunham o antigo Vale do Catmandu, Bhaktapur está situada na velha rota tibetana, o que permitiu grande desenvolvimento. Por estar mais afastada das outras cidades, a cultura local desenvolveu-se de maneira distinta em relação a Catmandu e Patan.

Suas estreitas ruas medievais evocam tempos antigos – a boa preservação dos prédios ajuda na aclimatação. Templos e os entalhes em madeira fazem a fama do local, que é ideal para escapar da agitada Catmandu: muitas de suas ruas são proibidas para carros e toda a atmosfera local é mais tranquila do que a capital.

 

4) Pokhara

Tudo sobre o Nepal
Cidade é o segundo polo turístico do Nepal.

Segundo polo turístico do país, Pokhara é também a segunda maior cidade do Nepal, mas é uma alternativa mais tranquila e pacata em relação a Catmandu. A maioria dos hotéis, restaurantes e bares ficam à beira do lago Phewa, que cria um perfeito pano de fundo para relaxar. Da cidade, ainda tem-se a vista impressionante dos picos nevados de algumas das maiores montanhas do mundo: Dhaulagiri, Manaslu e Annapurna I.

Porém, a cidade que serve de porta de entrada ao Circuito Annapurna é repleta de atividades esportivas. Além de pequenas caminhadas de um ou três dias, ainda é possível fazer passeios de barco pelo lago, com direito à pescaria, encarar passeios de bicicleta ou fazer voos de parapente, pelos quais Pokhara é famosa.

Não deixe de visitar o lago Begnas, a 12 quilômetros do centro.

 

5) Região do Annapurna

O que conhecer no Nepal
Circuito atrai trilheiros do mundo inteiro.

Caminhada mais famosa do Nepal, que atrai a maior parte dos trilheiros de plantão, o Circuito Annapurna não deixa a desejar. Ao fazer o circuito completo, é possível deparar-se a cada dia com um cenário diferente, passando de verdes gramados a rochosos e áridos terrenos em poucas horas: tudo sob a vista imponente dos Himalaias.

É possível fazer apenas trechos do circuito ou completar o percurso inteiro, o que leva em média três semanas. Diversas pousadas e tendas de chá são encontradas nos vilarejos, o que garante hospedagem e alimentação para quem deseja se aventurar no trajeto.

 

6. Lumbini

Principais pontos turísticos do Nepal
É a cidade natal de Buda.

A cidade natal de Siddharta Gautama, o Buda, é uma das principais atrações espirituais do Nepal, atraindo uma gama de turistas em busca da origem do budismo. A cidade é parte do patrimônio da Unesco e inspira um ar de tranquilidade representativo daqueles que visitam o local, sendo também um destino de peregrinação.

Monastérios e centros de meditação são encontrados com frequência pela cidade, que é ideal para retiros e cursos.

 

7) Parque Nacional de Chitwan

O que ver no Nepal
Chitwan significa “Coração da Selva”.

Localizado ao sudeste de Catmandu, a maior reserva nacional do Nepal encontra-se em áreas baixas, propiciando aos visitantes experimentar um clima bastante diverso daquele que pode ser encontrado em outras regiões. Aqui, o clima tropical domina, assim como a fauna e a flora: no parque, é momento de encarnar um safári.

Chitwan significa “Coração da Selva” e resume bem o que pode se esperar do lugar: muita vida selvagem. Passeios são organizados e podem ser feitos a pé ou, o que é mais comum, com elefantes, de forma a ficar mais próximo dos animais. Falando nisso, não deixe de ler o post sobre como decidir o que é ético em atrações com animais, publicado no 360 Meridianos.

Rinocerontes-indianos, tigres de bengala, leopardos, búfalos selvagens, veados e outros animais habitam essa área de floresta e pântano, assim como golfinhos do Ganges e crocodilos habitam os rios (mas são raramente vistos).

O parque é patrimônio mundial da Unesco desde 1984.

 

8) Acampamento base do Everest

Melhores dicas sobre o Nepal
Montanha mais alta do mundo é uma das atrações imperdíveis do Nepal.

Chegar aos pés da mais alta montanha do mundo é certamente uma das atrações imperdíveis do Nepal. Não apenas pelo superlativo de ver de frente essa poderosa e gigantesca montanha, mas por todo o percurso que se faz até chegar lá.

Seus 8.848 metros impressionam e atraem muitos turistas, porém é sabido que a vista a partir do acampamento base não apresenta a mais impressionante visão dos Himalaias: circundado por outras imensas montanhas, por vezes, o Everest em si parece diminuído.

Para fazer a caminhada é recomendado contratar guias e ter um bom preparo físico: encarar a trilha e as altitudes pode ser bastante exigente – o acampamento base em si fica a 5.364 metros do nível do mar.

A trilha mais comum é do acampamento base do Everest (veja tudo no blog Aventura Mango), que leva cerca de 16 dias. Pessoas com mais preparo e mais aventureiros podem tentar o percurso conhecido como Três Passes, que segue por três rotas em elevadas altitudes, passando por picos de 5.300 a 5.500 metros até chegar aos pés do rei, o Everest.

 

9) Lagos Gokyo

Lugares lindos no Nepal
Lagos ficam entre 4 e 5 mil metros de altitude.

Com a popularização do caminho que leva à base do Everest, as caminhadas até os lagos Gokyo são uma boa opção – além de reservarem visuais estonteantes. Parte de um dos mais elevados sistemas de água doce do mundo, os lagos ficam em altitudes entre 4.700 e 5.200 metros.

Da trilha é possível ver o Everest e toda a gama de montanhas de sua cordilheira, além de admirar um dos mais altos lagos do mundo. A caminhada leva cerca de 13 dias.

 

10) Mustang

Quais são os principais pontos turísticos do Nepal?
Região atrai cada vez mais turistas.

Afastando-se do verdejante cenário que é encontrado no Circuito Annapurna, a imersão em Mustang traz a aridez de rochas e pedregulhos. Essa região, que atrai cada vez mais turistas, é casa de uma população budista com características culturais muito semelhantes a dos tibetanos – mesmo o cenário drástico, lembra os planaltos do Tibete.

A cultura do budismo tibetano pode ser explorada nesse território, que abriu algumas áreas ao turismo apenas em 1992 – fato que ajudou a manter a cultura local mais próxima ao tradicional.

Viajar pelo Nepal é uma aventura que pode marcar sua vida. A imensa vista das montanhas passa a sensação de pequenez e o clima espiritual pode ser transformador. Com possibilidades que vão da natureza à espiritualidade e cultura, o país reserva uma viagem inesquecível.

Você tem vontade de conhecer o Nepal? O que te trai nesse lugar fantástico do nosso planeta? Deixe um comentário!

 

Leia mais artigos sobre lugares com montanhas fascinantes:

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Redação QVM

A redação do Quero Viajar Mais está sempre em busca das melhores dicas para você conseguir planejar sua viagem, seja um simples final de semana na praia ou mesmo uma volta ao mundo. Siga nossos perfis nas redes sociais: @QueroViajarMais

Confira Também

Onde se hospedar em Myanmar

Onde se hospedar em Myanmar: Yangon, Mandalay e Bagan

No artigo de hoje, saiba um como planejar sua estadia e onde se hospedar em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *