Cadastre seu email para receber nossas atualizações!
Início / Américas / América do Sul / Chile / Estudar espanhol em Santiago: vale a pena, quais os tipos de curso?

Estudar espanhol em Santiago: vale a pena, quais os tipos de curso?

O espanhol é um dos idiomas mais importantes do mundo, sendo a segunda língua mais utilizada para a comunicação internacional e o terceiro idioma oficial no campo da política internacional, da economia e da cultura. Para os brasileiros então, a importância de estudar espanhol em Santiago é ainda maior, uma vez que é a língua oficial de nossos países vizinhos, como o Chile.

Deste modo, é cada vez mais essencial aprender a falar fluentemente o espanhol. E, sem dúvida, a imersão na cultura e o contato continuo com pessoas fluentes no idioma, contribuem para que o aprendizado seja mais completo e rápido.

Encontre as melhores opções de cursos de espanhol em Santiago »
Ganhe 5% de desconto usando o código “QueroViajarMais”

A América Latina oferece várias opções de intercâmbio de espanhol e um dos países mais procurados é o Chile, mais especificamente sua capital, Santiago. A cidade oferece uma infinidade de cursos, para todos os níveis e os preços são bem acessíveis. Além disso, a cidade de Santiago e o seu entorno oferecem inúmeras possibilidades de turismo e lazer, o que faz a estadia ainda mais interessante.

Confira algumas dicas e descubra porque vale a pena estudar espanhol em Santiago do Chile:

 

Um pouco sobre o Chile

Cercada pela Cordilheira dos Andes, Santiago do Chile é uma das mais bonitas e desenvolvidas capitais da América do Sul. A cidade é grande, limpa, muito arborizada, cheia de parques e praças. Santiago é cosmopolita e oferece atividades culturais e outros tipos atrativos para todos os tipos de gostos.

Vinícolas de Santiago
Época da colheita na Viña Montes.

Além disso, as cidades do seu entorno também oferecem várias opções de lazer e turismo, como Valparaiso, Viña Del Mar, entre outras opções. Você pode esquiar e conhecer a Cordilheira dos Andes, visitar vinícolas nos arredores de Santiago, pegar uma praia no Pacífico, aproveitar os parques e praças de Santiago, entre várias outras atividades possíveis.

 

Quando ir

Quando viajar para Santiago?

Os brasileiros que vão para turismo preferem visitar o Chile durante o inverno, para aproveitar as estações de esqui do país e curtir o frio que não temos por aqui. Mas o verão também é uma ótima época para se conhecer o país, principalmente para aqueles que pretendem ficar uma temporada mais longa, como nos casos de quem vai estudar espanhol em Santiago.

Com temperaturas mais altas, as ruas, praças e parques ficam cheias de gente e é possível perceber melhor como é a vida e os costumes dos chilenos. No verão os dias são quentes, com temperaturas em torno dos 28°C e as noites mais frias, as temperaturas caem para cerca de 15°C.

Para quem gosta de vinho e desejar conhecer as vinícolas, visitar o país em períodos mais quentes é ainda mais interessante, já que nesta época as parreiras estão carregadas de frutas!

Outra vantagem é poder dar um mergulho no Pacífico! Vinã del Mar é um dos principais balneários do pais e fica a cerca de 2 horas da capital.

 

Vai viajar e ainda não contratou seu Seguro Viagem?

Como se locomover em Santiago

Outra vantagem é que o sistema de transporte público de Santiago é muito bom. Seu metrô é um dos mais modernos da América Latina, há muitas linhas de ônibus que ligam as diversas partes da cidade e o preço do táxi é bastante acessível. O que facilita os deslocamentos dos intercambistas na hora de ir para as aulas e de sair para conhecer a cidade.

 

Moeda

A moeda no Chile é o Peso Chileno. Atualmente, com 1 real é possível comprar 195,13 pesos chilenos. Mas não se engane, a moeda não é tão desvalorizada frente ao real como parece. Para converter o peso chileno para o real, um macete é dividir o valor por 1000 e multiplicar por cinco. Por exemplo, se vai pagar em uma refeição 5.000 pesos chilenos, você deve dividir por 1000, e o resultado multiplica por 5. Assim o valor aproximado da refeição é de 25 reais.

A forma mais prática é levar o dinheiro em real e trocar em alguma casa de câmbio com uma boa cotação da cidade. Mas nem todas aceitam a moeda brasileira, então é sempre importante ter dólares e outras opções para saque.

Leia também => Dinheiro no exterior: espécie, crédito ou cartão pré-pago?

 

Passaporte e documentação

Apesar de não integrar o Mercosul, brasileiros não precisam de visto para entrar no Chile, para viagens de turismo, estudo e negócios de até 3 meses. Para quem for ficar este período, o único documento exigido é a carteira de identidade com menos de 10 anos de emissão, não é necessário ter passaporte. Mas fica aqui a dica: é sempre é bom viajar para um pais estrangeiro com passaporte, mesmo que não seja exigido. Isto porque ele funciona como identidade internacional e pode ajudar a evitar imprevistos.

Para quem for ficar por um período superior a 90 dias, já é necessário o visto de estudante. Para solicitar é preciso apresentar passaporte válido (com data de validade de pelo menos 8 meses), carta de aceitação da escola, o formulário do consulado, comprovante de residência, declaração de suporte financeiro, atestado médico, certidão de nascimento, certificado de antecedentes criminais e 4 fotos. Além disso é necessário levar copias dos originais da identidade e do passaporte. Uma observação importante é que com o visto de estudante não é permitido trabalhar.

 

Estudar Espanhol em Santiago

Cursos de espanhol em Santiago

Há diversos cursos diferentes para quem quer estudar espanhol em Santiago. Existem opções para iniciantes, outros para nível intermediário, avançado e para aperfeiçoamento. Cursos particulares ou coletivos, voltados para negócios, para crianças, entre vários outros. Na hora de pesquisar qual curso deseja fazer, minha dica é a Courconnect (Ganhe 5% de desconto usando o código “QueroViajarMais”), que tem uma grande variedade de cursos, em diferentes escolas e não cobra tarifas de intermediação. As principais escolas que ela trabalha são Enforex, Coined, Instituto Chileno de la Lengua, entre outras.

Separei alguns dos principais tipos de cursos para você:

 

Curso Intensivo em Grupo

O curso intensivo em grupo, consiste em uma aula com um grupo de alunos, em um ritmo intensivo de ensino. De uma forma geral, as aulas acontecem de segunda a sexta, a carga horária varia de acordo com a vontade do estudante, mas geralmente é de 4 ou 5 horas diárias. Além disso, existem turmas voltadas para os diferentes níveis, do iniciante ao avançado.

 

Aulas Particulares

Não há dúvidas que as aulas particulares são uma forma mais eficiente de aprender um novo idioma. Com este modelo você consegue aproveitar bem o seu tempo de aula e o processo de aprendizagem é mais rápido. Existem vários tipos de curso com aulas particulares, variando de acordo com a carga horária desejada, o nível do aluno, entre outros.

 

Imersão

Um outro modelo de curso de espanhol no Chile é o de imersão. Nele são mescladas aulas particulares e aulas em grupo. A média da carga horária nesse modelo é de 25 horas por semana.

 

Personalizado

Os cursos personalizados são montados de acordo com a necessidade de cada aluno, levando em consideração seu nível de domínio do idioma, idade, para qual finalidade deseja apreender a língua, tempo, entre outras.

Vai viajar? Comece a planejar sua viagem!

seguro viagem

Nunca se esqueça do Seguro Viagem! Além de ser obrigatório para entrar nos países da Europa, é essencial a contratação caso você tenha viagem marcada para qualquer lugar do mundo. Veja como o seguro me salvou na Alemanha, quando precisei de internação devido a uma infecção alimentar. Também precisei usar meu seguro viagem nos Estados Unidos, logo quando estava curtido uma das ilhas do Hawaii…acabei economizando R$ 2.000,00. Sem contar que auxilia quando há extravio de bagagem ou qualquer outro imprevisto. Utilize o comparador da Seguros Promo, que faz a pesquisa entre as melhores seguradoras para você economizar tempo e dinheiro. Por serem parceiros do blog, nós recebemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Ao contrário, leitores do blog ganham 5% de desconto usando o cupom QUEROVIAJARMAIS5. O pagamento pode ser feito em até 12 x no cartão, ou com + 5% off no boleto bancário!

celular no exterior

Saia do Brasil com internet 4G (Confira o comparativo entre os chips)

reserva de carros

Compare os melhores preços para alugar um carro na Rent Cars => Saiba mais

Cadastre seu email para receber nossas atualizações!

Sobre Guilherme Tetamanti

Paulistano de 34 anos e muita história pra contar. Amo e odeio a selva de pedra, e por isso faço de tudo pra viajar. Sou empresário, administrador de empresas e criador de algumas lojas virtuais. Vendi tudo em 2011 para realizar o sonho de fazer uma viagem de volta ao mundo e praticar fotografia, uma de minhas paixões. Sempre fugi das aulas de redação, mas a vontade de viajar, fazer novas amizades e compartilhar minhas andanças, me motivaram a criar o Quero Viajar Mais.

Confira Também

Como é esquiar no Valle Nevado

Tudo sobre a minha experiência de esquiar no Valle Nevado

Ao longo do tempo percebi que os leitores do blog gostam de artigo variados, tanto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *